Demônio do quarto fechado

Um líquido roxo espirrou da agulha da cauda do escorpião. Hajime pulou para o lado ao mesmo tempo. O chão começou a se dissolver quando o líquido roxo caiu. Parecia que era um ácido.

Depois ele olhou em volta e confirmou o seu entorno, Hajime sacou Donner.

Dopan! (Estrondo)

Donner foi disparada com potência máxima. Uma bala que vai 3,9 km por segundo chocou-se contra a cabeça do escorpião e explodiu. A passageira em suas costas ficou chocada. Ela nunca tinha visto tal arma; uma arma que poderia atacar em um flash. Não havia nem mesmo qualquer sinal de magia. Alguma eletricidade podia ser sentida ao redor de sua mão direita, mas não houve encantamento ou fórmula mágica. Yue notou que Hajime era o mesmo que ela. Ele era capaz de manipular magia diretamente. Era o mesmo que ela e de alguma forma estava nesse abismo. Ela não tinha certeza se esse era o caso, mas ela tinha assimilado o escorpião ao Hajime.

Hajime foi continuamente em movimento ao redor com seu “Air Walk”. Em seu rosto tinha uma expressão sombria que ele nunca teve antes. Usando sua “Percepção” e “Percepção Mágica”, notou que o escorpião estava se movendo.

Como esperado, a agulha de uma de suas caudas apontou para Hajime. A cauda se movimentou por apenas um instante e a agulha foi atirada em uma velocidade tremenda. Quando Hajime estava prestes a esquivar, a agulha explodiu em pleno ar e se transformou em várias cápsulas.

“Ku!”

Hajime gemeu enquanto ele esvaziou Donner, varreu com o seu “Grande Chute” e cortou com suas “Garras de Ar”. Mesmo com a pressão ele foi capaz de sobrecarregar Donner. Ele jogou Donner para o ar após atirar e arremessou uma granada de sua bolsa.

Mais uma vez, o escorpião suportou o tiro de Donner. Ele estava se preparando para libertar o seu ácido e cápsulas novamente. Antes que estivesse pronta, uma granada de aproximadamente 8 cm de diâmetro rolou perto dele e bateu. A granada derramou liquido inflamável no escorpião.

Hajime a chamou de “granada incendiária”. O reagente utilizado para causar a explosão foi Minério Fulham que Hajime achou no andar de carvão liquido, Com a sua capacidade de queimar a 3000 graus célsius e sua ignição fácil, foi a escolha perfeita.

A “granada incendiária” foi quase extinta, uma vez que tinha queimado através do carvão liquido. Fumaça foi saindo do escorpião e ele parecia ter sido ferido, mas também havia deixado com raiva.

“Kishaaaa!!”

Usando suas 8 pernas, ele correu para a frente ferozmente enquanto ela gritava. Os quatro grandes braços que possuía foram ferozmente direcionados à Hajime como balas de canhão. Um dos braços foi repelido com “Flicker” e outro ele saltou para longe ao usar “Air Walk”. O terceiro braço estava sendo afastado com “Grande Chute”, sua postura saiu de equilíbrio e o quarto braço estava prestes a atingi-lo. Donner foi subitamente disparada, e usando a força do tiro que ele foi capaz de torcer seu corpo para esquivar o ataque. Todos aqueles movimento colocaram muita pressão sobre Yue, mas ela foi capaz de tolerar isso e se segurar.

Enquanto no ar, ele pulou nas costas do escorpião. Hajime foi capaz de equilibrar-se sobre o escorpião furioso e disparou sua Donner à queima-roupa.

Zugan!

Um som explosivo terrível rasgou a área, e o monstro que tinha tomado esse ataque explosivo bateu no chão. No entanto, apenas a carapaça foi riscada e nenhum dano real foi feito para isso. Rangendo os dentes, ele preparou suas “Garras de Ar” com Donner. Quando sua habilidade entraram em confronto com a armadura do escorpião ele só fez um tilintar; nenhum dano visto no mesmo.

Farto, o escorpião apontou a cauda e disparou sua agulha.

