iLivro

Coração de Dragão #1

Era uma história natural, mas não era fácil lutar contra inimigos na frente e atrás, ao mesmo tempo. Eles estavam rodeados, desde o início, e uma vez que um lado sucumbir, o outro lado irá sucumbir também. Na verdade, era uma luta desvantajosa.

Obviamente, o número de bárbaros era maior que o do exército do Rei Demônio, que estava atrás deles, os seguindo. No entanto, essa história mudou quando as tropas de defesa de Takar foram adicionadas. Os bárbaros não poderia desfrutar da vantagem dos números.

No entanto, o rei bárbaro tinha atacado Takar, e as tropas de Takar estavam na frente dele enquanto o exército do Rei Demônio estava atrás.

Se sim, como ele lutaria?

Preferencialmente, ele gostaria de lutar contra o exército do Rei Demônio longe de Takar. As tropas de defesa de Takar não faziam parte do exército do Rei Demônio, mas os bárbaros poderiam escapar devido a pressão de um ataque simultâneo, se eles lutassem a uma certa distância da muralha imóvel.

No entanto, isso era apenas um desejo idealista. O exército do Rei Demônio e as tropas de defesa de Takar não eram estúpidos. O exército do Rei Demônio não participaria até que o exército do rei bárbaro tivesse atacado Takar, e Takar não perderia essa oportunidade.

Portanto, o rei bárbaro pegou uma maneira simples de se livrar do complexo dilema— simplificar a situação.

“Ku-pa-ha!”

“Ku-pa-ha!”

Os bárbaros correram para paredes de Takar com um grito de guerra característico, enquanto o rei bárbaro estava liderando-os.

A investida do rei bárbaro era estranha. Ele saltou como se ele estivesse atacando sozinho. Nenhum dos bárbaros foram capazes de permanecer ao lado de seu rei.

As tropas de defesa de Takar dispararam suas armas de longo alcance às pressas, e flechas caíam do céu como chuva.

O rei bárbaro nem sequer pensou em bloquear a chuva de flechas. Ele apenas correu e atravessou a chuva de flechas com sua velocidade. Um grande número de flechas caiu no lugar por onde o rei bárbaro já tinha passado, mas nenhuma deles acertado o rei.

O chefe de defesa de Takar, Paion, estava confuso. O rei bárbaro tinha atravessado a chuva de flechas com um movimento super rápido. No entanto, ele não podia atravessar as paredes com apenas isso. Em frente de uma variável chamada altura, mesmo a velocidade era forçada a estar impotente.(Kokori: Aqui estava ‘speed machine’ mas não achei algo que correspondesse com isso, e só deixei ‘velocidade’ mesmo, espero que entendam.)

O que o rei bárbaro estava pensando enquanto ele corria para a parede?

Não havia tempo para pensar. Tendo ultrapassado a chuva de flechas, o rei bárbaro chegou na frente das paredes de Takar antes que os arqueiros pudessem disparar uma segunda onda.

O rei bárbaro riu e pôs força em sua mão que segurava a maça. Ele correu para o portão de Takar sem reduzir nenhum pouco sua velocidade. O poder vermelho da Guerra logo envolveu seus braços e a maça.

“Talvez?”

Alguém gritou. Alguns estavam rindo enquanto outros estavam em pânico.

O rei bárbaro estava correndo para o portão. A maça gigante e suas mãos estavam emitindo uma forte energia vermelha.

Todos os tipos de ataques choveram das paredes, mas o rei bárbaro os ignorou novamente. Ele colocou seus pés nas costas do cavalo preto galopando e olhou para um ponto específico. Então o rei bárbaro saltou. A chuva de flechas caiu sobre as cabeças dos outros bárbaros. Paion respirou, e os magos nas paredes apontaram para o rei bárbaro.

O rei bárbaro pousou no chão, balançando sua maça no portão.(Kokori: Pensei nessa parte do TW3. Só que mais brutal…)

Kwang!

Era como um trovão sacudindo os céus e a terra, e a aura vermelha cresceu com um enorme rugido.

