Não era como se Alan não soubesse o que eles estavam pensando, apenas que ele não se importou em pensar.

 

A única coisa que Alan estava preocupado no momento, era onde está Mari!

 

“Onde está Elwanda e Mari? ”

 

Daniel voltou de seus pensamentos e falou.

 

“Elas voltaram a 1 hora atrás e estão treinando Tiro com Arco na área de treinamento.”

 

Alan assentiu e depois saiu, deixando todos lá parados, ainda atordoados enquanto olham para as 3 cabeças no chão.

 

Alan pediu algumas indicações para os servos e já havia descobrido a direção certa da área de treinamento.

 

Quando ele chegou, ele viu as duas, Mari estava segurando o Arco Roxo, enquanto Elwanda estava instruindo Mari, como uma professora.

 

Alan sorriu e se aproximou, fazendo com que as duas prestassem atenção e o vissem.

 

“Irmão! ”

 

Mari correu e abraçou Alan.

 

Alan a abraçou de volta e falou.

 

“Como foi seu dia? ”

 

“Hehe. Foi divertido, a vovó El foi muito legal comigo, ela mesma me pediu para ser sua discípula.”

 

Alan fingiu surpresa e depois perguntou.

 

“E o que você respondeu? ”

 

“Que eu veria isso com você.”

 

Alan sorriu amargamente e falou.

 

“Mari, essas coisas não sou eu quem decido, você mesmo terá que escolher! Se você quer ser sua discípula, isso é com você e não comigo.”

 

Mari assentiu e depois falou para Elwanda.

 

“Mestre Elwanda, aceita Mari como sua discípula? ”

 

Elwanda sorriu grandemente e falou.

 

“Sim! ”

 

Alan sorriu e depois se virou, não querendo atrapalhar muito as duas.

 

Ele primeiro voltou para o quarto e perguntou ao sistema.

 

“Onde estão as Orbs? ”

 

[Estão em um espaço independente do sistema, usado para armazenar coisas, mas o usuário não pode guardar nada lá, apenas retirar.]

 

Alan ouviu e entendeu, e depois perguntou.

 

“É possível comprar algo parecido com um inventário de você? ”

 

[A cada 100 pontos é possível comprar 1 metro cúbico de espaço.]

 

Alan ouviu e sorriu, ele então viu que ainda tinha os 512 pontos do Sistema que não havia gastado ainda, e depois olhou para dentro do anel, ele foi contar a quantidade de Núcleos de Besta que ele tem.

 

Depois de alguns minutos, Alan viu que ele tinha 523 Núcleos de Besta de Rank 1, 166 de Rank 2 e 12 de Rank 3.

 

Alan sorriu e falou.

 

“Vender todos os de Rank 1 e 2! ”

 

[Rank 1 Baixo Nível, Núcleos de Besta +323 Pontos do Sistema!]

 

[Rank 1 Nível Médio, Núcleos de Besta +230 Pontos do Sistema!]

 

[Rank 1 Alto Nível, Núcleos de Besta +138 Pontos do Sistema!]

 

[Rank 1 Pico, Núcleos de Besta +195 Pontos do Sistema!]

 

[Rank 2 Baixo Nível, Núcleos de Besta +550 Pontos do Sistema!]

 

[Rank 2 Nível Médio, Núcleos de Besta +1.180 Pontos do Sistema!]

 

[Rank 2 Alto Nível, Núcleos de Besta +1.200 Pontos do Sistema!]

 

[Rank 2 Pico, Núcleos de Besta +600 Pontos do Sistema!]

 

Alan sorriu, pois com esses pontos é os que ele havia acumulado antes, ele tem agora 4.928 pontos do Sistema.

 

“Comprar 20 metros quadrados de espaço! ”

 

[-2.000 Pontos do Sistema!]

 

Alan sentiu seu coração doer, mas valeu a pena.

 

Alan perguntou ao sistema como se abria o espaço, e ele apenas disse que ele fale inventário!

 

-Inventário!

 

Na sua mente apareceu um espaço se 20 metros quadrados, e tinha uma pilha de pequenas bolas de gude.

 

-Essas são as orbs?

 

Alan pensou em tirar uma delas, e apareceu de repente na sua mão.

 

Tinha um desenho de uma espada dentro da Orb, e tinha um número 2 escrito ao lado.

