iLivro

George sorriu e falou.

 

“Parabéns a sua irmã, por ter avançado! ”

 

Alan sorriu e falou.

 

“Fale isso para ela quando você for a ver hoje a noite na festa”.

 

George riu e perguntou.

 

“Sair para caçar? ”

 

Alan assentiu e George chamou 10 caçadores, todos no nível 5 de Discípulo Marcial.

 

Dentro desses 3 meses, todos avançaram bastante, George está no nível 2 de Guerreiro Marcial e muitos outros estão no nível 1 ao 5 de Discípulo Marcial.

 

Assim como pelos cálculos de Alan, George chegou ao nível 7 do Punho de Tigre, e a maioria dos outros estão no nível 4 ao 6.

 

Alan sorriu e comprimento todos e depois foram sair.

 

 

Hoje, Alan decidiu caçar mais Besta Espirituais, então eles foram profundamente pela floresta, e encontraram grupos de Búfalo Berserk, que tinha 100 a 150 búfalos.

 

Alan não se importou com eles, e continuou a frente, pois sabia que havia áreas com animais que não são apenas Búfalos dentro.

 

Existe um grupo de Cabras de 2 Cabeças, e todos estão no nível de Discípulo Marcial e seu líder muitas vezes, está no reino de Guerreiro Marcial.

 

George não tinha nada contra irem para essas áreas caçar, mas não esperava que Alan falasse para eles não virem, e ficarem apenas nas áreas dos Búfalos e caçar alguns, ele cuida das Cabras de 2 Cabeças sozinho.

 

George queria falar algo, mas ele acabou parando, pois percebeu que Alan estava preocupado com os outros 10 caçadores.

 

 

Alan olhou pelos arbustos, e viu um grupo de 6 Cabras de 2 Cabeças, e viu seu líder.

 

Uma cabra com 2 metros de altura, e duas cabeças.

 

As Cabras de 2 Cabeças Normais, tem entre 1.50 metros de altura, mas aqueles que avançam para Guerreiros Marciais, crescem seu tamanho para 2 metros, e aqueles acima, sempre crescerão mais altos do que 3 metros.

 

Alan sorriu, pois percebeu que essa Cabra de 2 Cabeças, estava apenas entre os níveis inferiores(1 ao 3) de Guerreiro Marcial.

 

Alan tirou sua espada e pensou em usar sua Técnica Controle de Espada, nessa Cabra.

 

Quando Alan apareceu, as Cabras o perceberam, mas não avançaram, em vez disso eles recuaram, pois abriram caminho para seu líder.

 

Alan sorriu e com a espada na mão, entrou em posição de combate.

 

Ele circulou a Energia Espiritual pelo seu corpo, na expectativa de usar todo o seu poder.

 

Então Alan atacou.

 

A Cabra de 2 Cabeças viu Alan correr em sua direção e atacar.

 

Ele bufou friamente e abriu a boca.

 

Uma grande quantidade de calor foi soltado e uma bola de fogo voou para Alan.

 

Alan ficou surpreso, pois era uma Besta Mutada do tipo fogo.

 

As Cabras de 2 Cabeças, normalmente tem apenas o elemento vento, e existem alguns mutados como esse que tem fogo, água e etc.

 

Alan não achou que teria o azar de achar um mutado como sua primeira caça.

 

Mas ele ficou feliz, pois poderá usar totalmente a sua força.

 

Alan usou sua Energia Espiritual e desviou para o lado, e depois atacou com a espada.

 

Alan estava a 2 metros de distância da Cabra, então de repente a espada em sua mão, ficou mais fina e se alongou para frente, perfurando o nariz de uma das cabeças da cabra.

 

A Cabra ficou surpresa pelo ataque e olhou para Alan com raiva.

 

A cabra soltou dois rugidos, onde uma grande rajada de vento surgiu e foi lançada na direção de Alan.

 

Logo atrás estava uma bola de fogo de quase 3 metros de altura e largura.

 

Alan foi pego de surpresa, pois não esperava que seu ataque fizesse a cabra ficar furiosa, e usasse uma grande quantidade de Energia Espiritual.

