DK&H: Capítulo 5 Parte 3


Capa DK & H

Demon King & Hero

Autores: Phantom Of The Moonlit Night 월야-팬텀
Tradutor: Pyown

***

“Então o que você está dizendo é … você quer que eu oficie?”

Com as palavras do rei demônio, Yuria e Aya assentiram.

“Porque você é o mais justo.”

“Se você julgá-la facilmente porque ela é uma herói, eu não vou deixar você sair assim.”

Com essas palavras, o rei demônio sorriu… e correu para a janela.

“Evacuação de emergência!”

Crash!

Com o som da janela quebrando, o rei demônio começou a fugir a toda velocidade.

“Pegue ele, Pretinho.”

Mas, com as palavras de Aya, do lado de fora, uma gigantesca criatura canina de três cabeças apareceu. E assim, a besta demoníaca que até os demônios de classe alta não podiam vencer, Cérberos, o porteiro do submundo, voltou com o rei demônio em sua boca.

“Solte! Como se atreve uma mera besta demoníaca segurar um rei demônio! Me solte, eu não quero morrer!”

Com essas palavras, as duas mulheres sorriram e se aproximaram do rei demônio.

“Por quê.”

“Você acha que você vai morrer?”

“Vocês não são dois amigos realmente próximos?”

As unhas de Aya, que eram mais afiadas do que a sua espada lendária comum, e a espada de Yuria, pertencente a mais forte espadachim sob os nove céus, ambas ameaçavam o pescoço do rei demônio.

“Cale-se.”

“E aja como o juiz?”

‘Vocês duas são amigas próximas, não são!’

O rei demônio pensou e soltou um suspiro.

E assim, a primeira partida entre a herói e a rei demônio começou. Tipo de competição: cozinhar.

***

“Hmph! Eu vou te mostrar minhas habilidades culinárias!”

Aya zombou, pegando sua faca com confiança.

“Há filas que se formam no mundo dos demônios apenas pela minha comida!”

Com essas palavras confiantes, Yuria se encolheu.

‘Por que cozinhar, de todas as coisas!’

A primeira rodada foi um confronto culinário. A razão é que, aparentemente, o papel mais importante de uma dona de casa estava em sua capacidade de cozinhar.

“Deveria estar tudo bem?”

Ela estava desconfortável com isso, mas Yuria ainda enfrentou esse desafio. Com a mentalidade de que ela não iria perder para essa rei demônio de seios!

Enquanto isso, o rei demônio estava confortavelmente (enrolado em correntes) sentado em uma cadeira, vagarosamente (com o Cérberos vigiando) esperando que a comida (morte) viesse, e com um sorriso (absolutamente enchido de medo) em seu rosto, o rei demônio fechou os olhos.

“Ao invés de fazer fila para comer, mais como escolher quem sacrificar.”

Mesmo agora, ele se lembrava. Os demônios que se apegariam a ele, soluçando. Quando eles chegaram primeiro a ele, ele pensou que tinha algo a ver com as finanças, e ele os tratou com firmeza. Mas o que saiu de suas bocas não tinha nada a ver com finanças ou dinheiro.

“Nos salve.”

Foi o que eles disseram. Uma investigação posterior descobriu que Aya estava experimentando cozinhar para alimentá-los  e os usava como cobaias.

E assim, se o mundo humano tivesse Yuria, o mundo dos demônios, digamos simplesmente, tinha Ayariss. Era desnecessário dizer que suas habilidades culinárias eram as piores que alguém poderia imaginar. Para piorar a situação, sua adversária era Yuria.

“Parece que a vencedor vai ser quem me alimentar primeiro.”

Porque parecia óbvio que seria impossível comer o próximo depois disso…

Pensando nisso, o rei demônio teve uma ideia e virou-se para o Cérberos.

“Você pode me entender, certo?”

As três cabeças do Cérberos assentiram. Mesmo se ele fosse assim, ele ainda era uma besta demoníaca de primeira classe.

“Nesse caso, eu vou comer o prato da minha Yuria primeiro.”

Com essas palavras, as três cabeças do Cérberos se inclinaram. Claramente perguntando o que o rei demônio quis dizer.

“As habilidades da minha Yuria… são a par com as de Aya?”

Com essas palavras, o Cérberos se encolheu. Como se ele tivesse ouvido que o Dia do Juízo Final havia chegado!

“Além disso, além de mim, não há ninguém em casa agora para ser o juiz. Então, se eu entrar em colapso… Você provavelmente terá que comer o prato de Aya?”

Com essas palavras, aquele gigante Cérberos começou a suar frio e começou a tremer.

-Whimper…

-Grrr….

“Pronto, pronto. Você está com medo também, certo? Então eu também. Então … vamos fugir.”

Pouco depois.

-Awoooo!

Crash!

Através do buraco que o rei demônio havia feito anteriormente, a gigantesca besta demoníaca Cérberos fugiu.

“Hey, seu desgraçado desleal!”

Deixando o rei demônio para trás.

“Agora, acabei!”

“Eu acabei também!”

E assim os portões para o inferno chamavam da cozinha.

***

Comentários