01- Novo corpo


Depois da imensa dor que eu senti meu corpo entrou em um estado estranho, eu não podia sentir nada, o tempo não existia, a realidade não existia, apenas eu, em algum momento eu senti uma presença, não era um ser vivo ou algo material, era como se estivesse junto comigo, não era uma ligação ou conexão era como uma fusão, aquilo fazia parte de mim.

[Procurando mundo com similaridade… ]


[Mundo encontrado]


[Usando toda a energia para levar alma para o novo mundo]

Depois de muito tempo, ou talvez não, eu ouvi uma voz, era a mesma presença, eu reconhecia essa voz, era a voz do sistema de realidade virtual.

Eu senti as coisas ao meu redor mudarem, antes era um mar de escuridão, mas desta vez eu estava de frente para uma gigantesca parede, na minha mente eu sabia o que tinha que fazer.

Eu preciso atravessar esse muro
Eu forcei minha consciência a atravessar esse muro, era como uma mistura de solido e liquido, quando mais fundo eu ia mais ficava difícil.

Quando atravessei cerca de 1/10 meu “corpo” não conseguia continuar, eu vi ao meu redor centenas de milhares de pontos brancos, parecia que eles também queriam atravessar está parede.

O espaço atrás de mim, não permitia retorno, talvez eu fique para sempre preso aqui, enquanto viajava em pensamentos e desistia eu senti algo, lá estava eu no meu trono, meus servos e companheiros tinham retornado com espólios, todos olhavam para mim.

A serva que me tentou me ajudar colocava a mão no meu ombro e seus olhos diziam, não desista.

Isso me forçou a seguir em frente, continuei meu caminho naquela parede, ela ficava mais resistente, mas eu não me importava, eu tinha todo o tempo para seguir em frente, ao meu redor o número de pontos brancos diminuía.

Eram cada vez menos, eu continuei a ir em frente, a velocidade em que eu viajava diminui exponencialmente, os pontos que eram milhares se tornaram dezenas até que chegou a um ponto em que só havia eu.

A parede na minha frente tinha o tamanho de uma fina folha de papel, mesmo assim sua resistência era como um diamante, eu permaneci tentando passar por ali durante muito tempo, era relativo nesse espaço, mas eu acredito que tenha se passado milênios, minha mente humano não permitia processar isso.

Eu olhava para aquele fino espaço na minha frente, aquele fino e instranspassivel espaço, eu não consigo, não sozinho.

Olhando para trás eu conseguia ver os pontos brancos que também tentava passar, se eu pudesse ter a força de todos eles então eu lembrei da mensagem do sistema.

Ele usou toda a energia para me trazer aqui, essa energia provavelmente era minha força dentro do jogo, então mesmo aqui eu ainda posso afetar aquele mundo

-Sistema vender todas as formulas de criação de monstros, converter em DP

[Fórmulas vendidas]

Esse era meu único trunfo final

[Absorvendo almas ao redor…]

Os pontos brancos que ficavam voando foram sumindo, na minha frente um orbe foi se construindo, depois que alguns milhares de almas sumiram o orbe estava completo, Núcleo da masmorra…

O núcleo voou e quebrou a fina parede, finalmente eu consegui atravessar, naquele momento eu senti um cansaço me assolar e apaguei.

[Fusão com sistema completo]

[Barreira dimensional quebrada, retorno impossível]

[Núcleo da masmorra completo]
[Mundo infinito]

[Iniciando o renascimento]

[Sistema da alma criando ligação com sistema do mundo]

Em um plano superior dois seres astrais que a visão humana não consegue compreender conversavam.

– Uma alma atravessou a barreira, ele passou do infinito quântico pro infinito mágico.

– Qual o problema? Isso ocorre o tempo inteiro.

– Depois que ele atravessou milhares de almas sumiram junto com ele, ele foi parar no mundo infinito sobre sua supervisão.

– Que interessante, ele ira se tornar algo muito forte, não vejo problema, qual seria?

– Ele veio do meu mundo infinito, deixa eu ver também, por favor

– agora ele é meu, você não me deixou ver essa sua tão orgulhosa “terra”

– Por favor eu imploro!

