MCHHS: Capítulo 100


Capa MCHHS

Main Character Hides His Strength

Autores: Road Warrior (로드워리어)
Tradutor: Pyown

Os Enfrentando Sozinho (4)

A presença de Sungchul teve um peso diferente comparado com a aparição de Kha’nes, a Meio-Dragão. O fluxo da batalha mudou instantaneamente. Os demônios arrogantes que estavam se preparando para a vitória instantaneamente recuaram de medo diante a aparição da sua perdição, e o Exército Demoníaco que estava pronto para exterminar as forças aliadas dos Elfos e Anões imediatamente cessaram seu ataque e se voltaram para o aparecimento inesperado dessa super-humano. Prontorowa, oitavo no Reino Demônio, não estava satisfeito com esta situação.

“Porque vocês estão tão assustados? Seu oponente é um mero humano. Acha que é certo que a orgulhosa raça demônio seja aterrorizada por um mero humano?”

O demônio que viveu mais de dez mil anos ainda não viu Sungchul pessoalmente, e foi por isso que ele foi capaz de manter uma disposição fria em comparação com os outros demônios. Prontorowa gesticulou com a mão fina e implacavelmente deu ordens.

“Mandem a unidade de Bestas Demônio!”

Monstros maciços apareceram entre os demônios. Um grupo de Tam Tams mutantes estavam na vanguarda. Esses monstros, que eram uma versão demonizada do macaco gigante Tam Tam, revelaram seus dentes sangrentos e rugiram.

“Vão!”

Os soldados diabólicos de baixa patente cortaram as correntes metálicas que prendiam os Tam Tams mutantes. O monstro primeiro destruiu o domador que abusou dele e bebeu seu sangue antes de seguir em direção a Sungchul.

‘Boom!’

Seguido por uma força trêmula, o mutante Tam Tam, que havia pousado, juntou as mãos para atacar o minúsculo humano que estava de pé abaixo dele. No momento em que seus punhos alcançaram Sungchul, Fal Garaz moveu-se uma uma velocidade brilhante. O crânio de Tam Tam reagiu ao movimento do martelo antes que seus olhos pudessem.

‘Boom!’

O macaco maciço caiu para trás com um crânio quebrado. Sungchul agarrou a perna do gigantesco mutante Tam Tam, que era várias vezes maior do que ele e jogou-o na direção dos demônios, observando o espetáculo. O cadáver mutante de Tam Tam que carregava o impulso da sua força divina voou em um ângulo baixo antes de saltar no chão e rolar pelo exército de demônios.

‘Boom! Boom! Boom!’

O cadáver só conseguiu parar depois de achatar inúmeros demônios ao longo do caminho.

“O-o que é isso?”

“Ele é humano? Aquela coisa ainda é humana?”

O espírito de luta dos demônios que só ouviram rumores sobre o Demolidor recebeu um enorme golpe.

“Continuem com números! Aquele desgraçado é um humano, então ele só vai ficar cansado como aquele dragão de antes!”

Prontorowa estremeceu com a demonstração de poder de Sungchul, mas ele ainda não estava completamente intimidado. Ele ordenou que todo o exército se movesse em direção a Sungchul. A força principal que esteve atacando a força aliada de anões e elfos agora descia a cordilheira e estava em formação diante de Sungchul. Demônios alados de todos os tipos se reuniram abaixo do Presságio da Calamidade, como uma espessa e negra nuvem de tempestade cobrindo o céu.

“O Rei Demônio disse que. Aquele que matar o Demolidor será dado 2º lugar dentro do Reino Demônio e poder para convir a esse rank! Quem quiser, tirar a vida do Demolidor e a glória deve avançar!”

Prontorowa ordenou todo o seu poderio militar em direção a Sungchul. Recompensas excessivas conseguiram abater o terror até certo ponto, e a lembrança daquele dragão que fugiu exausto depois de sua fúria ainda estava fresca em suas mentes. Como Sungchul ainda era humano, eles acreditavam que ele também deveria ter um limite e, eventualmente, atingir um ponto de exaustão. Sem mencionar que suas forças tinham cem mil demônios. De acordo com os cálculos de Prontorowa, ele seria capaz de pôr fim à lenda de Sungchul com o sacrifício de apenas dez mil demônios.

