Kuork

Apenas Tradutores Errantes

iLivro

Juramento sob o luar!

 

 

As estrelas cintilavam no céu noturno. Nas planícies reinava a escuridão e sons de eventuais animais e monstros vindo do que restou da cadeia de montanhas Dolkon – parte da cordilheira havia sido destruído por mim e Arthur. A única fonte de luz vinha da enorme pálida lua que adornava o céu estrelado.

“Humm….Aquele bastardo estava realmente tentando me matar….” uma imensa fissura diagonal cruzava de ponta a ponta a superfície da lua.“Se ele tivesse destruído metade da lua, nem ouso imaginar a catástrofe que cairia sob Aayós!”

A lua influência a maré, se a lua fosse destruída, os mares ficariam enlouquecidos. Posso até imaginar ondas gigantescas, varrendo continentes inteiros, trazendo o fim para a civilização atual.

[Mestre, estava calculando os melhores métodos de recuperar seus poderes. Em todas simulações, o método mais eficaz é destruir todas formas de vida do planeta e converter em poder mágico usando o talento inato 「Devorador de Existência」.]

“Esse método não é prático, Hipérion” respondi após pensar e fazer inúmeras simulações mentalmente.“Destruir todas formas de vidas exigiria muito poder mágico. Não tenho poder mágico o suficiente para destruir todos, fora que no momento que eu usar todo meu poder mágico, eu vou estar vulnerável a ataques é duvido que eu seja o único deus o ser de igual poder que permaneceu no planeta.”

[Não é necessário usar seu poder mágico, Mestre. No centro do planeta está o coração de Aayós, use seu poder espiritual, crie um vínculo e devore todo poder mágico do coração de Aayós. Dessa maneira o mestre recupera todos seus poderes e existe a possibilidade de se tornar um Deus Dragão Celestial Supremo!]

Hesitei por alguns segundos. Devo confessar que estava tentado a usar esse método e recuperar meus poderes e possivelmente subir na hierarquia racial. Porém devorar o coração de Aayós era o mesmo que matar o planeta e todos seres vivos que habitam minha magnífica Aayós. Pensei em Arian, meu filho e as garotas que provavelmente acreditavam que eu estava morto.

A tentação era grande demais. Método fácil e rápido para recuperar meus poderes e se tornar mais forte. Minha vingança contra Arthur estaria mais próxima………

“Lyam o que está resmungando?” Ania perguntou me retirando dos meus pensamentos sombrios. Seu rosto era escondido por um capuz, deixando visível apenas seus grandes olhos escuros que brilhavam de forma misteriosa sob a luz da lua.“Está se sentindo mal? Ah, eu sabia que era muito cedo para o senhor sair da cama! Vamos voltar, sua saúde é mais importante do que um tesouro!”

Vendo aquele rosto preocupado comigo toda dúvida desapareceu. Eu amava Aayós, suas terras férteis, seus rios e montanhas, a brisa fresca da primavera e os ventos gélidos de outono e inverno. Acima de tudo, amava seus tesouros escondidos e as belas mulheres que habitam esse mundo.

Apesar de Aayós está aleijada, eu ainda a amava, mesmo em sua ruína havia um charme especial. Eu poderia ser egoísta e se importar somente comigo, desejar todas belas mulheres e todo ouro do mundo, mas, apesar de desejar loucamente de retornar para casa. Eu não iria fazer isso a custa de bilhões de vidas e da minha amada Aayós. Simplesmente seria um desperdiço destruir tantas mulheres bonitas.

“Se houvesse um método de teletransportar todas mulheres e tesouros do mundo até que eu poderia pensar em destruir esse mundo……” resmunguei baixinho, depois sorri e falei:“Estou bem coelhinha, estava apenas distraído pensando, planejando a forma mais eficaz de adentrar o território da Horda sem chamar atenção.”

