MCHHS: Capítulo 104


Capa MCHHS

Main Character Hides His Strength

Autores: Road Warrior (로드워리어)
Tradutor: Pyown

Oferta de Redenção (1)

Um único homem estava rindo em uma voz retumbante em uma aeronave com o cabelo esvoaçando ao vento.

“Kekeke”

Sua identidade foi o almirante da 4ª Frota do Império Humano Minamoto Daisuke. Ele subiu para sua posição atual depois de acumular realizações pouco claras que continuam sendo um assunto de controvérsia até hoje.

Ele se chamava de estrategista, mas quando ele se apresentava, ele compartilhava que seu sucesso é porque ele leu tantos livros sobre guerra que sua cabeça está cheia com as “Três Estratégias de Huang Shigong” e a habilidade de ter culhão para responder a qualquer coisa. No entanto, suas estratégias eram unidimensionais e desagradáveis ​​e, mais do que tudo, resultavam em grandes baixas. Se havia mais alguma coisa digna de notar, era que ele era um Invocado. Ele foi invocado do Japão, como poderia ser adivinhado pelo seu nome, mas se ele é japonês ou não é um assunto de debate. De acordo com um Invocado do Japão que havia falado com ele, toda a convesação de Minamoto é limitada a ‘Yosh!’ e ‘Hai!’

Independentemente de todos esses maus rumores sobre ele, Minamoto é um espadachim verdadeiramente poderoso. Com seus longos cabelos na altura do quadril voando descontroladamente ao vento, combinados com seus gritos condizentes com os de um louco enquanto balança sua katana, ele parecia a encarnação de um Yasha Perverso sozinho. Ele é uma figura que trouxe terror tanto para os inimigos quanto para os aliados. Este Minamoto chegou ao pico da Cordilheira Harupaya, assumindo a pesada missão de subjugar o Inimigo do Mundo. Ele manteve um olhar cilíndrico em seus olhos enquanto observava Sungchul e começou a murmurar baixinho.

“Mm. Ser capaz de se sentar sozinho no pico enquanto confronta um exército massivo. Não é essa a ‘Estratégia do Forte Vazio’ de Zhuge Liang?”

Sua mente estrategista começou a trabalhar horas extras, mas sua concentração não durou muito tempo. O superintendente da subjugação do Inimigo do Mundo, Dimitri Medioff, convocou cada comandante da frota ao convés de sua aeronave, Andragoras. Minamoto estava descontente, mas ele não teve escolha senão obedecer.

Minamoto continuou resmungando ao pisar na barca em miniatura para embarcar no convés de Andrágoras. Os outros comandantes da frota também estavam reunidos no convés para uma reunião de estratégia. O chefe da reunião, Dimitri, olhou nos olhos de cada comandante enquanto falava com seriedade.

“De acordo com os relatórios, a força do Inimigo do Mundo excede nossas expectativas. Eu não preciso lembrar que tipo de força é capaz de afastar cem mil demônios sozinho. Então, precisaremos procurar um método para se opor ao Inimigo do Mundo com a maior seriedade.”

Dimitri olhou para cada um dos comandantes após o seu discurso. Todos eles mantiveram o silêncio. Foi porque nenhum deles conseguiu encontrar uma boa solução. Seu oponente era um monstro entre monstros que tinha caminhado até um exército de cem mil demônios tão vagarosamente quanto um deles entrava em casa e derrotou seu comandante. O olhar de Dimitri mudou para Minamoto, que foi o último a chegar. Minamoto estava cheio de antecipação enquanto ele estava preparado para transmitir algum tipo de plano que ele tinha acabado de inventar e refletiu sobre como expressá-lo. Mas Dimitri taticamente evitou encontrar seus olhos. Infelizmente, Minamoto não era tão desanimado assim.

“Chefe Comandante, eu tenho uma boa ideia.”

Dimitri deixou brevemente suas emoções aparecerem em seu rosto.

‘Que tipo de coisa idiota esse louco tem a dizer dessa vez?’

Dimitri não queria deixa-lo falar, mas Minamoto ainda era um dos comandantes da frota. Dimitri soltou um suspiro enquanto falava sem rodeios.

“Diga.”

“Do jeito que eu vejo, Sungchul está usando a ‘Estratégia do Forte Vazio’”.

“Entendo. Essa é uma opinião brilhante.”

