Heroína da lança!

1 Parte

Ponto de vista Anna

Eu me chamo Anna, tenho 14 anos, sou uma simples aldeã.

Vivo em uma pequena aldeia próximo a capital real. Digo próxima, porém levaria cinco dias a cavalo até a capital real.

Para mim é uma longa, longa, longa viagem.

Sei disso pois minha tia me contou uma vez, ela vende as ervas colhidas da floresta próxima de nossa aldeia para alquimistas. Infelizmente não da para ganhar muito com a venda das ervas.

Mas melhor do que nada.

A aldeia sobrevive basicamente da colheita, fora isso não há muito o que contar sobre essa pequena vila de agricultores em que vivo.

Falando mais sobre mim.

Eu não tenho pais, fui criada por minha tia.

Eu a ajudo com coleta de ervas e durante a época de colheita. É algo que exige muito esforço e força de vontade.

A vida de um aldeão comum.

Mas eu não irei ser uma agricultora ou herbalista como minha tia, sinto que essa vida não é para mim. Sinto que tenho um propósito maior nessa vida além de coletar ervas e ajudar na colheita da vila.

Pode parecer bobo para uma garota como eu dizer essas coisas nessa idade, mas, eu quero ser um herói! Um herói que ajudara as pessoas quando precisar, que sacrificaria sua vida pelo bem do próximo! Um herói do qual as pessoas comuns possa contar! Para poder enfrentar bestas mágicas!

Eu comecei a desejar me tornar um herói desde que ouvi minha tia falar sobre meu pai que morreu protegendo a vila. Ele era um aventureiro com o trabalho de lanceiro, veio a vila para completar uma missão da aliança dos aventureiros. Minha tia não contou todos detalhes mas de alguma forma ele conheceu minha mãe e se apaixonaram, um amor a primeira vista dissera minha tia.

Então ele deixou de ser um aventureiro e se casou com minha mãe se tornando um agricultor. Viveram felizes e depois de alguns anos eu nasci, foi quando houve um ataque de bestas mágicas. Naquele dia muitos da aldeia morreram, se não fosse por meu pai ninguém teria sobrevivido.

Minha tia diz que meu pai morreu em pé segurando sua lança encharcado de sangue de besta mágica.

Um verdadeiro herói, ela falou para mim.

Essa sou eu, uma garota boba de corpo franzino que mal pode segurar uma lança de verdade que sonha em ser herói.

Um sonho do qual irei fazer se tornar realidade!

2 Parte

Acordei com o nascer do sol.

Lavei meu rosto com um pouco de água do balde e segui para cozinha sentindo o aroma de mingau de trigo.

Minha tia estava acordada preparando o mingau de trigo.

“Bom dia Anna!” Ela falou alegremente.

Somente ela poderia acordar tão cedo e ser tão bem humorada.

“Bom dia, tia Mary!” Eu respondi de forma desanimada.

Quebramos o desjejum com mingau de trigo e algumas frutas colhidas.

Tia Mary falou alegremente sobre coisas triviais e as fofocas recentes vindas da capital. Recentemente tia Mary tinha viajado para a capital real Cysgod e voltado a poucos dias atrás.

“Parece que aquele menino que nasceu com as duas proteções divinas foi convocado pela rainha!”

Minha tia falou uma vez sobre um garoto nobre estúpido que tinha recebido duas proteções divinas. No começo todos pensaram que fosse um boato sem fundamento, mas recentemente muitas pessoas começaram acreditar que era verdade após a rainha o convocar para capital.

“Será que ele vai terminar com a cabeça cortada?” Eu perguntei curiosa, seria engraçado ver o garoto nobre estúpido tendo a cabeça cortada.

Odeio nobres.

“Acredito que não, a rainha só corta a cabeça de nobres estúpidos que tentam prejudicar seus planos….Ah, quase esqueci de contar!”

“O que?”

“Parece que em Ddrisfa surgiu dois ranks-diamante e parecem que tem sua idade!” Falou tia Mary em tom alegre.

“Sério?!” Gritei surpresa.

Mesmo uma garota que nunca saiu dessa aldeia como eu sabia o quando era incrivel um rank-diamante.

Mas era difícil acreditar que garotos da minha idade se tornaram um rank-diamante, era uma ideia absurda de se acreditar.

Era o mesmo que dizer que viu um porco voador.

