Mudança completa

Pinga… Pinga…

Hajime sentiu sua consciência voltar gradualmente assim que as gotas de água atingiam suas bochechas e escorriam até sua boa. Se perguntando por qual motivo, ele abre seus olhos devagar.

(… Eu estou vivo?… Estou salvo?…)

Na tentativa de se levantar, ele foi parado quando sua testa bateu no teto do pequeno buraco.

“Aku !?”

Ele esqueceu completamente que o buraco que ele construiu tem apenas 50 cm de altura. Hajime estendeu a mão para o teto de transmutar um teto mais alto. Apenas um braço entrou em vista. Lembrou-se de que ele perdeu seu braço esquerdo, e sentiu dores. E então ele manteve seu braço esquerdo para abaixado, ou o que restou dele. Não teve inchaço ao redor da ferida, tinha fechado.

“C-como? … Há muito sangue …”

Ele não podia ver no escuro, mas tinha alguma luz que lhe fez ser capaz de ver a poça de sangue. A quantidade de sangue que perdeu teria normalmente matado alguém. Para analisar seu arredor ele moveu sua mão em torno e sentiu algo viscoso. Seu sangue ainda estava lá e ele ainda teve que secar. Afinal, parecia que ele tinha sangrado, e parecia que não fazia muito tempo desde que ele desmaiou.

Enquanto ele estava pensando sobre sua ferida, outra gota de água atingiu seu rosto. No momento em que entrou em sua boca, ele sentiu seu corpo reenergizar.

“…De jeito nenhum …O que é isso?”

Usando sua mão, ele realizou uma transmutação na área onde a gota veio, enquanto ele ignorou a dor em seu membro arrancado. Depois de transmutar mais e mais ele ficou um pouco tonto. Misteriosamente quando ele bebeu o líquido sua mana foi restaurada e não importa o quanto transmutação ele executasse sua mana não acabava. Hajime repetidamente transmutou para encontrar a fonte de água.

Eventualmente, a quantidade de líquido misterioso aumentou e mais gotejamento pode ser ouvido. Hajime finalmente chegou a fonte.

“Isto é …”

Um minério do tamanho de uma bola de basquete emitindo uma luz ali existia. Esse minério foi enterrado e assimilado com as rochas circundantes, e pingava o líquido. Uma pedra bonita e misteriosa. O minério emitia um azul pouco mais escuro do que Aquamarine, pelo menos essa era a melhor representação que podia pensar. A dor em seu membro arrancado foi esquecida por um momento.

(NT – Andrey221: Aquamarine é uma pedra preciosa de tom azul claro. Só tentem imaginar um diamante azul)

Fascinado com a pedra, Hajime se estendeu para colocar a sua boca. A dor maçante em seu corpo e a neblina em sua mente foram extinguidas, e o cansaço desapareceu. Parece que o líquido a partir desta pedra o salvou. O líquido parecia conter poderes restauradores. As dores de seu membro arrancado ainda estão presentes, mas as outras lesões ou efeitos negativos foram curados.

Hajime não sabia, mas essa pedra era um tesouro de mais alto grau chamado 【Cristal de Deus】. O cristal é uma lendária relíquia que pensavam ser apenas história. Formação de tal um cristal é um milagre, porque era a cristalização de piscinas mágicas que se recolhem por acaso e precisava mil anos para se formar. Olhando sobre ele, o cristal tem cerca de 30-40 cm em diâmetro. Depois de ter cristalizado, leva-se várias centenas de anos mais para saturar e causar transbordamento. O líquido transbordante é chamado de 【Água Sagrada】, e quando bebida ele poderia curar qualquer ferimento ou doença. Embora ele não tem o poder de regenerar partes, e é considerado uma fonte de juventude, se tomados de forma contínua. Uma história de Eht curando pessoas com essa Água Sagrada em tempos antigos é comumente contada.

Ele notou que ele voltou à beira da morte. Hajime que estava encostado na parede e então caiu. Juntou seu joelhos e pôs a cabeça entre eles, enquanto tremendo sobre seu prévio encontro com a morte. Ele não tinha energia para sequer tentar fugir, seu coração estava quebrado.