‘Buoooooh ~’

O trombete de chifre de demônio, indicando o avanço, soou friamente ao longo de toda a Cordilheira Harupaya. As forças demoníacas que cercavam Sungchul começaram seu ataque.

Na frente do avanço estavam os Trolls Caídos, que eram menores do que as Bestas Demoníacas, mas ainda consideravelmente grandes. Os gigantes balançavam clavas do tamanho de um adulto, enquanto atacavam Sungchul. A terra tremeu quando essas enormes criaturas se juntaram em um grupo.

“Hiiii… Por que eu fui escolhido por uma pessoa assim.”

Bertelgia estava soltando gritos de terror do bolso de Sungchul. Por outro lado, Sungchul olhou para os trolls que se aproximavam com um olhar calmo. Ele levantou um pouco o pé quando chegaram perto.

“…”

A força divina foi pressionada em seus pés, e o pé ligeiramente levantado atingiu o chão uma vez.

‘Booooooom!’

Uma força em um nível diferente de uma causada pela batida dos pés dos trolls atingiu a terra. O chão não tremeu apenas, mas tremeu violentamente.

Os trolls começaram a perder o equilíbrio no intenso tremor que se assemelhava a um terremoto. Uma luz negra atravessou a formação dos trolls como um raio.

‘Boom! Boom! Boom! Boom!’

Um golpe para um troll. O golpe brutal de Fal Garaz quebrou cada uma das cabeças dos trolls. Vinte Trolls caíram no chão em questão de momentos, mas Sungchul ainda não estava satisfeito. Ele entrou na base militar dos demônios que estavam prendendo a respiração e observando a batalha por trás dos trolls. Ele incessantemente moveu Fal Garaz a fim de acabar com todo o incômodo em seu caminho.

‘Boom!’

Dezenas de demônios voaram para longe a cada golpe do martelo, e esse tipo de martelamento continuou várias vezes por segundo. A área imediata ao redor de Sungchul se transformou em terra de ninguém dentro de 10 segundos. Tudo o que restava eram respingos de sangue e carne, mas nem uma única gota estava nas roupas de Sungchul, nem sua respiração era irregular. Ele continuou parecendo indiferente enquanto olhava para baixo em direção aos demônios e fixava o aperto em seu martelo.

“… M-monstro!”

“Ele… não é humano.”

Foi então quando os demônios perceberam. Eles não conseguiram superar a posição do humano diante de seus olhos, nem deveriam tentar superá-lo. Não era uma questão de números, mas eles entenderam tarde demais.

Sungchul entrou agora nas fileiras da Ordem dos Cavaleiros de Sangue de Ferro. Ele começou outra rodada de abate unilateral. A fortaleza móvel da qual a Ordem tanto se orgulhava perdeu metade das suas pernas e sentou-se de forma distorcida no chão.

Sungchul, depois de silenciar a Ordem dos Cavaleiros de Sangue de Ferro, imediatamente apontou para os Balroqs ou Baals ou para outros demônios do alto escalão que se escondiam entre os de baixo escalão. Ele não parou de simplesmente matar aqueles demônios. Agarrou as chifres de Balroqs para arrancar suas cabeças e ralar os rostos dos Baals na superfície rochosa do chão para matá-los.

Em todos os lugares que Sungchul foi, sangue foi derramado e montanhas de cadáveres foram formadas. Nem mesmo 5 minutos se passaram antes que dez mil demônios fossem mortos.

“Q-Que porra! O que é isso?”

Quando Prontorowa, o demônio de alto escalão, ouviu a notícia de que Hesthnius Max havia jogado fora sua forma física para escapar de Sungchul, ele ridicularizou o Rei Demônio, chamando-o de covarde que não tinha os fundamentos de um demônio. Mas pouco a pouco, ele foi forçado a ver de forma diferente, até agora, quando Sungchul foi direto para ele e mudou completamente sua opinião.

“Você é o chefe desses demônios?”

