Haroon: Volume 4 Capítulo 7


Capa Haroon

Haroon

Autores: LEE Hyun Bi
Tradutor: Pyown

Encontrando as Irmãs Nobres de Novo

“É seguro dizer que fomos apunhaladas pelas costas. Não há como a informação ter vazado de outra forma.”

Seryu e Biryu ficaram chocadas ao ouvir as notícias de Mobius, que apenas bebeu um copo de cerveja assim que entrou.

“Você tem certeza disso?”

“Você pode apostar.”

Mobius as tranquilizou. Biryu mordeu o lábio inferior e cerrou os dentes recordando o rosto de alguém.

“Aqueles desgraçados da guilda de informações, eu não vou deixar isso sair assim.”

Ao contrário de Biryu, Seryu parecia desanimada. Ela conhecia a situação atual do Castelo do Barão Thaust, então ela já esperava que a informação tivesse vazado. A notícia que Mobius trouxe foi apenas a confirmação. Admitindo que a informação havia vazado, Seryu perguntou a Mobius.

“Então, quantas facções estão aqui?”

“Coletando informações enquanto passo pelo castelo, descobri que há três facções que enviaram seus cavaleiros para cá. Elas são do Duque York, Marquês Seheras e Marquês Mallon.

“E os usuários?”

“Um total de quatro grandes guildas enviaram seu grupo avançado.”

Mobius disse-lhe francamente as informações que ele coletou.

“Deus! Castelo Thaust se transformou em um parquinho para os usuários. Na pior das hipóteses, estaremos fazendo todo o trabalho e eles farão o que já conseguimos” reclamou Biryu.

Seryu sentiu-se mal em seu estômago ouvindo as duras palavras de Biryu. Mas ela sabia que sua irmã não estava pretendendo ferir seus sentimentos, então ela mudou de assunto.

“Eles devem estar procurando por um guia, certo?”

“Eu não posso dizer com certeza. Se eles tiverem algum tipo de mapa, eles contratariam um guia. Mas se eles tiverem apenas a informação sobre a mina, eles devem estar ocupados o suficiente procurando pelo mapa ou qualquer informação sobre isso.”

“E você encontrou um mercenário, caçador ou herbalista que conhece as Montanhas Hukran como eu pedi?”

“Infelizmente não. Eu perguntei em todos os cantos do castelo mas não encontrei nenhum.”

Mobius trouxe notícias bastante decepcionantes com tristeza em seu rosto.

O Castelo do Barão era um centro de mercado de ervas, onde os mercenários costumavam visitá-lo, mas como estava localizado perto das Montanhas Huk’ran, era cercado por terrenos acidentados, monstros e bestas, o que tornava um lugar difícil para as pessoas saírem.

Como o número da população era baixo, não havia muitos mercenários do castelo. Não havia nem 50 mercenários registrados no castelo, e excluindo um capitão mercenário que era de grau B, eles não eram habilidosos.

“Mesmo os experientes caçadores e herbalistas nunca haviam entrado no centro das Montanhas Huk’ran e tinham medo de fazê-lo, chamando-a de Terra do Diabo. Encontrar um guia seria difícil.”

“Essa é uma característica feliz do infortúnio.”

Seryu deu um leve suspiro de alívio.

“O que?”

Mobius perguntou confuso, mas não houve nenhuma explicação dela.

‘Faz 20 dias que nos separamos dele. Ele vai aparecer em breve.’

Ela estava esperando por alguém. Era por isso que ela estava hospedada na estalagem perto do portão oeste, no segundo andar, onde ela podia ver claramente o portão oeste. Esse era o portão mais próximo das Montanhas Huk’ran. Juntos, ou revezando, ela e Biryu olharam para o portão.

‘Se eu posso pensar em um, os outros podem pensar o mesmo também. Hmph! Mas o primeiro a encontrar o lugar seria a guilda Co-M.’

E eles devem ser nobres como ela, que têm grandes finanças e poder. Caso contrário, eles não teriam sido capazes de comprar as informações sobre a mina.

