Abismo

Aviso: Esse capítulo contém violência

Zaa- O som do correr da água. Uma brisa fria bateu em seu rosto e o fez tremer. Havia uma sensação sólida em contato com seu rosto e um frio perfurou a metade inferior de seu corpo. Hajime deu um gemido enquanto tentava se erguer.

Distraidamente, ele se esforçou para poder se sentar enquanto todo o seu corpo latejava de dor.

“Ow, isso é… Com certeza eu …”

Segurando a cabeça com uma mão trêmula, ele analisava ao redor enquanto ele recordou as suas memórias. Mesmo que fosse fraca, graças ao brilho das Pedras Verde de Luz, não era como ele estivesse cego pela escuridão. Na frente de Hajime tinha um rio com cerca de 5m de largura, era nele que sua parte inferior do corpo estava submerso. A parte superior do corpo de Hajime parece ter sido pego e barrado pela salientes rochas situadas no lado do rio.

“Sim… eu caí da ponte quebrada… por isso…”

Sua cabeça que tinha uma névoa nublando sua mente finalmente começou a trabalhar novamente. Hajime deve ter sobrevivido à queda por pura sorte. No meio de sua queda, ele foi até onde o penhasco tinha um furo, a partir deste vazamento de água brotou, como uma inundação. Havia inúmeras cachoeiras aqui, e essas cachoeiras arrastaram Hajime por um tempo até que gradualmente ele foi empurrado para a parede. No final, ele foi empurrado para fora de um túnel que era como um tobogã. Foi um milagre inacreditável. Quando ele estava voando para fora do túnel Hajime bateu a cabeça e perdeu a consciência. Pessoalmente, Hajime não sabia como tal milagre ocorreu.

“De qualquer forma, eu fui salvo … Achoo! É-é frio.”

Ele estava submerso na fria água subterrânea o tempo todo, por causa disso todo o seu corpo estava completamente frio. A este ritmo havia uma possibilidade de que ele poderia pegar hipotermia, Hajime rapidamente se levantou. Tremendo e arrepiado, ele tirou a roupa e as torceu.

Usando sua transmutação ele criou uma única folha de papel. No piso feito de pedra dura ele começou a gravar um círculo de transmutação.

“Está muito frio para se concentrar…”

Ele queria uma “Faísca” mágica. Era uma mágica simples que mesmo as crianças poderiam fazer com uma formação mágica de 10 centímetros. Neste momento, não havia pedras mágicas para aumentar a eficiência da magia e Hajime precisava delas com a sua aptidão zero para magia. Hajime teria que fazer uma complicada fórmula que seria 1 metro de diâmetro para lançar “faísca”. Depois de 10 minutos ele foi capaz de terminar a formação mágica e começou o canto para ativá-lo.

“Eu procuro fogo, O poder da luz, Manifeste, 【Faísca】… Por que há um canto, tão exagerado apenas para criar uma chama ordinária? Tão embaraçoso… Ha-a.”

Suspiros parecem ter se tornado um hábito recentemente. Ainda assim, ele invocou a chama do tamanho de um punho e se envolveu em seu calor. Ele colocou a suas a roupas lado a lado perto das chamas para secá-la.

“Gostaria de saber que lugar é esse… Eu acho que eu caí uma altura considerável… Será que consigo voltar?”

Aquecendo-se com a chama, ele poderia sentir-se calmo. Aos poucos, a ansiedade começou a encher seu coração. Hajime realmente queria chorar, as lágrimas até começaram a se acumular em seus olhos, mas ele suportou, porque se ele chorasse agora ele iria desmoronar. Ele enxugou as lágrimas que haviam em seus olhos e bateu suas em próprias bochechas.

“Não tenho outra escolha, eu tenho que encontrar um caminho de volta. Está tudo bem, eu tenho certeza que vai ficar bem.”

O rosto de Hajime se encheu de determinação depois que ele murmurou palavras de encorajamento para si mesmo, tudo enquanto olhava para as chamas.

Após cerca de 20 minutos as roupas estavam secas e quentes, então Hajime partiu. Hajime não tinha certeza de qual nível ele estava, mas com certeza ele ainda estava na Dungeon. Não seria estranho ter monstros à espreita. Ele cuidadosamente continuou devagar em uma grande passagem que levam para as profundezas.

