Enfrentando o rei demônio! (2 Parte final)

 

1 Parte

 

Enfrentar o rei demônio me fez lembrar de um certo jogo, que no final você fugia de um monstro quase imortal. Você não pode o matar, apenas o atrasar. Meu coração se tornava aflito fugindo desesperadamente, eu odiava aquela situação.

O rei demônio me passava a mesma sensação de que eu apenas podia o atrasar. Mas diferente do jogo que tem um caminho a seguir, eu apenas podia lutar enquanto mantinha uma tênue esperança de que o venceria.

Se não fosse meu poder espiritual a situação seria completamente sem esperança.

Era engraçado pensar que poucas horas atrás estávamos tomando chá de forma descontraída, e agora lutamos para sobreviver.

A rainha tinha todo corpo ensanguentado, escamas quebradas e as membras de sua asa seriamente danificadas. Ela lutava ferozmente contra ele, o distraindo, ganhando tempo para que eu me recuperasse. Arian era uma luz multicolorida, lançando ataques sem parar com sua lança arco iris.

Sons ensurdecedores retumbavam pelo céu, assim como som dos fuzis mágicos atirando sem parar. Eu mal podia ficar sob as quatro patas, após ser lançando do céu com tamanha força, todo meu corpo estava seriamente ferido internamente.

Meu corpo se regenerava por si, mas era lento e a qualquer momento poderia me tornar uma pressa fácil para o rei demônio.

Outro problema era magia dos deuses, não iria durar para sempre.

Soltei um longo suspiro, repensando uma plano, e algo que tinha passado despercebido por mim, se tornou claro quando assisti a luta de Llachar e sua maestria na espada classe divina. A nitidez de seus movimentos e as línguas de fogo produzido pela lâmina da espada. Sob meus olhos de dragão pude ver a espada pulsando como um ser vivo, descobri naquele momento que eu tinha subestimado minha criação.

Eu desfiz minha verdadeira forma, voltando minha a minha forma humanoide. Materializei a espada de Hades e a segurei com minhas duas mão, auréola sob minha cabeça se tornou maior e minhas asas secundárias foram tingidas de uma tonalidade espectral.

Formações mágica de um tom violeta surgiu em todo meu corpo, minha pele se tornou pálida, e meus olhos se tornaram dois sóis roxos.

A espada de Hades pulsava em minha mão como se tivesse vida.

“Me desculpe por te subestimar, Hades!” Eu disse para a espada com um meio sorriso. Não houve uma resposta, apenas um tênue sentimento de satisfação.

Avancei, desferindo uma greve em direção ao rei demônio. A espada de Hades liberou chamas espectrais, como línguas de fogo, e a lâmina passando por sua pele estranha.

Não havia cortes provocado pela espada ou qualquer queimaduras pelas línguas de fogo espectral.

Espada de Hades não pode cortar nenhum ser vivo nesse mundo.

“Recuem para o mais longe que puder!” Eu gritei para as duas e ao mesmo tempo lancei minha espada contra seu enorme corpo. “Ativar [Campo da morte] !”

Arian sabia o que eu estava planejando e recuou junto com a rainha para longe do setor sul. A espada passou pelo enorme corpo dele sem causar qualquer dano em sua pele, atingindo o chão em baixo, criando um complexo circulo espiritual.

A espada de Hades soltou um uivo lamentoso de gelar o sangue.

” [Toda magia demoníaca sob o circulo espiritual deve morrer] !” O circulo espiritual voltou a uivar em um show de luzes fantasmagórica pude sentir o poder do rei demônio se esvaindo e todo seu enorme corpo se tornou uma névoa negra, como se seu corpo tivesse desfazendo.

Todos demônios invocados próximos do setor sul desapareceram como névoa.

Todo corpo do rei demônio se desfez até ficar do tamanho de um humano, da névoa escura surgiu uma forma humanoide. Seus olhos eram vermelhos sangue e sua pele pálida. Longos chifres curvados negros adornava sua cabeça de cabelos longo e escuros.

