AME: Capítulo 3: Começo Ruim nesse Mundo

-Saia Daqui Demônio !!! (Senhor).

 

Realmente , uma falha.

 

Agora percebo, o que acontece nessa vila, o porque das pessoas me olharem tão feio.

 

Houve uma pequena comoção com aquilo.

 

Algumas mães choravam e afastavam seus filhos e filhas.

 

-Seu demônio o que está fazendo aqui ?!!!

Um senhor gritou

 

Eu fiquei imóvel , ainda pensando no que acontecia ao meu redor.

 

-Não vai me responder !!!

O senhor me deu um soco

 

Vários outros repetiram o mesmo ato

 

Eles me bateram até não dar mais. Eu não sabia me defender, eu era fraco.

Exclamando coisas como eu ser um demônio, e me culpando por várias desgraças que aconteciam com eles, faziam isso

Um bando de lixos , aprendam a resolver seus problemas pensei

Um pequeno grupo de Cavaleiros surgiu.

 

-Nós o levaremos sob custódia

Um dos Cavaleiros pronunciou

 

Vários Habitantes deram graças a isso, uns jogaram pedras em mim. Os cavaleiros nada fizeram.

 

Começamos uma caminhada, o destino ? Eu não sabia.

  ♦

Quando percebi tinha se passado 3 Horas, estávamos andando faz muito tempo. Porque eu só tinha percebido agora ?

 

Bem, foi porque

 

Os Cavaleiros iam a Cavalo e eu a pé, o sol era escaldante, para piorar um dos soldados me dera um tipo de droga, eu sentia toda a minha vontade se esvair, meus músculos latejavam.

 

Minha cabeça rodopiava, eu não cometi um crime , o que eu teria feito ?

 

O meu suor pingava no chão , pouco a pouco o suor ia virando meu sangue

 

Por fim acho que chegamos no nosso destino.

 

Acho que era uma espécie de terreno privado, tinha uma mansão lá.

 

Alguns guardas prostrados na entrada da missão permitiram a entrada.

 

A gente foi até uma espécie de Gabinete, lá um senhor gordo, sorria.

 

“Huh , ótimo” Pensei.

 

Só me faltava isso

 

Minha mente afetada pela droga , começou a agir direito.

 

-Entendo uma criança de cabelos e olhos negros

Falou o Senhor.

 

-Onde o encontraram ?

Perguntou

 

-Na vila Wari

Um soldado respondeu

 

-Muito bem, agora

 

Ele pegou uma faca

 

-Sua cria de demônio de onde você vem ?

 

Ele se aproximou de mim

 

-E-eu não sei (Shiro).

 

-Resposta errada !

 

Ele cortou um pouco o meu braço

 

-Ahhhhhhh (Shiro).

 

Eu quase supliquei por morte, o que era aquela lâmina, fora apenas um cortezinho mas eu sentira aquilo rasgar toda a minha carne.

 

Eu olhei o local aonde ele Tinha cortado, agora só havia uma pequena mancha vermelha, não tinha nenhum corte.

 

-Adoro usar essa Lâmina

Balbuciou o senhor.

 

-Agora responda certinho de onde você vem ?

 

-Eu já disse que não sei ! (Shiro).

 

Ele fez um corte no meu rosto , eu tive vontade de arrancar meu rosto com as unhas quando a ardência começou.

 

-Muito bem agora deixe eu explicar essa situação, nós somos a Igreja Sagrada dos Heróis

O Gordo falou

 

Igreja ? Eu quase me suicide naquela hora, realmente como ha a existência dessa igreja, e ainda se o povo tem consciência dessa Igreja como é que deixam ela livre.

 

Isso é um erro , essa Igreja tem em sua posse soldados ,

Soldados !!! E ainda , agora que minha mente se clareia, essa Igreja os mantém naquela pequenina Vila , porque ?

 

Religião é assim nesse mundo ? sempre deve ter uma separação dela de outras coisas, mas essa aqui é insana

 

-E para ter essa cor de olhos e cabelos, você é filiado com o Deus da Escuridão, admita , pela justiça.

O gordo pronunciou

 

-Justiça, Hah. Eu quase ri Justiça é uma ideia imperfeita criada pelo homem para ele se justificar , Justiça, e essa mansão como você a arranjou, com a sua Justiça ?! (Shiro).

 

Deus da Escuridão fala sério, um deus afeta nossa aparência, eles acreditam em Signos também ?

