Capítulo 13: O Menino que Sobreviveu

[Nota: Capítulo sem revisão. Se encontrarem algum erro, me avisem. A partir de agora, vou chamar os “cultivadores” de taoístas.]


Rayzaki viu que sua situação estava pior do que ele imaginou. Ele não podia sequer cogitar a ideia de se segurar. Ele tinha que achar um jeito de fugir. O misterioso homem encapuzado era demasiado forte. Ele nunca pensou que isso poderia ser possível.

Qual era o seu cultivo?

Por que alguém com tal poder iria ir ao extremo para conseguir algumas pílulas?

Ele saltou em pleno ar e lançou a teia contra o encapuzado.

Assim que a teia grudou em seu estomago, Rayzaki usou sua força para puxar o homem em sua direção.

Ainda no ar, ele usou um galho de árvore aleatório e pulou pegando impulso.

O encapuzado estava em pleno ar sem controle do próprio corpo.

Rayzaki soltou a teia, e como uma bolinha de ping pong, ele usou os galhos das árvores para pular ao redor do encapuzado ao mesmo tempo em que lançava inúmeros ataques de teia.

Antes de cair no chão, o encapuzado estava todo coberto por teia de aranha como se fosse um casulo.

Ele deu um mortal no ar acima do encapuzado e enquanto ele estava de ponta cabeça, ele lançou dois jatos de teias.

Os dois jatos se prenderam no encapuzado. Rayzaki segurou a outra extremidade e completou o mortal ficando em pé em pleno ar ao mesmo tempo em que levantava com extrema força o encapuzado por trás dele.

O encapuzado foi lançado como um chicote e foi bruscamente lançado contra o solo causando o solo ao redor tremer violentamente.

Rayzaki caiu em pé no chão. Com a mão direita, ele a elevou ao céu. Dentro do campo de força surgiu do nada nuvens negras.

Inúmeros raios se acumularam no centro das nuvens negras causando uma sensação de perigo para todos presos dentro do Vale Negro.

[Dança do Trovão]! – Rayzaki sussurrou friamente.

Rapidamente a pressão dentro do Vale Negro se tornou sufocante, e como se os céus estivessem punindo alguém, um enorme raio da grossura de um homem de cem quilos, caiu com todo o furor contra o encapuzado incinerando completamente as teias de aranhas, o solo e tudo em um raio de dez metros.

O mais chocante era que o relâmpago continuou a cair sem sinal de que iria parar.

Dança do Trovão é uma das habilidades que Rayzaki aprendeu na biblioteca do clã. Usando Qi, é possível criar nuvens de raios e atacar o inimigo em uma área de no máximo dois quilômetros. No momento, havia apenas nuvens cobrindo um raio de cem metros, apenas acima do encapuzado.

Aquele que ativar tal habilidade, tem controle absoluto de como será o ataque. A pessoa pôde fazer inúmeros ataques com vários raios, ou um único ataque fundindo todos relâmpagos.

Quanto mais Qi for empenhado no ataque, mais forte e mortal se tornará os relâmpagos.

Rayzaki Zukar esta usando todo a sua energia. Mais de 550 mil de energia.

Tudo dentro do Vale Negro começou a tremer.

Rachaduras no chão começaram a surgir do ponto central do ataque e se espalharam para várias direções.

Dentro do relâmpago torrencial, o encapuzado se levanto empunhando o cajado que emanava um brilho purpura. Ao redor do encapuzado, uma esfera de energia púrpura o protegia.

O encapuzado quase não havia sofrido dano algum desde o início do ataque.

Rayzaki encarou o encapuzado estranhamente calmo.

Era visível que o encapuzado, apesar de forte, estava tendo algum problema para lidar com aquele relâmpago interminável.

Ate mesmo sua esfera de energia estava começando a rachar como um espelho.

Vendo isso, o encapuzado bateu o cajado no solo e a esfera de energia foi renovada.

Não precisava ser um gênio para adivinhar que o cajado era a fonte de poder do encapuzado, e se Rayzaki quisesse vencer, ele teria que de alguma forma destruir o maldito cajado.

