iLivro

Convocados para um mundo diferente.

Hajime ficou lá com as mãos protegendo o rosto e os olhos fechados, mas quando ouviu um sussurro ele abriu os olhos lentamente.

Hajime olhou ao redor com espanto. A primeira coisa que viu foi um enorme mural, ele tinha cerca de 10 metros de altura e havia uma pessoa com traços andrógenos que tinham uma auréola e um longo cabelo louro com um leve sorriso. No mural, uma planície gramada, um lago e as montanhas desenhadas em segundo plano com uma pessoa com as duas mãos estendidas. É um belo mural com um grande tamanho. No entanto, Hajime sentiu que ele era um tanto frio.

Quando olhou em sua volta, ele percebeu que estava em um enorme salão. Ele se perguntava se todo o salão era feito de mármore.

Todo o edifício possuía uma cor branca suave, com enormes pilares que foram belamente esculpidos para sustentar o local, e o teto feito na forma de uma cúpula.

Todo o local parecia uma catedral e a câmara tinha uma atmosfera muito solene.

Parecia que Hajime e o resto estavam no topo de um pedestal que foi localizado na parte mais profunda do edifício.

Eles estavam em uma posição mais elevada do que o resto da área. Seus colegas também olharam em volta surpresos com o que estavam vendo.

Aparente, todos os alunos que estavam na sala de aula no momento em que a luz apareceu foram pegos nesta situação.

Hajime olhou para trás. Não foi só Kaori que estava a olhar o ao redor com um semblante surpreso. E ela não parecia estar ferida, fazendo Hajime se sentir aliviado.

Talvez, as pessoas que estavam em torno do pedestal seriam capazes de explicar a situação. Sim, Hajime e seus colegas não eram os únicos aqui.

Havia pelo menos 30 pessoas de joelhos orando com ambas as mãos na frente do peito.

Todos eles usavam túnicas brancas bordadas a ouro e tinham um bastão ao lado de seus corpos.

Na ponta do bastão que se espalhava como um ventilador, várias peças de discos eram penduradas em volta em torno de um círculo.

Um padre em particular que parecia ter cerca de 70 anos, se destacava por um chapéu que tinha cerca de 30 centímetros de altura, deu um passo adiante em direção a eles.

Embora com sua velhice, ele estava usando um robe muito chamativo. Ele poderia ter passado por alguém com 50 anos se não fossem as rugas que marcavam seu rosto.

O velho padre falou a eles com uma voz clara e calma que se encaixava em sua aparência com um cajado na mão.

“Bem vindos a Tortus, nossos heróis! Congratulo a todos vocês. Eu me chamo Ishtar Lombard e sou o papa dessa igreja. Por favor, vamos conversar.”

Depois que ele se apresentou, um grande sorriso que era associado frequentemente a agradáveis idosos se formou em seu rosto.

O única esperando por eles após a convocação não era uma sacerdotisa ou princesa, mas um cara muito velho!


Após o evento Hajime e os outros estudantes foram para outro local. Eles passaram através do grande salão e viram algumas mesas alinhadas dez metros à frente deles.

Assim como a anterior, essa sala foi feita com detalhes deslumbrantes. Do ponto de vista de um leigo, parecia que todas as obras que decoravam o quarto foram feitas com técnicas magistrais.

Provavelmente este era o salão de jantar. Os quatro do grupo de Kouki e Aiko-sensei se juntaram à cabeceira da mesa. Hajime se sentou no último lugar.

Nenhum deles fez qualquer tipo de som quando foram guiados para o salão e se sentaram em suas cadeiras, suas mentes ainda estavam tentando descobrir o que havia acontecido com eles.

Coube a Ishtar explicar a situação, mesmo Kouki com seu grande carisma foi silenciosamente perguntando. Aiko-sensei reuniu os alunos como um professor deveria com os olhos marejados.

E quando todos se sentaram, com um tempo incrível as empregadas entraram.

Sim, empregadas domésticas reais! Não aquelas empregadas velhas e gordas que assolam a terra. Estas eram verdadeiras belas mulheres, belas empregadas que encarnam o sonho de um homem.

A maioria dos meninos da classe olharam para as empregadas domésticas por causa de suas mentes adolescentes. Embora as garotas estivessem enviando olhares frios para elas.

Hajime instintivamente olhava para a empregada que ia ao seu lado para lhe servir as bebidas… Mas por alguma razão ele sentiu um arrepio na espinha e disfarçou seu olhar.

Quando ele olhou na direção de onde viria esse suposto arrepio, Hajime viu Kaori sorrindo para ele. Hajime decidiu parar de olhar.

Ishtar começou a explicação depois que ele confirmou que todos haviam sido servidos.