A passagem que Hajime seguia era como uma caverna. Ao invés de uma passagem quadrangular curta, a passagem tinha rochas e paredes salientes em muitos lugares e e faziam o vento se mover dificilmente. Era semelhante ao último quarto no 20º andar, a única diferença foi o tamanho. A passagem complicada cheia de obstáculos foi de 20 metros de diâmetro. Até os lugares mais estreitos ainda tinham 10 metros de diâmetro. Embora não tenha sido um caminho fácil, havia um monte de lugares para se esconder e Hajime avançou furtivamente de esconderijo a esconderijo.

Ele se perguntou o quanto ele andou. Hajime começou a se sentir cansado, até que ele finalmente chegou a uma bifurcação, pela primeira vez. Uma enorme encruzilhada se mostrou diante dele. Atrás de um pedregulho estava Hajime se escondendo, ele se perguntou qual caminho ele deve tomar.

Um momento foi tomado para pensar sobre isso. Ele pensou ter visto algo na borda de sua visão e ele rapidamente se escondeu atrás de uma rocha. Silenciosamente, ele botou a cabeça para fora e esperou para ver. A partir da passagem para a frente, uma bola de pelo branco saltou à vista. Ele tinha orelhas longas, e parecia como um coelho. No entanto, era do tamanho de um cão de porte médio e as patas traseiras eram musculosas. O “coelho” também tinha várias linhas vermelhas escuras que corriam ao longo de seu corpo, como vasos sanguíneos, as linhas também pulsavam como um coração. Isso foi muito assustador.

Claramente, era um demônio perigoso. Hajime decidiu ir para a esquerda ou direita em vez de ir direto. Parecia que ele não seria capaz de prosseguir para a direita porque o “coelho” estava perto de lá. Hajime prendeu a respiração e esperou a hora de se mover. Naquele momento, o coelho se virou e começou a farejar o chão. Agora! Ele tentou avançar.

O coelho pareceu reagir e se virou rapidamente e se manteve. Suas orelhas vigilantes farfalhavam.

(Merda! S-Será que ele me encontrou? E-Eu estou seguro?)

Ele pressionou seu corpo contra a pedra para se esconder e tentou manter o controle sobre os batimentos do seu coração. Aqueles ouvidos afiados pareciam poder ouvir seu coração palpitante, ele pensava sobre isso e suava frio.

Felizmente, o coelho estava em alerta por outro motivo.

“Guru ~ ua!”

Um demônio-lobo com pelos brancos saltou e rosnou para o coelho. O lobo branco tinha dois rabos e tinha o tamanho próximo a de um cachorro grande. Assim como o coelho, o lobo tinha as mesmas palpitantes linhas vermelhas escuras todo o seu corpo. Depois do lobo saltar, mais dois lobos pularam de trás de diferentes pedras e se juntaram a ele.

Hajime espreitou a cabeça para fora e observou a situação. Não importa como você encare isso, os lobos estavam indo para predar o coelho-chan (embora ele não fosse bonito o suficiente para o sufixo chan). Nos bastidores da confusão, Hajime fica na ponta dos pés. No entanto…

“Kyu!”

Um grito bonito saiu a partir dele e saltou no ar com uma rotação. O coelho deu um chute com suas pernas enormes e abateu o primeiro lobo.

Dopan

O pontapé gerado teve um som previamente impossível. Coelho-chan deu um pontapé perfeito na cabeça do lobo.

Gogya

Houve um eco sonoro e Hajime podia ver que o pescoço do lobo tinha sido virado na direção errada.

Hajime ficou paralisado com aquela cena. Usando a força centrífuga do chute, o coelho girou no ar até que ele estava de cabeça para baixo. O coelho pisou no ar e caiu para o chão como um meteoro. Pouco antes de aterrissar, ele girou perpendicularmente até o lobo e desceu com seu calcanhar poderoso para o lobo próximo de onde cairia.

Begya

Sem sequer ter a chance de escapar de uma morte agonizante, ambas as cabeças dos lobos foram pulverizadas. Outros dois lobos pareciam saltar no coelho quando aterrissou. Hajime pensou que era neste momento que o coelho perderia. O coelho foi capaz de girar suas mãos no chão para rodar seus pés, assim como um dançarino de break dance. Ambos os lobos foram arremessados ​​pelo tornado do chute giratório. Sangue espirrou nas as paredes e seus cadáveres caíram.

