OBS: Eu traduzo no word, e quando passo pro wp algumas coisas alteram; nesse caso o que alterou foi as onomatopeias entre ‘*’, ela ficam em itálico aparentemente. Bem, apenas isto. Boa leitura.


Baixe o PDF desse Capítulo aqui


O Herói e a aventureira novata – I

Yamada Renji era um adulto trabalhador comum em uma sociedade comum.

Seu sonho de infância era ser jogador profissional de baseball.

Na escola, todos seus resultados ficaram no top 100 em uma escola de 400 estudantes.

Seu hobby é a leitura. Depois de se graduar da escola secundaria, conduzir também se tornou seu hobby.

Não é que odiasse ser social.

Segundo ele, não revelar muita individualidade e misturar-se com o ambiente também é uma parte da disposição social.

Não era uma pessoa do tipo líder. Nem se tivesse que descrever, era um NPC #3 ou um aldeão tipo C.

NT: NPC: Non-Player Character, personagens não jogáveis

Sua idade era de 28 este ano. Quando foi convocado tinha 25.

Depois de ser convocado, a primeira coisa que ele sentiu foi que não estava desfrutando como os outros garotos e garotas ao seu redor – E o trabalho? Como ganharemos nosso sustento? E outras coisas verdadeiramente realistas.

Esse mundo tinha 3 países e 5 continentes.

Em primeiro lugar, o país onde foram convocados Yamada Renji e os demais, o país humano [Imnesia].

O país governado pelos demi-humanos, [Elfreim]. Esse país foi construído no continente maior.

E, o país da escuridão donde vivem os demônios, [Abenelm]. Governava sobre três continentes e era o maior país.

13 seres humanos foram convocados a este mundo diferente. Uma dos três deuses que criaram este mundo, a deusa [Astraera] lhes deu bênçãos em forma de poderes trapaceiros e se converteram em assassinos de deuses.

A maioria deles eram adolescentes e  estudantes.

Os únicos em seus vintes era eu, 2 homens e 1 mulher. Não importava como se olhasse, era um grupo inconsistente.

NT: Sim, o ponto de vista mudou em algum momento. Provavelmente quando estava explicando o mundo.

… É uma lembrança nostálgica.

Nós lutamos, nós não lutamos uns contra os outros e nos separamos. Mas, ainda assim, no final, nos unimos uns com os outros, passamos perigos e rimos juntos.

Nossas relações não eram exatamente ruins, mas não eram exatamente boas.

Houve uma luta para decidir quem obteria a espada sagrada da deusa.

A quem salvar, a quem abandonar. Nesses momentos, nós choramos.

Conseguindo comida, mesmo quando não sabíamos ler, e compartilhar a asquerosa comida também aconteceu.

Os garotos espiando o banho das garotas e logo voltar depois de quase perder suas vidas, também é uma grande lembrança. Nesse momento, sentimos mais perigo para nossas vidas que quando enfrentávamos demônios de alto nível.

Sim, realmente são lembranças nostálgicas.

.

.

.

.

[Está acordado, dorminhoco?]

Essa voz chegou perto de minha almofada.

Ressonou na minha cabeça. Uma voz parecida à masculina, mas ao mesmo tempo feminina. Uma voz de um gênero neutro.

Ao abrir meus sonolentos olhos, vi a medalha à qual havia me acostumado a ver nestes últimos anos.

O bordado é de ouro, e o centro tem um jade anexado. No contorno, 7 pedras de diferentes cores foram colocadas.

Há três anos, recebi esta medalha antes de realizar a viagem para derrotar o Deus Demônio.

É a origem da trapaceira habilidade, que eu, Yamada Renji, possuo.

É uma medalha falante. Tem alma e vontade própria.

“… Bom dia”

[Como de costume, você é fraco nas manhãs]

Deixe-me em paz. Murmurei em minha mente enquanto balançava minha cabeça devido à ressaca.

Ao levantar me corpo, a deslumbrante luz do sol passou através dos espaços das cortinas.

“Eu adormeci”

[Seriamente, parece que você se divertiu sozinho ontem]

“Só fui beber”

[Me pergunto sobre isso]

Levantando-me da cama, me sirvo água da jarra, que se encontra na mesa, no meu copo.

Bebo a água em um gole, sinto que a dor da ressaca diminui.