“Sim, desde que subjugaram uma pantera dragão seus nomes se espalharam por todo reino! Se não me engano um deles se chama Apollo e a outra Fada azul, tem uma terceira mas não me recordo seu nome…”

Nunca tinha ouvido nomes parecidos, será que são estrangeiros?

Tia Mary continuou a falar alegremente sobre outros boatos recentes da capital. Depois de acabamos nosso desjejum ela pediu para eu colher algumas ervas na floresta enquanto era iria trabalhar no campo.

O solo da floresta era bastante irregular o que ocasionalmente causava muitas bolhas em meu pé e machucados também devidos aos tombos que levo por ser descuidada.

A floresta e cheio de ervas escondidas pela vegetação. Sem a habilidade [Herbalismo] seria difícil encontrar alguma coisa dentro da floresta. Normalmente uma garota fraca como eu não entraria na floresta.

Mas essa floresta e segura sem bestas mágicas, só algum coelho e cervos gigantes que são inofensivos desde que você não os ataque.

Como sempre estou levando minha lança de ferro que é muito pesada, mas tenho que me acostumar com seu peso para me tornar forte como meu pai. A lança é maior do que eu que tenho 160 centímetros de altura.

Segui andando pela floresta colhendo cogumelos comestíveis e venenosos também que poderiam ser vendidos na capital real. Hoje não encontrei boas ervas, apenas ervas comuns usadas na criação de pomadas de cura.

Depois de várias horas decidi volta para a vila assim que o saco estava cheio de ervas e cogumelos.

Durante minha volta eu vi algo estranho passar voando pela floresta.

Não deu para ver bem mas tinha a cabeça de um lobo e parecia usar uma armadura prateada.

Será que é um lobisomem?

balancei a cabeça em negativa, pois era impossível lobisomens voarem.

Se lobisomens voassem então porcos voadores também seriam reais!

Continuei seguindo para casa até que eu comecei a sentir a terra tremer seguidos por gritos vindo da vila.

Naquele momento eu senti um frio na barriga e meu coração se encheu de pavor.

Larguei a sacola e corri em direção dos gritos.

Corri desajeitadamente por causa da lança pesada, tropeçando em minha próprias pernas.

Quando cheguei a fonte dos gritos minhas pernas ficaram bambas.

O que eu vi foi vários minotauros atacando a vila.

Esses minotauros tinham quase quatro metros, corpo musculoso coberto por pelos negros.
Corriam enlouquecidos destruindo casas e esmagando os moradores, os transformando em poças de sangue.

“N-não pode ser verdade…” Rios de lágrimas desceram do meu rosto enquanto eu assistia o abate daquelas pessoas que eu conheci a minha vida toda.

Todos sendo mortos na minha frente e eu paralisada de medo.

Tentei mover minhas pernas, mas elas não me obedeciam, meu corpo tinha sido completamente paralisado pelo medo.

“Tia Mary….” Quando pensei naquela senhora que me criou com tanto amor e carinho eu não poderia mais ficar parada lá como uma gata medrosa.

Segurei firme a lança até os nós do meu dedo se tornarem branco e consegui correr para frente indo em direção a nossa casa.

“Tia Mary!!!” Gritei ao entrar na casa, mas sem resposta.

Procurei por todos os quartos mais não a encontrei. Fui para fora da casa e gritei por seu nome, em meio a comoção de gritos vi a tia Mary gritando por meu nome. Me procurando com o rosto molhado por lágrimas.

Mesmo naquela situação ela se preocupou comigo ao invés de tentar se salvar.

“Aqui, Tia Mary!!!” Eu gritei.

Assim que ela me viu seu rosto aflito relaxou, substituído por alívio é um doce sorriso, aquele típico sorriso caloroso de todas manhãs.

O último sorriso que eu iria ver.

Em seguida um dos minotauros se abaixou e correu loucamente acertando um grupo de moradores, os lançando no ar como se fossem bonecos de palha. E um de seus chifres acertou tia Mary, criando um buraco sangrento em seu estômago e depois a lançando vários metros de altura, para depois cair no chão sem vida.

“Nãooooo!” Cai de joelhos em meios as lágrimas.

3 Parte

Minha mente se tornou turvos,  não consegui raciocinar mais, tudo que considerava como família tinha morrido e os a vila qual eu cresci estava sendo destruída.

De joelhos vi o minotauro cobrando para minha frente apontado seus chifres em minha direção.

