MCHHS: Capítulo 102


Capa MCHHS

Main Character Hides His Strength

Autores: Road Warrior (로드워리어)
Tradutor: Pyown

Seguidores da Calamidade (2)

“Qual é o seu negócio comigo?”

Sungchul falou abruptamente enquanto continuava a mastigar seu macarrão.

“Eu só vim para ver como você era. Eu estava curiosa para saber como a pessoa mais infame do mundo parecia.”

Kha’nes aproximou-se casualmente e sentou-se à sua frente. Sungchul não se importou com ela. Ele não sentia nenhuma hostilidade dela, e ela precisaria se transformar antes que pudesse causar algum dano significativo a ele.

Kha’nes continuou a observá-lo de perto.

“Ele parece um humano normal do lado de fora. Até as roupas dele são bem esfarrapadas. Eu pensei que a coisa em seu bolso era uma pessoa, mas eu acho que sua forma exterior é um livro. Seus status também… Eu acho que ele está usando o Véu da Enganação?

Ela não podia saber sua força exata, mas estava claro que Sungchul não era alguém para se levar levemente.

‘Talvez tenha que lutar contra o rei aviário, então talvez não seja uma boa ideia desperdiçar minha força com alguém desse calibre.’

Kha’nes decidiu não envolver Sungchul em sua mente. Sungchul continuou a comer enquanto Kha’nes observava.

Sua voz podia ser ouvida no meio de sua refeição.

“Você não precisa comer tão rápido. Eu não vim aqui para lutar.”

A atenção de Kha’n mudou de Sungchul para sua comida.

“Que tipo de receita é essa? Este aroma é estranho para mim.”

“É apenas comida normal.”

Sungchul engoliu o resto do macarrão e começou a saborear a sopa com uma colher.

“Mm.”

Ele julgou que o gosto era decente e começou a engolir a sopa do capacete. Kha’nes que estava assistindo isso sentiu baba involuntariamente se reunir em sua boca.

“Hey” ela gritou para Sungchul.

“O que?”

Quando Sungchul respondeu secamente, Kha’nes não hesitou e fez sua pergunta com voz animada.

“Posso comer um pouco?”

“…”

Sungchul silenciosamente derrubou o restante da sopa.

“Isso está indo longe demais!”

Kha’nes fez beicinho aborrecida, mas quando o fez, Sungchul segurou algo em sua direção. Em uma inspeção mais minuciosa, foram alguns macarrões fritos e uma garrafa de vidro cheia de um pó desconhecido.

“Se você quiser, cozinhe você mesma. Não é meu hobby cozinhar ramen para mulheres que não conheço.”

Ele disse assim antes de abrir o casaco. Um brilho dourado escondido dentro do casaco cegou os olhos de Kha’nes. Seu queixo caiu.

‘De jeito nenhum… essa é a insígnia de um chef de alta classe ?! E essa não é uma turma de ouro também ?!’

Fazia 300 anos desde a última vez que encontrou um chef de alta classe que conseguiu chegar à turma de ouro. Já era bastante difícil neste mundo encontrar um Chef de Alta Classe, para não mencionar um da turma Ouro, então encontrar um chef desse calibre foi um milagre. Kha’nes podia sentir seu coração apático de um dragão começar a bater animado enquanto olhava para frente e para trás entre o macarrão frito instantâneo e o pó de sopa.

‘Isso parece um tipo de ração militar. Mas eu não vi esse método de preservação antes. Tomar macarrão, um ingrediente que normalmente não é encontrado em conservas, e fritá-lo em óleo para que ele dure mais tempo é muito inovador.’

Ela interrompeu o final do macarrão instantâneo frito e colocou-o em sua boca. Ela podia saborear a crocância e o sabor do óleo combinados com o saboroso macarrão à base de farinha em sua boca.

“Isso é frito com óleo de feijão?”

Kha’nes dirigiu seu comentário a Sungchul.

“Isso mesmo.”

‘Impressionante.’ Sungchul pensou, enquanto prestava muita atenção no comportamento de Kha’nes. Kha’nes estava investigando o pó de sopa dentro da garrafa de vidro naquele momento. Ela passou o dedo no pó e fez expressões complicadas enquanto pensava profundamente enquanto provava.

“Hmm, isso é feito de ossos de galinha moídos com pimenta vermelha, alho, gengibre, entre outras coisas e transformado em pó.”

Foi incrivelmente preciso, se não por alguns ingredientes ausentes. Sungchul reconheceu que a meio-dragão na frente dele possuía um paladar incrivelmente sensível.

“Espere.”

Quando Kha’nes estava prestes a começar a cozinhar, ele acrescentou a quantidade adequada de água ao próprio capacete.