[Vá lavar sua cara. Você parece péssimo]

00

“Você é minha mãe?”

[Eu não gostaria de ter um filho como você, nunca]

Seriamente.

Esse estilo de vida depende de como você vive diariamente.

Apesar de pode-se chamar de liberdade, não tenho minha própria casa nem nenhuma economia.

Um cara que primeiro tem que conseguir dinheiro antes de decidir o que comer no dia; ninguém quer que um cara assim seja seu filho.

Continuando com nossa habitual conversa, coloquei a água da jarra no interior da banheira instalada no quarto.

Esse mundo não tem um sistema de abastecimento de água potável.

O gerente da pousada vai todos os dias ao rio conseguir água para ser usada. A água é um bem precioso aqui.

Lavo minha cara com essa água, faço minha barba.

Pelo momento, me refresco completamente, tanto minha ressaca como minha sonolência desaparecem por completo.

“Ahh, realmente quero viver uma vida agradável”

[… De verdade]

A medalha e eu, ambos suspiramos. Bom, me pergunto se posso usar a palavra “ambos” aqui. Eu e uma coisa é uma maneira melhor de dizê-lo.

Enquanto pensava isso, termino de me trocar.

Minhas roupas eram uma túnica e uma calça verde escura. Com isto, eu também pareço-me com uma pessoa deste mundo.

Espada? Por suposto que não tenho algo parecido.

Esse mundo é um mundo de espadas e magia, mas infelizmente eu tive que penhorar a famosa espada em uma loja de armas em uma aldeia rural. Por tanto, só recebi dinheiro o suficiente para a alimentação de uma semana.

Depois de saber isso, fui assediado por esta medalha por dois dias seguidos.

Tenho uma personalidade à que não lhe importa muito o passado.

“Vamos trabalhar duro para recoletar as ervas medicinais de hoje, suponho?”

[Um herói assassino de Deus está trabalhando duro para recoletar ervas medicinais… patético]

“Tais trabalhos honesto e simples são também importantes, sabe?”

[Deixe que os aldeões e os aventureiros novatos o façam, estes trabalhos honestos e fáceis. Você deve realizar os trabalhosos mais perigosos]

“De maneira alguma, dá medo”

Mesmo eu creio que é patético.

Durante a viagem para derrota ao Deus Demônio, lutei contra um lobo gigante de 3 metros, um demônio gigante de 10 metros e plantas carnívoras que comiam humanos.

Porém, todos e cada um deles foram derrotados por meus companhieros.

Um espadachim que possuía uma habilidade desumana, um mago cujo poder se compara com o de um Deus, e um guerreiro que pode brandir uma arma maior que ele com facilidade.

Recordar tais indivíduos, eu não era nada mais que alguém ao nível de um aldeão C.

É surpreendente que não me abandonaram.

No lugar disso, continuo pensando que é estranho eu acabar neste grupo.

É surpreendente que eu tenha saído com vida. Esse deve ser o maior milagre jamais ocorrido.

.

.

.

Em todas as aldeias e cidades do continente [Imnseia], sempre terá um grêmio aventureiro sem importar o tamanho da aldeia ou cidade.

Ali, se recolhem os pedidos das pessoas e  são recompensados aqueles que completam tais pedidos.

O Deus Demônio foi derrotado e o numero de demônio diminuiu, mas ainda assim o trabalho de aventureiro durará para sempre sem se extinguir. Isso é porque ainda há outros trabalhos como a coleta de ervas medicinais ou a busca de ingredientes e materiais específicos ou capturar ladrões, etc.

Ser aventureiro é o maior e mais perigoso neste mundo.

Deixando de lado o Deus Demônio, mesmo os demônios normais não podem ser facilmente derrotados pelos aventureiros em batalhas um-a-um.

A força física, inteligência, energia mágica. Mesmo com altos níveis nessas áreas, os famosos slimes nos jogos RPG, nos quais são os monstros mais fracos, aqui podem ser o pior inimigo de um aventureiro.

Não morreram, não importar quanto o corte ou golpeei. Têm que ser queimados ou congelados com magia para poderem ser derrotados.

Que demônios é esse monstro!? Assim que o amaldiçoei a primeira que o vi.

Mesmo eu tenho muita confiança em mim mesmo. Só o fato de que fiquei ate o final da viagem para derrotar o Deus Demônio me deu um pouco de orgulho.