Hajime imediatamente pulou para o lado com uma torção. Ele disparou no ponto onde a agulha foi lançado. A bala atingiu a cauda de seu alvo e fez a cauda balançar, mas ainda não houve danos por causa do escudo exterior. Ele estava sem poder ofensivo.

Os quatro braços da besta começaram a atacar o Hajime no ar como uma tempestade. Em desespero, Hajime rapidamente saltou para trás e jogou uma “granada incendiária” na parte traseira do escorpião. Mais uma vez o carvão liquido espalhou pelo escorpião, mas isso só iria funcionar como um atraso.

Quando ele estava pensando sobre o que fazer neste momento, um grito sem precedentes veio do escorpião.

“Kyiiii!!”

Calafrios percorreram seu corpo e imediatamente tentou recuar com “Flicker”; já era tarde demais. O terreno circundante começou a vacilar e inúmeras agulhas saíram do solo.

“Droga!”

Esta foi uma completa surpresa. Hajime ia escapar desesperadamente para o ar, mas ele girou o corpo para proteger Yue de uma agulha que se aproximava. Esta ação causou a quebra de seu equilíbrio. Ele foi capaz de se esquivar usando Donner e “Grande Chute”. Enquanto ele desviava, ele pôde ver o escorpião preparando seu tiro de cápsulas ácidas.

O rosto de Hajime ficou estático. Feito os preparativos, o escorpião disparou seus ataques. Ele se preparou. Nesta situação, esquivar dos dois era impossível. Hajime cerrou os dentes. Usando o “Air Walk”, ele foi capaz de evitar o ácido. Rapidamente depois que ele começou a proteger seu corpo. Seu braço esquerdo foi para o seu coração e seu braço direito de seu rosto. Hajime usou sua magia para fortalecer seu corpo ao limite. Em seguida, dezenas de agulhas perfuraram seu corpo.

“GAAA!!”

Quaisquer lesões fatais foram evitadas, enquanto ele gritava. Desde Yue estava em suas costas, ele decidiu tomar as agulhas e detê-las com o seu corpo. Hajime foi lançado partir do impacto, e rolou para o chão; enquanto que a dor intensa destruiu seu corpo. Yue foi arremessado para longe de sua volta pelo choque.

Enquanto dezenas de agulhas perfuravam seu corpo, Hajime tirou uma “granada de luz” e arremessou-a para o escorpião. A granada desenhou uma parábola, e passou bem em frente dos olhos do escorpião.

“Kyishaaa!!”

Cego pela súbito lampejo de luz, o escorpião instintivamente recuou. Ela já tinha decorado os movimentos de Hajime. A besta tinha julgado que passo a tomar e não cometer um erro.

Hajime tirou as agulhas cravadas em seu corpo e consumiu a “poção” perto de seu molar.

“Guu!”

Gemido escapavam entre os dentes cerrados. Hajime olhou para Yue enquanto puxa suas agulhas, mas Yue encontrou-o primeiro e veio na direção dele.

“Hajime!”

Yue correu para Hajime ansiosamente. Sua falta de expressão se foi; ela estava pronta para explodir em lágrimas.

“Estou bem. Sua armadura é muito dura. Eu não consigo pensar em uma estratégia… seus quatro braços também cobrem sua boca e os olhos…”

Apesar das preocupações de Yue, Hajime continuou a meditar sobre o escorpião. Olhando para Hajime, ela começou a chorar.

“…Por quê?”

“Ah?”

“Por que você não apenas correu?”

Se ele a deixou, ele poderia escapar. Yue trouxe o tópico, porque ela sabia que era possível. No entanto, Hajime tinha um olhar surpreendente.

“O que você está dizendo agora? Só porque um inimigo um pouco forte apareceu, não desista.”

A fim de sobreviver, Hajime estava disposto a fazer qualquer coisa: blefar, mentir, ataques de surpresa, jogar sujo, e tudo o que é necessário para vencer. Sua luta com o urso foi a única exceção, ele basicamente pensou que poderia “jogar limpo” e chutar a sua bunda. Esse não era o lugar para um pensamento tão ingênuo. Não há regras aqui. Você tem que viver dessa maneira.