Pegamos a estrada sentindo a leste, ao rio Skjed, seguimos até uma enorme pedra em forma de seio. Estávamos longe o suficiente da aldeia torre. Ania retirou seu capuz, revelando seu rosto bonito e lábios carnudo. Seus cabelo estava uma bagunça, pelo de suas orelhas de coelha tinham um brilho especial sob a luz pálida da lua.

“É encontrou uma forma de entrar no território sem chamar a atenção?” Ania perguntou.

“Poderia adentrar o território da Horda sem chamar atenção” eu disse com um sorriso, então meu rosto se tornou sombrio e um brilho de poder frio surgiu em meus olhos azul celeste.“Mas a ideia de me esconder como um rato e me esgueirar pela escuridão é repulsiva. Eu sou Lyam Marwe, BlackWolf herói das colinas de Elba, Apollo líder da equipe classificação diamante de Argus, os Olimpianos e comandante da Ordem dos Argonautas!”

É sou um Deus Dragão Celestial Maior, eu iria dizer, mas por hora era melhor não revelar minha identidade como deus. Eu era orgulhoso demais para me esgueirar como um rato. Fora que eu no meu mundo original, quando era um simples humano, eu odiava jogos que era necessário ação furtiva. Prefiro jogos que eu posso sair esmagando tudo. É mesmo após morrer e reviver duas vezes odiava a ideia de me esgueirar como um ladrão. Na teoria eu tinha toda sabedoria e inteligência de Aayós. Na prática eu continuava sendo o mesmo idiota orgulhoso de sempre.

Às vezes me surpreendia como minhas emoções reinavam sobre minha sabedoria.

“Tome” joguei o bracelete do armamento demoníaco para Ania.“Esse bracelete é um armamento Demoníaco. Sabe o que é um armamento?”

“Eu sei senhor” Ania sabia sobre armamentos para minha surpresa. Acreditava que armamento fosse raro nesse mundo.“Fufufu, o senhor pensava que eu fosse apenas uma coelha estúpida que sabe apenas cozinhar, não é?” minha cara de idiota surpreso era um confirmação para sua pergunta.“O anão Olaf, uma vez contou que assistiu uma batalha de Júlio, relâmpago santo, aventureiro classificado rank S+ contra Thory, esmagador de estrelas, também um aventureiro classificado rank S+. Thory era mais forte e resistente e tinha o armamento Épico, Demonic Hammer. Apesar de Júlio de ser mais fraco, ele venceu por ter um armamento Fantasma, Godsword!”

Quando maior for o nível do armamento, maior vai ser seu poder. Ania contou sobre outros mestres de guilda poderosas e aventureiros que tem armamentos. A maioria estava vivo e haviam se tornado senhores da guerra e autoproclamados reis de certas áreas da antiga Midgard. Ania contou também que nesses cinco anos senhores da guerra poderosos tentaram conquistar Elegast, mas falharam, Louise estava viva e tinha um armamento Sagrado, Valkyrie, o armamento mais poderoso conhecido.

Mas como todos eles conseguiram um armamento? Algum deus saiu por ai dando armamentos poderosos para humanos?

Eu duvidava dessa hipótese.

“Todos armamentos foram encontrados em ruínas antigas” Ania falou respondendo minhas dúvidas.“Até os dias atuais, foram encontrados dez armamentos, eu conheço apenas cinco deles: Júlio, armamento Fantasma, Godsword. Thory, armamento Épico, Demonic Hammer. Louise, armamento Sagrado, Valkyrie. Skade, armamento Épico, Fiery Lotus. Ragnar, armamento fantasma, Ruler Shadowns.”

Eu tinha ouvido falar de alguns nomes. Eram todos aventureiros classificados rank S+, só não imaginava que tivessem armamentos. É não qualquer armamento, todos eram a acima do nível épico!