O humano, sem uma gota de sangue ou sem fôlego, ficou de pé diante de Prontorowa. Quando aquele humano olhou para ele com indiferença, sem qualquer emoção em seus olhos, Prontorowa sentiu uma forte compulsão para dobrar os joelhos e implorar por sua vida, mas seu orgulho como um Demônio Supremo o deteve. Em vez disso, ele conseguiu reunir alguma dignidade quando abriu a boca.

“I-isso mesmo, seu humilde humano!”

A resposta de Sungchul ao demônio foi Fal Garaz. Quando o martelo subiu, Prontorowa tentou invocar todas as magias conhecidas, mas o martelo se moveu mais rápido que seus lábios. A cabeça de Fal Garaz encontrou a boca de Prontorowa. Sua mandíbula voou para fora do seu crânio, e sua língua que tinha sido dobrada como uma cobra foi retirada toda depois de ser pega pelo martelo.

“Kuuu…”

O líder dos cem mil demônios encontrou seu fim sem poder resistir. Sungchul limpou os restos nojentos do martelo e olhou para os demônios antes de fazer uma pergunta séria.

“… Quem é o próximo.”

Nenhum dos demônios se atreveu a encontrá-lo. Cem mil… não, agora um número muito menor do que isso recuou em retirada, deixando para trás um único homem em um campo de batalha vazio.

“Sungchul, esse desgraçado. Como ele ficou tão forte? A força desse desgraçado está em um nível diferente do Sungchul que conhecíamos.”

A Executora Aquiroa cuspiu palavrões quando ela desviou o olhar da orbe.

“… Definitivamente poderoso. Mesmo Kha’nes, que é conhecida como a reclusa mais poderosa, não seria páreo para ele.”

Shamal tinha uma opinião semelhante. Atualmente, ninguém poderia parar Sungchul. Essa reunião de pessoas poderosas em um local não revelado estava chegando a um consenso.

“Agora há uma necessidade de utilizar todos os métodos que conhecemos para parar essa fera.”

Havia uma sensação de urgência na voz de Aquiroa. Se aquele monstro conseguisse alcançar o Rei Demônio, sua vida seria perdida e, de acordo com o Pergaminho da Calamidade, os Sete Heróis despertariam com a morte do Rei Demônio. Não um, mas sete indivíduos cuja força era conhecida como igual ou superior ao Rei Demônio despertariam. O caos causado em suas mãos seria sem precedentes. No mínimo, isso precisava ser interrompido.

Aquiroa e os outros mantiveram seus próprios pensamentos quando retornaram a seus territórios. Os únicos restantes agora eram Shamal Rajput e seus subordinados. Shamal olhou para o jovem assimilado nas sombras com os olhos vagos enquanto falava.

“… O que acha, Kaz Almeira? Consegue mata-lo?”

Kaz sacudiu a cabeça com a pergunta de Shamal.

“Esse não é um adversário que eu possa vencer. Eu sinto que é uma bênção ter sobrevivido a um ataque de tal existência e vivido.”

Kaz, que estava queimando com vingança, podia sentir suas chamas fervendo enquanto ele testemunhava o poder divino de Sungchul.

Shamal virou a cabeça para Sujin.

“E quanto a você?”

Ela não pôde responder a sua pergunta por um breve momento. Foi porque foi difícil para ela aceitar a identidade do Inimigo do Mundo.

‘Se esse homem era o Inimigo do Mundo, o que eu fiz? Por que não reconheci que ele era o Inimigo do Mundo? Se fosse assim, por que me incomodei em voltar no tempo?’

A vergonha envolveu seu coração na escuridão. Ela só conseguiu recuperar seus sentidos depois que Shamal chamou seu nome pela segunda vez.

“Ahmuge. Eu perguntei seus pensamentos.”

Suijn finalmente percebeu que Shamal estava chamando por ela e falou em surpresa.

“Eu não posso lidar com ele ainda.”

Sujin respondeu assim, mas ela era diferente de Kaz. Ela olhou diretamente para Shamal enquanto falava de uma maneira imperturbável.

“No entanto, quando a oportunidade surgir e se eu conseguir a força para perfurar seu coração, poderei pôr fim à calamidade que ele trará.”