Antes do início real da Batalha de Ouro, as guildas de usuários estavam procurando desesperadamente por uma oportunidade de manter uma facção. Como os usuários não eram tão habilidosos quanto os cavaleiros deste mundo, oferecer apoio financeiro de algum tipo era a maneira mais prática.

Ela sabia que não era a única pessoa que achava que oferecer apoio financeiro era a melhor maneira, mas ela nunca pensou que a guilda de informações iria vender essa informação para várias pessoas.

“Não tenho ideia do que você está pensando” disse Mobius.

Mobius presumiu que ela devia ter informações que ele não conhecia e pediu uma explicação, mas nunca diria uma palavra sobre isso. Biryu não estava dizendo uma palavra também.

Seryu lentamente fechou os olhos e ficou absorta em pensamentos. Então ela se lembrou de um mercenário com olhos profundos e puros e cabelos compridos que se assemelhava a um leão.

“Huhu!”

Seryu riu apenas para confundir Mobius ainda mais.

No começo, ela odiava ver aquele cabelo despenteado, e agora ela estava se lembrando dele como uma juba de leão. Ela agora tinha certeza de que ela tinha um sentimento especial em relação àquele mercenário NPC.

‘Estranho! Por que eu continuo pensando nele quando ele nem sequer é um usuário? Eu me pergunto quando ele virá.’

Não havia sinal dele até agora.

“Não é como se pudéssemos entrar nas Montanhas Huk’ran como antes, já que vamos acabar morrendo por monstros como da última vez…” Disse Seryu para si mesma.

Mobius estava conversando com Biryu por um momento, depois ouviu Seryu, depois lembrou-se da memória perturbadora nas Montanhas Huk’ran na última vez que ele entrou com ela, e estalou a língua. Ele lembrou cada momento de como mais de 300 usuários com nível médio de 40 não poderiam sobreviver por uma semana. Ele fez um acordo especial com Seryu para fornecer todas as informações que ele tinha de que ela precisava, mas ele não era capaz de resolver tais problemas.

O tempo continuava fluindo, mas eles pararam de falar, absorvidos em seus próprios pensamentos.

“Quem é esse amigo? Ele é um mercenário?”

Mobius estava olhando impensadamente pela janela e exclamou ao ver um homem passando pelo portão oeste. O portão oeste, um dos quatro portões do Castelo DO Barão Thaust, era o menos utilizado, pois levava às Montanhas Huk’ran.

Ele tinha visto alguns herbalistas e caçadores usando o portão oeste, mas seu olhar sugeria que ele não era um deles. Mobius também tem observado o portão oeste se perguntando por que as irmãs nobres estavam observando-o.

Em suas palavras, Biryu olhou pela janela e gritou um grito de alegria quando ela se levantou.

“Mana, é a Rajada de Vento! Aquele capitão desligado! Ele realmente veio como você disse!”

Nas palavras animadas de Biryu, Seryu abriu os olhos e enfiou a cabeça pela janela. Era ele. Seus membros não estavam com ele, mas aquele mercenário com intensa aura era o homem que ela estava esperando.

“Depressa! Atrás dele!”

Os rostos das irmãs estavam cheios de sorrisos correndo pelas escadas.

“Esperem! Quem é esse? Vocês o conhecem?”

Sem conseguir uma resposta, ele as seguiu. Felizmente, foram rápidos o suficiente para alcançar o homem.

“Que bom encontra-lo. Parece que você acabou de chegar.”

“Já faz algum tempo.”

O homem deu uma resposta curta à saudação de Biryu. Ele nem estava olhando para ela, mas não havia mudança de expressão no rosto de Biryu.

“Os seus membros também estão bem?”

“Sim, felizmente.”

Até mesmo para a pergunta de Seryu, ele deu uma resposta curta. Ela não conseguia fazer contato visual adequado com ele, mas parecia que ela não se importava muito com isso.

