DK&H: Capítulo 6 Parte 1


Capa DK & H

Demon King & Hero

Autores: Phantom Of The Moonlit Night 월야-팬텀
Tradutor: Pyown

O Que Está Acontecendo? Estamos Aqui Para Capturar Um Rei Demônio

***

“Vai ficar tudo bem?”

“Nós compramos uma bastante cara, afinal.”

Depois do ataque demoníaco, Yuria e o rei demônio saquearam sistematicamente tudo de valor de um certo alguém, e usando-as, calmamente compraram uma casa na capital que era um pouco grande demais para os dois sozinhos.

“Você acha que ela está bem? Ela parecia muito brava.”

Yuria estava pensando em Aya, que tinha fugido para o mundo dos demônios gritando: “Eu vou me vingar! Mesmo se eu tiver que vender minha alma ao diabo!” Mas o rei demônio fez um gesto indiferente com a mão livre.

“Ela é uma demônio, para que diabo ela venderia sua alma? E ela terá pelo menos tantas joias em sua casa quando voltar também.

Mesmo se ela tivesse tanto, não estava bem.

A coleção (saqueada) de Aya incluía antiguidades de valor inestimável feitas pelos melhores dos melhores artesãos, objetos que eram difíceis de conseguir, não importando quanto dinheiro você tivesse. Mas o rei demônio que passou toda a sua vida atrás de uma escrivaninha não tinha ideia, nem Yuria que passou toda a sua vida perambulando pelos campos.

“Tendo dito isso… Nós ainda temos nossa própria casa de lua de mel, então agora vamos ter uma intensa-“

“Sim, uma intensa… luta até a morte.”

A sorridente Yuria apontou o punho para o rei demônio.

TOC Toc.

“Quem é?”

O rei demônio, que queria evitar ser um panda novamente, respondeu rapidamente e, mostrou a língua em aborrecimento, Yuria abaixou o punho.

“O papa convocou Yuria Ashrien.”

“C-como?”

Yuria mordeu o lábio. Eles já tinham sido descobertos.

‘Acalme-se. Vai ficar tudo bem.’

Acalmando-se, Yuria encarou a porta fechada e perguntou:

“Qual é o problema?”

A voz do outro lado respondeu de uma maneira trivial,

“Estamos aqui para pegar um rei demônio.”

Seu primeiro dia na capital, e já havia encontrado a crise.

***

Uma carruagem branca puxada por dois cavalos brancos passou pela rua.

Lá dentro, Yuria perguntou ao homem ao seu lado,

“Então agora o que?”

O rei demônio, que também andava na carruagem do papa, encolheu os ombros e disse:

“Bem… vai se resolver de alguma forma.”

“Mentiroso! Nesse caso, não teria como você vir tão docilmente!”

Pouco antes, Yuria estava prestes a sacar sua espada com a notícia de que eles estavam aqui para pegar o rei demônio, mas o próprio rei demônio havia agarrado seu ombro e dito que ele iria para o castelo do papa pessoalmente. No momento, eles quase chegaram.

“Bem… Se há justiça nesta terra, então minha inocência-“

“E se não houver justiça?”

“Vou fugir.”

Yuria agonizou sobre suas escolhas.

‘Devo apenas matá-lo agora?’

“Devo apenas matá-lo agora?”

“Espere, seus pensamentos estão vazando?”

“Nesse caso, para realizá-lo…”

“Nós chegamos.”

“Tch”

Com as palavras do cocheiro, Yuria estalou a língua, como se estivesse se arrependendo de alguma coisa. Olhando para isso, o rei demônio irrompeu em outro suor frio.

“O Papa está esperando por você.”

Outro homem de uma carruagem diferente liderou o caminho, levando seis paladinos.

“Devemos ir?”

“Haaaaaa… Ah, não importa.”

Olhando para o rei demônio que era todo sorridente, Yuria suspirou e o seguiu.

‘Há vinte escondidos nos portões…’

Sentindo a presença de pessoas escondidas ao redor dela, Yuria mordeu o lábio.

***

Comentários