Mas ele não ia permitir-se a tornar-se insensível. Ele ainda sabia o certo do errado, a humanidade e justiça. A razão para ter se lembrado disso foi Yue. Por isso, ele não tinha escolha, se não salvá-la. Ela se a ele confiada. No momento em que ele aceitou isso ele não poderia tornar-se insensível.

Yue acenou para ele como ela entendido mais do que o que ele disse, e ela o abraçou.

“H-Hey, o que há de errado?”

Esta situação não é hora de fazer uma coisa dessas, o que ela está fazendo? O escorpião ia se recuperar em breve. Seus ferimentos foram curados. Suas preparações para o combate estavam prontas. Yue não se importava com isso e colocou a mão em seu pescoço.

“Hajime, por favor, acredite.”

Yue beijou a nuca de Hajime depois que ela disse isso.

“Tsu!?”

Não, não um beijo. Ele era uma mordida. Hajime sentiu dor no pescoço. Havia um sentimento desconfortável quando sentiu o poder que está sendo extraído dele. Sentindo isso, ele tentou se libertar, mas lembrou-se que Yue se apresentou como um vampiro. Ela estava chupando o sangue. Dizer “por favor, acredite”, enquanto se dizia vampira e chupava seu sangue era assustador, mesmo que ele não gostasse ele não poderia simplesmente correr e reclamar disso.

Hajime apenas deu um sorriso irônico e se apoiou em Yue e a abraçou. Por um momento, Yue tremeu, mas logo ela enterrou seu rosto em sua nuca e abraçou de volta com mais força. Talvez fosse apenas sua imaginação, mas ele pensou que ela estava feliz.

“Kyishaa!!”

O rugido do escorpião ecoou. Ele havia se recuperado da “granada de luz”. A superfície formou ondas novamente; ele parecia saber onde estavam. Provavelmente isto foi sua mágica especial, a capacidade de manipular o terreno circundante.

“Mas essa é minha especialidade.”

Hajime colocou a mão direita no chão e transmutou. Uma parede de pedra de 3m de altura foi formada em torno Yue e Hajime.

Agulhas em forma de cone foram atiradas em Hajime e tudo em volta, mas sua muralha defensiva as deteve. Cada vez que as agulhas bateram no muro o muro era quebrado, mas logo Hajime faria um novo muro para substituí-lo. Tanto quanto escala e força, o escorpião foi melhor do que Hajime. No entanto, Hajime foi mais rápido do que o escorpião. Parecia que 3m era o limite de seu alcance, os espinhos não eram capazes de voar, por isso agiu como defesa de Hajime.

Hajime estava concentrado a defender com sua transmutação, e Yue finalmente soltou sua boca de seu pescoço. Ela lambeu os lábios com uma expressão delirante. Ele ficou fascinado embora tivesse uma aparência infantil. Sua pele que era anteriormente palida desapareceu completamente e agora sua pele era brilhante como porcelana branca. Suas bochechas ganharam cor, e pareciam rosas vermelhas em sonhos. Seus olhos vermelhos emitiam uma luz quente. Suas mãos finas e pequenas acariciaram as bochechas de Hajime.

“…Gochisousama.”

Ela se levantou lentamente a mão em direção ao escorpião.

Uma palavra foi murmurou.

“Azure Sky”

Um pilar de chamas de cor azul clara de 6 a 7 metros de diâmetro se formou acima do escorpião.

Só de estar ao perto o escorpião gritou quando ele estava sendo queimado e se retirou. No entanto, essa Princesa Vampira do Abismo não permitiria isso. Um lindo dedo se levantou graciosamente como um bastão. O pilar de fogo obedeceu a instrução de seu mestre, sem falhar. Ele perseguiu o escorpião que escapava e então… uma golpe direto.

“Gu-ugyiyiaaaa!”

Um grito nunca ouvido antes escapou do escorpião. Agonia encheu o grito. O pilar explodiu em um flash de luz e tudo foi cegado por ele. Hajime apenas olhou para a magia sublime em espanto enquanto ele protegeu os olhos com os braços.