‘Quem é ele?’ Mobius perguntou.

Mesmo que ele tenha sido contratado por elas por um longo tempo, ele nunca as viu agindo dessa forma.

Embora Seryu fosse um pouco melhor que sua irmã Biryu. Biryu tinha um temperamento sujo. Elas não eram diferentes dos nobres deste mundo. Mais confiantes e arrogantes.

E ainda assim, elas estavam contentes de ver um homem que era totalmente indiferente a elas. Mesmo aquela suja Biryu parecia incomodada em lidar com ele.

Ele também notou outra coisa incomum. Ele nunca viu um homem não ser mexido pela aparência radiante das irmãs.

Sabendo que seria rude fazê-lo, ele caminhou até o homem e olhou para ele por curiosidade. Ele não podia ver o rosto por causa do cabelo comprido do homem. Mas a altura alta e o tipo de corpo bastante magro ironicamente emitiam uma impressão intensa e poderosa.

‘Ele é um mercenário?’

Ele agora tinha certeza de que o homem era um mercenário. Um mercenário que passou por uma jornada difícil. Ele podia dizer pelo cheiro de sangue da sua armadura sangrenta.

“Podemos conversar por um segundo?”

“Que conversa? Estou um pouco ocupado aqui.”

Ele estava dando uma breve resposta mais uma vez, mas Mobius não viu nenhum temperamento ruim do rosto da irmã que ele esperava.

“Eu gostaria de fazer um pedido.”

“Um pedido? Que tipo?”

“Não é algo que possamos falar em público. Mas posso dizer que você não gostaria de perde-lo.”

Nas palavras de Seryu, uma expressão surgiu em seu rosto.

“Tudo bem. Mas eu tenho alguns negócios para lidar agora, então me digam onde vocês estão ficando. Deixem-me ouvir o pedido que vocês querem fazer enquanto jantamos.”

“Eu sabia. Vou esperar por você no Salão de Marmont, perto do portão oeste.”

“Entendo. Bem então.”

O homem foi embora em direção ao mercado de ervas e couro. Seryu e Biryu se entreolharam com uma expressão satisfeita e assentiram.

“Quem é ele?”

“Hoho! Ele é o homem que será nosso guia.”

Os olhos de Mobius se iluminaram nas palavras de Seryu. Através da experiência, ele aprendeu que não podia confiar nas palavras de Biryu, mas de Seryu.

“Esse cara?”

“Ele é capaz de tal tarefa.”

“Sim. Ele é um pouco irritante, mas ele é um verdadeiro profissional.”

As palavras das irmãs estavam cheias de segurança, e isso deixou Mobius ainda mais curioso sobre o mercenário.

Mobius encontrou essas irmãs nobres na guilda de informações, então não era como se ele as conhecesse há muito tempo. Mas pelo menos ele sabia que elas não confiavam em seus membros de guilda. Ele não confiava em seus membros da guilda, especialmente depois que eles foram massacrados nas Montanhas Huk’ran.

“Ele está bem ciente dos caminhos das Montanhas Huk’rans e trata esses monstros como pedaços de bolo. Precisamos dele ou tudo isso será por nada.”

“Você quer dizer os monstros nas Montanhas Huk’ran?”

Mobius era bom o suficiente para lutar contra um cavaleiro, e ainda assim ele teve que fugir de lutar contra um orc com dois caroços e ele mal sobreviveu usando o pergaminho de recordação que as irmãs deram a ele. Ele não podia acreditar facilmente em suas palavras.

“Está certo. Se for ele, ele pode nos levar para o lugar.”

“Sim, é só que ele é um pouco temperamental” acrescentou Biryu.

Mobius notou que Seryu ainda estava olhando para o mercenário e inclinou a cabeça. Seus olhos estavam cheios de algum sentimento.

‘Hmm. Isso esta certo?’

Revirando os olhos, ele fez um sorriso sutil.