O movimento especial da arma do rei bárbaro, Esmagador de Crânios, foi adicionado ao seu poder. A porta não suportou o golpe. Quase todas as partes que ligavam o portão as paredes foram destruídas, e os destroços do portão caíram no chão. Mesmo uma parte da parede desmoronou.

Confrontado com o golpe inimaginável, todo mundo ficou em silêncio. Parecia que todo o campo de batalha foi congelado.

O rei bárbaro sorriu descontroladamente devido a calmaria que a destruição tinha criado. Em vez de rugir para exaltar sua realização, ele subiu de volta em seu seu cavalo preto e passou pelas paredes de Takar.

Os bárbaros gritaram com prazer.

As tropas de defesa de Takar estavam perplexas. O portão foi violado assim que a batalha começou, e aquele que tinha destruído o portão agora estava dentro.

“Kupaha!”

“Kupaha!”

Os bárbaros correram em direção ao portão desabado. Paion moveu tropas de defesa para o portão às pressas, mas não foi fácil. O medo e agitação enfraqueceram as mãos e os pés das tropas de defesa. Além disso, havia o rei bárbaro. Ele não esperou pelos bárbaros; ele correu direto para o castelo.

A defesa foi rompida, mas o portão quebrado não era o único problema. Os bárbaros jogaram ganchos para as paredes. Eles escalaram as paredes e riram  enquanto as tropas de defesa não estavam no lugar certo.

Um desastre havia ocorrido apenas alguns minutos após a batalha ter começado.

O exército do Rei Demônio viu tudo isso. Eles estavam esperando os bárbaros atacarem Takar, mas não havia nenhuma razão para esperar agora. Se eles fizeram o movimento errado, Takar cairia.

A escolha do rei bárbaro foi um terrível tumulto. Em vez de lutar contra os inimigos atrás e na frente, ele escolheu invadir um lado e causar confusão.

Isso só foi possível devido à força transcendental do rei bárbaro.

In-gong se lembrou da subjugação licantropa. Na época, Caitlin tinha feito algo semelhante ao rei bárbaro. Ela tinha destruído o portão com um golpe e transformado um cerco em um terrível tumulto.

Era um movimento super especial… ou uma técnica com potência equivalente.

In-gong não esperou por mais tempo e ordenou uma investida apressadamente. Kaparang e Alita apressaram-se e espalharam a ordem, e o exército do Rei Demônio correram para os bárbaros.

In-gong verificou o mini-mapa para determinar a colocação dos bárbaros. Como esperado, menos da metade da força total havia corrido para Takar. O resto das tropas se reuniram no meio do campo de batalha, se preparando para encontrar o exército do Rei Demônio.

Eles iriam bloquear exército do Rei Demônio até que o rei bárbaro tomasse Takar.

Não, não era assim tão simples— eles estavam se reunindo para avançaram para cá.

In-gong os observou de onde ele estava, sentado em Maybach. Seu coração batia tão forte que era quase doloroso.

Os bárbaros estavam cercados com uma aura vermelha, como fogo. Era o poder da Guerra. Ela elevava a força dos bárbaros, e seus rugidos enraivecidos pareciam perfurar o céu.

In-gong não ficar de braços cruzados. Enquanto em execução no Maybach, ele levantou a bandeira do rei.

O poder branco da Conquista se espalhou pelo exército do Rei Demônio, e colidiu impulso raivoso da Guerra. Só faltava um pouco antes de colidirem, mas In-gong estava ocupado pensando.

‘O poder da guerra.’

Era uma das razões pelas quais o exército de Vandal tinha sido derrotado pelo rei bárbaro.

Ele tinha que pará-lo. A fonte do poder da Guerra que rodeava os bárbaros não vinha do rei bárbaro. In-gong sabia disso através da Conquista.

Estava vindo do meio do acampamento bárbaro. Essa era a fonte— uma bandeira vermelho-sangue.

“Vandal!”

O grito de In-gong foi como um raio. De acordo com o que tinha combinado com antecedência, Carack apressadamente enviou um sinal, e o comando para atacar o mastro foi enviado para cada unidade.