“É agora são onze armamentos encontrados” falei com um sorriso.“Ania, armamento Demoníaco, Rabbit Busty!” Ania arregalou os olhos, fitando a pulseira, suas mãos tremeram.“Ania, você cuidou de mim, com carinho e dedicação. Estou dando esse armamento Demoníaco, por que eu confio em você. Estou enfraquecido, existe a possibilidade de eu ser atacado por algum inimigo poderoso. Nesse momento, espero que me proteja com seu poder.”

Ficamos em silêncio sob a luz pálida da lua. Ania tremia, poucos em Aayós tinham um armamento, e eu estava dando a ela um poderoso armamento nível Demoníaco. Talvez fosse pressão demais para minha coelhinha.

“Desy, deve ter contado que eu não sou desse mundo, certo?” ela meneou com a cabeça. Desy havia explicado para todos próximos que eu tive meus poderes selados e memória apagada. Que eu havia lutando com um inimigo feroz e após vencer a luta recuperei meus poderes e por esse motivo tinha mudado. Era a melhor mentira para explicar toda situação.“No meu mundo anterior, No reino de Argus, eu era o comandante da Ordem dos Argonautas. Dentro da ordem havia um esquadrão especial, formado pelas garotas mais belas e poderosas do reino.”

Me aproximei dela, meus olhos adquiriram um brilho de poder. Meu corpo emanava uma pressão invisível.

“Ania” falei num tom imperioso.“Falo com você, como comandante Lyam Marwe, e aqui, sob a lua rachada, peço que jure lealdade eterna a mim. Jure lealdade é você será a terceira mulher do esquadrão especial, Musas de Apollo, e quando eu recuperar meus poderes terá toda gloria e riqueza que desejar!”

Ania não estava vendo o Lyam fraco que ela cuidou durante esses dias. Ela estava vendo um homem de poder. Estava tendo um deslumbre do meu real poder. Da minha verdadeira identidade como deus. É o que ela viu a fez tremer, e talvez, a fez me temer. Ania caiu de joelhos na lama sujando sua túnica de linho.

“Eu juro lealdade eterna!”

“Eu aceito sua lealdade, coelhinha” respondi ajudando-a a se levantar e beijei sua testa. Agora ela era a terceira mulher do esquadrão especial Musas de Apollo. Depois que recuperar meu tesouro e construir uma cidade, vou fundar a Ordem dos Argonautas em Aayós. Para trazer paz e ordem será necessário poder e a Ordem dos Argonautas vão ser o poder que traz paz e ordem.“Hipérion, alterar forma, transforme-se no modelo War Horse Impetus!”

[Não seria melhor eu me tranformar em um dragão, Mestre? Se eu me transformar num cavalo vou me sujar de lama……]

Sob meu olhar ameaçador ele parou de resmungar e alterou sua forma para um War Horse Impetus. Era uma verdadeira obra de arte sua forma de cavalo de guerra. Seu corpo de metal vermelho era entalhado formações e padrões mágicos e espirituais.

“Siga a estrada até o rio Skjed” eu ordenei enquanto montava Hipérion. Ajudei Ania a montar.“Segure em mim, com bastante força” ela agarrou minha cintura, pude sentir seus imensos seios pressionando minhas costas.“Um pouco mais forte….Sim….Está perfeito….Continue segurando dessa forma e não me solte por nada, caso contrário você irá morrer!”

[Colocaram os cintos de segurança? Ah como eu sou idiota, cavalos não tem cintos de segurança! Kakaka! Segurem firme que o Hipérion War Horse Impetus está pronto para correr mais rápido do que a luz!]

Então ele disparou. Tudo se tornou um borrão indistinto. Ania fechou seus olhos e agarrou minha cintura com toda sua força, esmagando seus seis contra minha costa. Era uma ótima sensação. Passamos por uma patrulha de Orc da Horda e o que virão foi um borrão de chamas passar por eles deixando a marca de cascos em chamas na estrada.

É assim chegamos em menos de um segundo próximo ao rio Skajet……

……….Ania vomitou em mim.

Comentarios em HDUM arco 3: Capítulo 3

Categorias