Kuork

Apenas Tradutores Errantes

iLivro

Mundo dos Cultivadores

[Aqui esta o terceiro capítulo. Atenção, a partir do próximo capítulo irei postar como “CC: Capítulo???”.]

(…)

Em um mundo onde a força determina o seu valor, o jovem de 12 anos, Klaus Rayzaki estava mais do que disposto a mostrar o seu valor.

O Clã Rayzaki é um antigo clã que conseguiu sobreviver por mais de 2 mil anos, mas infelizmente nos ultimos 500 anos não conseguiu produzir um único gênio capaz de trazer glória para o clã, por isso ele acabou entrando em um caminho de decadência.

Os únicos que ainda restam no clã são três irmãos e seus respectivos filhos.

O pai de Klaus Rayzaki, Korin Rayzaki, é o atual chefe da família Rayzaki, sendo o mais velho e o mais forte entre os irmãos.

Korin é um nível 5 da camada Santo-Elemental. Ele acabou encontrando um gargalo e romper este gargalo acabou se mostrando mais difícil do que ele imaginava.

O segundo irmão, Katsuel Rayzaki, também esta na camada Santo-Elemental. Ele também encontrou um gargalo monstruoso ao atingir o pico do nível 3.

O terceiro irmão, Oriatos Rayzaki, com 32 anos, é o mais proeminente dos irmãos. Nãp faz nem 5 anos que ele entrou na cama Santo-Elemental, e ele já atingiu o pico do nível 2.

Neste mundo de formação e cultivo formado por 3 camadas. Sangue-Mortal, Dragon-Blood e Santo-Elemental. Cada camada tem seu próprio número de níveis que são necessários passa-los para prosseguir para próxima camada.

A diferença de camada para camada é como a diferença entre o Céu e a Terra.

Sangue-Mortal possui 9 níveis.

Dragon-Blood possui 8 níveis.

Santo-Elemental possui 7 níveis.

Claro que todos suspeitam que haja mais camadas depois de Santo-Elemental, mas como eles poderiam ter certeza se nunca souberam de alguém que ultrapassou o sétimo nível do Santo-Elemental?

Quando alguém se torna um cultivador e rompe para se tornar um Sangue-Mortal, sua expectativa de vida aumenta em vinte anos a cada nível.

A expectativa de vida deste mundo, Yala, para os humanos é de 150 anos.

Quando se rompe da camada Sangue-Mortal para Dragon-Blood, a expectativa de vida é aumentada em 50 anos para cada nível.

E quando um cultivador se torna um Santo-Elemental, ele ganha expectativa de vida eterna. Ele não se torna imortal, apenas deixa de envelhecer.

Cultivadores da camada Sangue-Mortal são incapazes de usar Qi, essa camada serve apenas para moderar o corpo, o fortalecer.

Quando se rompe para a camada Dragon-Blood, o cultivador se torna capaz de usar Qi e aplica-los nas artes marciais. Quando se atingi o nível 5 desta camada, o cultivador também se torna capaz de sentir e ter um fraco domínio sobre o seu Soul-Elemental.

O Soul-Elemental é o poder inato na alma de cada ser vivo. É um poder que tenho alguma afinidade por algum dos 7 elementos contidos na natureza.

Fogo, Água, Terra, Ar, Raio, Espacial, Luz e Trevas.

Raramente se encontra alguém que tenha uma afinidade com mais de um elemento.

Apenas quando um cultivador se torna um Santo-Elemental é que ele se torna capaz de controlar completamente o seu Soul-Elemental, sendo capaz de dizimar cidades e montanhas, criar tsunamis, furacões monstruosos. É também a partir desta camada que um cultivador se torna capaz de voar.

Klaus Rayzaki estava eufórico, pois finalmente, depois de 2 anos, ele agora poderia ser chamado de cultivador. Com 12 anos, ele rompeu e se tornou um Sangue-Mortal.

Isto não era um grande feito, mas ele não podia culpar ninguém além dele mesmo por ser um cultivador normal.