Eu iria morrer, não havia nada que uma garota franzina como eu poderia fazer, apenas aguardar minha morte.

Olhei para a grande lança de ferro em minha mão e o pensamento sobre meu pai surgiu em minha mente.

Um verdadeiro herói e eu uma gata medrosa.

Eu não poderia desonrar meu pai sendo uma gata medrosa!

Se eu fosse morrer seria em pé igual meu pai!

Fechei os olhos e respirei fundo tentando acalmar meu coração que batia freneticamente.

As batidas do meu coração foram se tornando calmas como um lago sereno e minha mente voltou a ser tranquila. Naquele momento senti que algo mudar dentro de mim e quando voltei a abrir os meus olhos……

Tudo no mundo estava se movendo lentamente e os chifres do minotauro estava a um palmo de distância de mim.

Não sei bem o que estava acontecendo, mas eu me movi por baixo de seu corpo e gravei firme a lança no solo e apontei contra seu peito musculoso. Então de repente tudo voltou ao sua velocidade normal e o minotauro que avançava loucamente em minha direção deve uma longa lança perfurando seu peito e com um mugido caiu de lado no chão da vila.

Eu derrubei um minotauro.

A garota franzina que mal podia levantar aquela lança de ferro derrotou um minotauro.

Mas, como?

Eu não sabia, mas quem se importa?

Sobrevivi de alguma forma ao que seria minha morte.

Tia Mary disse uma vez que nos humanos somos a raça mais forte de todas e também os mais fraco. Enquanto você acreditar em si mesma e ter fé que pode fazer qualquer coisa então naquele momento você se tornara forte.

Humanos tem um espírito forte, um espírito indomável, um espírito que traz milagres.

Seja senhora de si mesma então nada poderá o vencer!

Essas foram as palavras que tia Mary tinha ouvido meu pai falar.

Palavras que eu herdei e agora finalmente entendo, essas palavras são as virtude de um herói.

Naquele momento cheguei a um entendimento e tudo ficou claro para mim.

Puxei todo ar para meus pulmões e gritei:

“EU SOU UM HERÓI!!!!!!!!!!!!!”

Meu grito ecoou por toda vila atraindo atenção de três minotauros.

Meu medo foi substituído por coragem e a gata medrosa de antes se tornou um tigre feroz.

Acreditei do fundo do meu coração

Acreditei que fosse um herói.

Em resposta a voz divina soou em minha mente:

> Trabalho adquirido:[Lanceiro][Herói]

> Técnicas adquiridas:[Modo: Heróico][Lança perfurante][Dança da lança][Impacto lança]

> Habilidades adquiridas:[Agilidade de Hermes][Visão Heróica][Afinidade com luz e vento]

Meu corpo foi envolvido por uma luz agradável e o que eu sempre quis me tornar tinha virado realidade.

Eu era um herói.

Segurei a lança que agora era tão leve como uma pluma é avancei para os três minotauros.

4 Parte

Corri em direção aos três minotauros que vinham em minha direção.

Após receber o trabalho [Herói] e [Lanceiro] ganhei um entendimento sobre as habilidades e a profissão que eu ganhei.

Usei a habilidade [Agilidade de Hermes] e meu pé foi envolvido por uma energia verde como vento então minha velocidade aumentou dramaticamente. Me tornei um borrão e em um instante alcancei o primeiro minotauro.

Ele tentou me golpear com seus punhos, que para mim era tão lento quando uma lesma. deslizei entre suas enormes pernas e apontei minha lança para seu peito e gritei:

”[Lança perfurante]! ”

A lança foi envolvida por uma energia verde e uma linha verde desenhou até o peito do minotauro. Segurando a lança eu girei meu pulso e desferir um poderoso golpe de lança que trespassou o peito do minotauro deixando um grande buraco sangrento.

O minotauro desmoronou no chão.

“…Segundo…” Falei enquanto me sentia eufórica.

Avancei para o próximo que estava desferindo um soco em minha direção. Pulei para trás evitando o soco do minotauro que rachou o solo. Seus socos eram rápidos e cada vez que eu os evitava ele ficava mais furioso e mais rápido.

Ativei novamente a habilidade [velocidade de Hermes] mais a [lança perfurante] e o derrubei sem resistência nenhuma.

Eu os estava derrotando facilmente.