Vandal assumiu a liderança. Ele deixou o comando da vanguarda para Alita e completamente revelou a força contida dentro dele. Embora houvessem apenas metade dos guardas ogre restando eles ainda deram um grito poderoso.

“Arararararai!”

Finalmente, o exército do Rei Demônio e os bárbaros colidiram. Vandal correu como uma chariot enraivecida e golpeou os bárbaros. No entanto, os bárbaros não ficaram parados. Conforme Conquista e Guerra se confrontavam, um conflito brutal começou.(Kokori:chariot: é essas carruagens pequenas usadas em combate, tipo aquelas usada em coliseus.)

In-gong observou tudo isso no mini-mapa. A missão de Vandal não era simplesmente para derrotar os bárbaros— era abrir um caminho.

O campo de batalha era como uma criatura viva. Era inevitável que as mudanças ocorressem devido às ações de cada lado.

Perceber tais mudanças, enquanto está de pé no meio do campo de batalha não era algo que qualquer um poderia fazer. Era apenas para aqueles com sentidos animais como Vandal ou aqueles com os meios para compreender todo o campo de batalha.

In-gong não era capaz disso, mas ele tinha o mini-mapa. Portanto, ele poderia capturar as mudanças de ambos os lados no campo de batalha claramente.

Ele percebeu essa diferença. Capturar a bandeira da Guerra era a principal prioridade.

“Kaparang!”

In-gong gritou. Ele pulou de Maybach, enquanto Caitlin e Kaparang agarraram-se na esquer e direita de In-gong. Centenas de licantropos em suas formas bestiais o seguiram.

Em vez de correr com In-gong, Carack levantou a bandeira de luz que tinha sido dado a ele. Como um cavaleiro do rei, ele era capaz de segurar a bandeira da Conquista.

“Você!”

Um bárbaro correu em direção a ele.

In-gong conhecia aquele rosto.

‘Paratus!’

Devido ao poder da Guerra, seu corpo estava mais robusto do que em comparação com quando ele estava na casa de leilões.

Paratus se dirigiu sozinho para In-gong. Em vez de evitar Paratus, In-gong se direcionou para ele. Ele correu direto para ele e gritou,

“Paratus!”

Quando claramente foi chamado, os movimentos de Paratus se tornaram ainda mais ferozes. Havia uma expressão de alegria em seu rosto.

A distância diminuiu, e Paratus recuou seu punho.

Naquele momento, In-gong abriu seu inventário. Ele havia preparado isso com antecedência, então ele não precisava olhar para o inventário para tirar o que ele queria.

O Elmo Dourado do Rei Dragão—

Era um símbolo para os bárbaros.

Paratus, que estava concentrado em In-gong, moveu seu olhar imediatamente para o Elmo Dourado do Rei Dragão que foi jogado. Especialmente desde que Paratus tinha perdido o elmo dourado quando ele estava bem na frente dele— desta vez, ele não apenas seguiu com os olhos, mas também estendeu a mão.

Então, uma abertura foi criada.

Uma fumaça azul escuro se expandiu. In-gong usou Blink e atacou Paratus. Sua palma pressionou contra o abdômen de Paratus e usou Arang com a aura da Autoridade Sura Divina, a técnica que destruía a aura do inimigo internamente!

‘Arang!’

A aura branco penetrou o corpo de Paratus. Sua couraça endurecida era inútil. Paratus foi jogado para trás enquanto tossia sangue, e In-gong respirou fundo. Em vez ir atrás, ele se afastou do Elmo Dourado do Rei Dragão que estava ligado ao seu braço esquerdo com uma corda fina. Caitlin passou por In-gong. Ela se movou com In-gong e começou com um ataque conjunto sobre Paratus.

Claramente, Paratus era forte. Ele foi capaz de resistir ao ataque em pinça de In-gong e Caitlin, como se fosse uma batalha normal. No entanto, ele tinha sido ferido desde o início, então era como se tivesse sido atingido por um golpe muito forte.