Os seres astrais trataram isso como diversão, um homem com a energia de milhões de almas…

[Renascimento completo]

Eu finalmente acordei, eu estava no meio de uma estranha floresta, ao meu redor só havia árvores, na minha frente só havia o núcleo da masmorra, até a voz tocar na minha mente outra vez.

[Escolha um raça]

Uma lista de milhares de raças surgiram na minha frente, isso me deu até dor de cabeça, vamos colocar um filtro nisso.

-apenas raças sapientes!

A Lista diminuiu bastante, mas ainda era enorme, eu não queria um corpo muito diferente do meu antigo

– Apenas raças bípedes com características humanas, apenas as principais.

Ao fazer isso as escolhas diminuíram ainda mais, agora eu posso organizar.

[Humano] > [Alto humano]
^
[Meio humano] = ]Meio elfo] < [ Elfo] = Elfo negro] = [Elfo obscuro] > [ Alto elfo]

Existia um complexo sistema de cadeias, que interligava os humanos a outras centenas de raças, todas com vantagens e desvantagens, eu separei os principais.

[Humano] [Elfo] [Elfo Negro] [Vampiro] [Lobisomem] [homem besta] [Demônio superior] [Anjo] [Orc] [Anão] [Tritão] [Meio elfo] [Meio demônio] [ Meio anjo] [Meio dragão] …


(Nota: Quando eu usar … é por quê ainda tem mais nomes, itens, ou coisas na lista)

Humanos, era a principal raça, não tinham fraquezas óbvias, eram a média em tudo, além de ser uma das maiores populações, mas sua vida era uma das mais curtas entre as espécies.

Elfo, tinham uma população bem menor que os humanos, velocidade e inteligência superiores, vigor e força inferior, média de vida entre 200/500 anos dependendo do indivíduo, talento com magia Elemental, menos fogo, fraqueza ao fogo.

Elfos negros eram a mesma coisa, mas tinham talento com magia espiritual maior, podiam ver no escuro, mas a inteligência era menor, sua velocidade compensava isso viviam entre 150/400 anos dependendo do indivíduo.

Vampiro, tinha quase tudo acima dos humanos, mas tinham muitas fraquezas, fraquezas a magia de luz, ao sol, magia de fogo, além de não serem resistentes as outras, sua expectativa de vida era praticamente infinita já que não envelhecem, tem pequeno talento com magia negra.

Lobisomem, Força física superior a quase todas as raças, velocidade comparável a dos elfos negros, regeneração ao nível dos vampiros, mas fraqueza completa a magia e impossibilidade de usá-las, além de serem amaldiçoados com suas transformações.

Homem besta, existem centenas de subespécies derivadas, humanos com características de animais, naturalmente mais fortes, como seus primos lobisomens não tem capacidade de usar magia, existem homem besta lobos que se parecem com lobisomens, mas não sofrem de descontrole

Demônio superior e anjos eram nêmesis, não havia muitas informações sobre eles, mas pelo jogo eles estavam em outro patamar, mesmo assim tinham fraquezas total ao enfrentar energias contrárias a de seus próprios corpos.

As demais raças também seguiam mesmo esquema.

Orc grande população, grande força, pouca inteligência, baixa expectativa de vida.

Anão população média, talento com magia de fogo, baixa expectativa de vida.

Tritão população baixa, talento com magia de água, media expectativa de vida.

Meio elfo, meio anjo, meio demônio, meio dragão, esses eram o que tinha de melhor.

Meio elfos tinham grande talento com magia, expectativa de vida média, qualidade do corpo igual dos humanos, sem maioria das fraquezas dos elfos.

A mesma coisa com meio anjo e meio demônio, as expectativas de vida diminuíam um pouco, mas as fraquezas sumiam, o meio dragão era diferente ele era quase perfeito, só havia o problema de ter que viver 100 anos acordado depois dormir 100 anos, além de ser caçado por todas as demais raças.

São escolhas demais, eu não sabia o que fazer, alto humano e alto elfo eram as melhores, mas não estavam disponíveis, também havia a raça Nefilim, mas aparentemente eles estavam extintos.