 

Mas pensando bem eu sou um pouco anormal, pois ao contrário dos termos para as pessoas genéricamente de “Olhos Pretos” que as pessoas falam, na verdade não existem pessoas com olhos pretos, o que existe são os de castanho-escuro que a gente chama de olhos pretos, mas eu era uma exceção os meus eram verdadeiramente pretos. O Porquê ? eu tinha nascido com uma condição genética rara que me dava isso.

 

-O quê , como ousa ?!!!

 

“Ótimo puxe a Isca sua Baleia ” Pensei

 

Porque me trouxera aqui, ele parece tão fiel a seus ideais de Justiça quanto uma criança.

 

Realmente eu era uma pessoa analítica, e pela minha análise ele só me traria ou por puro capricho ou por algum motivo secreto.

 

-Muito bem agora você terá liberdade temporária, mas daqui a um mês terá um Julgamento , ouviu

 

-Sim (Shiro).

 

Eles me expulsaram a chutes , quando eu sai um dos Guardas cuspiu em mim e balbuciou um xingamento. E eles ainda se autodenominavam uma Igreja

 

Eu estava errado, este é outro mundo Imperfeito, com pessoas Hipócritas.

 

Mas eu sai sorrindo, meus palpites estavam certos ele precisava de mim vivo , para alguma coisa.

 

Agora só tem um problema a única vila que eu conheço é aquela que eles disseram que se chamava Wari

 

E agora ? O problema é.

 

Que leva 3 horas pra voltar pra ela !!!

 

-Waaaaaaaahhhhhhhh (Shiro).

 

Tempo depois

 

Eu consegui voltar pra Vila.

 

Eu fiz um cartão com a “Associação de Aventureiros”

 

Descobri que aquele senhor que me empurrara se chamava Zereff, e o ruim ele era quem administrava o lugar. Por sorte como havia poucos aventureiros naquela Vila eu consegui fazer parte da Associação.

 

No início pensei que ia rolar altas aventuras, mas a novidade

 

eu não conseguia fazer magia.

 

E não conseguia ver Status , o que pelo que eu soube até um civil comum conseguia fazer.

 

Eu peguei uma missão que parecia simples, trazer os espólios de uma〘Larva Oppa〙

 

E claro eu não sabia o que era , mas acho que deveria ser fácil achar uma.

 

Eu saio para a floresta.

 

Eu vejo uma Larva verde com uns 45 cm.

 

-Acho que é essa (Shiro).

 

Eu dou um chute nela , o bicho invés de morrer logo joga seda em mim, e me dá uma mordida.

 

-Gurhh (Shiro).

 

Como um inseto tem dentes ? Mas eu não vou deixar essa cópia barata de Caterpie me vencer.

 

Eu dou um outro chute nele e quando ele ia me dar outra dentada , eu pego um galho que estava no chão e finco nele.

 

Tinha acabado

 

-Uff , uff e agora ? (Shiro)

 

Eu descubro outro fato que dificulta a vida de um aventureiro.

 

Retirar os espólios…

 

Shiro pegou o galho e começou a cortar alguns órgãos da Larva, Shiro conseguiu retirar a seda, e a pele da Larva, mas com alguns danos.

 

“Realmente, tomara que existam indústrias nesse mundo assim seria melhor” Pensei.

 

As minhas mãos ficaram cheias de gosmas de Larvas.

 

Eu consegui , algumas peles e sedas , mas sem lugar pra guarda-los , eu levo nas mãos.

 

 

-Ora, ora o que temos aqui um demônio (???)

 

-Minha mãe foi morta por monstros como você (???).

 

Um grupo de aventureiros aparece e me bate, começam a me chutar.

 

Eu pego o pé de um deles e lhe puxei e dei um chute, mas outro deles me deu um soco no estômago, me fazendo cair no chão , eles esfaqueiam o meu ombro, eu começo a ficar inconsciente.

 

“Não, não eu quero viver”.

 

Eu retiro a faca e jogo em um.

 

-Ora seu (???).

 

Eu levanto e afundo a faca em quem eu joguei

 

-Nosso coletor ! (???).

 

-Shinji deixa ele, temos que ir antes que ele mate um dos nossos clérigos, ou sarcedotes

(???).

 

-Essa vai ter volta (Shingi).

 

E eu sou deixado só, com o corpo, mas eu sentia repugnância de mim ? Do sangue que agora estava em minhas mãos ?

 

Não , eu apenas paguei com a mesma moeda, e pode apostar eu faria todos os outros pagarem

 

Comentários