“Kuha!”

Paratus gritou alto e lutou. Um grupo de bárbaros correu para salvá-lo.

Caitlin permaneceu calma. Em vez de ficar próxima a Paratus, ela manteve uma certa distância. Este não era um lugar onde poderia haver um longo confronto de habilidades, mas um campo de batalha onde centenas ou milhares de inimigos e aliados lutavam juntos.

Kaparang e os licantropos colidiram com os bárbaros. Estavam cheio de sangue e morte.

In-gong olhou para o mini-mapa, mais uma vez, e ele transmitiu sua intenção para Caitlin através do Núcleo Luar. A resposta de Caitlin voltou, e ele preparou outra coisa.

‘Espectro Negro!’

Movimento super especial de Vigília Noturna foi ativado. Houveram sons de centenas de criaturas voadoras batendo suas asas enquanto uma fumaça negra se espalhava.

No entanto, era diferente de antes. A fumaça não se espalhou em um círculo. Moveu-se na frente de In-gong, e seu comprimento era de quase 100 metros. Além disso, mais uma coisa aconteceu. O lugar onde a fumaça preta reapareceu era diferente. Ela não estava no lugar onde In-gong tinha invocado o Espectro Negro. Em vez disso, estava no outro lado de onde a fumaça negra tinha estendido.

In-gong tinha atravessado mais de 100 metros, e os bárbaros não puderam responder de imediato para In-gong que de repente tinha aparecido no meio deles.

In-gong surgiu do chão e usou Blink mais uma vez. A fumaça azul escuro apareceu diante da bandeira vermelha que continha o poder da Guerra.

Ao mesmo tempo, Águia Branca e Águia Negra voaram. A trajetória complexa da luz empurrou para trás os bárbaros que estavam ao redor In-gong. Então In-gong estendeu a mão e agarrou a bandeira vermelha.

Ele sentiu o poder da Guerra. Era vermelho e muito intenso; o poder era como uma chama.

A mulher ruiva vestindo armadura vermelha apareceu rapidamente em sua cabeça— In-gong sabia quem ela era.

‘Guerra.’

Era a única coisa da qual ele poderia chamá-la. Ela era uma existência que ficou ombro a ombro com Conquista, Morte e Fome.

Ela sorriu. Em vez de mostrar a afeição violenta como a Fome ou um sentimento insuportável como a Morte, Guerra tinha um sorriso sedutor no rosto.

‘Conquista.’

A voz da mulher branca foi ouvida. Sua voz era diferente da que normalmente soava.

Depois de ouvir a voz, a mulher vermelha riu alto, e o poder da Guerra ergueu-se como chamas.

No entanto, a luz branca de In-gong suprimiu as chamas vermelhas. Graças à Conquista, o poder da Guerra foi suprimido e destruído.

A mulher vermelha riu enquanto o poder da Guerra se dispersava. Então In-gong levantou a cabeça e olhou para a realidade. O mastro contendo o poder de Guerra foi destruído, e a aura da Guerra, que tinha se espalhado por todo o campo de batalha, agora estava dispersa.

‘Mestre!’

Apesar de cumprir o objetivo, Vento Verde gritou com urgência. In-gong levantou seu olhar reflexivamente. Embora o mastro houvesse sido destruído, ele ainda podia sentir a força poderosa da Guerra, e estava correndo na direção de In-gong de longe.

“Ku-pa-ha!”

Um grande rugido sacudiu o campo de batalha, como um meteoro queimando emitindo energia vermelha.

Rei Bárbaro Karatus…

Ele saltou das paredes e cruzou o céu. Como um relâmpago, ele apontou para a cabeça de In-gong.(Kokori: Esse cara é o Hulk!?)


Kokori: Dei uma olhada nos capítulos bem mais pra frente e me deparei com isso, o autor liberou uma imagem(esboço) da Felicia. Decidi colocar já que é uma personagem que já tem aparecido faz bastante tempo, então não é spoiler nem nada, né.

Comentarios em Breakers: Capítulo 127

Categorias