Dimitri falou secamente enquanto aplaudia antes de se virar.

“Mas, eu ainda não acabei?”

“Ah, você tinha mais a dizer? Parece que eu cometi um erro.”

O rosto de Dimitri continuou a transmitir que ele não queria ouvir mais nada do que o homem tinha a dizer, mas nenhum desses sinais entrou nos olhos de Minamoto.

“O único método para evitar ser pego pela ‘Estratégia do Forte Vazio’ é apressá-lo sem lhe dar nenhum momento de respiração.”

Dimitri começou a falar com os outros comandantes, brincou e até fechou os olhos fingindo dormir enquanto Minamoto falava, mas o discurso de Minamoto continuou independente. Quando a paciência de Dimitri atingiu seus limites, um sênior adjunto entrou como um milagre.

“Reportando!”

“O que aconteceu?”

Dimitri cumprimentou o adjunto brilhantemente, mas Minamoto parecia estar resmungando alguma coisa ou outra enquanto isso acontecia.

Ele rapidamente se distanciou de Minamoto com passos rápidos enquanto gesticulava o adjunto para falar.

“O Inimigo do Mundo se foi!”

“O que?”

Dimitri imediatamente se moveu ao lado da lateral do barco e observou o local onde Sungchul estava com uma luneta. Ele se foi. Sungchul, que estava como um animal enjaulado em um zoológico, simplesmente desapareceu.

“A hora de atacar é agora! Comandante Medioff!”

Minamoto aproximou-se e continuou a falar seus absurdos. Dimitri suspirou quando apontou para o pico da cordilheira do lado de bombordo com o dedo.

“Vá sozinho então. Ninguém vai te impedir”.

Minamoto só agora descobriu que Sungchul não estava mais lá. Seu cérebro começou imediatamente a lançar milhões de estratégias de guerra sobre as quais ele havia lido apenas em seus livros.

“Isso… é a armadilha de Sungchul! Nós não devemos prosseguir!”

Um vale rochoso cheio de rochas estranhas e bizarramente moldadas.

Sungchul, que estava em alguma clareira escondida por rochas e suas sombras, estava se concentrando intensamente na criação de retratos. O tema era o rosto de Vestiare, mas Sungchul não tinha experiência em arte. Ele tentou copiar o desenho de amostra deixado para trás por Vestiare, mas no final, todos eles se tornaram alguma forma de arte abstrata.

“Deus, droga!”

Sungchul jogou fora a arte abstrata que nem ele mesmo podia identificar e colocar de volta na pedra. Enquanto se preparava para respirar, Bertelgia saltou do bolso.

“A Frente de Batalha do Reino Demônio está segura agora?”

Sungchul, que estava olhando para o céu pálido através da fenda na rocha, moveu a cabeça ligeiramente e assentiu.

“É a frota principal do Império Humano; os autoproclamados protetores da Humanidade e seus aliados. Eles podem ter pedido desculpas para adiar o envio de suas tropas, mas como eles fizeram uma aparição no Reino Demônio agora, eles não devem simplesmente voltar quando podem ver claramente o perigo com seus próprios olhos.”

A única razão pela qual Sungchul decidiu mudar de local era porque ele podia ver que o equilíbrio entre os humanos e os demônios havia sido restaurado. Não havia mais razão para ele agir como uma barreira humana. Sungchul tomou uma decisão rápida e saiu de lá.

No entanto, um obstáculo maior estava diante dele. Sungchul observou o retrato de Vestiare que ele havia colocado em cima de uma pedra com os olhos cansados.

“Aquela maldita mulher. Ela me uma missão da porra.”

Não importava o quanto ele desenhasse, ele não conseguia produzir nenhum retrato decente. Nenhum deles foi aceito, e Sungchul teve que desenhar um total de 33. Seu futuro parecia sombrio.

“Você é tão bom em cozinhar e alquimia, mas parece que sua habilidade artística é bastante terrível.”

Bertelgia espiou o esboço semi-acabado de Vestiare de Sungchul, que mais se parecia com um goblin.

“…”

Sungchul não falou mais nada. Ele olhou vagamente para as nuvens que passavam através da fenda entre as rochas. Depois de muito tempo ter passado desta maneira, ele ouviu o som do papel farfalhando na brisa. Sungchul, que estava descansando com os olhos fechados, virou a cabeça e abriu os olhos. Um leve sorriso apareceu em seus lábios.

