DK&H: Capítulo 5 Parte 9


Capa DK & H

Demon King & Hero

Autores: Phantom Of The Moonlit Night 월야-팬텀
Tradutor: Pyown

***

“Então o que você está dizendo é. A deus demônio está procurando pelo rei demônio, e você deu a ela essa informação. É isso?”

Na frente de uma Yuria de pernas cruzadas, os dois reis demônio estavam sentados em seiza.

“Sim…”

“Sim.”

Os dois reis demônio que pareciam pandas acenaram com a cabeça.

“E esta aqui brigou comigo?”

Esta, também conhecida como Aya, estremeceu e olhou rapidamente para ela. A pressão que Yuria estava emitindo… Mesmo ela estava com medo dela, e ela era uma rei demônio por direito próprio.

“Heh, heheh… É só que esse bloco denso de madeira continuou vindo em cima de você e eu fiquei com ciúmes…”

A herói soltou um zumbido estranho e se virou para o rei demônio.

‘Um bloco de madeira?’

Ela não podia nem imaginar essa descrição sobre o rei demônio que ela conhecia. Esse homem incrivelmente animado e vilão – um bloco de madeira?

“Errr… Herói?”

O rei demônio disse a Yuria.

“Por quê?”

Em sua voz tão fria quanto um sopro do ártico, o rei demônio engoliu em seco e baixou um pouco o olhar.

“Hum, isso é… É perigoso aqui agora também… Talvez seja melhor mudar nossa base?”

“Mudar nossa base?”

“Sim. Nós precisamos nos mover. Caso contrário, a deus demônio virá atrás de nós.”

Yuria suspirou. Nesse ritmo, a próxima coisa que você sabe, ela pode realmente acabar se encontrando com a deus demônio seguindo os reis demônio que ela viu até agora.

“Onde iremos?”

“A capital.”

“A capital?”

A capital. Um lugar onde o imperador do império, bem como nobres variados residiam. Assim como…

“Não é onde o papa vive?”

Aya olhou para o rei demônio como se tudo o que saísse da boca do rei demônio se transformasse em rabiscos.

“É por isso que estou indo. No meu caso, bem, eu não tenho força real, então eu sou o melhor em me esconder de todos os reis demônios por um longo tempo. Além disso, se é onde o papa vive, então outros reis demônio também não podem se aproximar facilmente.

Havia vinte mil soldados e dois esquadrões de corpo de magos protegendo o imperador na capital. Além disso, a magia de atributo sagrado que os Paladinos e Sacerdotes, que protegiam o papa, usavam poderia ser nada além de maldições para os demônios.

“Bem, se formos pegos, sempre podemos fugir.”

“Tendo dito isso… Você tem dinheiro?”

A capital é cara. Comodidades são caras, as casas são caras. Assim, quase todos que viviam na capital eram ricos ou mendigos e ladrões.

“Dinheiro… é algo que não temos. Mas nós podemos ganhar.”

“Como?”

Yuria inclinou a cabeça.

“Lá.”

O rei demônio sorriu e apontou para algo com o dedo. Yuria, naturalmente, seguiu aquele dedo para o que estava apontando.

“Eh, eh?”

A direção em que o dedo estava apontado, onde Aya estava sentada. Ela olhou em volta antes de finalmente apontar para si mesma.

“Você, você quer dizer?”

No momento em que o rei demônio assentiu, o rosto de Yuria se abriu em um sorriso sinistro, e Aya empalideceu.

Pouco depois.

“Alguém me ajude!”

Atrás de uma Aya fronteiriça-histérica, um ki de espada azulado irrompeu.

“Entregue-se pacificamente!”

Aya, que mal conseguiu desviar o ki de espada, ficou cara a cara com magia negra, na forma de uma mão negra que se revelou.

“Você também!”

“Fufufu, torne-se o sacrifício para o nosso ninho do amor!”

O ataque do rei demônio havia começado.

***

Comentários