MCHHS: Capítulo 101


Capa MCHHS

Main Character Hides His Strength

Autores: Road Warrior (로드워리어)
Tradutor: Pyown

Seguidores da Calamidade (1)

A animosidade contra o Inimigo do Mundo era universal, e ninguém se atrevia a refutá-la abertamente. Os clérigos atribuíram todo o tipo de mal ao Inimigo do mundo durante seus sermões e denunciaram-no enquanto se faziam cartazes dele com uma figura de recompensa astronômica estavam presos em lugares de destaque nas praças.

Houve esforços nas bibliotecas para menosprezar suas conquistas. Cada um dos seus atos heroicos foi apagado, e os erros foram adicionados em quantias assustadoras durante a noite em seu currículo. Estátuas de Sungchul que foram erguidas em lugares do Império Humano foram demolidas e destruídas. Aqueles que ainda não tinham consciência dele naturalmente concluíram que esse homem conhecido como o Inimigo do Mundo era uma entidade perigosa capaz de atos hediondos através da literatura e do boca-a-boca.

No entanto, houve alguns raros que questionaram essa opinião opressiva sobre o Inimigo do Mundo.

“O que estamos fazendo realmente é justificado?”

Kaal Bomb estava observando esse homem que estava no topo da Cordilheira Harupaya, criando uma divisão entre os exércitos humano e demônio com olhos cheios de emoções complicadas.

“Independentemente do que alguém diz, o Inimigo do Mundo não lutou ao nosso lado e nos salvou do desastre duas vezes?”

Ele ainda podia recordar vividamente a reverberação do trombete de chifre que varria de baixo como uma onda feroz carregando um poderoso vento ao longo da encosta. Se Sungchul não tivesse aparecido precisamente naquela hora, Kaal e seus companheiros teriam sido mortos e esquecidos. Kaal podia entender seus companheiros que apontavam suas armas de cerco para o homem enquanto diziam profanidades, e ainda assim ele também estava cheio de dúvidas.

“Um ressentimento dos anões é mais profundo que os rios e os mares, mas isso significa que nosso rancor é mais importante do que nossa gratidão ao nosso salvador? Essa é a minha pergunta.”

Infelizmente, os outros anões não viam as coisas do seu jeito.

“Eu não sei o que ele estava pensando enquanto nos salvava, mas apenas olhe o que está na mão daquele desgraçado. Ele está segurando a ferramenta divina que nos foi dada pelo nosso Deus com suas mãos humanas imundas e sujando-a com sangue demônio imundo. Ele cometeu o mais grave pecado contra nós e zombou do nosso povo.”

“Com razão! Esse é um insulto que não pode ser ignorado por nenhum anão.”

Seu ódio contra Sungchul não poderia ser diminuído. Enquanto Sungchul se recusasse a devolver Fal Garaz… ou mesmo se o fizesse, sua intenção de nunca perdoar suas ações era clara. A teimosia dos anões era frequentemente comparada à uma pedra. Independentemente de quanto tempo se passou ou quão forte uma força tentou dobrar sua vontade, esse ódio não desapareceria.

Kaal fechou a boca, pois sabia muito bem que seus amigos não mudariam de ideia tão facilmente. Atrás dos anões que mostravam hostilidade abertamente, exércitos grandes e pequenos ocupavam posições na colina. Foi uma unidade militar que foi reunida por cada nação com urgência para responder à perda na Cordilheira Harupaya e ao aparecimento do Inimigo do Mundo.

“…”

Sungchul, sem qualquer emoção, observou os reforços humanos se acumularem na colina onde sopravam os ventos cortantes.

Martin Breggas havia perdido seus deveres e a Ordem dos Cavaleiros de Sangue de Ferro agora agitava a bandeira da rebelião. Pode ter sido mais estranho se os senhores feudais não tivessem respondido com urgência.

A maioria dos reforços que foram rapidamente reunidos eram mercenários. Os senhores de cada pequena nação localizada atrás da Frente de Batalha do Reino Demônio, haviam gasto todos os esforços para formar esta companhia mercenária. Sungchul não se importava se a força fosse composta de mercenários ou exércitos permanentes.

Ele virou a cabeça para olhar para o norte. O exército demônio sofreu muito por causa de Sungchul e perdeu muito vigor, mas o exército do grande demônio que estava posicionado nas planícies ainda tinha números perto de cem mil. Eles tinham os pés amarrados devido a uma única pessoa, mas assim que Sungchul partiu, eles estavam preparados para se mover para o sul novamente.

Havia apenas uma razão pela qual o Exército Demônio demonstrava tal calma. Foi por causa da atitude que os humanos e seus aliados tinham em relação a Sungchul; os humanos lançaram ataques esporádicos contra Sungchul enquanto os demônios assistiam.