Vendo tal ato, Rayzaki sabia que aquilo era apenas energia sendo jogada fora. Então, ao invés de desperdiçar tal energia, ele achou melhor dar um uso melhor para tal habilidade no momento.

A habilidade, Olho de Águia já foi desativada e em breve ele teria que parar a Dança do Trovão ou desativar a Fuga do Camaleão. Antes que isso acontecesse, ele teria que agir rapidamente.

Sem hesitar, Rayzaki parou o ataque sem dissipar as nuvens, pelo contrário, as nuvens começaram a aumentar o seu tamanho se espalhando para todos os lados dentro do Vale Negro.

Ao mesmo tempo ele lançou um jato de teia de aranha em uma árvore alta e fugiu como o herói usa as teias nos prédios.

Nas outras áreas dentro do Vae Negro, os taoístas lutavam contra as árvores, as bestas mágicas e uns contra os outros.

  • Isso é ridículo. Esses caras são uns monstros! – um taoísta usando um robe azul rosnou enquanto lançava um ataque de laminas de veto contra os galhos das árvores.

Ele olhou para o local onde o relâmpago estava caindo.

  • Irmão, você acha que comentemos um erro em vir? – outro taoísta usando um robe verde perguntou enquanto lutava contra uma besta mágica.

Era um gorila de pelo vermelho-sangue com mais de três metros de altura e extremamente dominador. Parecia um rei da floresta.

  • Receio que sim. Por mais que essas Pílulas-Avatares sejam boas, elas não nos serviram pra nada se estivermos mortos. – o homem de robe azul respondeu.

O taoísta de robe azul emanava um forte Qi do reino Keyoji (equivalente ao nível 31 ao 40). O de robe verde emanava o mesmo tipo de Qi, mas parecia mais fraco.

  • Irmão, veja! Parece que a luta terminou! – o robe verde exclamou depois de lançar um forte ataque de fogo contra o gorila.

O taoísta de robe azul olhou para o local onde o relâmpago parou de cair. Ele franziu a testa.

  • Errado. Esta luta esta longe de terminar! Droga! Seth, rápido! Temos que fugir daqui o mais rápido possível!

  • Por que? – Seth, o taoísta de robe verde perguntou confuso desviando do maldito gorila que parecia não ter sofrido dano algum.

  • Por que sobrou pra nós. Quem lançou aquele ataque de raios, agora esta planejando exterminar tudo dentro desse campo de força.

As nuvens de tempestades se alastravam para todos os lados em uma velocidade incrível. Todos os taoístas tiveram os mesmos pensamentos que o homem de robe azul. Todos eles já tinham se arrependido de terem ouvido a sua ganancia. Muitos mesmo já tinham perdido suas vidas, seja por outros taoístas, pelas plantas ou bestas mágicas. Dentro do Vale Negro se tornou um campo de batalha sangrento. Era o inferno na terra.

Qualquer um com um reino de cultivo baixo iria perder sua vida a menos que tivessem alguma sorte que desafia os céus.

Mesmo as bestas mágicas de todos os níveis sabiam que estavam em extremo perigo. Qualquer ser que tem consciência dentro do Vale Negro pressentia o perigo eminente que os fazia querer correr como ovelhas fugindo do predador.

O som dos relâmpagos dentro das nuvens fazia parecer que o céu estava furioso com todos dentro do Vale Negro.

Qualquer luta que estava havendo foi instantaneamente parada. No mesmo instante, todos começaram a correr o mais longe possível que pudessem das nuvens repletas de relâmpagos.

Seth e o homem de robe azul, Trenth, logo chegaram na extremidade do Vale Negro. Os dois eram irmãos de sangue.

Trenth e Seth pararam bruscamente em torno de dez metros de distância da parede de energia esverdeada.

Por estarem já em um reino elevado, ambos pressentiram o perigo que emanava daquela parede de energia. Já os desavisados, continuaram a correr achando que era apenas uma parede de energia que poderia ser destruída com a força de seus próprios corpos.

Três pessoas, todos homens, correram contra a parede e se chocaram contra ela.