Hajime pode enfrentar hostilidade e malícia. Qualquer resgate seria apreciado, e ele pode ser capaz de se levantar novamente. No entanto, os olhos do urso o assustaram. Ele não queria encontrar os olhos de um predador que queria devorá-lo. Olhos que ele não tinha visto antes pois ele estava acostumado em estar no topo da cadeia alimentar. Aqueles olhos eram responsáveis ​​por seu braço ser comido e isso partiu seu coração.

“Alguém… me ajude …”

Neste abismo, sua voz não alcançou ninguém…


O que ele fez?

Hajime estava deitado de lado enrolado em uma posição de feto.

Quatro dias se passaram desde seu colapso. Todo esse tempo ele não se moveu muito e a água sagrada tinha o sustentado. A água sagrada poderia manter uma pessoa viva com exceção de circunstâncias extremas, e não aliviava as dores da fome. Ele não ia morrer, mas ele estava sofrendo a dor de seu membro arrancado e a sensação de extrema fome.

(Como é que eu vou acabar assim?)

Uma pergunta que ele fez a si mesmo de novo e de novo. Sua mente havia se recuperado de beber a água sagrada, mesmo que ele sofresse com a dor da fome. Infelizmente, por ele ter a mente clara, todo o sofrimento foi claramente sentido.

Um dia Hajime parou de beber a água sagrada.

(Se essa angústia continuar por tanto tempo… eu prefiro…)

Depois de murmurar isso, ele caiu inconsciente.

Três dias se passaram. A fome que acalmou tinha retornado. A dor de seu membro arrancado não diminuiu.

(Ainda assim… Eu não estou morto… Eu não quero morrer…)

Embora ele desejasse a morte, uma parte dele ainda queria viver . Pensamentos conflitantes alternados dentro de sua mente. Ele já não podia formar quaisquer pensamentos normais. Seus murmúrios tornaram-se incoerentes e delirantes.

Mais três dias se passaram. A água sagrada estava perdendo a sua eficiência, a este ritmo mais dois dias e ele provavelmente seria morto. Ele não tinha tomado água, muito menos comida.

Anormalidades começaram a aparecer na mente de Hajime recentemente.

(Por que eu tenho que sofrer… O que eu fiz…)

(Por que isso aconteceu… O que é a causa…)

(Deus injustificadamente me sequestrou…)

(Um colega de classe me traiu…)

(O coelho olhou para mim…)

(Esse cara me comeu…)

Aos poucos, os seus pensamentos tornaram-se mais escuros. Quem estava errado? Que forçou sua irracionalidade em cima dele? Quem o prejudicou? Dor gradualmente se transformou em raiva, raiva levou ao ódio, ele buscou um inimigo. Tudo tinha trabalhado em corromper seu espírito. A dor severa e fome que destruiu seu corpo, e os eventos que o levaram aqui nessa escuridão sem fim.

(Ninguém veio me salvar …)

(Se ninguém vai me ajudar, o que devo fazer?)

(Como faço para me livrar dessa dor?)

Dia 9. Hajime e seus pensamentos tiveram alguns avanços sobre tudo isso. Com um coração que queria liberdade de seu tormento, ele precisava primeiro expelir o ódio e raiva desnecessária. Porque o sofrimento não terminou quando seu coração ficou negro.

(O que… Eu estou procurando?)

(Eu procuro por “vida“.)

(Que tipo de gente me impede?)

(Meus inimigos.)

(Então o que devo fazer?)

(E-Eu…)

Dia 10. Seu coração estava agora livre de ódio e raiva. O Deus escandaloso, ser traído por seu colega, demônios hostis, a pessoa sorridente querendo protegê-lo, nenhum deles tinham importância. Para viver, para ganhar o privilégio de sobreviver, todo o resto são trivialidades. Hajime tinha chegado a uma resposta para sua pergunta.

Isto é …

(Matar)

Não é com malícia, vontade ou ódio. Para viver, ele vai matar com intenção pura.

Todos aqueles que ameaçam a sua sobrevivência são inimigos, e aos meus inimigos …

(Matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar , matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar , matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar, matar.)