O último lobo enrijeceu sua cauda e rosnou. Logo as caudas começaram a descarregar eletricidade. Ele estava tentando lançar uma magia especial.

“Guru-ua!”

Um relâmpago voa até coelho com o uivo. Assim como o relâmpago de alta velocidade se aproximava, o coelho evita esplendidamente executando os passos em ziguezague. Quando o raio dissipou-se o coelho deu um pontapé após uma cambalhota na mandíbula do lobo de uma só vez. O chute arremessou o lobo longe e aterrissou no chão atrás, torcido. Parecia que seu pescoço quebrou com a força.

“Kyu!”

Um grito de vitória? O coelho levantou suas patas traseiras e limpou seus ouvidos.

“Mamãe, me diga que é uma mentira.”

Hajime que ainda estava paralisado só pôde dar um sorriso seco. Isso não é perigoso? O Traum Soldier que os alunos tiveram problemas pareciam brinquedos em comparação com este coelho. Esse coelho pode ser mais forte do que o Behemoth, que só poderia fazer simples ataques monótonos.

Ele sabia que se ele fosse pego, seria morte certa, esse sentimento fez com que ele inconscientemente desse um passo para trás. Isso foi um erro.

Karan

Aquele barulho ecoou por toda a caverna. Hajime tinha chutado uma pedra perto de seus pés que caiu e criou esse barulho. Que erro grave mais clichê. Uma grande quantidade de suor frio escorriam pelo seu rosto. O coelho vira a cabeça como uma máquina sem óleo para não ranger.

Hajime foi definitivamente visto.

Seus olhos de rubi vermelho estreitaram-se quando ele avistou Hajime. Ele congelou como um sapo hipnotizado por uma cobra. Alarmes e sinos começaram a sair em sua cabeça e sua alma disse-lhe para correr por sua vida, mas seu corpo não lhe deram ouvidos.

Finalmente, o coelho que tinha apenas virado sua cabeça em direção à Hajime, virou todo o seu corpo em direção a ele. Ele começou a derramar energia em suas pernas.

“Ele está vindo!”

Ele instintivamente sabia disso. O demônio coelho explodiu em direção a ele, ele correu para ele a uma tão velocidade absurda que deixou sombras por trás dele.

Quando ele percebeu, ele pulou para o lado com toda a sua força.

O lugar onde ele estava explodiu como se uma bala de canhão tivesse acabado de bater nele. Ele se lançou do chão e disparou. Hajime rolou enquanto a terra retumbou, e parou com seu traseiro no chão. Ele saiu do meio, com um rosto pálido.

Lentamente, o coelho se levantou preguiçosamente, depois que ele continuou seu ataque. Hajime rapidamente construiu uma parede de pedra com sua transmutação. Parede de pedra encontrou o chute do coelho e o pontapé facilmente perfurou e atravessou ele. Por puro reflexo, ele levantou seu braço esquerdo para bloquear. Ainda bem que seu rosto não foi esmagado, mas o impacto o jogou no chão. A dor percorreu seu braço esquerdo, quando ele se recompôs.

“Augh”

Quando ele olhou para seu antebraço esquerdo, estava quebrado e torcido em um ângulo engraçado. Parece que foi totalmente esmagado. Agachando-se em dor, ele procurou desesperadamente o coelho. O que ele encontrou foi o coelho andando de maneira relaxada, completamente diferente de suas atitudes anteriores. Deve ter sido sua imaginação, mas os seus olhos estavam olhando para ele com arrogância. Parece que ele estava se divertindo brincando com ele.

Desde que ele estava atrás, ele não podia nem recuar muito. Na frente de Hajime estava o coelho. Ela olhou para ele, como se fosse algum verme rastejante sobre a terra. O coelho brandiu seu pé para se mostrar.

(… Gostaria de saber se este é o fim …)

Desespero preencheu Hajime. Seus olhos estavam atordoados enquanto olhava para as patas do coelho. Eventualmente, o chute da morte instantânea foi balançado.

Hajime fechou os olhos, horrorizado com a desgraça iminente.