Logo, as chamas desapareceram e a magia estava acabada. No centro havia a figura do escorpião em uma posição de angustia com sua casca exterior derretida das chamas. O casco exterior que nem sequer derreteu a 3000 graus célsius, o mesmo casco que não rachou quando atacados por uma arma elétrica. Ele deveria elogiar Yue, que derrotou o monstro tão facilmente? Ou deveria elogiar a resistência do escorpião que levou tal ataque e se manteve intacto? Ele estava em um dilema.

Hajime ouviu um som que fez ele se afastar de seus devaneios. Yue estava sentada, respirando pesadamente. Ela parecia ter esgotado sua reserva de magia.

“Yue, você está bem?”

“… Extremamente… cansativo.”

“Haha, você é capaz afinal! Você nos salvou. Eu vou cuidar do resto. Faça uma pausa.”

“Vá em frente.”

Hajime apertou sua mão e usou “Flicker” para encurtar a distância. O escorpião ainda estava vivo. Enquanto seu escudo exterior foi derretido, ele gritou com raiva, e apontou um projétil em Hajime que se aproximava.

A “granada de luz” foi rapidamente jogada por Hajime. Ele deu um tiro com Donner antes que a agulha fosse atirada. A “granada de luz” é perfurada pela bala, que não foi acelerada por eletromagnetismo, e explodiu. Familiarizado com a experiência, o escorpião melancolicamente procurou por Hajime na área pintada com luz.

Não importa o quanto ele olha, ele não poderia encontrar Hajime. O escorpião estava perplexo com a perda do sinal de Hajime. Em seguida, Hajime pousou em suas costas.

“Kishua?”

Uma voz espantada saiu do escorpião. Ele queria saber como um sinal que desapareceu acaba por aparecer de repente em suas costas. Quando a “granada de luz” estourou, Hajime tinha usado seu “Ocultar presença” para cortar o seu sinal e chegar até as costas do escorpião.

Hajime foi queimado um pouco pois a casca exterior do escorpião ainda estava quente. Ele não se importava com isso. Donner foi pressionado contra qualquer área fina na casca e esvaziou seus tambores. A durabilidade inicial da armadura já tinha sido perdida. Em resposta ao disparo de zero distância de uma arma elétrica, seu escudo absoluto ruiu.

O escorpião atacou com suas duas caudas sem qualquer cuidado de ele bater em si, mas Hajime se moveu mais rápido do que ele.

“Eu ainda vou te comer.”

Hajime tirou granadas de sua bolsa e as forçou nos buracos que tinha criado com Donner. Ele enfiou seu braço nos buracos do escorpião e deixou lá dentro um presente. Fazendo isso fez o braço ser queimado, mas ele não se importava.

Antes que ele pudesse ser atacado pelo escorpião, ele retraiu com “Flicker”. O escorpião virou para Hajime para atacar novamente.

No entanto, seu tempo acabou.

Goba!

Um som abafado de uma explosão percorria a área e ao mesmo tempo o escorpião tremeu. Hajime e escorpião estavam se olhando sem nenhum movimento, e o silêncio entre eles continuou.

Lentamente, o escorpião começou a ruir. Ele caiu no chão com um baque.

Hajime aproximou-se do escorpião imóvel. Ele colocou Donner na boca besta e atirou três vezes para ter certeza, quando ele estava satisfeito, ele acenou para si mesmo. Com certeza estava morto. Esta é a política que ele fez para si nesses dias.

Olhando para trás, estava Yue sentada ali olhando para Hajime com um rosto inexpressivo, mas seus olhos eram de alguma forma alegres. Ele não sabia quando sua jornada através da masmorra vai acabar, mas ele parecia ter adquirido uma parceira confiável.

Foi dito que a caixa de pandora continha desastre e um punhado de esperança. Aparentemente, esta metáfora que ele fez antes de entrar na sala, havia se tornado verdade. Hajime caminhou para Yue enquanto ele pensava nisso.

Comentarios em Arifureta: Volume 2 Capítulo 6



15

Índice×