iLivro

O Rei Vermerin estava loucamente procurando Alan, mas mesmo depois de 5 horas, ele não conseguiu achá-lo.

 

O Rei Vermerin começou a se perguntar se foi realmente uma ilusão, ou se ele havia ficado louco depois de tantos anos.

 

Mas então no seu campo de visão, surgiu uma pequena figura, e então o Rei Vermerin começou a correr furiosamente para essa figura.

 

E quando estava prestes a chegar perto, de repente um enorme Puma negro surgiu ao lado da pequena figura.

 

Uma aura avassaladora surgiu do Puma, que era um Monarca Marcial, que fez o Rei Vermerin sentir medo, mas então um desejo imenso surgiu em seu coração.

 

Comida!

 

Por causa do ambiente do Vale da Morte, o Rei Vermerin não conseguiu superar o Rei Marcial, não importava quanto tempo se passava e como não havia Bestas Espirituais que ele pudesse derrotar aqui, ele teve que confiar nos musgos e outros nutrientes para sobreviver.

 

Agora uma Besta Espiritual havia surgido, e era um Pico Monarca Marcial, se o Rei Vermerin conseguir devorá-la, claramente sua força aumentará imensamente.

 

E com isso em mente, o Rei Vermerin começou a ficar ganancioso, e sua marcha acelerou.

 

 

Bem, o resultado não era uma enorme surpresa, já que a força do Rei Vermerin não é das melhores, apenas a potência de seu Veneno é poderoso, e como Rina tinha o antídoto, no final Rina limpou o chão com o Rei Vermerin.

 

O Rei Vermerin depois de ser espancado algumas vezes, começou a implorar e logo se submeteu a Alan.

 

Mas claro, como um Rei, ele não iria se submeter tão facilmente ao inimigo que matou milhões de seus filhos, mas o maior motivo de sua rendição, foi a própria peculiaridade de Rina.

 

Pode se dizer que o Rei Vermerin, se tornou um brinquedo para Rina em sua forma de Puma.

 

E por causa da luxúria de Rina, ela acabou sendo envenenada, e Alan teve que gastar um antídoto precioso em Rina.

 

E agora, o Rei Vermerin se submeteu completamente a Alan, mas na verdade está seguindo Rina, que ele trata como seu maior Mestre.

(Dilsin; lembrei da Estelar e a Silkie)

 

Pode se dizer que o Rei Vermerin se apaixonou por Rina depois de ser violado por ela.

(Dilsin; Como assim? wtf?)

 

E Alan que viu essa cena grotesca, de um enorme Verme e uma Puma fazendo sexo, vomitou algumas vezes e depois escapou, para deixar tal cena longe de seu campo de visão.

 

No final Alan decidiu que deveria ensinar uma lição que Rina nunca irá esquecer em sua vida, por fazê-lo ver uma cena tão grotesca.

 

Alan está se tremendo todo apenas de se lembrar, por sorte ele não conseguiu ver tudo, por causa da baixa visibilidade.

 

 

Alan no final deu o nome de Vermeba ao Rei Vermerin, e então começou a fazer várias perguntas sobre o Vale da Morte.

 

E então finalmente descobriu um pouco desse lugar.

 

A milênios, antes mesmo de os Clãs Dragões e Fênixs existirem, quando as bestas eram os governantes de tudo, e os humanos estavam em seu estado mais fraco, desenvolvendo as técnicas de cultivo.

 

Aconteceu uma Guerra entre as maiores potências de toda aquela Era caótica!

 

Milhares de raças lutaram, e milhares caíram.

 

Os Vermerins do Veneno de Deuses, foram uma raça que era a escrava de um certo humano, um Mestre dos Venenos, que era um Deus Marcial, um dos poucos que atingiram tal nível em sua idade.

 

E então uma luta feroz, e o motivo de tudo isso? Foi por um simples item…

 

A Foice da Morte!

 

Esse era um item Divino, que foi criado a partir de uma pequena lasca do osso de uma Divindade Antiga, e junto com a Sabedoria de uma Divindade, assim como as habilidades incríveis de um certo Ferreiro, eles criaram essa Foice.

 

Esse é um dos poucos equipamentos Divinos, que não se é permitido adquirir uma Alma, pelo simples motivo de ser muito poderosa!