Com 12 anos, a maioria das crianças já estão no nível 3 da camada Sangue-Mortal, enquanto Klaus apenas acabou de romper para o nível 1. Sim, era humilhante, mas isso não tirava o mérito de ter se tornado um cultivador.

Klaus Rayzaki era o único filho de Korin e possivelmente o futuro chefe da família Rayzaki. Digo possivelmente, pois se algum de seus dois primos decidirem que ele não merece o lugar como chefe da família, ele não poderia fazer nada além de se curvar.

Ele tinha dois primos mais velho que ele. Cada um era filho de um dos irmãos.

O mais velho tinha 21 anos e ele já estava no nível 4 da camada Dragon-Blood. Hazuka Rayzaki era o gênio da família e filho do segundo irmão, Katsuel Rayzaki. Considerado como um gênio, ele ganhou uma bolsa de estudos em uma das cinco melhores academia marcial do reino, a Academia Stinnyzer, a segunda melhor academia do reino.

O outro primo também era mais velho que Klaus Rayzaki. Volk Rayzaki tinha 18 anos e era filho do terceiro irmão, Oriatos Rayzaki. Também era um gênio da família. Ele já estava no pico do nível 9, apenas mais um passo e ele iria romper para a camada Dragon-Blood.

Volk Rayzaki também ganhou uma bolsa de estudos em uma das 5 melhores academias do reino. Ele estava estudando na quarta melhor academia do reino, a Academia Dorunnaga.

No continente Altaria, existem 7 reinos. Para viajar de um reino a outro, uma pessoa comum levaria no mínimo 500 anos, mas aí ela já estaria morta a muito tempo.

Os 7 reinos são, Anstori, Rayze, Mothygahr, Kirayth, Sozunun, Yulin e Qarziri.

Rayze é o maior e o mais poderoso reino de todo o continente. É onde a Cidade Imperial, Rayqar, se encontra. É onde o Imperador que tem todo o continente Altaria sobre o seu domínio vive. Rayze tem como população mais de 500 bilhões de pessoas.

O menor continente, Yulin, tem como população mais de 20 bilhões de pessoas. Esse é o mesmo continente onde a família Rayzaki vive.

A maior autoridade do continente é o Imperador. Logo abaixo dele estão os reis que controlam os reinos, além do Imperador, ninguém estão acima dos reis.

A família imperial unificou o continente Altaria a mais de 5 milhões de anos e ate hoje eles tem tudo sobre o seu controle.

Em Yala, existem 12 continentes. Altaria é o sexto maior continente de Yala.

No reino Yulin existem várias academias marciais, mas apenas 5 se sobressaem das demais.

A primeira é a Academia Tyrant, conhecida por criar gênios inigualáveis no reino Yulin.

A segunda é a Academia Stinnyzer, conhecida por criar guerreiros formidáveis.

A terceira é a Academia Silent Rose, uma academia que aceita apenas mulheres.

A quarta é a Academia Dorunnaga.

E a quinta, a Academia Yiunza.

As cinco primeiras academias são conhecidas por terem gênios e prodígios espetaculares.

O Clã Rayzaki vivia em um pequeno povoado chamado Derah.

Para ingressar em alguma delas, é necessário ter no máximo 15 anos e ser um cultivador Sangue-Mortal. Claro que o processo é mais profundo do que aparenta. Eles analisam a Soul-Elemental através de uma formação rochosa que é capaz de distinguir o quão bom é a afinidade do cultivador com algum elemento.

O teste para decidir se alguma academia iria aceitar um discípulo ocorria toda primavera na cidade real, a capital do reino Yulin, Carionth.

A viaje do pequeno povoado, Derah, ate Carionth levava de vinte dias de carroça.

Acompanhado do servo, Leon Hasuki, Klaus Rayzaki foi fazer o teste.

Ele foi surpreendido ao se deparar com inúmeros gênios, tinha ate mesmo alguns com Soul-Elemental duplo.