 

[Essa é uma Orb com um Espírito Marcial de Nível 2 selado. Se seu Espírito Marcial absorvê-lo, ele ganhará 100 mil pontos de EXP.]

 

Alan ouviu e depois sorriu, mas não usou, pois 100 mil é um número bastante baixo para ele, então ele foi e perguntou.

 

“Se o Espírito Marcial absorvê-lo, a Energia será pura como a mesma que eu ganho quando treino? ”

 

[100% semelhante ao treinamento!]

 

Alan sorriu e depois guardou a Orb, ele não usaria em seus Espíritos Marciais ainda, pois 100 mil é muito pouco, e Alan deve achar que tem um Espírito Marcial de nível 3 selado, e se for, ele dará no máximo 1 milhão de EXP, que para Alan ainda é pouco, então ele pensou em dar 1 de nível 3 a Mari, para sua Rainha das Fadas chegar ao nível intermediário, e dar alguns para Paloma, para seu Espírito Marcial evoluir para o nível 4.

 

Alan olhou para fora, e depois viu que estava começando a anoitecer, e Mari ainda não havia voltado.

 

Alan saiu e perguntou alguém, se haviam visto as duas, e um servo falou que Mari estava no pátio de Elwanda, como ela era sua discípula, é normal que ela vá morar com ela.

 

Alan ouviu e depois não se preocupou mais, ele apenas pegou todas as coisas de Mari dentro de uma caixa e depois levou para a casa de Elwanda.

 

Alan viu Mari correndo em sua direção com um sorriso no rosto, e Alan falou.

 

“Da próxima vez, venha pegar suas coisas e não saia sem avisar, você pode me fazer ficar preocupado.”

 

Mari assentiu e depois pegou a caixa com suas coisas, e levou para o seu novo quarto.

 

Alan olhou para Elwanda e falou.

 

“Cuide bem dela.”

 

Alan se virou depois e voltou para seu quarto, entrou dentro do espaço e começou a treinar os Passos das Sombras.

 

Os Passos das Sombras não usava nenhuma Energia Espiritual, fazendo com que não seja possível ter os efeitos da Veia do Dragão, mas pelo menos ele ainda ganhará 200 pontos de EXP.

 

E em pouco tempo, a técnica que antes estava danificada, voltou a funcionar completamente.

 

E mais um tempo, a habilidade evoluiu para Passos das Sombras<Parte 2>.

 

Como as duas novas técnicas que ele aprendeu, estavam no Grau Profundo, Alan começou a pensar em qual seria a próxima que ele iria evoluir.

 

Alan olhou para um tempo, as suas habilidades, e depois resolver focar na Arte do Tigre, para evoluir para a Parte 2.

 

 

[Arte do Tigre atingiu o nível 8!]

 

E 30 dias depois, dentro do espaço. Alan nivelou até o nível 8 e com 302 mil pontos de EXP sobrando, vendo que o tempo voou rápido, Alan saiu do espaço, e viu que já estava de manhã.

 

Alan saiu do quarto e se encontrou com um servo e perguntou onde ficava a cozinha.

 

Depois de receber a informação, Alan foi a cozinha e pediu um café da manhã para uma cozinha irá bastante velha…

 

Depois de comer, Alan perambulou pela casa até se encontrar com Paloma.

 

“Que foi? Por que esse mau-humor? ”

 

Alan viu que Paloma estava brava com alguma coisa, mas ele não conseguia pensar o porquê.

 

Ela olhou para Alan com raiva e gritou.

 

“É por sua causa! ”

 

Alan deu alguns passos para trás de susto e perguntou.

 

“O que eu fiz esposa? ”

 

Paloma ficou com raiva e explicou a Alan.

 

Alan ouviu tudo e entendeu.

 

Daniel queria que Paloma ficasse mais íntima com Alan, já que eles podem ser considerados um futuro casal.

 

Daniel pediu para a Sétima Elder, que ensinasse algumas coisas para Paloma, fazendo com que ela no processo ficasse com vergonha e raiva, pois sabia que seu pai estava querendo realmente juntar os dois.

 

Alan sorriu e brincou.