 

Sem pensar duas vezes, Alan usou 10% de sua Energia Espiritual, em sua Chama de Gelo e lançou no ataque da cabra.

 

Um Dragão rugiu de raiva e voou da mão de Alan, um Dragão de Chamas Azuis feito completamente de chamas saiu de sua mão e acertou o vento forte em sua direção e acertou a bola de fogo.

 

Como se o Dragão de Chamas Azuis estivesse desprezando completamente a bola de fogo, ele simplesmente bateu a bola de fogo e continuou em frente, para a cabra.

 

A Cabra ficou assustada, pois não achava que Alan tinha um ataque tão forte.

 

A cabra desesperadamente circulou sua Energia Espiritual em suas pernas e tentou fugir rapidamente.

 

Mas era tarde demais, e o Dragão de Chamas Azuis, furiosamente o seguiu e atacou.

 

Acertou uma de suas cabeças, onde a explodiu por completo.

 

A Cabra de 2 Cabeças, que agora só tem uma, foi enviada voando para uma árvore, a bateu e destruiu a árvore, continuando direto até quebrar mais 4 árvores por completo.

 

O Dragão já havia desaparecido a muito tempo, e Alan ficou lá de pé, olhando para o que aconteceu, com choque em seu rosto.

 

-Não sabia que esse Dragão seria tão forte, e eu só usei 10% da força total, o que aconteceria se usasse mais?

 

Alan ficou assustado com a força de seu Espírito Marcial, achando que ele não seria tão forte assim, onde apenas 10% foi o suficiente para acabar com um Guerreiro Marcial nível 3 facilmente.

 

Se Alan estivesse desesperado e prestes a morrer, ele poderia usar toda a sua Energia Espiritual e atacar com seu Espírito Marcial, isso poderia matar facilmente um Pico Guerreiro Marcial.

 

Pensando nisso, Alan não pode deixar de se surpreender, e prometeu que treinaria mais o seu Espírito Marcial.

 

Alan andou lentamente e viu a Cabra deitada no chão morta, e viu que a ferida estava congelada.

 

Alan não se importou e usou a Técnica Controle da Espada, fez ela ficar super fina, e a enviou para dentro do olho da Cabra, só no caso da cabra ainda estar viva.

 

Depois de ter certeza que morreu, Alan tirou o Núcleo de Besta de seu cérebro e guardou o corpo e núcleos separadamente.

 

Depois procurou um pouco os arredores, e achou o segundo Núcleo de Besta que ele achava que o Dragão havia destruído.

 

“Parece que o meu Espírito Marcial tem um pouco de inteligência, e não destruiu o segundo Núcleo de Besta”.

 

Alan pegou os dois núcleos e viu que um tinha um vento dentro e o outro tinha uma pequena chama dentro.

 

Alan viu isso e depois guardou, pois ele tinha alguns núcleos como esse em seu anel.

 

Depois disso, ele olhou para o chão, e viu a trilha que as outras cabras foram, e perseguiu.

 

 

Depois de algumas horas, Alan juntou uma grande quantidade de corpos no lugar que ele matou a Cabra Mutada, e deu um sinal, e George e os outros apareceram.

 

Ele chegaram, e viram os corpos deitado no chão, assim como a destruição da área, e ficaram surpresos.

 

George olhou e viu que entre os corpos, havia 5 Rank 3 Bestas Espirituais, o deixando surpreso e olhar para Alan com grande choque.

 

-Ele está no nível de Discípulo Marcial, mas tem uma força que mesmo um Guerreiro Marcial do meu nível, não tem! Talvez ele não tenha avançado para um Guerreiro Marcial ainda, pois deve estar querendo criar uma base sólida como Rocha, e quando avançar, ele será incomparável no próprio nível.

 

Alan olhou para eles e falou.

 

“Me ajudem a carregar os corpos deles, eu darei 10 quilos de sua carne para vocês! ”

 

Quando Alan falou, os caçadores ficaram felizes e alegremente começaram a carregar os corpos.

 

George pegou dois corpos e viu um sem uma das cabeças e sentiu algo estranho.