Bertelgia estava esboçando alguma coisa. Ela colocou um lápis entre as duas páginas e segurou o papel de desenho com uma pedra enquanto rabiscava algo ocupada na página.

‘Parece uma criança brincando com um lápis de cera.’

Sungchul subitamente levantou-se do banco e deu uma olhada no que Bertelgia estava fazendo. Seus olhos logo se arregalaram de choque.

‘I-isso é… ?!’

Um esboço detalhado que não podia ser comparado ao que Sungchul havia desenhado antes estava na página.

“Ah, você está acordado?”

Bertelgia delicadamente moveu seu corpo para permitir o trabalho sutil de lápis que atraía o cabelo despenteado de Vestiare. Era uma técnica que Sungchul nunca poderia realizar nesta vida ou na próxima. Ele esperou que ela terminasse o desenho com a boca fechada.

O esboço foi concluído em breve.

“Ta-da!”

Bertelgia levantou-se no ar para admirar seu trabalho, mas parecia que não estava satisfeita com isso.

“Hmm. As proporções não parecem muito corretas. Eu devo ter perdido meu jeito desde que faz tanto tempo.”

Bertelgia afastou a pedra que continha o papel com o corpo e deixou que a levassem com o vento. Uma mão áspera agarrou a página voando.

“…”

Foi Sungchul.

“Como esperado, suas habilidades não são normais.”

“O que você está fazendo com esse desenho? Eu estava apenas brincando, não olhe para ele! Não é nem mesmo bem feito.”

Bertelgia tentou objetar com uma voz rouca, mas Sungchul não cedeu e segurou o esboço na frente do retrato de Vestiare. Sua arte desapareceu quando apareceram palavras brilhantes em seus olhos quando ele fez isso.

[Você fez bem. O que você sentiu enquanto me desenhava? Progresso: 1/33]

A missão aceitou o desenho.

“Esse foi um benefício inesperado.”

Se Vestiare tivesse colocado algum esforço nisso, a missão teria sido montada para aceitar apenas os desenhos de Sungchul, mas tinha sido uma missão apressada. Poderia ter sido muito incômodo, até mesmo para Vestiare, montar uma formação complexa para uma missão que ela fez por ridículo, que concedia um único ponto de Intuição. Foi necessário muito esforço para verificar o traço da alma dentro de um objeto, como embuir um familiar dentro da missão para verificar o criador do objeto.

“Essa mulher não deve ter imaginado que havia uma pessoa disposta a desenhar os retratos para mim.”

Qualquer que fosse o motivo, a solução para o problema que o atormentava durante metade do dia parecia ter sido encontrada.

“Bertelgia.”

Sungchul falou com uma voz composta. Bertelgia sentiu uma premonição e respondeu com uma voz trêmula enquanto ela tensionava seu corpo.

“Hm…?”

“Parece que finalmente chegou a hora de você ganhar para se manter.”

“Huh? Eu não tenho despesas. Eu sou um livro vivo, como você pode ver claramente.”

“Então você terá que pagar taxas de babá.”

“Quem está cuidando de quem!”

Bertelgia tentou fortemente recusá-lo, mas a vontade de Sungchul não ia ceder. Ela logo se tornou escrava de arte de Sungchul.

“Nem pense em afrouxar antes dos outros 32 retratos.”

“Você é demais…”

Bertelgia soltou uma voz deplorável enquanto ela desenhava. Sungchul colocou confortavelmente em uma pedra enquanto falava.

“Não se preocupe. Eu sempre pago minhas dívidas. Eu vou te fazer um favor depois.”

“Sério? Minha memória é muito boa, então não negue mais tarde.”

Bertelgia chegou ao ponto de registrar a promessa de Sungchul em suas páginas.

[5ª Era. Sol do Trigésimo Nono Dragão Azul. Lua da Bruxa da Nuvem. Décimo oitavo dia. Sungchul prometeu realizar um único favor.]

“Desde que você está fazendo uma promessa, por que não ir tão longe como formar um juramento?”

Bertelgia, que havia registrado a promessa de Sungchul com a hora e a data em um canto de sua página, lançou uma pergunta.

“Se você está falando de um juramento, eu já sou limitado por tal coisa.”