“Não ache que ganhou por ter dispersado meu poder demoníaco!” Gritou ele na mesma língua que a minha. Seus lábios se cruzaram em um sorriso torto em sua mão direita surgiu uma espada monstruosa com aproximadamente dois metros de comprimento o mesmo tamanho da espada de Hades e Apollo. A espada era coberta por uma névoa vermelha sangue, movendo-se ao redor da lâmina constantemente, como se tivesse vida própria.

“Oh, interessante!” Eu exclamei com um sorriso fraco e materialize uma espada de cabo dourado e lâmina branca. Tem o mesmo comprimento da espada monstruosa.Minha lâmina foi coberta por chamas douradas de fogo divino.

“Saiba pequena luz, que não haverá vitória para vós independente do resultado dessa batalha!” Disse ela com uma voz cruel.

“O quer dizer?” Eu perguntei movendo-se para frente com passos cautelosos. “Alias por que atacar Cysgod?”

Se fosse algum monstro irracional que fosse atraído pelo sangue da batalha nos vales eu entenderia. Mas ele era um rei demônio em várias situações demonstrou sua mente perspicaz. Por mais que digam que maioria dos demônio era mal, duvidava que ele estava atacando sem algum motivo ou plano em mente.

“Já que morrerá até o fim do dia, eu vou te contar.” Seus lábios se distorceram maliciosamente e ele se moveu para frente ficando a menos de dois metros de distância. “Apollo, você fez um deus como inimigo, ou vários deuses, aquele que me libertou o cabeça de lobo prateado não parecia estar sozinho em sua cruzada por vingança.”

Senti um arrepio na espinha. Não era a primeira vez que tinha ouvido falar do cabeça de lobo prateado. Sempre senti como se algo estivesse me vigiando, planejando algo nas sombras, esperando o momento certo para agir.

Mas o que eu fiz de errado? Não importe o quando eu revisse minhas memórias eu nunca cruzei com nenhum deus, muitos menos fiz algo digno de provocar a ira dos deuses, ou de parte deles.

O rei demônio soltou um riso divertido e falou:

“Vejo que nem sabe o por que está sendo caçado!” Ele se deliciava com minha confusão e como se tivesse lembrado algo soltou outra gargalhada: “Agora vejo vosso rosto melhor, eis parecido com aquele que me libertou, os traços do rosto, porém seus olhos são diferentes, enquanto o seu e a representação do sol, o dele representa o céu azul celeste……Tão semelhante e tão distintos, me pergunto se são irmãos ou algum parente?”

Minhas mãos tremeram ao ouvir a descrição do cabeça de lobo prateado. Era como ouvir uma descrição de mim antes da transformação em um dragão celestial. Havia que fosse um irmão bastardo, porém ele disse “deus” e eu tinha certeza absoluta que Drilfin era humano, já minha mãe eu duvidava que fosse totalmente humana – seus olhos lilases e cabelos prateados era incomum em todo reino.

Uma outra hipótese passou por minha mente, mas eu afastei rapidamente, era impossível, não estamos em uma série de ficção científica…..Mas, se fosse possível? Por quê tentariam me matar?

Não fazia sentido, nenhuma das minhas conjecturas se provou coerentes. Eu estava com um quebra cabeça misterioso a minha frente- um quebra cabeça com peças faltando.

Eu não estava só enfrentando o rei demônio. Havia forças por trás dele que eu desconhecia, forças que manipularam meus passos até esse momento, mas por quê? Temiam meu poder? Por quê não me atacam diretamente?

Um mar de perguntas se levantou em meu coração.

Havia muito mais em todos acontecimentos recentes do que eu poderia ver.

 

2 Parte

 

“Chega de conversa pequena luz!” Ele guinchou, mudando de posição, segurando a espada monstruosa com as duas mãos.