 

“Você matou uma Besta Mutada! Essa cabra tem dois elementos em seu corpo, pode ser fraco mas ainda está aqui! ”

 

Ouvindo George, os outros pararam e olharam bem para aquele corpo sem uma de suas cabeças, e sentiram uma Energia de fogo e vento dentro do corpo, era bastante fraco, mas estava lá.

 

Eles não puderam não se surpreender e olhar com choque para Alan.

 

Uma Besta Mutada, se for pela primeira mutação, ela terá 2 a 3x mais forças que os do mesmo nível, e saiba que as Bestas Espirituais, são 2x mais fortes que cultivadores humanos do mesmo nível, fazendo com que muitos cultivadores saiam em grupos.

 

Alan apenas sorriu enquanto carregava dois corpos em seus ombros, e andou para a frente.

 

Os outros caçadores riram e seguiram atrás de Alan.

 

 

Eles chegaram depois de viajar por 1 hora, pois pararam para descansar e cuidar de alguns animais que apareceram para roubar sua caça.

 

Ao voltar para a vila, Alan viu que sua casa já estava arrumada, e só faltava a carne.

 

Alan sorriu e rapidamente trouxe os corpos para o quarto andar, entrou no reino com os corpos e começou a desmantelá-los.

 

O quarto andar de sua casa, foi usado para Alan guardar suas coisas especiais, e segredos, fazendo ser um lugar proibido para as servas e Mari só poderia entrar quando Alan deixou.

 

O quarto andar era bastante espaçoso e só havia 3 salas, pois o quarto andar estava dividido em 3 partes, mas a parte do meio tinha 50% do quarto andar, enquanto as outras 2 tinham apenas 25%.

 

Alan não gosta de colocar coisas de Rank 1 dentro de seu Armazenamento, então ele colocou quase tudo dentro de uma dessas salas, mesmo matérias de Rank 2 Bestas Espirituais estão lá dentro, pois Alan não quer guardá-los dentro do anel, pois fica complicado para ele depois achar as coisas.

 

Depois de um dia dentro do espaço, Alan desmantelou todos os corpos e já havia tirado o sangue.

 

Levou para fora do espaço e jogou ossos, couro e outras partes do corpo dentro de uma das salas e desceu com sacos cheios de carne.

 

Eva e as outras pegaram os sacos de Alan e começaram a cortá-los em fatias e colocar para grelhar.

 

Alan pegou 110 quilos da carne e deu para os 10 caçadoras e George, depois os convidou para aparecer na festa.

 

 

No dia seguinte, Alan acordou com Eva ao seu lado e Rose no outro.

 

-Pera… Rose?

 

Alan olhou com choque para seu lado e viu Rose abraçando sua parte inferior do corpo, assim como Eva e não entendeu o que aconteceu.

 

Depois de se concentrar bastante, ele se lembrou.

 

George e os outros trouxeram álcool e Alan bebeu muito, Eva e Rose também beberam e começaram a discutir uma com a outra sobre Alan.

 

Por sorte Mari já havia ido dormir, pois Alan pediu para ir descansar cedo.

 

George e os outros soltaram gargalhadas enquanto viam o que estava acontecendo com as duas e de repente George desafiou as duas a levar Alan para o quarto e darem uma boa noite de sono para ele.

 

Eva e Rose claramente entenderam e depois puxaram Alan bêbado para o quarto, enquanto as gargalhadas de George e os outros soaram para todos os lados, mesmo as outras serva estavam rindo alto.

 

E no final, Alan tirou a virgindade de Rose e teve outra noite com Eva.

 

Se lembrando de tudo o que aconteceu, Alan não pode deixar de xingar George por ter feito ele transar com Rose assim.

 

-Se ela quisesse fazer, eu faria, mas era necessário ela falar com Eva primeiro antes, pois não quero problemas. Mas agora, quando as duas acordarem eu tenho certeza que estarei em problemas.

 

-Ahhhhhh George, você fudeu a minha vida pacifica.

 

Alan se levantou e cuidadosamente saiu do meio das duas, para não acordá-las, e depois de se vestir, ele saiu do quarto.

 

Ao sair, ele viu que o corredor estava bagunçado e ao ir para a cozinha, ele viu que não havia comida, parecia que eles usaram todos os mantimentos ontem a noite na festa.