Eu queria apenas poder criar minha própria raça

[Criar própria raça… esse método é possível, mas tem seus riscos]

O Sistema atendeu meu desejo, eu conhecia os riscos, mas mesmo assim segui em frente.

Um painel surgiu na minha frente, era parecido com o do jogo, mas era bem mais complicado e realista, está na hora de usar tudo o que eu aprendi.

Eu montei o modelo do corpo na minha mente, era parecido com meu corpo anterior, mas o fiz bem mais jovem, saudável e um pouco mais bonito.

Então eu comecei a montar, eu usei como modelo a raça Nefilim, a fusão entre um anjo e um demônio, resistente a toda magia, talento completo em todas as magias, velocidade de um elfo negro, inteligência de um elfo normal, energia demoníaca e sagrada, uma fonte de regeneração igual a dos vampiros, um corpo resistente como o homem besta, uma habilidade de aumento físico como os lobisomens, um controle físico como os anões, uma média em tudo dos humanos, capacidade de respirar em baixo da água dos Tritões, asas de anjo e demônio, e para finalizar o coração de um dragão.


Depois de colocar os ingredientes os problemas começaram, a energia das magias contrárias se chocaram, eu tinha que controlar o fluxo delas para que o corpo aguentasse, as partes humanas conseguiram assimilar bem o resto das partes, parece que minha aparência vai puxar pro lado humano igual o modelo mental.

O coração de dragão esta bombeando mana, para todo o resto do corpo, esta fazendo os genes se fundirem, isso me desgastava muito, a pior parte eram as partes de demônio e anjo, eu tinha que manter elas sobre muito controle.

Os genes de homem besta conseguiram controlar o excesso de mana, os homens bestas são bem mutáveis, mas isso era um problema, as modificações no corpo se iniciaram, tudo na parte de dentro estava sobre controle.

Os genes élficos me proporcionaram orelhas longas a pontiagudas, um dos meus olhos se tornou azul o outro vermelho, Eram os genes de anjo e lobisomem, meus cabelos ficaram pretos como obsidiana, parece que ninguém tomou controle deles, um par de cifres nasceu na minha cabeça graças ao demônio, senti presas brotarem na minha boca a parte vampira, meus outros dentes ficaram um pouco salientes provavelmente culpa do Orc, guelras cresceram no meu pescoço.

Minha pele adquiriu um tom cinza estranho, em certas partes do meu corpo algumas escamas cresceram, na minha mão, ombros e boa parte das pernas graças ao dragão, eram escamas vermelhas, algo começou a brotar da cintura, era um rabo fino na sua ponta escamas surgiram.

Eu olhava para o rabo como um louco, de quem veio isso? Não tinha pelos era totalmente preto e na sua ponta cresceram escamas em forma de lança, parecia uma mistura entre demônio, homem besta e meio dragão.

O corpo começou a adquirir massa, minha pele ganhou uma elasticidade e resistência, a mana finalmente se tornou um circulo e não se chocava mais, absorvendo mana o tempo inteiro e mantendo um fluxo.

Mais nada mudou na aparência estava completo.

[Raça nova criada, sistema buscando um nome com base nas características: Alto Nefilim]

[Status]

Nome: Luke

Raça: Alto Nefilim

Rank: SRR+

Nivel: 1

Classe: Mestre da masmorra

O processo estava completo, eu consegui ver meu próprio corpo, aquela estranha fusão se tornou algo belo, eu era lindo feito o diabo.

Minha alma entrou naquele corpo.


Na terra havia passado apenas uma semana deste que eu morri, quando algo ocorreu, as receitas para monstros apareceram para compra, eram milhares de receitas, os clãs começaram a comprar todas elas, os membros com classes de Dungeon maker, Dungeon Chief e Dungeon build lucraram muito levando o jogo a novas alturas, os GMs procuraram a pessoa que vendeu todas as receitas, mas o ID que encontraram já estava inativo, era o ID do Luke.

Assim Luke ficou marcado para sempre no jogo como se fosse um fantasma, nenhum dos GMs descobriu como ele vendeu as receitas, ao irem na sua masmorra, eles apenas acharam um espaço aberto, nós bancos de dados tudo simplesmente desapareceu.

Comentários