Embora tivesse chegado ao mercado de ervas, não conseguia decidir o caminho a seguir e parou na entrada. Era porque ele não conseguia pensar em qualquer maneira de obter a informação que ele queria.

“Devo procurar uma biblioteca ou uma livraria?”

Logo, ele balançou a cabeça. Não apenas porque não tinha certeza se tais dados históricos existiriam, mas duvidava que existisse uma biblioteca pública em um castelo no nível do barão, embora o Castelo do Barão Thaust fosse maior do que os outros castelos de barão devido ao mercado de ervas.

Além disso, ele não tinha intenção de usar a guilda de informações ainda.

A única maneira de encontrar vestígios do Lendário Mestre das Facas de Arremesso foi encontrar pistas enquanto ele viajava por aí.

‘Acho que não vou ganhar nada se ficar parado aqui.’

Haroon entrou no mercado que ocupava mais da metade da praça.

O Castelo do Barão Thaust era o lugar que os mercadores de todas as partes do Império e até dos reinos próximos visitavam, então não havia muitas pessoas que se parecessem com usuários. Assim como as pessoas diziam que era famoso por seu mercado de ervas, havia mais barracas e lojas que vendiam ervas do que qualquer outra coisa. Ainda mais que os prédios residenciais. As lojas maiores tinham vários tipos de ervas exibidas de forma ordenada, bem secas e cortadas em pequenos pedaços ou em pedaços do tamanho de pequenas contas. Algumas foram exibidas ao ar livre, enquanto algumas foram armazenadas em garrafas.

Como Haroon não estava totalmente desvinculado das ervas, elas atraíram seu interesse. Ele aprendeu herbalismo por causa de Fedelho, e embora fosse a primeira vez que as via com seus próprios olhos, ele conhecia a aparência e seus propósitos. Ele ficava olhando para as barracas e ervas expostas, mas não conseguia decidir se deveria comprá-las ou não. Era porque ele não tinha certeza se elas eram reais ou falsificadas com truques visuais usados ​​pelos mercadores.

Eventualmente, ele visitou cada barraca e loja e acabou comprando nada. Saindo para o centro da praça, Haroon suspirou.

“Bem, isso é difícil.”

“O que é tão difícil?”

Uma voz assustou Haroon e o fez se virar. Havia um velho observando-o. O velho de cabelo branco acinzentado, com o rosto cheio de rugas, sorria como uma criança.

“Uhhh…”

“Estou perguntando o que um jovem como você está achando tão difícil. O que te faz suspirar tanto que chegou aos ouvidos desse velho?”

Haroon riu por um momento. Ele era um homem intrometido, que parecia entediado até a morte e intrometido o suficiente para parar um completo estranho para conversar.

“Huh! Primeiro você suspira e agora está rindo de um velho?”

O velho parecia irritado que Haroon riu para ele. Ele pediu desculpas sem qualquer hesitação.

Me desculpe. Eu estava pensando em outra coisa.”

“Eu não me importo se você está arrependido ou não apenas me diga por que você estava suspirando tão profundamente. Você vai me fazer morrer de curiosidade ”

Haroon estava certo sobre o primeiro pensamento dele sobre o homem.

Ele era certamente um velho curioso que sempre se metia nos assuntos alheios. Apesar de quantos anos ele parecia do lado de fora, era incrível o quão alto sua voz era, chamando a atenção de todos ao seu redor. Sentindo-se desconfortável com os olhos da multidão, Haroon queria sair do lugar. Então ele decidiu lidar rapidamente com o velho.

“Eu estava procurando por ervas de boa qualidade, mas eu não tenho um olho para elas, então eu estava preocupado com isso.”

Ele não estava inteiramente mentindo. Desde que ele estava procurando ervas para fazer os antídotos.

Ehem . É assim mesmo.”

Depois de pensar por um momento, o velho de repente agarrou a mão de Haroon.

“O qu-“

Assustado, Haroon tentou soltar a mão, mas não conseguiu, pois a força do velho era inesperadamente forte.