“…Terceiro…” Comecei a senti um leve cansaço por estar usando as técnicas e habilidades que consumiam muita stamina. Fiz o mesmo processo com o quarto minotauro e o derrubei ao preço de estar quase esgotada.“Quarto……Eu derrotei todos, Pai, mãe e tia Mary eu os derrotei, eu os derrotei….Eu sou um herói!”

Gritei para os céus quando minhas lágrimas molhavam meu rosto e senti o gosto salgado das minhas lágrimas.

Tinha terminado.

Mas não havia comemoração, nem aplausos, nenhum som.

Todos estavam mortos e eu viva, me tornei herói, mas todos morreram.

> Titulo adquirido: Heroína da lança!

Ganhei um titulo bem legal, mas seu eu pudesse trocar tudo isso para trazer essas pessoas de volta a vida eu faria sem pensar em duas vezes.

Quando eu pensei que tudo tinha acabado um nuvem de poeira avançava para a vila que foi ficando cada vez mais próximo e quando chegou mais perto vi que era um novo minotauro.

Não como os outros….

Esse era bem maior e sua pele era protegida por escamas negras que tinham um brilho fosco. Suas mãos eram garras e em suas costas pequenas asas de dragão e sua cauda era longa e escamosa.

“Um minotauro dragão!!!” Gritei em descrença.

Quando ele chegou próximo em instante suas garras estavam a um palmo de me atingir. Rapidamente rolei para o lado evitando suas garras, mas fui interceptada por sua longa cauda escamosa que me acertou em cheio me lançando vários metros de distância.

Se atingindo por sua cauda foi como se atingida por uma enorme rocha.

Quando cai no chão senti que alguns ossos foram quebrados e cuspi um bocado de sangue da minha boca.

Aquele minotauro dragão era uma besta mágica poderosa.

Não tinha muita stamina eu tinha que apostar tudo em um golpe se não eu com certeza iria morrer.

Ergui minha lança e mirei no peito do minotauro dragão.

“[Modo: heróico]! [Lança perfurante]! ”

Ativei o modo heróico e senti minhas forças dobrarem e fui envolto por aquela energia verde que era como uma brisa suave e envolveu a lança em um vórtice de energia.

Uma linha verde se desenhou até o peito do minotauro dragão e lancei a lança que seguiu o trajeto da linha verde em um poderoso vórtice de energia verde que poderia perfurar até uma montanha.

Não importa quem fosse seria impossível não ser perfurado por aquela lança, senti isso do fundo do meu coração.

Eu acreditei nesse fato.

Mas….

O minotauro dragão parou seus movimentos e estufou seu peito enquanto sugava todo ar em volta e disparou um raio negro que interceptou a lança, a lança continuou avançando em sua direção, mas foi perdendo a velocidade e a força, o sopro do minotauro dragão continuou até a energia da lança se dissipar e ser destruída pelo raio negro.

“…I-impossivel….” Cai de joelhos no chão ofegante, sentindo todo meu corpo se quebrando. Tinha usado toda minha stamina e o modo heróico se dissipou cobrando seus efeitos sobre meu corpo.

Mas o ataque não parou por ai, depois de parar meu golpe com a lança seguiu em linha reta atingindo os campos e casas da vila que ainda estavam em pé e com um grande *BOOOMMM” tudo foi destruído reduzida a cinzas pelo raio negro.

Tudo que conhecia foi destruído e eu não podia fazer nada.

Mesmo sem energia eu não queria desistir. Mesmo quando meu corpo todo estava quebrado eu não queria desistir.

Eu me tornei um herói e heróis nunca desistiam.

Me levantei mais um vez, mesmo com minhas pernas bambas, mesmo com todo meu corpo dolorido eu avancei, mesmo que fosse como uma lesma.

O minotauro dragão avançou lentamente e quando chegou perto de mim fechou suas garras em um punho e apontou contra mim.

Eu iria morrer isso era certo.

Então olhei para o céu, para o sol que aquecia meu corpo quebrado e desejei naquele momento pela ajuda dos deuses.

Desejei que alguém derrota-se aquele poderoso inimigo pois eu não fui o suficiente, não fui forte o suficiente.

Naquele momento uma sombra tampo o sol, uma besta mágica voadora. Quando eu pensei que a situação estava ficando ficando pior notei duas figuras montada na besta mágica voadora.