 

A Divindade que deu uma lasca de seus ossos para criar A Foice da Morte, uma vez acidentalmente deixou ela cair, e os estragos foram que um Universo inteiro! Vocês não estão lendo errado, um Universo Inteiro! Foi cortado ao meio!

 

Esse equipamento era tão poderoso, que todas as Divindades existentes, a baniram e tentaram destruí-la, mas então houve um pequeno problema.

 

Pois quando a Divindades acidentalmente deixou A Foice da Morte cair, ele meio que acabou entrando em um Buraco Negro, e foi parar em um lugar aleatório dessa Dimensão.

 

E isso foi conhecido por todas as poderosas potências daquela época, e então uma Guerra, sem que as Divindades soubesse, foi criada nesse Vale.

 

E por causa da ganância de possuir tal item, muitas raças foram exterminadas, e não se é possível achá-las mais em toda a Dimensão.

 

Até mesmo alguns Deuses morreram nesse lugar, mas por causa de certos motivos, seus corpos se tornaram cinzas, isso é para que ninguém use seus corpos como materiais, pois isso é um insulto para existências tão poderosas.

 

Mas no final da batalha, ninguém saiu vitorioso, pois A Foice da Morte, na verdade devorou aquele que a tocou.

 

E aquele que a tocou, não era ninguém menos que um Soberano Divino, o humano mais forte de toda a Dimensão naquela época.

 

Mas ele foi devorado como um simples aperitivo pela Foice da Morte.

 

E o motivo de alguém tão poderoso ser devorado? Foi que A Foice da Morte, não iria aceitar ninguém além de seu Mestre original, e no final uma guerra tão catastrófica, foi criada, mas não houve nenhum vencedor.

 

E no final a Divindade achou A Foice da Morte e foi embora, sem se importar com as várias existências mortas.

 

E o Vale da Morte, foi um lugar criado com o ressentimento dos vários especialistas mortos, assim como uma mísera fração de Energia Espiritual e Divina, da Foice da Morte.

 

Mas depois de tantos Milênios, a Energia Espiritual e Divina, se enfraqueceram bastante, e não há nenhuma Energia Divina restante neste lugar.

 

Mas a Energia Espiritual ainda é avassaladora, o suficiente para tingir todo esse lugar de um breu enorme, que mesmo Imortais Marciais, achariam difícil enxergar.

 

E com isso se pode perceber o quão poderoso era um simples equipamentos Divino, criado a partir de uma pequena lasca dos ossos de uma Divindade.

 

(Lich: Quem seria essa divindade?)

 

Quando Alan ouviu essa história, ele ficou chocado e se perguntou quem será a Divindade, ele até perguntou para o sistema, mas o sistema fez silêncio completo, não querendo lhe responder.

 

No final Vermeba falou uma coisa bastante interessante, que pegou a completa atenção de Alan.

 

Havia uma pequena cabana a alguns quilômetros de distância, que foi onde o último especialista humano pereceu.

 

Não se sabe ao certo o seu nível, mas o Vermeba disse que havia uma barreira poderosa, que mesmo ele não conseguia quebrar.

 

Ele não sabe o que tem na cabana, mas deve ser algum tesouro incrível, e isso chamou imensamente a atenção de Alan.

 

Alan então ordenou que Vermeba o levasse para essa cabana!

 

 

E então uma longa viagem de 1 mês se passou rapidamente, com Vermeba os levando sem descansar para a Cabana.

 

Alan achava que era alguns quilômetros, mas já estavam viajando a mais de 1 mês, que pelos cálculos de Alan, seriam mais de 500 mil quilômetros.

 

Alan começou a se perguntar o tamanho desse Vale, e se realmente era possível sair daqui.

 

E nesse mês, Alan encontrou outra formas de vida, mas diferente dos Vermerins, essas formas de vida eram extremamente agressivas!

 

Centopeia Negra Corrompida, Minhoca Negra Devoradora de Almas, Besouro Hércules Negro…

 

Uma enorme variedade de Bestas Espirituais, com o nível básico de Rei Marcial Pico, e até mesmo acharam os Picos Monarcas Marciais.

 

No final, Alan não conseguiu nenhum EXP em matá-los, por causa de Vermeba ter usado seu veneno, e o sistema não contabilizou como sua morte, e mesmo se ele desse o último golpe, o sistema não contou.

 

E olha que cerca de 20 Monarcas Marciais Pico, foram mortos pelo Vermeba e Rina.