Para escapar dessa fome,

(Mate e devore!)

Neste momento, o gentil e suave, que se desculpava com um sorriso amargo a qualquer sinal de conflito, o Hajime que Kaori pensou que era forte, caiu totalmente em desgraça.

Um novo Nagumo Hajime veio à existência. O Nagumo Hajime que implacavelmente eliminaria qualquer um que estivesse em seu caminho para sobreviver. Seu coração quebrado se quebrou novamente. Esse novo coração no entanto não foi um coração fraco que foi remendado. Não, seu novo coração duro foi re-forjado pelos fogos de agonia, desespero e escuridão.

Hajime começa a mover seu corpo completamente enfraquecido. Nos últimos dias ele havia bebido da água sagrada acumulada como um cão com uma tigela de água. A dor da fome ou do membro arrancado não desapareceu, mas seu corpo foi revitalizado.

Seus olhos brilharam deslumbrantemente, sua boca aguada precisava ser limpa e seu rosto se abriu em um sorriso destemido. Os caninos em sua boca deformada ganharam um brilho. Certamente sua expressão tinha uma mudança repentina apenas como seus pensamentos. Hajime apareceu para conjurar uma transmutação e ele murmurou de novo…

“Matar”


No labirinto havia uma matilha de lobos de duas caudas. Uma matilha de lobos normalmente consistia de 4 a 6 membros. Porque eles eram o demônio mais fraco neste nível, eles compensavam por meio da cooperação em grupo. O grupo que Hajime viu não foi uma exceção, eles totalizaram em quatro.

Cautelosamente se movendo pela parede, eles estavam procurando um bom local para caça. O método mais fundamental de caça era montar uma emboscada. Depois de vagar por um tempo, os lobos de duas caudas encontraram uma lugar satisfatório e se esconderam separadamente nos quatro quantos, abaixo da sombra da parede. Agora só tinham que aguardar a presa. Um deles deslizou por entre uma rocha e a parede, enquanto esperava sua presa, até que sentiu que algo estava errado.

Desde que a ferramenta de sobrevivência mais importante dos lobos é a sua cooperação, eles tinham uma ligação quase telepática com o outro. Os membros da matilha não seriam capazes de se comunicar diretamente uns com os outros, mas eles, de alguma forma sabem onde cada estavam e o que estavam fazendo. No entanto, algo havia algo errado. Eles foram reunidos em um grupo de quatro, mas de alguma forma o líder só podia sentir três sobrando entre eles. Uma dos sinais dos lobos estava no lado oposto da parede.

Ele tinha dúvidas, quando ele se esforçou para se levantar de sua posição de preguiçosa, ele ouviu um grito de seu companheiro de matilha. A inquietação foi enviado de um lobo que estava perto do companheiro que desapareceu. O camarada foi capturado e preso entre alguma uma coisa e não conseguia escapar. Dois lobos no lado oposto corram para resgatá-lo. No entanto, o sinal desse animal lutando desapareceu.

Confuso, ele rapidamente foi para a parede e verificou a área, mas não havia nada. Os dois lobos restantes e confusos usaram seus narizes para farejar próximo a área que os outros dois lobos desapareceram para conseguir uma pista

Naquele momento, o chão afundou, e as paredes se projetavam para fora para cobri-los. Quando estavam prestes a saltar para o lado, o chão afundado de repente voltou a sua forma normal. Isto faria a tarefa de escapar muito mais fácil para os lobos. Se eles tivessem sido confundidos enfrentando uma nova experiência, eles não teriam sido pegos tão facilmente. O arquiteto da armadilha já tinha previsto a sua confusão e esse momento de hesitação. Essa foi uma oportunidade boa o suficiente para pegá-los.

“Guru-ua !?”

Os dois lobos gritavam enquanto as paredes os prensavam… Então nada foi deixado.

Hajime foi o único a pegar todos os quatro lobos. Lutando recuado com determinação, ele foi capaz de oprimir a sua fome e dor. A água sagrada o tinha sustentado até agora, foi bom ele ter treinado intensamente e repetidamente sua transmutação e reserva de mana.