A que estava na frente era uma bela garota de cabelos azuis, tão bela que me fez senti envergonhada por ser mulher. Atrás dela um jovem de cabelos dourados como o sol e olhos azuis como os céus do qual voavam.

Ele apontou um de seus dedos para o minotauro dragão e falou:

”[Bola de fogo infernal]! ”

Seu braço foi envolto por chamas escaldantes e seu dedo disparou uma enorme bola de fogo escarlate que foi ficando cada vez maior até atingir o minotauro que foi engolido por chamas escarlate.

Minha prece foi ouvida pelos deuses que enviaram verdadeiros herói para me ajudar.

Comentarios em HDUM: Capítulo 13



15

Índice×

  1. 0
    Prólogo
  2. 1
    Começo da lenda!
  3. 2
    Aquele que explode bonecos de palha!
  4. 3
    Um duelo e uma declaração!
  5. 4
    Senhora das águas!
  6. 5
    A caminho da capital!
  7. 6
    Primeira missão e o livro dos monstros! (1 Parte)
  8. 7
    Primeira missão e o livro dos monstros!(2 Parte)
  9. 8
    Primeira missão e o livro dos monstros! (3 Parte final)
  10. 9
    Caverna misteriosa e uma luta de vida e morte!
  11. 10
    Legado de Aurorus!
  12. 11
    O grande forjador de armas!
  13. 12
    Intermissão
  14. 13
    Heroína da lança!
  15. 14
    Arma suprema, batalha contra o minotauro e a garota que queria ser herói!
  16. 15
    Chegada a capital real Cysgod, emoções na banheira e a associação mágica!
  17. 16
    Imperador da calamidade!
  18. 17
    Ganhando esclarecimento sobre magia!
  19. 18
    Lyam e a rainha, punição e um duelo iminente!
  20. 19
    Llachar e Anna vs os cavaleiros dragão!
  21. 20
    Charlotte e a cerimônia de abertura!
  22. 21
     Lyam Doente?
  23. 22
    Charlotte e sol negro!
  24. 23
    Eu te odeio, idiota!!!
  25. 24
    1 vs 3 ! (1 Parte)
  26. 25
    1 vs 3 ! (2 Parte)
  27. 26
    1 vs 3 ! (3 Parte Final)
  28. 27
    Intermissão 2
  29. 28
    Sobre AUMDA e HDUM
  30. 29
    Surpresas! Espadas e mecha!
  31. 30
    A dança sangrenta (1 Parte)
  32. 31
    A dança sangrenta (2 Parte)
  33. 32
    A dança sangrenta (3 Parte)
  34. 33
    A dança sangrenta (4 Parte Final)
  35. 34
    Um lobo e um Leão
  36. 35
    Dois caminhos
  37. 36
    Um demigod chamado Apollo!
  38. 37
    Loli trap!
  39. 38
    O nascimento da ordem e a águia ganha suas asas!
  40. 39
    Não podemos ter tudo que desejamos, Lyam Marwe!
  41. 40
    Florescer da Lótus!
  42. 41
    Duque de Nótos!
  43. 42
    Os Heróis e o senhor apocalipse!
  44. 43
     A vinda do Algoz
  45. 44
    Enfrentando o rei demônio! (1 Parte)
  46. 45
    Enfrentando o rei demônio! (2 Parte final)
  47. 46
    Final inesperado!
  48. 47
    Epílogo
  49. 48
    Aviso sobre HDUM
  50. 49
    Olá, Novato!
  51. 50
    Super aventureiro!
  52. 51
    GrayWolves!
  53. 52
    Colinas de Sangue!
  54. 53
    Classe transcendental!
  55. 54
    A batalha contra os Orc! (1 Parte)
  56. 55
    A batalha contra os Orc! (2 Parte Final)
  57. 56
    Promoção!
  58. 57
    Solitária!
  59. 58
    Labirinto dos iniciantes! (1 Parte)
  60. 59
    Labirinto dos iniciantes!(2 Parte Final)
  61. 60
    Canção de sangue!
  62. 61
    Estou de volta…..Ou quase isso!
  63. 62
    A Guilda!(1 Parte)
  64. 63
    A Guilda!(2 Parte)
  65. 64
    A Guilda!(3 Parte Final)
  66. 65
    Intermissão
  67. 66
    DDPJ? C-U-R-A-D-A!
  68. 67
    Brigas e dramas
  69. 68
