iLivro

Faça uma escolha!

 

 

Eu estava levando uma bronca de Desy.

Sim, tudo por que eu vaporizei Elvebreed da face da terra.

“Por quê você fez isso?” perguntou com um olhar inquisidor.

“Por quê? Você pergunta o por quê de uma dona de casa lavar a roupa suja?” retruquei com raiva. Ela apenas ficou em pé, de braços cruzados, me fitando com seus olhos lilases.”E a mesma coisa, eu lavei minha roupa suja, com fogo, que seja um aviso para esses desgraçados, o que acontece com aqueles que trama contra mim!”

“Lyam, você é idiota?” perguntou com rispidez.”Vai resolver tudo que acontecer daqui para frente, devastando terras? Vai destruir tudo que te desafiar?”

“Sim” respondi fingindo confiança.

“Tem certeza, Lyam? Se eu o desafiar, vai me destruir? Seus amigos também?”

Estremeci com sua pergunta. Sob seu olhar lilás, já não tinha muita certeza do que eu fiz foi certo. Francamente sabia que eu havia exagerado dessa vez, mas o que eu podia fazer?

Quanto estou no avatar【Rei Dragão Vermelho】, não somente meu corpo se tornar a de um dragão, minha mente também. Minhas emoções ficam mais intensas, naquele dia eu deixei me levar pela minha fúria descontrolada. Eu entrei em um estado de transe e quando recuperei controle sobre meus instintos eu já estava voando de volta para casa.

“Você sabe que não” respondi num tom ameno.

Desy suspirou pesadamente. Se aproximou de mim, com suas mãos macias como seda segurou meu rosto, olhando em meus olhos, um olhar que fez meu corpo se arrepiar como se eu tivesse acabado de levar um choque elétrico.

“Lyam” falou com com ternura.”Você não é assim, lembre-se quando renasceu naquele mundo, lembre-se de tudo o que já fez, todos que ajudou, todos que te amam, lembre-se de quando você era um humano.”

Eu me lembrei. Me lembrei de quando eu usei pela primeira vez magia em Argus, 【Bola de Fogo】, explodindo o espantalho de treinamento. Me lembrei do meu duelo com Arian, a declaração, nossa viagem, o dia que eu conheci Llachar e nossa aventura pela floresta dos sonhos, o dia que enfrentei Rubi e Safira e os capturei com o grimório Terceiro Salmo, lembrei da minha quase morte enfrentando os golem mimico de Aurorus.

Tudo que ja presenciei como humano, que estava soterrado pelo conhecimento da árvore da sabedoria, foi trazido à tona por Desy.

“Você não é um dragão!” falou num tom firme, seus olhos brilhavam com poder, atmosfera no quarto se tornou tensa, ouvi o crepitar de energia, aonde suas mãos estavam sobre meu rosto, formigava, as lembranças de quando eu era humano fluía por minha mente como um rio de correntezas ferozes.”O que você é?”

Eu não respondi, estava confuso pelas súbitas lembranças.

“O que você é?” perguntou novamente, seus olhos eram chamas lilases, assim como suas mãos, irradiando um avassalador poder espiritual.

“E-e-e-eu……S-sou……”

O que eu era? Um Deus Dragão Celestial Maior? Um Rei Dragão Vermelho? Um Supremo Overlorde? ou um dos três avatares restante?

Eu já não sabia mais o que eu era.

“Lyam, você absorveu muito conhecimento da árvore da sabedoria e esse conhecimento, trouxe muito poder, poder demais para você lidar é agora você está sendo devorado pelo poder.”

Desy tinha razão. Quando absorvi todo conhecimento da árvore da sabedoria, logo percebi que não conseguiria controlar todo aquele poder, para ganhar tempo, criei cinco avatares com as raças mais apropriada para cada domínio. Funcionou. Entretanto agora eu estava enfrentando o mesmo problema, só que agora era duas vezes pior.

Eu vinha todo esse tempo fingindo que não notava, que estava tudo bem, mas não estava tudo bem.

Desy me vez perceber que eu estava me perdendo, sendo absorvido pelos meus avatares, por seus poderes.

“Desy o que faço?” perguntei com amargura.

“Um passo de cada vez” falou com todo amor do mundo.”Seus avatares estão corrompendo sua alma aos poucos, sua fúria descontrolada foi apenas o início. Precisamos dar um fim a isso antes que seja tarde demais.”

O quarto havia desaparecido, estava em um mundo branco com seis runas flutuando diante de mim. Cada runa representava um avatar diferente, uma classe e domínio diferente.

“Lyam, você terá que fazer uma escolha difícil” falou em um tom ameno.”Você precisa fazer um sacrifício.”

Eu sabia o que era preciso sacrificar.

“N-não…Tudo menos isso…Eu lutei tanto para conquistar esse poder…”

“É necessário para que você seja você no futuro” disse com ternura.”Abrir mão do poder nunca é fácil.”

É não era mesmo. Eu não queria abrir mão do meu poder atual. Abrir mão de todo conhecimento. Sabia que era necessário. Era única forma de impedir que os avatares de corromper minha alma e de meus poderes ficarem fora do controle.

“Para destruir meus avatares e realmente necessário sacrificar minha divindade?” perguntei com amargura.

“Sim, por que sua parte divina também foi corrompida” explicou.

“Eu vou estar vulnerável.”

“Juro por meu nome, Desynaeldragon Dephes, nona princesa demoníaca que eu o protegerei.”

Não me sentia melhor sabendo que serei protegido por uma mulher.

“Você tem seus filhos, Lyam” continuou ela.”Amigos, invenções que o protegeram com suas vidas.”

“Perderei todos meus poderes? Terei que começar do zero novamente!” resmunguei.”Como voltarei para Argus sem poder?”

“Você não vai perder seus poderes. Não precisará começar do zero. Vamos apenas destruir seus avatares, suas habilidades vão ser apenas seladas e com o tempo você irá os liberar de acordo com o nível de seu poder para que não perca o controle novamente. Você pode retornar para Argus mesmo não sendo um deus.”

“Como assim?” perguntei desconfiado.

“Existe vários modos de viajar entre dimensões” respondeu com cautela.”Eu conheço alguns métodos, vou te ensinar depois. Agora, meu amor, faça sua escolha, mas saiba que independente do que escolher, vou estar ao seu lado até o amargo fim.”

Se eu continuasse com meus avatares, com meus poderes atuais, eventualmente seria consumido, deixaria de ser eu, poderia acabar ferindo aqueles que amo, meus amigos, filhos, o povo de Alba.

Cerrei meus punhos com força, mordi meus lábios até sangrarem. Eu havia feito minha escolha.

“Desy……”

Com minha escolha havia selado meu destino.


Magusgod: o que será que ele escolheu ein? Se fosse você, leitores, o que escolheria? Veja a resposta no próximo capítulo, nesse mesmo canal, nesse mesmo horário – apenas uma piada não vou postar o novo capítulo uma hora da madrugada.

Comentarios em HDUM arco 3: Capítulo 14.5

Categorias