“Eu vou fazer isso. Não é difícil.”

Tudo mudou quando ele percebeu que a pessoa na frente dele conhecia comida adequada. Também parecia que Kha’nes sabia das implicações da abordagem que Sungchul usava nele. Apesar de ser um prato simples, Sungchul não queria que os outros julgassem mal o sabor da sua comida.

“Oh meu, que amigável.”

Kha’nes sorriu levemente com os olhos enquanto o observava cozinhando. A culinária do Ramen não podia ser melhorada e não havia muito trabalho envolvido. Ele esperou a água ferver, soltou o macarrão e sopa em pó, e mexeu fazendo alguns redemoinhos no meio. Sungchul estendeu o prato pronto para Kha’nes depois de 4 minutos.

“Prove.”

Kha’nes revelou um enorme sorriso quando tirou o garfo de dentro de suas roupas antes de cavar. Macarrões firmes que haviam sido cozidos adequadamente foram sugados por seus lábios. Um lampejo de interesse passou por seus olhos que pareciam de lagarto.

“É gostoso. Esse prato.”

“Claro.”

Sungchul virou as costas para ela com os braços cruzados. Kha’nes engoliu toda a tigela de ramen em um frenesi enquanto soprava cuidadosamente ela.

“Essa foi uma ótima refeição, Inimigo do Mundo!”

Kha’nes acariciou sua barriga enquanto expressava sua gratidão. Sungchul espiou-a através do canto dos olhos e viu que ela estava extremamente satisfeita. Ele podia sentir seu orgulho absorvendo seu coração quando ele se virou para ela.

“Se você não tiver mais nenhum negócio, eu apreciaria se você deixasse este lugar.”

“Deixe comigo. Eu estava prestes a ir de qualquer maneira.”

“…”

“Você não está curioso sobre o meu negócio?” Kha’nes falou sutilmente enquanto olhava para suas costas.

“Que dragão falador.”

Alguns dragões não abrem a boca uma vez a cada mil anos, mas há aqueles que tagarelam ao longo dos mesmos mil anos. Kha’nes parecia ser do último tipo.

“Na verdade, eu estava planejando ir para o norte. Há uma raiz de calamidade que ainda não é bem conhecida.”

“Uma raiz de calamidade?”

Sungchul mostrou interesse.

“Está certo. Uma nova calamidade foi registrada dentro do Pergaminho da Calamidade antes de desaparecer.”

“É mesmo possível?”

“Normalmente não, mas se os humanos continuarem tentando forçar a parada da progressão da Calamidade como agora, haverá uma repercussão de tempos em tempos. A calamidade que apareceu momentaneamente pode ter sido uma consequência disso.”

“Posso saber qual Calamidade que foi?”

Kha’nes considerou brevemente o pedido de Sungchul antes que ela abrisse a boca para falar de uma maneira séria que era diferente dela.

“O rei final. É uma calamidade em relação ao rei aviário com asas negras.”

“Ah, esse.”

Sua revelação tirou os ventos de suas velas enquanto a calamidade já havia sido resolvida por suas próprias mãos. A decepção de Sungchul foi logo revelada em seu rosto. Kha’nes sentiu-se perplexa com sua reação e apressadamente falou.

“Eh? Por que você está fazendo essa cara? Você não está interessado? É a calamidade do rei aviário!”

“Desculpe, mas não era algo que eu queria ouvir falar. Parece que eu tirei muito do seu tempo, então você não deveria continuar?”

Sungchul a perseguiu friamente. Kha’nes revelou várias outras informações com uma expressão magoada no rosto, mas nenhuma delas poderia evocar o interesse de Sungchul.

A meio-dragão Kha’nes teve que descer da colina depois de ser feita uma tigela de ramen a ela.

“Visite a Torre da Reclusão alguma hora. Vou te dar uma boa surpresa se você cozinhar uma boa comida para mim.”

“Eu vou manter isso em mente.”

Ele planejava visitar a Torre da Reclusão em um dia ou dois, independentemente disso. Ele queria ver a mudança no próprio Pergaminho da Calamidade depois de eliminar o Rei Demônio Hesthnius.

Depois que a barulhenta Kha’nes partiu, o silêncio retornou ao pico da Cordilheira Harupaya. Sungchul deixou passar o tempo sentado ao lado do fogo.

Tinha sido o quarto dia desde que Sungchul ficou na Cordilheira Harupaya. Ele podia sentir uma quantidade incomum de Olhos do Observador nele desde muito tarde na noite passada. Quando a manhã se aproximava, um grupo de magos se moveu para algum lugar não muito longe, através do Teletransporte. Sungchul observou a aproximação desses magos desconhecidos com um olhar indiferente enquanto sentado.