Mas, porém, não tenho a intenção de lutar sozinho contra os demônios.

Se eu estivesse nesse grupo de trapaceiros, então poderia estar tudo bem, mas como eu não tenho tal poder.

Goblins? Kobolds? Esses vivem em grupos e eu perderia minha vida se me descuidasse um pouco sequer. Não tenho nenhuma intenção de enfrentar, sozinho, esses monstros.

Eu, que só tenho a resposta “Não” para a maioria das coisas, simplesmente deveria ao bosque próximo e recolher ervas medicinais como de costume. Com essa decisão em meu coração, me encontrei na estrada do grêmio.

Dentro do meu bolso, a medalha se queixava como de costume.

Esta maldita medalha por alguma razão sempre me recomenda ir e matar monstros.

Bom, tem suas razoes, mas, isso, o explicarei de forma gradual.

Ou, ao contrario, é um grande dor.

[Renji, essa… essa cara, é a mesma cara que faz quando pensa que algo é uma grande dor]

“Tenho a intenção de fazer meu trabalho corretamente”

Só o quê essa medalha quer de mim?

Posso perfeitamente ganhar dinheiro suficiente para manter-me vivo.

Alem do mais, não se queixe da cara de alguém desde o interior de um bolso. Eu nasci com esta cara.

Queixando-me em minha mente, abri a porta do grêmio. Dentro, uns pouco aventureiros se encontravam.

A maioria deles são mais jovens que eu. Só um deles é grande o suficiente para confundi-lo com um urso.

Em Imnesia, não é raro que as pessoas trabalhem como aventureiras desde seus primeiros anos de adolescência.

Ou, melhor dizendo, é um mundo onde as crianças menores de 10 anos também trabalham para ganhar algum dinheiro.

Por certo, entre os trabalhos que têm as crianças se encontra a coleta de ervas medicinais à qual tomei gosto de fazer.

Eu, que ainda tenho que me entediar de recolher ervas medicinais, me tornei no centro de atenção de todas as pessoa no interior.

… Suas olhadas me machucam. Desculpei-me em minha mente. Realmente sinto muito, por tomar os trabalhos dos novatos.

Alem do mais, só posso escutar a voz da maldita medalha. Realmente é uma medalha maldita.

Desde o começo, quantas vezes ela me envergonhou… Só de lembrar me irrita.

Posso fazer que os outros a ouçam, mas isso ia fazer eu me sobressair demais, assim que é problemático.

Não quero chamar atenção.

Não sou um Herói que assassina a Deus, mas um simples Aldeão C. Essa é minha posição atual.

“Bom… Dia?”

“Já é tarde. Você deve ter dormido até tarde depois de ter bebido demais até tarde da noite, certo?”

Isso foi grosseiro.

Enquanto pensava isso, caminho para o garoto que suspirava na recepção.

De repente uma garota fala comigo.

“Bom dia?”

“Olá”

Eu disse para a garota que me deu um cumprimento com um sorriso enquanto inclinava a cabeça para o lado.

E pensar que realmente responderia o cumprimento.

Eu fui o primeiro em recebê-lo, igualmente eu me surpreendi.

Seu cabelo cor de mel balançava e um cheiro agradável chegou ao meu nariz.

7 de cada 10 pessoas diriam que ela é uma beleza. Os outros 3 provavelmente diriam que é muito bonita.

Têm olhos verdes, nariz arrebitado e uma boca pequena.

Sua altura está na média feminina. Chega em volta dos meus ombros.

Sua roupa se assemelha à dos aventureiros normais, feita de peles de vários monstros.

Um colar de pedras preciosas em volta de seu pescoço é a única coisa feminina em seu equipamento e vestuário.

Bom, ela tentou da uma impressão de especialista, mas de alguma maneira esta garota realmente não parece com um aventureiro.

Seu equipamento também parece ser novo.

“Você é uma recém-chegada”? (Renji)

“Ah, você notou?”

A beleza sorri.

Assim que este é um sorriso parecido ao de ver uma flor quando brota.

Enquanto a olhava desde cima, também posso ver o vale que se aperta com força desde a armadura de seu peito… oh meu.

“Sua cara tem um sorriso” (Garoto Recepcionista)

“As crianças devem ficar caladas” (Renji)

[… Que deplorável]

Cale-se.