Não importa quanto tempo passou, o golpe esperado nunca veio. Ele abriu os olhos com medo e na frente de seu rosto estava o pé de coelho. O chute foi interrompido antes que ele o atingisse. Não pode ser, ele ainda quer brincar com ele e tentando curtir ainda mais a angústia nele? Hajime notou algo, porém, quando olhou de perto o coelho estava tremendo.

(O-O quê? Por que está tremendo… parece assustado…)

Não, não parece, ele realmente estava com medo. Hajime tentou correr para a passagem à direita, mas ele avistou um novo demônio.

Enorme, era uma palavra que poderia descrevê-lo. O animal tinha 2 metros de altura e todo seu corpo coberto de pelo branco. Como todos os outros monstros que encontrou aqui, esta besta também tinha pulsante linhas vermelhas escuras envolvendo seu corpo. Se ele pudesse compará-lo a um outro animal, um urso veio à mente. Uma diferença era que o seus braços estendiam por todo o caminho até seus pés, e estes braços tinha três garras salientes para fora de quase 30 centímetros.

Antes que ele percebesse que o urso estava por perto, ele já encarava suas presas. Silêncio cercaram a área. Ambos Hajime e o coelho foram congelados e não podiam se mover. Não, não se moveria. Assim como como Hajime estava mais cedo. Olhar do urso tinham paralisado eles.

“… Gururu.”

Cansado da situação, o urso começou a rosnar.

“Tsu!”

Isso fez com que o coelho voltasse à realidade. Ele rapidamente virou a cauda e imediatamente se retirou em alta velocidade. Toda velocidade usada para esmagar seus inimigos agora estava sendo usada para escapar. Pena que foi tudo em vão.

Usando velocidade que não combinava com o seu tamanho, o urso é destina suas garras afiadas ao coelho. O coelho usou sua agilidade para torcer seu corpo para evitar o golpe. Hajime estava certo que as garras do urso tinham errado seu alvo, e ele viu o coelho esquivando.

Quando ele pousou, o sangue começou a jorrar de seu corpo e múltiplos ferimentos de corte surgiram em seu corpo. Mais e mais sangue derramado de seu ferimento até Hajime notou que seu corpo não estava inteiro mais. Parte por parte do coelho se dividiram em direções diferentes e uma fonte de sangue espirrou quando a maior parte do coelho se soltou.

O show de violência enojou Hajime. Um coelho demônio poderoso derrotado tão facilmente sem que fosse capaz de fazer qualquer coisa. Agora ele sabia por que ele estava tão assustado. Esse demônio urso era extraordinário. Esse cara iria destruir qualquer pessoa que Hajime visse.

Com seu enorme e pesado corpo, o urso se aproximou do cadáver fresco. Sons de mastigação podiam ser ouvidos do urso.

Hajime não podia se mover. Ainda consumido pelo medo, era como se os olhos da besta tivessem pregado Hajime com seu olhar.

Nada sobrou do coelho depois que o urso deu 3 mordidas nele. Ele se virou e rosnou para Hajime. Os olhos da besta diziam tudo: “Você é próximo.”

Vendo os olhos de um predador, tudo o que ele podia fazer era se desesperar.

“Uwaaa-”

Hajime correu na direção oposta do urso enquanto gritava loucamente, esquecendo seu braço quebrado.

Se o coelho não poderia correr de algo assim, não estava nada bom para Hajime. O  vento uiva e da ele pode sentir explodir seu corpo a partir da esquerda enquanto é lançado contra a parede

“Gah!”

O golpe tinha retirado todo o ar de seus pulmões. Ele arrastou para baixo na parede enquanto ele caia em tosse. Hajime estava tremendo pelo impacto, mas ele manteve os olhos sobre o urso. Então ele percebeu que o urso estava mastigando algo.

Que diabos é isso que ele está mastigando? O coelho já foi comido. De alguma forma, o braço que estava comendo era muito familiar. Hajime estava confuso com o acontecido, porque se sentia mais leve em seu lado esquerdo. Para ser preciso, o braço esquerdo…

“O-O quê?”

O rosto de Hajime se endureceu. Por que não há um braço? Por que o sangue está jorrando? Ele está completamente confuso. Não poderia fazer sentido o que aconteceu à Hajime. A realidade da situação finalmente veio a mente. A dor foi a lembrança de que este não era um sonho.