A resposta de Sungchul a isso tinha sido passiva, mas dava garantia aos demônios. Sungchul também era um inimigo dos humanos, e isso significava que ele não poderia ficar do lado dos humanos e simplesmente partir da Cordilheira Harupaya. Eles podem ter perdido seu comandante e um grande número de demônios de alta patente, mas não estavam dispostos a desistir dessa rara oportunidade.

“Quanto tempo você vai ficar aqui?”

Bertelgia falou com um suspiro pesado, como se estivesse farta.

“Eu vou ficar até o exército humano e seus aliados, reunirem uma força poderosa o suficiente para ficar contra eles.”

Sungchul olhou para o sul com os olhos apertados. Os números estavam crescendo com a chegada de grandes e pequenas companhias mercenárias, mas ainda era um número insuficiente para deter os demônios.

Ele provavelmente teria que esperar um mínimo de mais dois dias para que os humanos pudessem se defender. Sungchul refletiu brevemente sobre isso, inclinou-se sobre uma pedra próxima e fechou os olhos.

“Tão frustrante! Você vai proteger aqueles idiotas ingratos que estão pagando sua ajuda com malícia? Se fosse eu, teria ido há muito tempo. Veja o que eles podem fazer sem mim!”

“Não há nenhum benefício para mim se esse lugar for quebrado.”

Sungchul pegou uma pedrinha e jogou no ar.

‘Pik! Pik!

Gotas de sangue caíam do caminho pelo qual a pedrinha tinha voado, e os restos de um globo ocular caíram no chão como um balão vazio. Era o Olho de um Observador enviado por um mago da facção humana. Foi um tipo de técnica de invocação de alto nível em um nível diferente do que poderia ser encontrado no Palácio da Invocação, mas para Sungchul eles eram apenas um brinquedo para passar o tempo.

“Para se livrar dos Sete Heróis rapidamente, é vantajoso manter o atual estado estratégico em muitos aspectos diferentes. Se por acaso os Sete Heróis chegarem a uma terra onde os humanos foram exterminados, isso tornará as coisas mais complicadas.”

“Mas ainda assim, não gosto disso. Especialmente esses anões! Eles estão chamando você de filha da puta! Só porque você roubou um martelo!”

“É porque esse martelo não é comum.”

Fazia dois dias desde que ele manteve a colina. Ele começou a sentir fome. Ele tinha enchido a barriga até agora com água e tamareira, então Sungchul decidiu cozinhar para si mesmo diante dos olhos atentos de cem mil demônios.

Não havia nada particularmente comestível na área; apenas o cogumelo incolor, inodoro e sem gosto que ele não conhecia o nome só. Sungchul segurou uma pedra do tamanho de uma cabeça e olhou para o Presságio da Calamidade voando pelo ar. Ele esperou pacientemente até que o Presságio estivesse no ponto mais próximo em direção a ele e jogou a pedra. Ela voou em linha reta como um raio de luz e rasgou o bico do Presságio e quebrou seu crânio, fazendo com que o enorme pássaro caísse em direção ao solo. Sungchul cortou o Presságio da Calamidade com uma lâmina e inspecionou o estado de sua carne.

“… Isso não é algo que alguém deveria comer.”

Foi algo que ele colocou esforço para caçar, mas ele deixou para trás sem um segundo pensamento. Em vez disso, ele vasculhou seu Armazenamento da Alma e tirou algo. Foi macarrão frito com óleo e sopa desidratada. Era algo chamado ‘ramen instantâneo’ no mundo de Sungchul. Estritamente falando, não foi um ramen instantâneo. Não havia nenhum ingrediente que não tivesse sido cuidadosamente preparado pelas mãos de Sungchul dentro do macarrão instantâneo caseiro.

Sungchul pegou um dos capacetes e o usou como panela, lavando-o cuidadosamente com água antes de ferver um pouco de água dentro dele. Uma vez que a água começou a ferver, ele adicionou uma base de sopa que ele havia selado dentro de um recipiente de lata e adicionou macarrão que havia sido frito em óleo na água. Tudo o que restou foi ver ferver.

Sungchul não usou nenhum aditivo adicional em seu ramen. Ele seguiu o princípio de que o verdadeiro sabor do ramen se tornaria vivo, desde que ele aderisse aos ingredientes padrão.

“Mmm.”

Seu estômago que tinha sido preenchido com nada além dos frutos duros de tamareira nos últimos dias começou a roncar quando ele cheirou o aroma de sua comida. Sungchul tirou alguns pauzinhos e começou a mexer o ramen que fervia em seu capacete, enquanto observava o aroma. Foi nesse momento que ele sentiu uma presença desconhecida por perto. Foi um intruso.

