iLivro

Nota do Autor

 

Desculpe por não ter postado ontem. Eu li uma novel que me deixou bugado e não consegui escrever nada nesses dias, muito menos revisar.

 

Então acabei esquecendo de colocar esse capítulo.

 

___—___

 

Alan e Fred, junto com a Bruxa de Sangue inconsciente, entraram dentro do Reino.

 

Assim que entraram, Alan e Fred caíram exaustos no chão e rapidamente alguns Demônios Carmesins que estavam perto, correram para ajudar.

 

Mas quando viram a Bruxa de Sangue ferida e inconsciente nos braços de Alan, eles ficaram com medo e ódio.

 

Alan exausto falou.

 

“Ela está sob meu controle, então não se preocupem! Ela não irá atacar ninguém. Levem-nos para o castelo e peça para alguém cuidar das feridas de Fred, eu cuidarei das minhas e da dela! ”

 

Os Demônios Carmesins estavam com raiva, mas eles não ousam desobedecer Alan, então rapidamente o ajudaram a se levantar e Fred, alguns olharam com relutância, mas levantaram a Bruxa de Sangue também, mesmo que foi rudemente.

 

Alan não se preocupou, pois é normal que sintam ódio por ela, já que ela os escravizou, torturou e matou seus entes queridos.

 

 

Quando Alan, Fred e a Bruxa de Sangue foram levados até a frente do castelo, as garotas apareceram e ajudaram eles apressadamente.

 

Alan se esforçou e carregou a Bruxa de Sangue para seu quarto, enquanto falava para tomarem conta de Fred.

 

Todos estavam confusos porque Alan estava deixando a Bruxa de Sangue viva, mas quando viram o corpo sexi, eles entenderam imediatamente.

 

As garotas ficaram com um pouco de ciúmes, pois nenhuma delas tem a coragem de se entregar a Alan nesse momento, elas também não estão prontas e sabem que Alan não irá forçá-las a fazer nada contra sua vontade.

 

Mas quando viram Alan levá-la para seu quarto, elas ficaram confusas, pois Alan não é o tipo que faria essas coisas.

 

Mas metade das coisas estavam certas.

 

Alan levou a Bruxa de Sangue viva, pois ele queria saber as técnicas de controlar o sangue que ela havia usado, então ele iria gravá-las em livros e deixar na biblioteca.

 

Assim como Alan também daria algumas escolhas para ela, claramente ele irá comê-la, pois faz bastante tempo que Alan não experimenta o prazer da carne, e agora que ele tem, o que podemos dizer uma escrava.

 

Então Alan não se importará muito de ser rude com ela, pois seus subordinados todos odeiam ela, então tê-la como brinquedo não será um problema.

 

Assim como Alan também não quer deixar uma mulher se tão alta qualidade morrer sem que ele experimentasse.

 

Alan então começou a se trocar e limpar suas feridas e depois comeu algumas pílulas mais para fechar suas feridas mais rapidamente, e com sua alta Vitalidade, ele tinha apenas algumas cicatrizes, mas estavam desaparecendo rapidamente, e em mais algumas horas desapareceriam.

 

(De onde veio essas cicatrizes?)

 

Por outro lado, Alan tirou todas as roupas ensanguentadas da Bruxa de Sangue e deixou seu corpo para que ele visse.

 

Alan limpou o sangue e esmagou algumas pílulas sobre suas feridas mais pesadas.

 

A Bruxa de Sangue estava pálida por causa da excessiva perda de sangue, então Alan pensou um pouco e pediu ajuda para o sistema.

 

[Se o usuário usar um pouco de seu sangue, será possível que o estado dela melhore bastante, pois a Linhagem do usuário é muito pura e forte, e como ela precisa de sangue para ficar mais forte, será de grande ajuda para ela!]

 

Alan ouviu e entendeu. Então ele cortou uma ferida em sua mão e pingou algumas gotas nos lindos lábios que estavam pálidos da Bruxa de Sangue.

 

(Se não fosse pelo nome de Bruxa de Sangue, essa cena seria muito melhor, Não é?)

 

A cor voltou rapidamente para a Bruxa de Sangue e suas feridas começaram a se fechar mais rapidamente.

 

Alan viu isso então comprou algumas roupas leves e colocou no corpo sexi da Bruxa de Sangue.

 

Claro que Alan não se controlou e tocou intencionalmente várias partes de seu corpo, ele mesmo agarrou seus peitos e olhou naquela parte privada. Ele viu que impressionantemente ela ainda era virgem.