Não interrompa minha concentração para poder lembrar cada detalhe desta belezura que nunca voltarei a ver.

“Está aqui por uma missão? Porem, eu também quero a missão de buscar ervas medicinais” (Renji)

Ela assentiu quando lhe perguntei será era um recém chegada, mas realmente pensa em tornar-se uma aventureira?

Não se necessita requisitos para ser um aventureiro.

Enquanto não tenha antecedentes penais, qualquer um pode se tornar em um. Mesmo um criminoso pode tornar-se em um aventureiro se consegue fingir seu status social.

A maioria das mulheres que tratam de se tornarem aventureiras, geralmente é porque têm problemas financeiros.

O resto tem algum tipo de missão como os demais.

001

Bom, são exceções raras, porém.

A maioria, dos aventureiros, toma este trabalho para poder ganhar dinheiro rapidamente. Se você quer ganhar dinheiro de maneira segura, então você deve se tornar em um comerciante em alguma loja.

Mas a garota em minha frente… pelo menos não se vê como se ela tivesse problemas com dinheiro.

Ou, melhor dizendo, não duvidaria se alguém dissesse que ela é um nobre. De alguma maneira, posso sentir um poço de elegância a qual falta aos demais aventureiros. Além do mais, lhe adverti que não fosse tomar meu trabalho também.

Ouvi um suspiro no interior do meu bolso, mas deve ser minha imaginação.

“Não, vim aqui para subjugar aos demônios” (Beleza)

“…”

Movi minha cabeça em direção ao garoto da recepção.

“De nenhuma maneira. Isso é impossível. Sem nenhum tipo de experiência isso é algo perigoso” (Garoto)

“Pense melhor” (Renji)

“Ou melhor, deveria ser você a subjugar os demônios e não recolher ervas medicinais” (Garoto)

“De nenhuma maneira, me dá muito medo” (Renji)

Olhe, aponto para minha cintura.

Não há nenhuma arma ali.

Eu tinha penhorado minha espada, mas com tudo o que aconteceu… é triste.

Nem sequer tem algo como uma adaga.

Tudo o que tenho é este corpo.

Você quer que eu lute com meus punhos contra os demônios? Isso é impossível. Meus punhos nem sequer podem partir frutas, ao contrario deles que podem esmagar pedras com seus punhos.

Monstros que podem quebrar pedras com os punhos, no momento, vamos dizer que tenho 2 conhecidos que podem fazer isso.

São donos de armadilhas depois de tudo.

“Bastardo preguiçoso” (Garoto)

“Meu sonho é ganhar dinheiro enquanto desfruto e vivo minha vida em paz” (Renji)

[Abandone seu sonho]

Não encontre defeitos em meu sonho, medalha maldita.

“Esse é um sonho brilhante. Você pode ganhar dinheiro confortavelmente?” (Beleza)

“Os sonhos são chamados de sonhos porque nunca se realizam” (Garoto)

Meu coração foi atravessado pelo sorriso da beleza que encoraja meu sonho.

Além disso, o garoto na recepção disse algo filosófico enquanto suspirava.

“Não será capaz de se tornar um adulto adequado se continua assim, menino” (Renji)

“Se isso significa tornar-me em alguém como você, então estou bem em não me tornar um adulto” (Garoto)

Duras palavras.

Dando de ombros, estendo minhas mãos para o pacote de pedidos na mesa.

Esse pacote se divide em três.

  • Coleta de materiais e ervas;
  • Acompanhamento de aldeões e carruagens;
  • Subjugação de monstros e/ou demônios.

Se estiver na capital real, o conteúdo de cada pacote varia, com a subjugação de monstros como o maior, logo as missões de escolta e por ultimo e mais fácil, a busca de materiais.

Bom, isso é irrelevante, não vou ir para lá de qualquer maneira.

Se me encontro com meus antigos companheiros seria problemático.

Enquanto pensava isso, a garota se movia para o conjunto de pedidos de subjugação de monstros.

Ela tem bonitos e finos dedos.

Sim, realmente uma aventureira novata.

“Há alguma missão de subjugação que eu possa fazer?” (Beleza)

“Não” (Garoto)

Resposta imediata. Bom, é evidente.

Ao olhar o aventureiro que parece um urso, olha para o lado.