 

O maior problema, era que todas as Bestas Espirituais desse lugar, eram venenosas, que foi algo bastante problemático.

 

Mas foi bastante benéfico, pois o Vermeba atingiu o Pico do Monarca Marcial nesse mês, e Rina acabou meio que evoluindo.

 

Sua classificação não aumentou, mas ela ganhou o atributo veneno, e houve algumas mudanças em seu corpo.

 

Primeiro, ela agora consegue controlar sua luxúria um pouco, mas não é grande coisa, e ela também consegue esconder partes de seu corpo, mas isso a deixa desconfortável.

 

Claro, outras coisas como o Veneno, que ela agora produz, é o suficiente para matar até mesmo Vermeba, e ela até testou esse veneno em Alan, que ficou furioso e a puniu, a deixando alguns meses dentro do Reino, sem usar seu Malaquias enquanto ele próprio fazia sexo com suas melhores na frente de Rina.

 

Isso foi a maior tortura para Rina, e ela pensou em morrer várias vezes, mas infelizmente ela não tinha a coragem, e no final ela decidiu nunca mais provocar Alan, pois os resultados podem ser catastróficos!

 

Mas infelizmente, a única coisa que Alan ficou triste, foi que Rina não subiu para o Imperador Marcial, mesmo depois de devorar várias Bestas Espirituais.

 

No final Alan teve que confiar nas Orbs de Evolução para ver se Rina conseguirá avançar, mas ele não fez isso no momento, porque está com medo de assim como Minerva, haja uma traição, então ele quer pelo menos atingir o Rei Marcial, para estar seguro de aumentar a força de Rina.

 

Mas então um enorme problema surgiu, pois não importa o quanto Alan tente, ele não consegue completar sua forma de Dragão!

 

Já está em 99% completada, mas não importa o quanto tente ou lute, isso não irá funcionar.

 

Alan tentou várias vezes pedir ajuda ao sistema, mas no final mesmo o sistema não conseguia ajudá-lo.

 

Claro, Alan não estava muito triste, pois quanto mais tempo demorar para sua forma de Dragão ser completada, mas forte ela será.

 

Mas se isso continuar dessa maneira, talvez demore anos até que ele complete esse 1%, mas ele tem esperança de completar esse 1% antes que 1 ano passe, pois se demorar muito para seu avanço, claramente sua raça ficará para trás e ele não quer isso.

 

 

Alan olhou para uma pequena Cabana de madeira, que estava a 100 metros.

 

Por causa do longo tempo, sua visão melhorou bastante, agora ele conseguia ver até 150 metros, enquanto Rina conseguia observar cerca de 300 metros.

 

Não se pode fazer nada, já que a própria raça de Rina tem uma afinidade especial com a escuridão, então é normal que sua adaptação será mais rápida.

 

Mesmo o próprio Vermeba, só consegue ver até 1 quilômetro de distância, e isso demorou alguns anos para se conseguir, e olha que ele teve a vantagem de nascer nesse lugar.

 

Mas Rina já conseguiu 30% de seus vários anos, em apenas um pouco mais de 1 mês! Isso deixou Vermeba bastante frustrado.

 

Alan olhou para a Cabana, e percebeu a barreira azul, que chama bastante atenção no meio de tanta escuridão.

 

Alan se aproximou e então tocou a barreira, apenas para ser impedido por um instante, mas então desapareceu e ele sentiu como se tivesse quebrado uma membrana fina, como as asas de uma cigarra.

 

Alan ficou surpreso, e Vermeba ficou chocado.

 

Rina não achou grande coisa e tentou passar pela barreira, mas então algo aconteceu.

 

BOOOMM!!!

 

Rina foi enviada voando para longe, por uma forte força de repulsão, que parecia mais um trovão quando foi ativado.

 

Alan ficou chocado, pois Rina é um Pico Monarca Marcial, e para uma barreira causar isso nela, algo não está certo.

 

Mas então Alan pensou nas várias existências que pereceram aqui, e achou que era normal tais efeitos, mas ele ainda ficou chocado, pois essa barreira claramente foi estabelecida a milênios!

 

– Quem diabos criou essa barreira?

 

Alan se perguntou, mas então falou para Vermeba.

 

“Vá ajudar sua Mestra, eu irei ver a cabana! ”

 

Alan não se importou muito em ir observas Rina, e deixou esse trabalho para o Vermeba, que estava apaixonado por Rina.