 

 

Alan acha que a Bruxa de Sangue só acordará amanhã, então ele saiu de seu quarto depois que tudo estava pronto e foi ver o que estava acontecendo.

 

Ele sabia que deveria ter pessoas na frente do castelo perguntando porque Alan havia a deixado viva.

 

E Alan estava certo, Ferdinando estava na frente com vários Demônios Carmesins com eles perguntando às garotas e ao ferido Fred sobre isso.

 

Quando viram Alan, Ferdinando gritou.

 

“Mestre! Porque deixar essa bruxa maléfica viva? Se fosse você que tivesse sido derrotado, ela não deixaria você viver! Então porque? ”

 

“Sim! Essa bruxa matou varias de nossos amigos e família, assim como nós deixou passar fome várias vezes, então porque deixá-la viver? ”

 

Muitos queriam gritar que Alan deve ter se apaixonado pela aparência da Bruxa de Sangue, mas ninguém teve a coragem.

 

Alan olhou e falou.

 

“Eu a deixei vivo, pois quero suas técnicas de controlar o sangue! ”

 

Todos ouviram e ficaram surpresos, mas então Ferdinando falou.

 

“Mas essas técnicas só são possíveis para nossa raça usar, o mestre não poderia usar mesmo se quisesse! ”

 

“Eu não quero usá-la, eu quero que vocês a usem! ”

 

Quando ouviram Alan, todos ficaram chocados e confusos!

 

“Possivelmente, seus ancestrais tiveram várias evoluções certo? E eles sempre deixaram suas habilidades e técnicas aprendidas de cada evolução para seus futuros descendentes aprenderem, mas agora sua raça caiu, então até uma nova Bruxa de Sangue aparecer, pode demorar anos, décadas ou mesmo séculos! Então é bom deixá-la viver e nos dar suas técnicas! ”

 

Ouvindo a resposta de Alan, todos ficaram surpresos e depois de pensarem, perceberam que Alan estava certo, pois é muito difícil para alguém de sua raça evoluir, e apenas existem a chance de 1% ou mesmo menos que isso de alguém evoluir.

 

E desde que foram presos pelo Imperador do Trovão, mesmo depois de séculos, apenas 1 que é a Bruxa de Sangue apareceu, até o próximo aparecer, não se sabe quando será, pode mesmo não aparecer e sua raça ficar inútil para Alan, então seria normal se a sua posição nos olhos de Alan descesse grandemente.

 

E ainda tem a chance de Alan colocar outras raças humanóides dentro do Reino e se essas raças mostrarem mais utilidade que a sua, como dar técnicas para seu mestre e ajudá-lo, seu mestre poderá esquecê-los com o tempo, a menos que uma jovem bonita e talentosa nasça em sua raça que seu mestre possa se interessar e levar como uma de suas mulheres, mas não significa que será grande mérito, pois Alan pode mesmo recusar, pois ele já tem e terá mais mulheres ao seu lado futuramente.

 

Ao pensar nisso, alguns começaram a deixar seu ódio pela Bruxa de Sangue de lado e rezaram para ela dar suas técnicas pacificamente.

 

Mas o que eles não sabem, é que Alan tem maneiras de evoluir eles, desde que ele tenha pontos do sistema suficiente, ele conseguirá comprar as Orbs de Evolução.

 

Alan falou isso, para não ter que matar a Bruxa de Sangue, claro que Alan não deixará ela sair impune de ter matado várias pessoas de sua própria raça, então ele está pensando nas punições que dará a ela.

 

Mas isso é claro, se ela se submeter completamente a Alan, se ela lutar, Alan irá ter que fazer coisas que ele não está muito feliz em fazer em mulheres, mas não significa que ele nunca fez isso em mulheres em sua vida passada.

 

Então quando Alan estava indo para dentro, Ferdinando falou.

 

“Mas depois que você conseguir as técnicas, você irá matá-la? ”

 

Alan ouviu isso e perguntou.

 

“Vocês querem mesmo que ela morra? ”

 

Quando Alan falou, todos ficaram confusos, mas Ferdinando assentiu.

 

“Mas se ela morrer, sua raça ficará mais fraca e eu não acho que vocês conseguiriam uma nova Bruxa de Sangue ou uma evolução nesses poucos anos sem a minha ajuda, então deixá-la viva será melhor, pois ela estará protegendo seu clã! ”

 

“Mas mestre! Ela matou várias pessoas de nossa raça, como isso pode ficar impune? ”

 

“Eu não disse que ela ficaria sem punição! Ela irá pagar pelo que fez! Ela a partir de hoje pode ser considerada minha escrava ou pode ser dito brinquedo! ”

 

Ao ouvirem Alan, Ferdinando falou.