“Ahhhhhhh !!!!”

Seu grito ecoou na passagem. Tudo abaixo de seu cotovelo esquerdo tinha desaparecido.

O animal ainda tinha a sua magia especial. Suas três garras foram capazes de criar lâminas de vento que poderiam estender até 30 centímetros. Se você pensar sobre isso, perder apenas um braço foi sorte. O urso estava brincando com Hajime e achou que Hajime implorar pela vida foi a causa de sua sorte. Considerando que o coelho antes tinha sido tratado com tanta rapidez.

Depois que ele terminou sua refeição, o urso avançou para Hajime. Seus olhar não era arrogante como o do coelho. A besta apenas olhou para Hajime como alimento.

A besta estendeu suas patas dianteiras para Hajime. Parecia que ia comer Hajime vivo.

“A, A, Guu, Tr- 【Transmutação】!”

Enquanto lágrimas e muco fluiu, baba escapava de sua boca, ele transmuta a parede com seu único braço.Foi uma ação inconsciente. O único poder que estava disponível para o Hajime tinha essas características baixas. Usando magia que normalmente só é usado para processar armas. Esta classe foi sem dúvida uma classe de artesanato. Pensada como inútil em combate, mas o outro mundo mostrou aos cavaleiros uma nova aplicação para a sua habilidade. A habilidade que salvou a vida de seus colegas de classe. À beira da morte, ele escolhe contar com essa habilidade, que lhe respondeu com um meio de fuga.

Um orifício de 50 centímetros de altura, 120 centímetros de largura, e 2 metros de profundidade foi formado na parede. Hajime rolou para o buraco e escapou por pouco as patas ursos atingindo em direção a ele.

Ele foi preenchido com raiva de perder uma presa.

“Guruaa !!”

A besta conjurou sua magia especial enquanto ele rugia. Ele mirou sua magia para o buraco que Hajime tinha feito. Uma terrível destruição seguiu na parede e cavou com suas poderosas garras.

“Ahhhh-! 【Transmutação】!【Transmutação】!【Transmutação】!”

monstro que estava gradualmente se aproximando, Hajime começou a lançar continuamente sua transmutação e mergulhou mais profundamente na parede. Ele nem sequer se preocupou em olhar para trás. De forma imprudente, ele repetiu a magia, e avançou rastejando. Todas as suas dores ou quaisquer outros pensamentos foram colocados de lado. Mana foi consumida de novo e de novo como seu instinto de sobrevivência tivesse controle sobre ela.

Quanto ele progrediu? Hajime não sabia, mas ele não podia ouvir os terríveis sons. Na realidade, ele não progrediu muito. Cada elenco de sua “Transmutação” lhe permitiu avançar 2 metros (Isso foi duas vezes mais forte que os seus dias anteriores). O principal problema era o seu sangramento, ele não seria capaz de se mover em breve.

Sua consciência já estava desaparecendo desde o sangramento excessivo. Ainda assim empurrava seu corpo para a frente.

“【Transmutação】…【Transmutação】…【Transmutação】…【Transmutação】…”

Não importa quantas vezes ele cantava, a parede não se alterou. Sua magia se esgotou antes que seu corpo se esgotasse. Exausto, suas mãos caíram da parede.

Hajime caiu de costas e seu último fio de consciência estava se esvaindo. Ele só almejava seu rumo aos céus, mas tudo o que ele viu foi escuridão.

Hajime neste momento recordou algumas lembranças do passado. Era como uma lanterna giratória (*).Sua vida passou diante de seus olhos. Sua creche e escola primária, escola secundária, e tempos de colégio. Várias memórias inundaram sua mente até sua última lembrança. Nesse quarto iluminado pela luz da lua. O bate-papo que teve com uma deusa e da promessa que fizeram. Seu rosto sorrindo.

[* Lanterna Giratória é um abajur onde um molde com alguns recortes e no centro uma vela ou fonte de luz é colocada. A sombra produzida pela luz e recortes para proporcionar um show. Normalmente, a luz é dirigida para uma direção para a história poder ser contada.]

Depois de lembrar desta bela vista, a escuridão o abraçou. Pouco antes do sono o envolver, ele sentiu uma gota de água em seu rosto. Como se alguém tivesse derramado uma lágrima por ele.

Comentários