Um leve sorriso se levantou e deixou os lábios de Shamal. Ele ainda se lembrava claramente. O momento em que ele conheceu a mulher chamada Ahmuge. Foi no Castelo da Guilda dos Assassinos, também conhecido como o ‘Palácio Proibido’. Um intruso conseguiu infiltrar-se nos aposentos de descanso do líder da seita, localizado no centro do castelo, sem ser detectado.

A mulher corajosamente segurava um punhal barato apontado para Shamal Rajput conhecido como o Rei de todos os Assassinos. Shamal percebeu a existência de Ahmuge apenas quando a ponta de sua lâmina fria tocou seu pescoço. Essa realização não foi provocada pela força nem pela habilidade, mas sim como um privilégio que só poderia ser obtido por pessoas com bênçãos invisíveis, bênçãos divinas ou contratos similares da alma. Shamal podia ver a utilidade de Ahmuge como uma assassina em um único olhar e emprestou seu ouvido à sua história.

Seu futuro tinha sido diferente em comparação com aqueles que atravessaram o limiar do tempo para seu próprio benefício pessoal. Havia alguns detalhes divertidos e chocantes dentro. O detalhe particular sobre Sungchul, seu antigo companheiro, sendo o único a trazer o fim do mundo, foi o suficiente para atrair o interesse de Shamal, de sangue frio.

“Eu vim do futuro para matá-lo. O Inimigo do Mundo, matar esse homem é a missão de vida da qual não posso ser dissuadida e também a única razão pela qual passei a viver neste mundo estranho.”

Ahmuge ou Sujin Lee se curvaram enquanto ela falava com determinação. Shamal assentiu e olhou para o norte com olhos vazios.

“Quando chegar a hora, uma oportunidade chegará. No entanto, a hora não é agora. Mas não se preocupe. O desejo do seu coração vai acontecer em breve.”

Shamal desapareceu em uma nuvem de fumaça depois daquelas palavras.

Na mesma hora, Sungchul estava agora no meio da Cordilheira Harupaya entre duas facções hostis. Na frente dele estava o exército de demônios de bronze que ainda ocupava o deserto, mas eles não ousavam atacar Sungchul. O problema eram as facções situadas atrás dele.

“Inimigo do Mundo! Devolva Fal Garaz! Só então pouparemos a sua vida!”

Eles eram os sobreviventes das forças aliadas anões, elfos e humanos que estavam lutando ao lado dele apenas um momento atrás. Eles disseram todas as ameaças e insultos que conseguiam reunir primeiro, depois seguiam com flechas e catapultas.

Sungchul olhou para seus ex-companheiros atacando-o com desinteresse. Uma única flecha dividiu seu cabelo e bateu no chão.

“…”

Ele sabia que terminaria assim, e foi por isso que ele hesitou. Hesitou em ajudar seus companheiros lutadores que estavam lutando com ele sob o mesmo estandarte.

“Isso é demais. Mesmo. Por que eles estão agindo assim? Mesmo depois de salvá-los?”

Bertelgia perguntou, sua voz irritada cheia de frustração.

“Por que eles estão fazendo isso com você?”

Foi então que um enorme tiro de artilharia, disparado do campo dos anões, passou por Sungchul e causou uma grande explosão. Quando a explosão diminuiu, Sungchul tornou-se visível de novo sem sequer um arranhão.

Sungchul ergueu Fal Garaz no ar e atingiu o chão. Terremotos poderosos abalaram a terra, e a artilharia colocada no chão instável caiu causando uma enorme explosão.

As forças aliadas dos elfos e anões estavam com medo das suas ações e recuaram.

Sungchul, que conseguiu calá-los, olhou para o exército dos demônios, ainda estacionado no meio do deserto, enquanto permanecia em pé no pico da Cordilheira Harupaya. O vento que soprava da montanha agitava suas roupas e cabelos suavemente enquanto passava.

Depois que o silêncio caiu sobre o campo de batalha, Sungchul olhou para baixo e falou com voz firme.

“Esse é o meu destino.”

Comentários