Os magos estavam cautelosos com Sungchul e se aproximaram dele com cuidado. Quando finalmente chegaram a ele, mostraram-lhe o devido respeito falando em um tom mais baixo.

“Senhor de Hércules, saúdo o Demolidor”.

Sungchul percebeu imediatamente que o mago se aproximou dele com más intenções.

“O que você quer?”

Ele apressou o mago com uma voz misturada com repulsa.

“Talvez seja mais apropriado nos apresentarmos antes de começarmos a trabalhar. Somos uma parte dos seguidores da calamidade que você detesta tanto.”

A Arma Demoníaca Cassandra apareceu na mão de Sungchul.

“Sumam daqui.”

Os magos tremeram um pouco ao ver o chicote de fogo no aperto de Sungchul, mas continuaram apesar de seus medos.

“Nós só viemos aqui para entregar uma mensagem de uma certa pessoa.”

“O que? Uma certa pessoa? Fale claramente.”

Cassandra se moveu como uma cobra furiosa e atingiu um pedregulho próximo. Todo o pedregulho quebrou no momento do impacto e rolou da colina em pedaços.

Um dos magos vacilou visivelmente como se a tensão o tivesse dominado. Entre eles, uma pessoa que parecia ser o mais velho quebrou o silêncio com a cabeça ainda curvada.

“Nosso mestre, aquele que guia a calamidade, deseja encontra-lo pessoalmente.”

Aquele que guia a calamidade. Era um título que Sungchul nunca tinha ouvido antes, mas ele tinha ouvido de Elijah anteriormente que os Seguidores da Calamidade agora tinham um líder.

“A pessoa mencionada por Elijah e esse cara são o mesmo?”

O rosto de uma mulher passou pelas memórias de Sungchul. Era o rosto de uma mulher loira com uma pele pálida tão branca como a neve e os olhos oníricos que apareciam e desapareciam como fumaça.

‘Vestiare’

Sungchul olhou para os magos com olhos cheios de hostilidade. Os magos não ousaram encontrar seu olhar.

“Por que essa mulher está querendo me encontrar?”

“Não podemos ousar fingir que entendemos as intenções de alguém. Nós só queremos dizer que alguém deseja ajudá-lo. Nós só esperamos que você não lhe ataque imediatamente…”

O mago nem conseguiu terminar seus pensamentos quando a Arma Demoníaca Cassandra os dividiu ao meio.

‘Srrrkt.’

As metades de cada cadáver rolaram da colina. Ele sentiu o fedor metálico de sangue passar por seu nariz quando se virou.

“Por que você não começa a se revelar?”

Aquela que guia a calamidade já estava aqui. Uma mulher loira com uma túnica branca apareceu por trás de uma pedra como uma miragem. A sétima herói Vestiare.

A Calamidade-Por-Vir revelou um sorriso cruel quando ela deu um passo em direção a Sungchul.

“Como esperado, você tem bons sentidos.”

Verstiare falou com um sorriso suave no rosto.

“Procurando por um túmulo prematuro?”

“Você pode ver dessa maneira.”

Uma formação mágica apareceu na ponta do dedo e um único pergaminho apareceu. Esse pergaminho incomum tinha uma mistura de coloração carmesim e negra. O pergaminho se ergueu no ar e flutuou em direção a Sungchul.

“Ouvi dizer que você tem tido muita dificuldade em se livrar do Rei Demônio. Você será capaz de se livrar desse problema muito mais rapidamente com isso.”

Sungchul pegou o pergaminho que Vestiare havia entregue e, quando o fez, as informações sobre o pergaminho apareceram em seus olhos.


[Pergaminho do Armagedom]

Grau: Épico 
Tipo: Pergaminho 
Efeito: Lança a Magia Destrutiva ‘Armagedom’
Nota: Ele libera imediatamente a magia destrutiva mais poderosa, ‘Armagedom’.


Os olhos de Sungchul se contraíram.

‘Armagedom? Isso não é uma magia do 8º grau? Já ouvi falar do nome dela, mas nunca consegui ver pessoalmente.’

Era um território sem precedentes, inexplorado por qualquer Escola de Magia. Esse tipo de fortuna foi simplesmente entregue a Sungchul.

“É recebido maior dano de ataques mágicos na forma etérea. Isso significa que não é estritamente necessário usar o Armagedom, mas não há nada melhor para garantir que o trabalho seja feito corretamente?”

Vestiare falou em uma voz como um sonho. A mão de Sungchul que segurava o pergaminho tremeu um pouco.

“Por que você está me dando isso?”

Vestiare manteve um leve sorriso na pergunta de Sungchul.

“Porque só podemos subir quando o Rei Demônio cair.”

Comentários