 

Alan não se importou e foi ao armazenam fora da casa, que estava trancado e depois de pegar alguns sacos ele trancou a porta e saiu.

 

Ele preparou café da manhã para todos e depois de comer, ele levou três bandejas.

 

1 para o quarto de Mari, que estava dormindo, e os outros dois para as duas pessoas dormindo em seu quarto.

 

Quando ele chegou a porta do quarto, ele ouviu o som de algo caindo e quando entrou, ele viu as duas em pé, olhando uma para a outra.

 

E Alan no meio dos dois olhares, olhou para os dois lados e falou.

 

“Não acham melhor comer e depois conversar? ”

 

Mas não houve resposta, então Alan não se importou e andou até a cama, e no processo seu pé ficou preso a coberta no chão, e o que as duas estavam usando para se cobrirem, caiu de suas mãos, mostrando toda a visão a Alan.

 

Ele viu alguns traços de sangue entre as pernas de Rose e viu uma marca de mão nos seios de Eva.

 

As duas gritaram e rapidamente pegaram a coberta e se cobriram rapidamente.

 

Alan sorriu e deixou o café da manhã na cama e depois fechou a porta, bateu palmas e falou.

 

“Tudo bem então! Vamos resolver esse assunto agora! ”

 

As duas olharam em confusão para Alan, e logo entenderam.

 

Alan puxou a coberta no chão e colocou em sua mão, as duas ficaram peladas lá, e começaram a correr para agarrar a coberta nos braços de Alan.

 

Mas quando elas chegaram perto, Alan largou a coberta e abraçou as duas.

 

“Me solta! ”

 

As duas gritaram com vergonha, mas Alan não ouviu e deu um beijo apaixonado a Rose, e depois de alguns segundo, ele soltou e beijou Eva.

 

As duas ficaram envergonhadas e correram para trás, com a coberta em suas mãos.

 

Alan sorriu e começou a tirar a roupa.

 

“O que você está fazendo! ”

 

Falou Eva confusa e com vergonha.

 

“O que você vai fazer? ”

 

Perguntou Rose enquanto olhava com vergonha e um pouco de raiva para Alan.

 

Alan sorriu e falou.

 

“Não é claro? Eu irei ficar pelado como vocês duas, e vamos começar da onde paramos ontem a noite! ”

 

Alan riu e tirou a última peça de roupa, colocando o café da manhã para um canto da sala e depois andou na direção das duas.

 

Seu amigo estava em pé e cheio de energia.

 

As duas ficaram assustadas e começaram a correr para a porta, mas Alan era mais rápido e agarrou as duas em seus braços.

 

Primeiro ele pegou Rose que estava lutando com raiva em seus braços e a encaixou.

 

Rose gemeu e seus braços ficaram fracos, Alan sorriu e beijou Eva apaixonadamente enquanto apertava seus peitos.

 

Depois ele parou de beijar, e usando sua força, ele carregou Eva com uma mão e colocou sua parte privada na sua cara, e começou a lamber.

 

Eva gemeu e ficou envergonhada, tentando lutar um pouco, mas percebeu que Alan estava com completo controle da situação.

 

 

Depois de 1 hora, Alan gemeu e as duas estavam jogadas respirando profundamente em cima da cama, e Alan no meio com um sorriso bobo no rosto.

 

“Saibam que minhas mulheres não irão brigar, Nunca! Se quiserem brigar com alguém, que seja comigo! ”

 

As duas ouviram Alan e apenas assentiram, pois sabia se recusassem, Alan não pararia.

 

Depois de pouco tempo, elas estavam com fome, e comeram o café da manhã que Alan preparou e depois descansaram um pouco mais.

 

Alan riu e se deitou junto com elas, pensando em descansar também.

 

As duas ficaram cada uma em um dos peitos de Alan, e olharam nos olhos uma da outra, e sorriram, como se quisessem dizer ‘Sucesso! ’.

Se Alan visse isso, ele ficaria surpreso e com raiva, e não pensaria mais em nada e começaria a punir essas duas o dia inteiro, e só parava quando estivesse vazio.

Comentarios em ALDF: Capítulo 17

Categorias