Sungchul apontou para o peito enquanto falava.

“Mesmo? Com quem?”

“Não posso dizer. De qualquer forma, cumprirei minha promessa para terminar os desenhos.”

“Ok. OK! Eu vou desenhar!”

‘Scribble Scribble.’

Bertelgia começou a desenhar o retrato de Vestiare no papel de desenho mais uma vez. Como o belo rosto de Vestiare estava sendo recriado um por um, Bertelgia falou novamente.

“Essa mulher. Ela se parece muito com a minha mãe.”

“Mesmo? Você não está tentando dizer que você é filha de Vestiare ou algo assim, não é?”

“Minha mãe é humana. Essa mulher é uma alta elfa. Como ela pode ser minha mãe quando a raça dela é completamente diferente?”

“…”

“Papai deve ter gostado muito dessa mulher.”

“Isso esta certo?”

“Sim. Papai seguiu os sete heróis e se aventurou com eles quando era mais jovem. Reino Demônio, Mar de Árvores, Mundo Subterrâneo, Terra dos Mortos, Arquipélago Flutuante, etc. Aqui e ali.”

“É por isso que ele se chamava de Oitavo Herói?”

“Pode ser por isso, mas os Sete Heróis nunca o consideraram como um deles. Eles o trataram como uma caixa de ferramentas que cuspia ferramentas convenientes.”

“Isso é muito lamentável.”

Sungchul lembrou a missão de Eckheart que enfatizou fortemente o nome Oitavo Herói.

“Que pena ter sido negado camaradagem apesar de terem combatido os mesmos inimigos.”

A julgar pelas palavras de Betelgia, eles pareciam se conhecer há décadas, e ainda assim parecia que ele não era considerado um companheiro.

“Aqui. Tudo feito.”

Bertelgia disse suavemente enquanto tirava o lápis da página e flutuava no ar. O retrato de Vestiare, cujos olhos estavam olhando sonhadoramente para a frente, foi deixado em seu lugar. Bertelgia então espiou seu próprio desenho enquanto circulava no ar enquanto falava.

“De qualquer forma, minha mãe era mais bonita.”

Sungchul esboçou um leve sorriso ao recolher o retrato e colocá-lo em cima da amostra. A imagem derreteu como a neve deixando apenas palavras brilhantes diante de seus olhos.

[Você já se acostumou com a minha aparência? Não se apaixone por mim muito profundamente. Se você definir seus padrões muito altos, talvez nunca se case! / Progresso 2/33]

“… falando um monte de merda.”

Sungchul queria matar Sajators primeiro dos Sete Heróis, mas ele considerou profundamente revisar seus planos. No entanto, mesmo esses pensamentos rapidamente esfriaram. Um pensamento estranho entrou em sua mente dentro daquela breve serenidade. Quanto tempo se passou desde que ele deixou uma tarefa para si mesmo para outro? Oito anos? Não, pelo menos dez anos devem ter passado. Bertelgia, que se tornou uma companheira de confiança durante o dia, ocupava-se em movimentar o corpo enquanto desenhava um retrato.

‘Scribble Scribble.’

O som do lápis rabiscando a página era o único som presente ao lado do vento que soprava. Sungchul sentiu o fluxo do tempo com os dois olhos fechados. Faces de inúmeras pessoas e cenários brilhavam em sua mente, deixando seus vestígios. Uma voz de uma garota enérgica podia ser ouvida na escuridão.

“Ah ~ Esse escravo é o chefe da força rebelde que afirma ter vindo de outro mundo? Huh? Não o chefe, mas o homem da mão direita? De qualquer forma, ele não é meu tipo. Você tem alguma força por trás desses braços finos?

No momento em que ele recordou aquela voz em particular, sentiu uma dor persistente como um punhal cavando fundo em seu peito. Sua respiração imediatamente ficou presa em sua garganta e sua respiração ficou irregular. O lápis usado para traçar as linhas na página parou de se mover.

“Você viu um fantasma em seus sonhos?”

Bertelgia perguntou sem rodeios.

“Não.”

Sungchul respirou fundo e sacudiu a cabeça.

“Não é nada.”

Ele disse assim, mas seu coração ainda estava batendo rapidamente em seu peito, e a Cruz de Juramento cravada dentro do seu peito irradiava uma luz pura dentro da agitação de seu sangue grosso.

Comentários