Soprei para longe todas minhas duvidas e avancei, desferindo greves com a espada em chamas. Ele disparou em minha direção e moveu sua espada com uma poderosa greve.

Nossas espadas colidiram uma contra a outra, o vento explodiu, e a névoa vermelha avançou selvagemente, como uma cobra venenosa em minha direção. As chamas dourada explodiram, atacando a névoa vermelha, a queimando.

“Sobreviveu a primeira greve, muito bem pequena luz!” Exclamou ele entusiasmado. “Vamos ver como vai lidar com isso!”

Ele vez um movimento estranho, jogando minha lâmina para o alto. Girou seu corpo, pegando impulso, desferindo um pontapé contra meu peito. Senti meus ossos sendo esmagados e com a mesma agilidade ele desferiu outro pontapé, danificando meus órgão internos e um líquido quente subiu por minha garganta, cuspi um bocado de sangue.

Ele girou mais uma vez com pontapés furiosos,agora coberto por uma névoa sangrenta. Por instinto pulei para trás, evitando os pontapés coberto por aquela névoa estranha.

“Sobreviveu a segunda greve, talentoso, agora vamos ver se sobrevive a terceira greve pequena luz! [Névoa devoradora]” Guinchou ele com um sorriso cruel. A névoa sangrenta se agitou e se tornou mais densa, com um movimento suave e poderoso lançou uma onda da névoa sangrenta.

“Tsch…..Droga!” Eu mudei minha posição de combate, concentrando todo meu fogo divino na lâmina. ” [Tempestade solar] !”

O fogo divino agitou-se na lâmina e com um movimento vertical de baixo para cima, lancei uma onda de chamas douradas, como uma tempestade solar. Meu ataque avançou queimando tudo a frente, colidiu com a névoa sangrenta e….*Booooommmm!!!*…..As duas energias estranhas se envolveram e explodiram violentamente, lançando detritos por toda parte.

Ele surgiu atrás de mim, brandindo sua espada monstruosa. Girei, me virando rapidamente interceptando o golpe com minha espada ele moveu sua perna como um borrão, acertando meu rosto, me fazendo cuspir outro bocado de sangue. Meu corpo girou no ar, ele me acertou três pontapés rápidos e furiosos quebrando vários ossos em meu corpo.

Eu me levantei todo ensanguentado, um som de estralos em meu corpo era audível, em poucos segundos meus órgãos e ossos estavam de volta ao lugar. Na forma humanoide minha regeneração e mais rápida, pois a forma e pequena e simples. Ao contrário da forma dragão que exige mais esforço e custo de poder.

O preço por toda a regeneração rápida era um custo grande de poder. Se a situação continuasse dessa forma eu perderia.

“Você está me levando de ânimo leve, rei demônio!” Eu disse entredentes.

“Oh, você percebeu?” Ele soltou uma risada animada. “Se eu fosse com tudo, eu teria te matado 250 vezes por minhas contas!”

Ele era forte demais! Não só sua forma gigantesca de demônio, mas sua forma humanoide também!

“Pensou que seria mais fácil?” Zombou ele se deliciando com minha aflição. “Em termos de poder de destruição minha forma anterior supera essa forma, mas em questão de agilidade e técnicas sou centenas de vezes mais poderoso!”

Eu soltei um longo suspiro pesado.

“Não há como o derrotar…..” Eu disse desanimado, baixei a espada e continuei: “Não com a espada, mais se eu convidar meus animais de estimação?”

Ele franziu a testa procurando significado em minhas palavras.

Eu materializei [Terceiro Salmo Negro], listei os monstros mais poderoso que podem servir como distração.

“Impossível!” Exclamou ele com os olhos em choque. “Como você pode possuir um salmo negro?”

A reação dele foi inesperada ao ver o terceiro salmo negro. Sempre me perguntei qual era sua origem. Nunca consegui ver nada além do nome, classe e as informações básicas.

“Sabe sobre o salmo negro?” Eu perguntei curioso.