“Tenho certeza de que todos vocês estão confusos. Vou começar a explicação, então, por favor, ouçam até o fim antes de fazer qualquer pergunta.”

Depois disso, Ishtar arbitrariamente explicou a situação que parecia com a de uma fantasia.

Em resumo.

Primeiro, este mundo era chamado de Tortus. Neste mundo existem três principais raças. Os seres humanos, demônios e demi-humanos.

Os seres humanos governam sobre a área ao norte. Os demônios dominam a zona sul e os demi-humanos vivem tranquilamente no deserto a leste.

Destes, os seres humanos e os demônios têm estado em uma guerra por várias centenas de anos.

E quando comparados, os demônios eram muito mais fortes do que um humano, mas os seres humanos tinham vantagem em número.

Ambos os lados não estiveram em uma guerra em grande escala já faz algumas décadas, mas eles estão se preparando.

Recentemente, há acontecimentos anormais ocorrendo. A implantações de monstros pelos demônios.

Monstros são uma variação dos animais silvestres que absorvem magia e são alterados.

Eles não foram considerados organismos vivos reais. Eles tinham o poder de imitar a magia peculiar que outras raças usavam, e isso os fez animais poderosos e perigosos.

Até agora, haviam poucas pessoas que podiam domá-los. E mesmo que pudessem ser domados, o domador só poderia controlar um ou dois monstros no máximo.

Isso significava que os seres humanos já não tinham vantagem em número. Agora, a raça humana estava enfrentando uma crise.

“Agora, quem os chamou até aqui foi Eht-sama. Ele é o Deus que nos protege e aquele que adoramos nesta igreja.

Ele foi quem criou esse mundo, o único. O mais provável é que Eht-sama percebeu que se as coisas continuassem dessa forma os seres humanos teriam de enfrentar a destruição.

Por este motivo vocês foram convocados para evitar esse futuro. O mundo que vocês vieram é maior que o nosso, e as pessoas de seu mundo tem um poder excepcional por aqui.

Antes da convocação, nós oramos a Eht-sama. E vocês foram a salvação que ele nos enviou.

Com seus poderes nós vamos derrubar os demônios e salvar os seres humanos pela vontade de Eht-sama”.

Ishtar disse isso com uma expressão muito extasiada. Ele provavelmente estava recordando o que o oráculo lhe dissera.

Mais de 90% dos humanos seguem os ensinamentos da igreja, e aqueles que ouvem o oráculo são muitas vezes atribuídos a posições de poder.

Hajime suspeita disso que eles chamam de “Vontade de Deus”. Ele sentiu que Ishtar estava distorcendo o que o mundo realmente era.

Pessoas que queriam protestar finalmente apareceram. Na frente delas Aiko-sensei.

“Por favor, não brinquem conosco! No final essas crianças estarão lutando em uma guerra! Eu não vou permitir uma coisa dessas! Eu absolutamente não vou permitir uma coisa dessas! Por favor, faça-nos voltar! Certamente suas famílias estão preocupadas com eles! O que vocês fizeram não passa de um sequestro! ”

Aiko-sensei estava com raiva. Ela era uma professora muito popular de Estudos Sociais que tinha 25 anos.

Ela tinha uma cara de bebê e tinha uma altura de 150cm. Seu cabelo estava cortado em chanel. E pelo amor de seus alunos ela tentou seu melhor, o que foi muito emocionante.

Haviam muitas vezes em que os alunos eram protegidos por ela, embora seu corpo não fosse como o de um adulto.

Os alunos muitas vezes a chamavam de Ai-chan, mesmo que ela ficasse com raiva quando se referiam a ela dessa forma. Ela era certamente uma professora digna.

Ele estava irritada com a convocação repentina e levantou-se contra ela.

Ah, Ai-chan está tentando seu melhor novamente. Haviam estudantes que estavam começando a dirigir uma estranha sensação para com Ishtar depois do aviso de Aiko-sensei. E as seguintes palavras de Ishtar os congelou.

“Eu simpatizo com seus sentimentos, mas infelizmente não há nenhuma maneira de retornar vocês a seus mundos.”

Um silêncio preencheu os salões e um ar frio percorreu toda a área. Todo mundo olhou para Ishtar sem saber o que dizer sobre isso.

“Isso é impossível! O que quer dizer que não é possível? Se você pode nos convocar, você pode nos enviar de volta! ”

Aiko-sensei gritou.

“Como eu disse anteriormente foi Eht-sama quem convocou vocês. A magia que interfere com outros mundos é uma magia que nós humanos não podemos usar.

“Querendo ou não, o retorno de vocês só pode ser feito por Eht-sama.”