 

“Qual o problema de querer que nós fiquemos mais juntos? Não vejo problema… “

 

“Você pervertido! ”

 

Paloma interrompeu Alan e começou a andar com raiva para outra direção, mas Alan agarrou seu braço e falou.

 

“Deixe-me terminar de falar primeiro!

 

Eu não vejo problemas em nos aproximarmos, mas o problema está em querer forçar isso. Eu posso ser alguém de mente aberta e pervertido como você falou antes, mas nunca farei nada contra a vontade dos outros.

 

Se você gosta de mim, eu aceitarei isso e esperarei até você estar pronta, mas não a forçaria, apenas vá com calma.”

 

Paloma ouviu Alan e ficou surpresa, não achava que ele poderia falar essas coisas.

 

Paloma sentiu seu coração esquentar, e ela apenas assentiu enquanto saia, com o coração um pouco mais leve.

 

Depois de ver Paloma sair, Alan sorriu e depois sua expressão se tornou séria.

 

Ele foi até a casa de Elwanda para se encontrar com ela.

 

“Como posso ajudar Alan? ”

 

Elwanda estava agindo um pouco diferente do normal, parecia que ela já tinha ouvido falar sobre Alan matando 3 Elders ontem.

 

“Eu irei sair por um tempo. Irei treinar na selva, e queria que você cuidasse de Mari enquanto isso.”

 

“Claro! Mari é minha discípula e ela é muito talentosa, eu só precisava explicar 2 vezes para ela aprender rapidamente as coisas que eu falo, assim como ela aprende rapidamente qualquer técnica de Arco que eu a ensinei. Por acaso você sabe qual o tipo de Espírito Marcial que ela tem? Ela falou que você não deixa ninguém saber.”

 

Alan sorriu e falou.

 

“Eu não sei o nome certo do Espírito Marcial, apenas que é um de nível 4, tipo arco.”

 

Elwanda ficou surpresa, pois não achava que Mari teria um Espírito Marcial de nível 4.

 

-Deve ser normal que ela tenha um Espírito de nível 4, pois seu irmão também é um talento monstruoso que deve ter um Espírito Marcial de mesmo nível ou superior.

 

Alan trocou mais algumas palavras com Elwanda, e falou seriamente sobre não deixar Richard chegar perto dela, senão as consequências serão imensas.

 

“Pode deixar! Não deixarei aquele pirralho de mente podre chegar perto de minha adorável discípula! ”

 

Alan assentiu e depois falou algumas coisas para Mari e depois foi se encontrar com Daniel.

 

“O que posso ajudar o meu Genro? ”

 

Alan sorriu e falou.

 

“Estarei saindo para treinar na floresta, e não sei quando voltarei.”

 

Daniel ficou surpreso, mas apenas assentiu, pois sabia que ninguém conseguiria treinar Alan na sua tribo, então é bom que ele queira sair e treinar lá fora.

 

Alan assentiu e quando estava se virando, Paloma apareceu e falou.

 

“Você não está esquecendo de nada não? ”

 

Alan colocou a mão no queixo e depois respondeu.

 

“Esqueci minha espada no meu quarto, obrigado por lembrar! ”

 

Então Alan passou por ela. Paloma ficou irritada e gritou.

 

“Eu vou também! ”

 

Alan sorriu e falou.

 

“Eu sei do que você está falando, mas você tem certeza? Eu posso fazer coisas pervertidas com você no meio da floresta.”

 

Enquanto falava, Alan fazia movimentos com a mão, como se estivesse apertando algo grande e macio.

 

Paloma olhou com raiva e falou.

 

“E-Eu confio em você! ”

 

E essa frase chocou Alan e Daniel, fazendo Alan sentir um pouco de calor em seu coração.

 

-Qual foi a última vez que alguém falou isso para mim?

 

Desde que Alan perdeu sua mulher e dois filhos por causa de seus inimigos, ele não encontrou mais nenhuma mulher que poderia falar que confiasse nele, depois de saber a sua história.

 

Ouvindo Paloma falar essa frase, ele não pode deixar de sentir calor em seu coração, e se lembrar dela e das duas crianças que ela trouxe.

 

Alan rapidamente deixou esses pensamentos de lado e depois sorriu e falou.

“Tudo bem então! Pegue suas coisas rapidamente, estarei saindo em 2 horas! ”

Comentarios em ALDF: Capítulo 25



15

Índice×