Klaus Rayzaki não esperava que ele iria ter uma boa afinidade, ainda mais ser escolhido por alguma das 4 grandes academias, mas surpreendente, não só ele tinha uma Soul-Elemental dupla, vento e fogo, sua afinidade era excepcional. Se ele vivesse e conseguisse atingir a camada Santo-Elemental, seu poder seria formidável.

Tendo isso em mente, surpreendentemente, para Klaus, a melhor academia do reino, Tyrant, o ofereceu uma bolsa de estudos. Obviamente ele aceitou sem pestanejar.

O que ele não havia percebido é que Hameba Hatsuki, filho de um duque, que também foi aceito na Tyrant, um Soul-Elemental duplo, estava se correndo de ódio e inveja pra ele.

Hameba Hatsuki não aceitava que um maldito plebeu era melhor do que ele. Isso era imperdoável.

A Academia Tyrant se encontrava a 5 dias de viajam da capital. Próxima a um pequeno povoado, Yandri, a academia foi construída em uma montanha, e diferente das outras academias que tinham dezenas de milhares de discípulos, ela tinha apenas em torno de 10 mil discípulos.

O pequeno povoado, Yandri, ficava entre a academia e a capital. Passando a academia, 500 km de distância, havia uma cordilheira onde bestas mágicas viviam.

Chegando na academia, Klaus Rayzaki ganhou um quarto só pra ele com uma área de formação para ele poder cultivar.

Ele ficou feliz ao fazer um novo amigo, Hameba Hatsuki.

Dentro de 5 meses a academia iria realizar um torneio para classificar os discípulos mais fortes.

Num piscar de olhos, faltava apenas 16 dias para o torneio.

Apesar de ter um talento latente, Klaus Rayzaki ainda era fraco. Ele só seria alguém quando atingisse a camada Santo-Elemental.

Compreendendo este fato, Hameba Hatsuki decidiu que era melhor se livrar de Klaus Rayzaki antes que ele crescesse.

Fingindo ser amigo dele, Hameba Hatsuki convenceu Klaus Rayzaki a explorar os arredores da cordilheira.

Enquanto Klaus Rayzaki tomava água, Hameba Hatsuki o atacou. Klaus Rayzaki não era páreo para ele, e acabou sendo ferido mortalmente.

Hameba Hatsuki jogo Klaus Rayzaki no rio que tinha seu caminho rumo a cordilheira.

Semiconsciente, Klaus Rayzaki foi varrido pelo rio e acabou afundando. Antes de perder a consciência, ele se viu sendo engolido por uma caverna subaquática.

Quando ele abriu os olhos novamente, ele estava na margem do rio, dentro de uma caverna. Ele mal conseguia manter os olhos abertos. Ele sentiu ódio. Ele amaldiçoou Hameba Hatsuki. Ele se amaldiçoou por ter sido tão ingênuo.

Sua estupidez lhe causou uma morte prematura.

Prestes a fechar os olhos pela ultima vez, ele viu um vortex se abrir e dele um pedaço de rocha sair.

Toda a gravidade dentro daquela caverna foi anulada. Ele flutuou. Aquela rocha partida ao meio voou direto pra ele e o atingiu no peito o penetrando.

Toda a gravidade retornou e ele caiu com tudo sobre o chão. Isso só poderia ser carma. Ele já estava dando o seu ultimo suspiro de vida, e agora foi atingido brutalmente por uma rocha cortada ao meio e caiu bruscamente contra o solo.

Ele não tinha nem mesmo força para gritar.

Seus olhos começaram a se fechar. Antes dele apagar completamente, ele viu mais alguma coisa sair do vortex.

Era algum tipo de liquido preto. Uma gosma. O mais bizarro é que aquilo parecia ter consciência e estava indo direto pra ele.

Em seguida, ele apagou.

(…)

[Vou postar dois capítulos por semana segunda e quinta (talvez mais um no domingo). Tenho mais uma novel no site. Ela se chama John Ryder e os Dois Mundos (JRDM) e já tem 6 capítulos postados, pra quem interessar fique a vontade para ler.]

 

Comentarios em CosmoCrator (CC): Capítulo 3

Categorias