iLivro

Prólogo

Alguém uma vez já proclamou a verdade da vida:“Propriedade e status não são importantes. Para aqueles que são fiéis à realidade, a felicidade virá naturalmente.” Mas, isso era realmente verdade? Eu não sabia quem disse isso, mas sua maneira de pensar era muito arrogante. Estavam olhando sobre a existência dos humanos.

Todos queriam ficar mais ricos.

Todos queriam se tornar mais influentes.

Todos queriam construir seu poder até o fim.

Voar mais alto. Tornar-se melhor. Eles queriam ser mais especiais!

Não apenas “homens”, mas “humanos” nasceram com desejo, um sonho.

Mas, não importa como eles alcançaram seus sonhos, eles não podiam tocá-los. Dinheiro, família, problemas de talento natural ou limitações sociais tudo isso os impedia. Todos sucumbiram à realidade quando seus desejos foram pisoteados.

A felicidade não seguiu e as pessoas foram fiéis à realidade. Eles apenas aprenderam a suprimir seus desejos e sonhos. Eles se enganaram. Isso era realidade. Mesmo aqueles que eram felizes sonhavam sem parar. Eles sonharam em se tornar atletas profissionais, cantores famosos ou atores em um drama virtual.

A liberdade de sentir o desejo foi dada a todos, mas foi infeliz para alguns. O número de pessoas que provavelmente abandonariam a realidade aumentou. Talvez fosse a salvação deles.

Talvez fosse a misericórdia dos deuses olhando para a Terra para se divertir.

Aquela noite à meia-noite. Um buraco abriu na frente daqueles cheios de desejo.

Comentarios em ATD: Capítulo 0

Categorias