Sua transmutação foi mais rápida, mais precisa e mais ampla agora. Se ele saísse agora, ele poderia morrer. Ele tinha acumulado treinamento quando ele estava no quarto com o Cristal de Deus. Hajime queria polir sua arma, mesmo que ligeiramente, e claro, sua arma é a transmutação.

Mesmo que fosse possível para ele suportar as dores, elas ainda incomodavam. Estas dores eram provavelmente o que fez Hajime concentrar-se extremamente dessa maneira. Isso permitiu-lhe fazer várias vezes mais rápido do que o normal, o seu alcance de transmutação era de três metros agora. É claro que ele não tinha uma magia de atributo terra que poderia ser usada ofensivamente.

Ele tinha um pequeno recipiente cheio de água sagrada e começou a olhar para seus inimigos. Usando sua transmutação ele foi capaz de encontrar os quatro lobos. Hajime decidiu caça-los. Muitas vezes ele quase foi descoberto, mas ele foi capaz de apagar seus rastros, escondendo-se em lugares que ele construiu com sua transmutação. Foi quando ele montou sua armadilha e usando sua transmutação e prensou-os na parede.

“E agora? Minha transmutação não tem força pra matar diretamente. Tanto a velocidade e o poder de minha transmutação não parece ser suficiente para matar os demônios “.

Hajime olhou através de um pequeno furo com seus brilhantes olhos. A matilha imóvel rosnou, enquanto eles estavam na parede.

Parecia que ele estava certo, os lobos não tinham morrido. Anteriormente, ele havia atacado os com prensas de pedra mas parecia que não havia energia e velocidade suficiente para prejudicá-los. Esse foi, provavelmente por causa da terra aqui. Sua magia era usada apenas para processar minerais, portanto, usando um tal poder para matar parecia estar fora de questão. Assim, restringir eles era o melhor que podia fazer.

“Eu me pergunto se eu deveria sufocá-los … mas eu não posso esperar por isso.”

Os olhos de Hajime começaram a se estreitar e ele ganhou um brilho predatório. Ele pressionou o braço direito contra a parede e conjurou a sua magia. Um pedaço de pedra foi cortada e, lentamente, ele transmutou enquanto se concentrava em uma imagem. Quando estava pronto a pedra tinha sido transformado em uma lança espiral fina. Além disso, ele tinha outras peças adicionadas a ela, como uma alça.

“Agora, então, vamos cavar!”

A lança foi em direção ao chão, onde os lobos estavam. As duras peles e pelos entravam em contato com a ponta da lança.

“Depois de tudo o que eu não posso te furar. Isso confirma a minha hipótese. ”

Por que ele não usar uma espada ou uma faca? Porque é amplamente conhecido que quanto mais forte o demônio mais duro ele se torna. Havia algumas exceções para isso. Hajime tinha estudado muito para superar a sua inutilidade e pelo que ele havia entendido uma espada normal ou faca seria inútil contra esses caras.

Assim, Hajime começou a girar a alça na lança. A lança girava em resposta às ações de Hajime. Ele estava usando a lança como uma broca para perfurar a pele dura do demônio.

Aplicando seu peso para forçar, eventualmente ele começou a furar lentamente a pele do animal.

“Guru-aa !!”

O lobo gritou.

“Dói? Eu não vou pedir desculpas. Estou fazendo isso para viver. Vocês não iam me comer também? Nós dois sentimos o mesmo. ”

Enquanto falava, ele girava constantemente a broca. O lobo tentou lutar desesperadamente, mas era impossível porque não tinha uma única diferença lutar contra.

Finalmente, a broca tinha perfurado sua camada de pele dura. A broca impiedosamente destruiu entranhas do lobo. Um grito de morte escapou de sua boca. Ele gritou um pouco, mas logo ele contraiu-se um pouco e finalmente parou de se mover.

“Certo, vamos garantir a comida em primeiro lugar.”

Rindo alegremente, ele massacrou os outros três da mesma maneira. Quando terminou, aos cadáveres foram recuperados usando transmutação. A pele foi difícil de tirar, ele só tinha uma mão.

Sua fome estimulou seu desejo de consumir.

Comentários