Provavelmente, ela o consultou antes de chegar aqui.

Seu rosto era sério, mas talvez ele tenha a convidado para seu grupo.

A garota é bonita, depois de tudo, ninguém seria indeciso para convidá-la, mas subjugar monstros não é recomendável.

As pessoas deste mundo não possuem poderes trapaceiros como eu.

Têm que lutar com suas vidas na linha, mesmo depois de ter recebido formação de espada ou magia.

A razão principal das mortes entre os jovens aventureiros é a imprudência ao aceitar missões de subjugação como esta garota, por curiosidade e morrer.

Isso é tudo.

Em silencio lhe dei uma das notas de coleta.

“É perigoso, sabe?”

“Sou consciente disso” (Beleza)

Funsu ela golpeia o peito com o braço esquerdo.

Se balançam. Realmente se balançam ligeiramente em baixo de sua armadura.

[Tch]

Em meu bolso, sinto um instinto assassino escapar da medalha ao fazer clic com sua língua, de modo que rapidamente desviou meu olhar.

NT: Não sabia que as medalhas tinham língua.

É porque é impróprio de um cavaleiro olhar o peito de uma mulher, obviamente

Ejem Tossi uma vez.

“Realmente não te recomendo”

“Mas, mesmo assim,só posso subjugar monstros agora. Esse é o único caminho que me resta”

Essas palavras soavam sérias.  Poderia ser, em sua se sente a vontade de chorar também.

Sua voz grave, mas… Olho para o garoto na recepção atrás dela.

Ele nega com a cabeça.

Bom, obviamente.

Se permitir que um novato pegue uma missão de subjugação de monstros, será considerado um fracasso no grupo de direção do grêmio.

Depois de ganhar um pouco de experiência em missões de coleta de ervas e escoltas, só então poderia pegar missões de subjugação. Além disso, continuará sem autorização de ir sozinho.

Deve ser um grupo de ao menos 2 ou 3 aventureiros. E o mesmo, mesmo para profissionais que fazem isto há anos.

Assim são fortes os monstros deste mundo.

Mesmo os mais fracos, goblins e kobolds, se atacam em grupo, podem fazer que as vantagens se tornem inúteis.

E o slime é uma experiência traumática.

Se um mago se encarrega de longe então não há problemas, mas se um aventureiro desafia-o a curta distancia, não é nada menos que um pesadelo.

“Aparentemente você tem circunstancias especiais”

Isto não pode ser ajudado. São as regras do grêmio.

Como aventureiros, temos de respeitar as regras.

Se não pode fazer apenas isso, então não serve para ser aventureiro.

Peguei uma página da coleta de ervas e dou à garota.

“Primeiro faça algumas missões de coleta e escolta. Logo, será capaz de ter a experiência de fazer missões de subjugação, pelo menos um mês”

Não posso dizer nada mais que isso.

Olhando, a garota sai da aliança. Parece que vai aceitar a missão de coleta.

“Que pena. Queria me aproximar dela…” (Renji)

“Renji-san,ela não é seu tipo. Assim é” (Garoto)

Não diga isso tão feliz. Eu irei chorar.

Ao ver a garota sair. Meu ombro é tocado por trás.

Ao olhar, o velho homem urso estava ali.

“Você não estava errado. Eu havia lhe dito o mesmo” (Homem cara de urso)

“Entendo”

Me pergunto se ela vai ficar bem.

Pode ser que ela faça algo imprudente.

Digo isso por experiência. Bom, se tenho que agradecer a alguém, seriam meus velhos companheiros… senti suas ações parecidas às daqueles garotos.

Neste caso, é minha responsabilidade, por que não dar uma mão?

… Não quero pensar nisso.

[Essa garota vai fazer algo imprudente]

Suspirei.

Eu sabia.

Peguei uma missão de coleta de ervas e sai do grêmio.

Tirei a medalha do meu bolso e a joguei para cima com meu polegar.

Enquanto agarrava a medalha ao cair, abri a palma da minha mão.

Era sela. É ruim.

“Vamos, Ermenhilde?”

“Entendido, meu mestre”

Ouvi a voz de gênero neutro, como se estivesse se divertindo.


Traduzido por: KooZ
Formatado por: Pode ser você, junte-se a nós xD


 

Comentários