iLivro

Você Ainda é Você (Parte 1)

Yang Chen observou calmamente Liu Mingyu chorar com a cabeça inclinada contra a mesa. Em um bar barulhento, uma cena como essa era comum.

 

Os homens e mulheres que moravam nas cidades vivem com vidas tremendamente estressantes e sempre precisam de um meio para liberar o estresse.

 

Yang Chen estava curioso para saber porque Liu Mingyu era tão boa em chorar. Depois que a mesa em frente a eles foi ocupada por três grupos diferentes de clientes, ela ainda permanecia encostada na mesa e se recusava a se levantar.

Cao Xueqin disse uma vez que as mulheres eram feitas de água, e essa situação provou que ele estava certo.

(Nota: Cao Xueqin é o famoso autor que escreveu Sonho da Câmara Vermelha)

 

“Mingyu-jie, está ficando tarde, deixe-me leva-la para casa.” Yang Chen sugeriu a Liu Mingyu. Honestamente, ele deveria ir para casa também e reconciliar com Lin Ruoxi, e não deveria repentinamente passar a noite de novo.

 

Quando Liu Mingyu finalmente levantou a cabeça, seus olhos estavam vermelhos e inchados. Ela forçou um sorriso atordoado e disse:“Deixe-me beber mais um copo.”

 

Depois que ela falou, Liu Mingyu serviu-se de outro copo de Chivas e bebeu tudo de uma só vez. Ela então levantou-se trêmula e pegou sua bolsa. “Vamos.”

 

Yang Chen olhou para a outra meia garrafa de vinho na mesa.‘Ainda bem, essa mulher bebeu três garrafas de quarenta porcento de álcool sozinha e ainda não entrou em colapso. Não é de admirar que ela tenha conseguido se tornar chefe do departamento de Relações Públicas.’

 

No entanto, ficou claro que Liu Mingyu tinha dificuldade em andar. Era preocupante que sua cintura fina pudesse fazer todo o seu corpo se curvar e colapsar como uma flor frágil.

 

“Deixe-me ajudá-la.” Como Yang Chen disse isso, ele apoiou o braço de Liu Mingyu.

 

Liu Mingyu não rejeitou uma ação próxima como essa. Como ela não precisava mais usar móveis como apoio, seu corpo suavemente encostou-se ao lado de Yang Chen e ela saiu mancando do bar.

 

Do lado de fora do bar, os ventos do outono eram frios, Liu Mingyu abotoou a blusa e entrou no carro com o apoio de Yang Chen.

 

Yang Chen entrou no banco do motorista e perguntou:“Mingyu-jie, onde você mora?”

 

Liu Mingyu olhou para as luzes de néon coloridas pela janela e, depois de um longo tempo, virou-se para olhar para Yang Chen:“Que horas são?”

 

“São onze da noite.” Yang Chen verificou a hora no painel do carro.

 

“Não me leve para casa, me encontre um hotel por perto. Se eu voltar assim, meus pais se preocuparão.” disse Liu Mingyu.

 

Essa razão não serviu, é preocupante que ela tenha ficado bêbada, mas os pais dela não se preocuparão ainda mais se ela não voltar para casa?

 

Yang Chen não expôs isso. Enquanto se sentia intrigado por dentro, ele ainda assentiu em concordância.

 

Yang Chen encontrou o hotel quatro estrelas mais próximo, e tinha um nome bastante refinado, era chamado de “Hotel Bordo”.

 

Depois de estacionar o carro, ele ajudou Liu Mingyu a entrar no hall. Os funcionários do hotel que viram Liu Mingyu andar instável no abraço de Yang Chen reagiram com indiferença, pois tinham visto tais pessoas com frequência.

 

“Senhor, que tipo de quarto você gostaria de ter?” A recepcionista perguntou.

 

Yang Chen olhou para Liu Mingyu, que não tinha opinião sobre isso, então pensou e disse:“Um quarto para um está bem, é só para essa senhora.”

 

O mesmo pensamento repercutiu nos empregados por perto:‘Quão mesquinho!  Vocês já estão prestes a dormir juntos, mas você ainda escolhe o quarto mais barato justamente com uma cama menor!’

 

Mas ela não podia dizer descaradamente algo como “você deve escolher um com uma cama maior para fazer esse tipo de coisa” então ela apenas deu ao quarto para um de Yang Chen um sorriso.

 

Yang Chen levou Liu Mingyu pelo elevador e entrou no quarto para um.

 

Liu Mingyu agora estava completamente bêbada e atordoada, ela estava praticamente pendurada no corpo de Yang Chen para se manter de pé.

 

Yang Chen levou seu corpo bem desenvolvido e colocou-a na cama, em seguida, ligou a lâmpada da cabeceira.

 

Sob a luz fraca, os olhos enevoados de Liu Mingyu estavam ligeiramente abertos e tinham um charme bêbado. Seus lábios de cereja exalavam o cheiro de álcool e sua própria fragrância. Devido ao calor em seu corpo, Yang Chen foi capaz de sentir a rica fragrância do seu corpo e foi afetado por seus feromônios charmosos.

 

Yang Chen percebeu que ela não tinha nenhuma intenção de se sentir confortável para dormir e, como ele já ajudou-a nesse ponto, ele também poderia ajudá-la melhor ainda.

 

Assim, ele caminhou até o final da cama para ajudar a tirar seus sapatos de couro de salto curto. Liu Mingyu usava meias cor de pele, e seus dedos pareciam lisos, redondos e perfeitos.

 

Com os sapatos retirados por Yang Chen, as pernas de Liu Mingyu enrolaram de modo anormal, depois relaxaram, ela parecia bastante nervosa e bonita.

 

Yang Chen puxou o cobertor sobre o peito de Liu Mingyu e depois se endireitou. Ele olhou para o rosto de Liu Mingyu e encontrou-a ligeiramente corada, talvez ela estivesse consciente o suficiente para saber o que tinha acontecido apesar de estar bêbada.

 

“Mingyu-jie, eu estou indo para casa agora, me ligue se você precisar de alguma coisa.” Yang Chen disse e se virou para ir embora.

 

“Yang Chen……”

 

Liu Mingyu falou de repente, e suavemente pediu:“Não vá… você poderia por favor me acompanhar … só por essa noite……”

 

Comentarios em CEO: Capítulo 176 Parte 1

Categorias