“…”

Sungchul olhou quando seus olhos se voltaram para a direção em que ele sentiu a presença. Ele não podia ver nada com seus olhos nus, mas seu Contrato da Alma – Olho da Verdade ativou automaticamente para ver a única figura humana além do que ele era capaz de ver.

Foi um indivíduo que encobriu seu corpo com uma magia de invisibilidade não convencional. Era uma jovem mulher envolta em um robe grosso. Suas pupilas amarelas que mantinham uma luz persistente pareciam uma de um réptil. A curiosidade surgiu nos olhos de Sungchul.

‘Ela não é aquele dragão que apareceu há dois dias no campo de batalha?’

O que se aproximava de Sungchul não era outra senão Kha’nes da Torre da Recusão.

‘Ele é o homem conhecido como o Inimigo do Mundo? Muito simples. Sem mencionar que suas roupas são praticamente apenas trapos.’

Ela nem imaginava que Sungchul já a havia descoberto. Ela não havia se escondido através de magia comum, mas a magia mais alta dos dragões conhecida como língua dragão. Ela não achava que um mero humano seria capaz de ver através dela.

No entanto, ela não teve a chance de testemunhar a luta de Sungchul. Ela esteve em algum lago sem nome em Trowyn, esparramada em uma praia arenosa, enquanto Sungchul massacrava os demônios. Tudo porque ela se excedeu depois de estar em forma de dragão por tanto tempo.

Ela tinha ouvido falar que Sungchul conseguiu derrotar os demônios sozinho, mas simplesmente aceitar os rumores de suas façanhas seria extremamente irrealista. Ver era crer.

Foi tudo por essa razão que Kha’nes decidiu investigar discretamente esse homem conhecido como o Inimigo do Mundo, mas um aroma estranho fez cócegas na ponta do seu nariz quando ela deu alguns passos mais perto.

‘Huh? Eu posso sentir o cheiro de algo delicioso.’

Sungchul estava fervendo alguma coisa no fogo. Uma sopa vermelha estava fervendo dentro de um capacete, e ela podia ver alguns macarrões à base de farinha branca dançando dentro dela. Era um aroma que ela nunca cheirou antes vindo de comida que nunca tinha visto antes.

“…”

Como Kha’nes não pareceu tomar mais nenhuma ação, Sungchul levou um bocado do ramen aos lábios.

“Slurp.”

O macarrão mastigável mergulhado na sopa salgada foi sugado pelos lábios de Sungchul. Não foi tão ruim para os padrões de Sungchul. Acompanhado pela fome que era o maior prato no topo de uma montanha com vento cortante, serviu para o seu apetite de uma forma que ele nunca havia sentido antes.

[A Pontuação desta Receita é… 57 pontos!]

Até mesmo essa pessoa misteriosa que havia julgado a culinária coreana decidiu tão duramente dar uma nota relativamente decente para o ramen caseiro de Sungchul.

‘Claro. Era estoque feito do mais alto grau de frango apto para servir o imperador e misturado com 32 especiarias diferentes para fazer a sopa.’

Sungchul continuou sua refeição, independentemente de Kha’nes continuar a observá-lo ou não.

“Mais de 100 mil homens estão assistindo, mas eu acho que a comida ainda rasteja por sua garganta muito bem?”

Beltergia zombou dele, mas Sungchul não ouviu nada. Esse ramen que ele preparou depois de tanto tempo foi realmente um prato requintado. Se havia uma única falha, era que não havia Kimchi para acompanhar. Não é preciso dizer que Kha’nes, que estava assistindo invisível, estava começando a babar.

‘Gulp.’

Seu estômago começou a roncar enquanto observava Sungchul comer aquele prato estranho que ela nunca tinha visto antes com tanto entusiasmo.

‘Agora que penso nisso, não comi uma refeição adequada desde que assumi a forma de dragão.’

Ela tinha comido dois cavalos de guerra durante seu estado como um Dragão, mas Kha’nes não se lembrava disso. Como ela foi atraída por este estranho aroma dessa comida estranha, ela sem saber deu um passo mais perto de Sungchul.

“Eu sei que você esta ai.”

Quando Kha’nes se aproximou em 10 metros, Sungchul parou seus pauzinhos e olhou para ela para deixar escapar um comentário alto.

‘Ele viu através da minha magia de língua dragão ?! Como pode ser? Ele deve ter bons instintos!’

Kha’nes usou um sorriso amargo quando tirou o véu mágico que cobria seu corpo. A jovem mulher com olhos de dragão usando uma túnica grossa apareceu diante de Sungchul. Bertelgia, que estava reclamando, recuou rapidamente para o bolso de Sungchul ao súbito aparecimento dessa pessoa monstruosa.

“Hey, humano.” Kha’nes levantou a palma da mão enquanto ela fazia uma saudação amigável.

“Eles o chamam de Inimigo do Mundo?”

Comentários