“Deus, estou lhe dizendo que estou te guiando para a loja de ervas que só vende ervas de alta qualidade. Você pode confiar em mim que a qualidade é alta e que o preço é alto também, mas você pode confiar na qualidade.”

“Huh?”

“Você comeu seus ouvidos ou algo assim jovem? Apenas me acompanhe.”

Haroon foi levado pelo velho e sua força, e estava sendo arrastado como um cavalo sendo vendido no mercado de cavalos.

O andar do velho foi inesperadamente rápido. Pessoas normais não seriam capazes de segui-lo se não corressem, mas Haroon logo conseguiu acompanhar o ritmo depois de usar o Andar do Mensageiro. Se o velho dissesse que o preço era barato, não o teria seguido. Se a qualidade for alta, é claro que o preço também seria alto. Mas ele precisava verificar se as palavras dele eram verdadeiras.

O velho arrastou Haroon para uma loja pobre localizada em uma rua traseira.

Haroon estava em uma área remota, onde os mercadores de fora do castelo nem apareciam, mas havia lojas que vendiam ervas e outros animais.

‘Acho que essas são os que os moradores usam.’

Embora não houvesse muitas pessoas andando naquele beco, suas roupas sugeriam que ele estava certo.

“Hey, sou eu!”

O velho gritou com confiança entrando na loja. A voz era tão alta que Haroon se preocupou que pudesse desmoronar o prédio. A resposta de dentro o fez sorrir embora.

“Droga! Eu não vi sua careca suja por tanto tempo que pensei que você estivesse morto, apodrecendo na parte mais profunda das Montanhas Huk’ran!”

Também uma voz velha, mas cheia de poder.

“O que? Olhe para essa maldita criança rude gritando para mim, mas não mostrando seu rosto!”

“Criança? Você acabou de me chamar de criança?”

Aquele que saiu da sala interior era um velho com um corpo bastante estranho.

Sua barriga era maior que a de uma mulher grávida, ele estava segurando uma espécie de cortador de palha que ele usava para cortar ervas em um braço, enquanto o outro braço estava pendurado em seu ombro, encolhido como um galho seco. Além disso, havia três cicatrizes assustadoras em seu rosto que o faziam parecer um demônio.

“Eu trouxe a você um cliente. Nunca, nunca, sobrecarregue-o. Ele parece um bom amigo.”

“Venha aqui seu maldito. Você já me viu sobrecarregando meus clientes? Apenas não espere eu dizer que tenho que pagar uma “taxa de comissão”.”

Vendo os dois velhos, Haroon sabia que eles eram muito bons amigos, embora suas palavras pudessem ser bastante rudes.

“Bem-vindo. Eu sou Kartz. Eu não sei o que esse colhedor-de-ervas-abatido-e-falso disse para enganar você, mas nós só trocamos as ervas da mais alta qualidade, então não se preocupe com isso. Nós até cuidamos de algum remédio então apenas me dê uma palavra se você precisar de alguma coisa.”

“Oh, obrigado.”

Kaltz estava sorrindo, o que na verdade era bem difícil de encarar.

“Sim, então o que você está procurando?”

“Eu preciso de alguns antídotos. Eu preciso dos melhores que podem desintoxicar qualquer coisa.”

Depois que Fedelho evoluiu para sua forma atual, seu dano de veneno tornou-se muito mais forte, então ele teve que preparar os melhores, mesmo que fossem caros.

“Não existe tal coisa!”

Depois de ouvir Haroon, Kartz gritou e virou as costas. Perplexo, Haroon olhou para as costas.

“Seu idiota de merda. Você é um comerciante, então você tem que negociar com o cliente, e agora o que diabos você está falando?”

“Não existem antídotos para desintoxicar tudo. Quer dizer, eu não posso fazer isso. Eu fiquei sem material.”

Isso respondeu à pergunta de Haroon.

“E aqueles que eu te dei neste verão? Havia uma tonelada de ervas desintoxicantes!”