 

“Mas isso não é uma punição seria! Para nossa raça, servir a um homem forte é uma benção, mesmo se for como uma escrava! Se o mestre fosse passar pelo nosso clã, qualquer jovem iria querer ficar com você, mesmo se fosse para ser seu animal de estimação! ”

 

Quando Ferdinando falou, várias mulheres e homens assentiram, pois o que Ferdinando falou não é mentira.

 

Servir a um mestre forte é como uma benção para eles, mesmo se fossem escravas ou animais de estimação.

 

E Alan ainda é o mestre de sua raça inteira, então ser seu escravo não é nada mais que glória para si mesmo e seu clã, e se Alan aceitar, ele poderia ter mais de metade das mulheres virgens do clã facilmente que ninguém reclamaria.

 

Alan ficou surpreso quando ouviu Ferdinando falar e todos os outros assentiram, mesmo Fred e as garotas atrás dele assentiram em concordância com as palavras de Ferdinando.

 

Mas então a aura assassina de Alan vazou e todos suaram frio.

 

“Não ache que eu sou alguém que não sabe diferenciar o bem do mal! Se eu disse que irei puni-la, eu irei mostrar o que é o inferno para ela, se eu disser que irei recompensar, irei mostrar o céu para essa pessoa! Então você ainda continuará me questionando? ”

 

Quando Alan falou, todos sentiram medo e perceberam que viram errado seu mestre, Ferdinando e todos atrás dele se ajoelharam.

 

“Desculpe mestre! Não iremos duvidar do senhor novamente! Apenas que não conseguimos aceitar que ela continue viva, pois ela matou muitas pessoas importantes, assim como o antigo chefe do clã, que sempre foi aquele que mais serviu ela bem! ”

 

Alan ouviu isso e não se importou e bufou friamente.

 

“E saiba de outra coisa! Nos meus olhos vocês não são escravos, vocês são meus servos, seguidores, subordinado! Eu não irei tratá-los mal, mas se vocês não acreditam em mim, como eu irei confiar em vocês? ”

 

Quando Alan falou, todos perceberam que a confiança de seu mestre neles caiu grandemente nesse pequeno intervalo de tempo, todos então olharam para o chão, mesmo alguns estavam chorando por serem tão “idiotas”.

 

Alan percebeu que ele conseguiu enganar esse povo, foi uma sorte que eles viveram muito tempo sob o controle de alguém e em suas mentes eles já se consideram escravos.

 

“Não se preocupem com isso no momento, voltem para suas casas e continuem a treinar e aqueles sem talento podem cultivar e cuidar das Ervas medicinais que eu havia lhes entregado! Se vocês futuramente me satisfazerem, eu claramente darei recompensas, mas eu punirei aqueles que não fizeram o certo! ”

 

Todos assentiram e só se levantaram depois que Alan saiu.

 

Ferdinando olhou para todos e falou.

 

“O mestre está pensando no melhor de todos nós, e ele não quer que caiamos no ódio pela perda de nossos entes queridos, pois ele sabe que se matarmos a bruxa, a força de nossa raça será enfraquecida, e todos sabem que o mestre não é alguém com um pequeno talento, vocês podem ver através de sua idade e desse Reino maravilhoso! O mestre está pensando no nosso status e o status de nossa raça, pois futuramente, claramente haverá mais variedades de raças dentro desse Reino maravilhoso que servirão nosso mestre, e eles podem ser mais fortes ou mais fracos, mais úteis ou mais inúteis que nós, mas o mestre nunca nos abandonará e a bruxa é nossa chance de não ficar como as raças mais fracas nesse lugar que agora chamamos de casa! Se futuramente aparecerem gênios em nossa raça, o mestre pode pegá-los e treiná-los, vocês sabem que existem técnicas incríveis que o mestre usa, pois ele conseguiu subjugar a bruxa que é dois reinos inteiros acima dele, então se conseguirmos perdoá-la em nossos corações, podemos ganhar a confiança do mestre novamente! ”

 

Ao ouvirem Ferdinando, muitos concordaram, claro que teve aqueles que falaram.