Ele me olhou com cautela, sua atitude tranquila estava longe de ser vista.

“Há milhares de anos atrás três deuses do caos, a trindade obscura, criaram três livros com sua magia negra. O primeiro livro era chamado de primeiro salmo negro e os restantes de segundo e terceiro salmo negro…..” Ele hesitou, após balançar a cabeça continuou: ” E dito que o primeiro salmo pode escravizar as almas bondosas, o segundo salmo escraviza as almas malignas……É o terceiro salmo o mais poderoso dos três poderia escravizar as almas de qualquer besta mágica!”

Meus olhos se arregalaram ao saber da história por trás do terceiro salmo.

É pensar que eu comprei um livro tão poderoso por apenas duas moedas de ouro! Aposto que o rei demônio vomitaria litros de sangue se soubesse da forma que eu obtive o terceiro salmo negro.

Mas…..Por que ele está com tanto medo por causa do livro? O terceiro salmo funciona só com bestas mágicas, apesar que eu nunca tentei absorver a alma de nenhum humano ou demi-humanos…….

Espera um momento!!!

Essa reação incomum dele…..Será possível? Não, não tem como ser possível!!!

“Rei demônio…..” Eu chamei ele.

“S-sim, pequena luz…” Respondeu ele engolindo em seco.

“É possível….Que o terceiro salmo possa aprisionar a alma de um demônio?” Eu perguntei hesitante.

Ele não respondeu.

Suspeito! Muito suspeito! Muito, muito suspeito!

“kakakaka!” Riu ele nervosamente e falou: “Não seja tolo pequena luz, um simples livro jamais poderia escravizar a alma de um poderoso rei demônio!”

Foi o que ele disse, e o que eu entendi foi: sim, pode aprisionar qualquer espirito demoníaco já que não somos tão diferente das bestas mágicas.

Minha mente estava entorpecida pelo sentimento de aquisição.

Ter meu próprio rei demônio como poke….Bicho de estimação……Eu vou capturar esse rei demônio! Eu vou capturar mesmo que tenha que destruir toda capital Cysgod!

Não e todo dia que se pode capturar um lendário rei demônio!!!

Meus lábios se curvaram em um largo sorriso distorcido. O poder da ganancia brilhava mais intenso do que mil fornalhas infernais, a magia dos deuses se agitava dentro de mim como se fossem explodir.

Eu estava literalmente em chamas!

“Rei demônio, chega mais perto….Eu vou cuidar bem de você, três refeiçoes ao dia, boas armas até vou dar um bônus em dinheiro…” Eu estava fora de mim, me aproximava lentamente com o terceiro salmo não mão esquerda e a espada de Apollo na direita, só faltava um rede!

“Venha, não tenha medo, vamos tomar um chá amigavelmente!”

Ele me olhou com aqueles olhos sangues sombrios, pensei que me atacaria, mais ele virou em seus calcanhares e correu em desespero.

“Invocar: [Tifon] [Safira] [Rubi] !” Invoquei três poderosas bestas mágicas. Mas os três tinham mudado.

Rubi se tornou maior e agora tinha três cabeças e seis patas! Em cada cabeça havia uma juba de chamas escarlate!

Safira se tornou um bípede com cinco metros de altura, seu olhar era poderoso, frio como uma tempestade de inverno. Suas asas continuavam tão bela como antes e sua cauda balançava animadamente.

Tifon ganhou alguns metros a mais e umas três cabeças extras! Sua aura era sinistra demais!

Será que todos meus monstros invocados mudaram quando eu me tornei um demigod?

Meu sorriso se tornou mais largo eu disse com uma voz imponente:

“Capturem o rei demônio!”

Rubi e Tifão correram seguindo bem atrás do rei demônio, enquanto Safira disparou no céu o seguindo por cima.

A situação de vida e morte deve uma reviravolta inesperada.

Eu vou capturar o rei demônio!

Comentários