    Matadora de deuses!
  70. 69
    Loki
  71. 70
    Gungnir
  72. 71
    Primeiro dos seis! (1 Parte)
  73. 72
    Primeiro dos seis! (2 Parte)
  74. 73
    Primeiro dos seis! (3 Parte)
  75. 74
    Primeiro dos seis! (4 Parte Final)
  76. 75
    Árvore da Sabedoria! (1 Parte)
  77. 76
    Árvore da Sabedoria! (2 Parte final)
  78. 77
    Enfrentando os deuses! (1 Parte)
  79. 78
    Enfrentando os deus!(2 Parte final)
  80. 79
    Confronto épico! (1 parte)
  81. 80
    Confronto épico! (2 parte)
  82. 81
    Confronto épico! (3 Parte Final)
  83. 82
    Destino de um herói e um vilão
  84. 83
    Epílogo
  85. 84
    Aviso importante HDUM
  86. 85
    Epílogo
  87. 86
    Cinco anos e a história de uma coelha!
  88. 87
    Armamento Demoníaco Rabbit Busty
  89. 88
    Juramento sob o luar!
  90. 89
    Cinco anos e a história de uma coelha!
  91. 90
    Armamento Demoníaco Rabbit Busty
  92. 91
    Juramento sob o luar!
  93. 92
    A verdade por trás da Horda
  94. 93
    O retorno do Mago!
  95. 94
    Presente dos céus!
  96. 95
    Deus das seis faces!
  97. 96
    Novo Sistema!
  98. 97
    Overlord da Criação!
  99. 98
    Essa já não é bem uma história de fantasia
  100. 99
    Os quatro Reis Asuras!
  101. 100
    Uma conversa entre dois deuses
  102. 101
    Caçando bandidos! (1 Parte)
  103. 102
    Caçado Bandidos! (2 Parte)
  104. 103
    Caçando bandidos! (3 Parte Final)
  105. 104
    Faça uma escolha!
  106. 105
    Entre a primeira e segunda opção, escolho a terceira! Esse é meu jeito Lyam de ser!
  107. 106
    Conselho de guerra! (1 Parte)
  108. 107
    Conselho de guerra!(2 Parte)
  109. 108
    Conselho de guerra! (3 Parte Final)
  110. 109
    A decisão de Desy!
  111. 110
    Intermissão
  112. 111
    Batalha na fronteira! (1 Parte)
  113. 112
    Batalha na fronteira! (2 Parte)
  114. 113
    Batalha na fronteira! (3 Parte Final)
  115. 114
    O jovem Mago e a Sábia Bruxa
  116. 115
    Mudanças sobre HDUM
  117. 116
    Reencontro é uma luta épica!
  118. 117
    O Retorno da Raposa Gananciosa!
  119. 118
    Dark Lord!
  120. 119
    Poço Abismal! (1 Parte)
  121. 120
    Poço Abismal! (2 Parte Final)
  122. 121
    Dois Contra Vinte!
  123. 122
    Chefão da fase final faz sua aparição!
  124. 123
    Ars Notoria e a Árvore da Evolução!
  125. 124
    Esperança!
  126. 125
    Epílogo
  127. 125
    Prólogo
  128. 126
    Reunião agitada! (1 Parte)
  129. 127
    Reunião Agitada! (2 Parte Final)
  130. 128
    Troca de Palavras
  131. 129
    HDUM aviso
  132. 130
     Lucius Einloflt
  133. 131
    Forjando uma Arma Nível Astral!
  134. 132
    Ambição de um Chaos Ruler!
  135. 133
    A História de uma Dragonesa
  136. 134
    Intermissão
  137. 135
    Lyam é sequestrado?
  138. 136
    Uma Batalha Área Entre Duas Poderosas Guerreiras!
  139. 137
    Um reencontro tranquilo!
  140. 138
    Bem e mal, e o meu papel no universo!
  141. 139
    Prelúdio da Guerra!
  142. 140
    Arian
  143. 141
    Relatório de Guerra e Reencontrado um velho amigo!
  144. 142
    A história de amor do Ex-Herói!
  145. 143
    O Juramento do Ex-Herói!
  146. 144
    O Verdadeiro Plano de Lyam!
  147. 145
    Intermissão 2
  148. 146
    A Guerra no Fronte Leste! (1 Parte)
  149. 147
    A Guerra no Fronte Leste! (2 Parte Final)
  150. 148
    Retirada do Fronte Leste!