 

“Mas e se não conseguirmos conviver com a Bruxa? E se o mestre nos abandonar? ”

 

“Vocês tem que perdoá-la, mas não tratá-la como seu amigo ou conhecido, vocês apenas a tratam com respeito e nada mais, vocês não precisam conversar com ela ou tratá-la como o mestre! E sobre o mestre nos abandonar, vocês não perceberam que o mestre não quer isso? Se ele quisesse, ele não mostraria esse Reino para a gente, então temos que ser úteis para o mestre! Se futuramente acharmos coisas úteis e ideias úteis para o mestre, podemos ganhar recompensas como o mestre havia dito, mas vocês devem saber que o mestre pode ser bom, assim como mau! Ninguém é 100% bonzinho e santo, o mestre é um exemplo, ele não é bom, mas também não é mau! Ele nos trata como seus servos e subordinados, se fizermos algo que deixe o mestre furioso ele pode punir você ou pode punir toda a raça, mesmo abandonar todos nós naquele lugar que vivemos antes ou mesmo matar-nós, não será um problema para o mestre, então tomem cuidado para não irritá-lo e aja normalmente como sempre”.

 

Todos ouviram Ferdinando e assentiram, eles entenderam que Alan não terá preferidos, a não ser suas mulheres, e se alguma garota de seu clã mostrar talento e for bonita, Alan pode se interessar, mas não é certeza de que ele irá levá-la como sua mulher, ele pode levá-las como discípulos e levá-las para fora do Reino para ajudá-lo no mundo de fora.

 

Alan por outro lado, estava ouvindo tudo que Ferdinando falou e ficou surpreso e gostou um pouco de como Ferdinando age com as coisas, então ele enviou uma de suas garotas levarem uma carta a Ferdinando mais tarde, dizendo que Alan iria ajudá-lo a treinar a Arte do Tigre Parte 1.

 

Quando Ferdinando ler a carta, ele claramente irá fixar animado, pois ele é um dos talentos do clã e ele quer ficar mais forte para ajudar Alan, então se ele receber treinamento de Alan nessa parte, ele ficará mais forte em suas técnicas.

 

 

No dia seguinte Alan acordou cedo, pois percebeu que a Bruxa de Sangue que estava dormindo na mesma cama que ele havia acordado.

 

Alan olhou para ela e falou.

 

“Bom dia! Qual o seu nome? ”

 

A Bruxa de Sangue olhou para Alan e viu que tinha uma conexão de Mestre e Servo com Alan, ela claramente ficou com medo nesse momento, pois ela fez muitas coisas más que o pessoal do clã claramente não a perdoariam, e agora que ela estava nas mãos de Alan, ela estava com medo de morrer.

 

Alan olhou para ela e viu o medo e terror em seu olhar, então ele se aproximou um pouco.

 

A Bruxa de Sangue estava com medo então ele se moveu indo para trás, com medo de Alan  mas quando se moveu ela sentiu dor pelo corpo a fazendo vacilar e se deitar na cama.

 

Alan já chegou ao seu lado, fazendo a Bruxa de Sangue que caiu deitada na cama fechar os olhos de medo.

 

Alan olhou para isso e achou engraçado, então ele tocou o braço dela e viu que estava bastante fraco, e quando ele a tocou, o corpo da Bruxa de Sangue tremeu de medo.

 

“Não se preocupe, eu não irei machucá-la.”

 

Alan falou gentilmente para a Bruxa de Sangue relaxar, então a Bruxa de Sangue abriu seus olhos e olhou para Alan ao seu lado e viu que ele estava com uma faca na mão, a fazendo sentir mais medo ainda.

 

Ela começou a tremer mais fortemente, estava com medo de Alan a matar.

 

Alan riu e cortou uma ferida em seu pulso e levou para a boca da Bruxa de Sangue.

 

“Beba! Para você se recuperar mais rapidamente.”

 

A ação de Alan a deixou chocada e quando o pulso que pingava sangue chegou até a frente de seus lábios, ela sentiu o cheiro de sangue atraente e inconscientemente começou a lamber a ferida e depois começou a chupar o sangue e ela sentiu que esse é o sangue mais delicioso que ela experimentou em sua vida, mesmo o sangue do Gigante de Água não se compara.

 

Alan viu que ela estava saboreando o sangue então ele parou depois que se sentiu um pouco fraco.

 

“Pronto! Pode parar de beber agora! ”

 

Alan então afastou ela de seu pulso e viu que o olhar da Bruxa de Sangue estava querendo mais.

 

Ela se sentiu relutante em se separar do sangue de Alan, mas sabia que não podia fazer nenhum pedido, pois poderia enfurecer Alan e ela ainda estava com muito medo dele.

 

“Agora me diga, qual o seu nome? ”

 

A Bruxa de Sangue olhou para Alan e com medo ela respondeu.

 

“M-M-Minerva!

“Minerva? É um nome bonito! Agora me diga Minerva, porque você matou tantas pessoas? ”

Comentarios em ALDF: Capítulo 57

Categorias