 

Alan apenas entrou na Cabana, apenas para encontrar uma pilha de trapos velhos e rasgados no centro da cabana, e havia uma pequena estante, com um livro bastante comum, mas que não tinha nenhuma poeira, e suas páginas eram branca como neve.

 

Alan ficou surpreso, pois uma livro em tão bom estado, estava aqui, isso é claramente impossível! Então Alan começou a pensar que esse livro deve conter alguma técnica fantástica!

 

Alan então sorriu feliz e andou até o livro, mas antes ele deu uma olhada nos trapos velhos de roupas.

 

-Sistema, talvez o especialista tenha se tornado poeira?

 

[Exatamente! Quando um Cultivador, no Nível de Guerreiro Divino perece, seus corpos irão se tornar poeira, que então irá desaparecer logo em seguida! Isso é para que seus corpos não sejam usados para meios desprezíveis! Pode se dizer que essa é a dignidade de um especialista Divino, e ter seu corpo virando um material, é uma grande humilhação! Apenas as Bestas Espirituais não se transformarão em poeira, e isso é pelo motivo de uma Besta Espiritual diferente dos humanos, tem seus corpos completamente sendo tesouros, que os céus não estariam dispostos a deixar virar meros grãos de cinzas!]

 

– Entendo, mas porque não achei nenhum ossos acima de Imperador Marcial?

 

[Possivelmente os ossos de todas as bestas que o usuário achou, na verdade eram de bestas acima do Deus Marcial, mas que por certos motivos, foram corroídos e diminuídos até o Nível de Imperador Marcial! Ou seus ossos foram devorados de toda a sua energia pelas Bestas Espirituais do Vale da Morte, assim perdendo suas propriedades originais, a não ser a sua dureza incrível!]

 

-Entendo…

 

Alan ficou bastante surpreso, mas não pensou muito nisso e foi até o livro.

 

[Quatro Cavaleiros do Apocalipse: Morte!]

 

Esse era o título que mostrava no livro, e quando Alan chegou a 1 metro de distância, ele sentiu uma pressão imensa, mas foi por um instante e logo sumiu.

 

Alan ficou muito confuso e com medo, pois essa pressão, foi a pior coisa que já sentiu em toda a sua vida!

 

Por sorte foi algo de poucos milésimos.

 

Alan estendeu a mão para o livro, mas hesitou quando estava a alguns centímetros, com medo se algo prejudicial iria acontecer.

 

Ele perguntou ao sistema, mas nenhuma resposta veio, parecia que estava por sua conta.

 

Alan pensou e suspirou fundo, ele então pegou o livro, mas nada do que ele esperava aconteceu.

 

Alan esperou alguns segundos, mas nada, Alan então suspirou aliviado e falou.

 

“É apenas um livro, não é grande coisa… Que!?! ”

 

O livro em sua mão, começou a se decompor a uma velocidade incrível a olho nu, parecia que os anos que esteve intacto, começou a surtir efeitos.

 

Mas o mais impressionante, foi que nenhuma partícula caiu no chão, mas estava sendo absorvida pela sua palma, que estava segurando o livro.

 

Alan então sentiu um incômodo na mão, mas logo mudou para dor!

 

Alan ficou chocado, pois ele tem anulação a dor, mas agora ele estava sentindo dor!

 

Alan ficou chocado ao saber disso, se perguntando se era realmente real.

 

Mas logo ele percebeu que não era mentira, mas sim verdade, e a cada segundo, a dor estava aumentando.

 

Alan gritou e então caiu de joelhos, ele tentou soltar o livro, mas não conseguia mover seus dedos, parecia que seus dedos foram congelados e ele não conseguia senti-lo.

 

Alan rugiu de dor, e então seus olhos ficaram completamente negros e então desmaiou!

 

[Aí aí… Faça uma boa viagem usuário!]

 

Nota do Autor

 

Bem, posso dizer que a partir desse momento, que haverá algumas grandes mudanças na história, e possivelmente haverá mais interações entre personagens e irei atrasar os avanços de nosso pequeno hacker!

E sobre a sua forma de Dragão, posso dizer que será apelona pra porra! Mas vai demorar, apenas posso dar esse pequeno spoiler… Irá!

Comentarios em ALDF: Capítulo 100

Categorias