“Nós usamos todas elas.”

O rosto do velho se distorceu com a resposta de Kartz.

“Droga. Nós não duramos nem meio ano com essa quantia? Não posso mais entrar nas Montanhas Huk’rans.”

“O que você quer dizer? O que você quer dizer com você não pode entrar nas Montanhas Huk’rans?”

Kartz virou o corpo novamente e encarou o velho, surpreso.

“Você não sabe que merda está acontecendo no norte das Montanhas Huk’rans. O que são essas coisas de novo, eram chamados como… Os orcs caroçudos, eles estão loucos. Eu não sei o que está acontecendo com eles, mas eles estão loucos e caçando tudo o que vêem que se move. Graças a isso meus colegas estão feridos. Mesmo os famosos caçadores não estão se aproximando das Montanhas Huk’rans.”

“Isso é estranho. Por quê? Esses orcs caroçudos podem ser temperados, mas geralmente não saem da região.”

“Como se eu soubesse merda. Além disso, agora este castelo está cheio de pessoas suspeitas à procura de coletores de ervas e caçadores que conhecem bem as Montanhas Huk’ran. É essa a minha coisa de novo?”

Ouvir a conversa dos dois incomodou Haroon. Foi provavelmente porque ele matou o chefe da tribo dos orcs.

“Então é por isso que os comerciantes estavam reclamando sobre não obter boas ervas?”

“Sim. Nós, coletores, morremos de fome. Estou dizendo aos outros que não, mas agora que a época da colheita está perto, receio que os companheiros que ficaram sem comida entrarão nas Montanhas Huk’rans e se machucarão.

Os dois velhos deram suspiros profundos com rostos sérios.

‘Quero dizer, que diabos, eu encontrei o chefe, aquele grande chefe de tribo realmente caiu no sono com o veneno do Fedelho!’

Haroon teve que encontrar outra maneira de obter os antídotos.

“Desculpe.”

“O que?”

“Eu reunirei as ervas necessárias. Então você faria os antídotos?”

“O que?”

Kartz e os olhos do outro homem se arregalaram.

“O que você sabe sobre as Montanhas Huk’rans?”

“Eu estava descendo das Montanhas Huk’ran. Com os couros dos monstros que eu cacei lá.”

Haroon largou as malas que tinha nas costas. O primeiro couro que ele tirou foi um couro de orc caroçudo.

“Isso é – couro de um orc caroçudo? Quem é você?”

Haroon mostrou seu braço e sua pulseira que o identifica como um mercenário.

“Meu nome é Haroon, o líder Rajada de Vento. Entramos no norte das Montanhas Huk’ran por causa de um pedido, e eu desci para vender esses couros e comprar as ervas para fazer alguns antídotos.”

“Hm. Você é um mercenário. E ao norte das Montanhas Huk’rans, você quer dizer?”

Eles estavam perguntando se ele realmente estava vindo das Montanhas Huk’ran. Haroon hesitou um pouco, determinando se devia mencionar os Cavaleiros Huk’ran ou não.

“Nós acompanhamos um VIP para o acampamento no meio da montanha que tem o pico mais alto.”

“Hmm, isso é certo…”

Eles olharam para ele com olhos estranhos, depois olharam um para o outro dando sinais de olho.

“Quão forte você é, quero dizer, você e seus membros?”

“Mostrarei a vocês esses couros de tigres shabel e orcs. Nós até caçamos dois grifos.”

Haroon tirou alguns couros e mostrou-os para eles, pois pareciam estar duvidando dele.

“Deus! Ele não estava mentindo!

“Esses certamente são couros de orcs caroçudos. E até mesmo couros de grifos?”

Os dois velhos exclamaram, examinando os couros. E, ao mesmo tempo, eles olhavam para Haroon com olhos brilhantes.

“Me siga.”

Parecia que Kartz tomou uma decisão. Seguindo ele, ele entrou na sala interior, pensando…

‘Isso cheira a uma missão.’

Comentários