“Tal coisa…”

Aiko-sensei perdeu sua vontade nesse ponto e caiu em sua cadeira como pedra. Os alunos começaram a protestar após isso.

“Mentiras! Por que não podemos voltar? ”

“Iyaa. Eu só quero voltar! ”

“Não faça piadas sobre uma guerra! Não mexa comigo!

“Porque… porque… porque…”

Os alunos começaram a entrar em pânico com a situação. Mesmo Hajime não estava bem com isso.

No entanto, como um Otaku ele tinha lido muitas situações como essa antes. Por isso, ele esperava por esses padrões.

Uma vez que não foi o pior padrão, ele estava muito mais calmo do que os outros alunos. Aliás, um dos piores padrões seriam sobre eles serem convocados para serem escravos.

Enquanto todo mundo foi pego de surpresa, Ishtar apenas continuou calmo observando as reações dos alunos e optou por deixá-la fluir naturalmente.

No entanto, Hajime podia ver que por trás dessa expressão calma havia desprezo. O sacerdote provavelmente pensava que eles deveriam se sentir honrados por serem escolhidos por Eht-sama.

Ainda assim, o pânico não se estabeleceu. Kouki, neste momento, levantou-se e bateu na mesa criando um estrondo. Esse som surpreendeu todos os alunos e todos passaram sua atenção para ele. Quando ele confirmou que tinha a atenção e todos, Kouki começou a falar.

“Não há nenhuma razão para fazer tanto barulho na frente de Ishtar-san. Ele não tem nada a ver com isso.…Eu, eu vou lutar. Os seres humanos deste mundo estão enfrentando uma crise, isso é um fato. Sabendo disso, eu não posso ignorar seus pedidos de ajuda. Se eu fui convocado para salvar os seres humanos, podemos ser capaz de retornar após tê-los salvo. Ishtar-san, poderia ser assim? ”

“Com certeza, Eht-sama vai responder o desejo dos Salvadores.”

“Nós todos temos poderes especiais certo? Desde que cheguei aqui estou sentindo essa sensação de poder.”

“Sim, isso é certo. De certa forma cada um de vocês tem um poder que é várias vezes maior do que das pessoas desde mundo.”

“Então está tudo bem. Eu vou lutar. Eu vou salvar o povo, e em seguida poderemos voltar para casa. Eu vou salvar o mundo, você vai ver! ”

Kouki agarrou seu punho firmemente quando declarou isso. Em vão, Kouki demonstrou um sorriso brilhante.

Neste momento não haviam dúvidas de que seu grande carisma foi muito eficaz. Os alunos que antes tinham uma expressão de desespero começaram a recuperar a calma e o vigor.

Os olhos de Kouki que brilhavam tão intensamente pareciam ter encontrado esperança nessa situação. Metade das garotas da escola passaram a enviar olhares de admiração para ele.

“Eu pensei que você ia dizer algo assim. Se você tivesse de fazê-lo sozinho eu me preocuparia com você. Eu também vou lutar.”

“Ryutaro.”

“Neste momento, isso é tudo o que podemos fazer. Não é como se eu odiasse isso, eu também vou lutar.”

“Shizuku.”

“Eh, se Shizuku-chan vai, eu vou tentar o meu melhor.”

“Kaori.”

Os quatro do habitual grupo concordaram com Kouki. O resto dos colegas pareceram aprovar e continuaram com o fluxo. Aiko-sensei tentou argumentar com os olhos lacrimejando, mas contra a exibição de Kouki foi inútil.

Afinal, parecia que todos estavam indo participar na guerra. Muito provavelmente eles não entendiam que eles estavam destinados a ir para a guerra, eles estavam apenas com suas fantasias.

Muito provavelmente eles concordaram como um mecanismo para escapar da dura realidade em que estavam, ou então seus espíritos poderiam ter desabado com a situação surreal.

Hajime apenas observou Ishtar pensar algumas coisas. O padre tinha uma expressão satisfeita no rosto.

Embora, Hajime notou algo. Enquanto Ishtar estava dando sua explicação, ele observou Kouki, e confirmou que papel eles teriam para a história.

Com o forte senso de justiça do Kouki era fácil ver a sua reação a tragédia que se abateria sobre os seres humanos.

Depois ele apenas disse a eles sobre a crueldade dos demônios, enfatizando especificamente a crueldade.

Ishtar provavelmente tinha uma boa percepção. Ele queria saber quem teve a maior influência no grupo.

Provavelmente era natural para alguém na maior religião do mundo, mas que pessoa complicada. Hajime marcou Ishtar como alguém que se deve ter cuidado.

Comentarios em Arifureta: Volume 1 Capítulo 1

Categorias