Os três explodiram em uma fumaça de sangue e simplesmente assim já estavam mortos. O campo de força brilhou intensamente.

Os outros vendo aquilo, usaram suas técnicas taoístas poderosas para tentar destruir a maldita parede, mas nada do que fizessem parecia surtir efeito. Parecia que ao invés de ceder, o campo de força estava se alimentando da energia que nele foi atirado.

No céu, fora do campo de força, dentro de uma esfera purpura, sentando em um trono com seu fiel servo em pé ao lado, Draiko assistia tudo com um sinistro sorriso de divertimento.

Não demorou mais que dez respirações para todo o céu dentro do Vale Negro ter sido coberto por nuvens negras carregadas de relâmpagos.

Voltando a Rayzaki, ele estava fugindo do encapuzado que apesar de suas vestes estar em um estado deplorável, ele parecia não ter sofrido arranhão algum.

Ao mesmo tempo em que mantinha uma distância de trinta passos do encapuzado, Rayzaki usava seu cérebro a todo vapor.

Com cerca de 80% de sua energia recuperada, ele ativou o Olho de Águia e cobriu todo o Vale Negro. Era um raio de 1 quilometro.

Mais cedo ele havia criado inúmeras Marcas de Qi não só na Floresta Wingworts, mas também em todos os seres vivos que estavam por perto, incluindo todos os taoístas e bestas mágicas.

Como não tinha para onde fugir, Rayzaki estava correndo em círculos.

Ele respirou fundo hesitando por um momento antes de fazer sua cabeça.

Era ele ou eles.

Ele era contra tirar vida, não importa em que universo ele esteja. Tirar uma vida humana era uma medida muito drástica para ele. Era algo sem volta, algo que iria manchar sua alma para toda a eternidade.

Mas era ele ou eles.

A escolha era óbvia. Ele queria viver o máximo que pudesse. Sua vida era mais importante do que desconhecidos que vieram para mata-lo.

Feito sua mente, ele visualizou todas as Marcas de Qi que estavam nos alvos. Sabendo suas posições, ele rugiu:

[Dança do Trovão]!

Toda sua energia caiu para menos de 10% em apenas um instante.

As nuvens brilharam, e como se fosse o fim do mundo com dezenas e mais dezenas de relâmpagos caindo como uma chuva de raios.

Qualquer um do reino Xantiam recebeu ferimentos não tão pesados, mas também não tão leves. Aqueles do reino Keyoji receberam ferimentos graves que levariam no mínimo uns sete meses para se recuperarem, alguns até mesmo perderam partes do corpo. Já abaixo do reino Keyoji, apenas com uma sorte de desafiar os céus seria possível sobreviver ao inferno que desceu das nuvens. Isso incluía tanto taoístas, quantos bestas mágicas e plantas sapientes (plantas que adquiriam consciência depois de inúmeros anos).

Até mesmo o encapuzado recebeu outro ataque de um relâmpago, mas obviamente. O único que estava fora de perigo dentro do Vale Negro era Rayzaki.

Com inúmeras mortes, a visão de Rayzaki foi tomada por várias janelas de mensagens surgindo diante de seus olhos.

(TING)

Ataque bem-sucedido!

 

Demonstrando uma forte sede pela sobrevivência, você ultrapassou a linha do abate. Disposto a tudo para sobreviver, você atacou inúmeros inimigos com força total.

 

Título, “O Menino que Sobreviveu”, adquirido.

 

Uma vez a cada 24 horas, ao custo de uma habilidade/personagem aleatório, você é ressuscitado depois de 5 minutos no exato local onde seu espectro estiver.

 

Quando sua HP ou Energia estiver em 10% ou menos, role o dado de 1 a 6. O dano feito ao inimigo é aumentado de acordo com os seguintes resultados:

1: 10%

2: 20%

3: 30%

4: 40%

5: 50%

6: 60%.

 

Você subiu de nível!
Você subiu de nível!
Você subiu de nível!
Você subiu de nível…

[Nota: Como podem ter percebido, sou péssimo para inventar nomes e coisas do tipo. Próximo capítulo, sem promessa, talvez sábado ou domingo.]

Comentários