MCHHS: Capítulo 115


Capa MCHHS

Main Character Hides His Strength

Autores: Road Warrior (로드워리어)
Tradutor: Pyown

Cidade Sobre o Rio (2)

O bar estava cheio de fregueses bêbados rindo e berrando desprezivelmente além da porta. Ele podia ver um lustre brilhante pendurado acima de suas cabeças. Mais ou menos na hora em que ele estava pensando que o objeto de arte estava parecendo muito fora de lugar naquele local de alguma forma um tanto nojento, um grupo barulhento de músicos fazendo uma algazarra passou por ele.

Um dos membros da banda o encarou distraidamente, mas de repente ele sorriu e desviou o olhar. No lugar onde a banda passou, havia todo tipo de pessoas sentadas nas muitas mesas e cadeiras que haviam sido arrumadas em fileiras e colunas.

As mesas e cadeiras estavam fixadas ao chão com pregos grandes. O motivo não precisava de explicação. Havia bêbados brigando em uma mesa à distância com espectadores em um círculo fazendo apostas sobre o vencedor.

“Wow… isso… não é brincadeira. De todos os bares que vi, esse aqui é uma bagunça.”

Bertelgia falou com um leve tremor do bolso. Sungchul também estava de acordo.

‘Você seria duramente pressionada para encontrar um lugar mais apto a chamar de uma bagunça do que aqui. ”

Sungchul encontrou uma mesa vazia e sentou-se enquanto observava os arredores. Ele primeiro procurou aqueles que pareciam particularmente perigosos. Lá estava destinado a ser um ou dois espiões ou agentes da alta sociedade de Panchúria ou do Império Humano dentro de uma multidão desse grande número de pessoas.

Um grupo de indivíduos sombrios e hostis logo apareceu à sua vista. Eles estavam posicionados no terraço do segundo andar, de onde eles observavam todo o grande salão abaixo, enquanto tomavam suas cervejas.

Havia seis no total, divididos em três grupos de equipes de dois membros, e eles pareciam ter sido arrastados pela atmosfera, já que pareciam bastante relaxados. Eles estavam mais focados em apostar com seus parceiros do que no monitoramento e só davam uma olhada superficial sempre que um tumulto começava.

Sungchul continuou observando as várias pessoas no bar. Ele particularmente notou os maneirismos e conversas daqueles que ele acreditava serem regulares.

Quando ele conseguiu terminar sua vigilância, Sungchul se aproximou do barman e fez um pedido de maneira natural.

“Hm? Não vi seu rosto por aqui antes? Primeira vez?”

“Eu vim a três anos atrás. Estou um pouco triste por você não me reconhecer.”

“Ah, é mesmo? Bem, tudo bem. Qual é o seu veneno?”

Sungchul pediu bebidas e alimentos adequados antes de fazer sua pergunta com um pouco de lubrificação financeira.

“É um pouco do nada, mas eu preciso de alguma informação que valha algum dinheiro.”

“Eu não lido com essas coisas, mas o Elfo Ladrão no canto pode saber de alguma coisa.”

O barman apresentou-o a um membro da Guilda dos Ladrões.

Sungchul devorou ​​a comida antes de ir em direção ao ladrão.

[A pontuação dessa receita é de 13 pontos.]

A comida aqui não podia ser considerada saborosa.

“Alguém recomendou você para mim.”

Sungchul lavou a boca com uma bebida forte antes de se apresentar. O ladrão manteve sua guarda enquanto olhava para Sungchul, mas o maneirismo do último mantinha a conversa fluindo.

Havia basicamente três informações que Sungchul queria do ladrão. Primeiro foram os movimentos dos sete heróis. A Guilda dos Ladrões possuía redes rápidas em todo o continente e seria capaz de reunir informações externas com relativa rapidez mesmo nesses locais. O Elfo Ladrão relatou que não havia nada que valesse a pena mencionar sobre as atividades dos Sete Heróis antes de afirmar francamente seus próprios pensamentos sobre o assunto.

“Independentemente de quão grande esses sete heróis afirmam ser, seria difícil para eles se movimentarem com o atual estado das coisas. Todos os figurões gordos estão esperando por eles para mostrar-se com os olhos arregalados. Como um deles faria uma aparição agora? Os chefões reuniriam uma força de supressão muito maior do que a do Inimigo do Mundo, se isso acontecesse.”

Os figurões que estavam desinteressados ​​quando o Rei Demônio estava expandindo suas fronteiras de repente colocaram tudo que tinham em vigilância quando seu próprio sustento entrou em perigo.

Além disso, Sungchul pediu informações sobre mais dois assuntos. Os outros dois eram sobre a lenda de Sajators que havia sido passada ​​nesta região e sobre as histórias sobre Multilançamento. Com essas duas perguntas, ele particularmente evitou a palavra “Multilançamento” e usou palavras cuidadosamente associadas a ela. Infelizmente, o elfo não parecia ter nenhuma ideia sobre os dois últimos assuntos. Ele apontou para o velho assediando a funcionária do estabelecimento em outro canto.

“Bem, eu sou apenas uma pessoa que tinha vagado por aqui, então eu não sei muito sobre história e outras coisas, mas esse velho peidão pode saber alguma coisa.”

Assim que as palavras saíram dos lábios do elfo, o velho foi espancado por um homem mais jovem e saudável e colocado sobre a mesa como um sapo. Os olhares insensíveis dos observadores do segundo andar avançaram nessa direção, mas rapidamente perderam o interesse e voltaram ao que estavam fazendo.

“Acabou que ele era um vereador alguns anos atrás. Ele até publicou alguns livros.”

Sungchul aproximou-se do velho quando cada um dos observadores desviou os olhares. Quando ele chegou perto, o fedor de bebida barata rolou em ondas.

“O punho de um homem que não ultrapassou 100 em Força não deixará marcas na minha pele!”

Mas, em contraste com as afirmações ousadas do velho, o sangue jorrava de seu nariz. Sungchul entregou-lhe um pano enquanto falava.

“Eu ouvi que você estava familiarizado com a história desta região.”

“História? De panchuria? Que história há para um buraco de merda de uma cidade feita de tábuas? Haveria uma história de um covil de morcegos cheios de merda e mijo?”

O velho ainda não parecia estar bem são. Sungchul deixou-o temporariamente e olhou para trás em vez disso. Foi porque todo o estabelecimento ficou em silêncio, como se alguém tivesse encharcado o lugar inteiro com água fria.

Na porta do prédio, um grupo de pessoas parecidas com humanos havia entrado. Cabeça de cobra, língua escorregadia e corpo humanoide largo e escamoso logo abaixo; eles eram os Lizardmens. Eles eram famosos como uma raça que criou um mundo próprio, tendo levantado um reino centrado em torno da Cordilheira do Grito da Borda da Espada e se estendendo até a grande extensão de pântanos e selvas em torno dele.

“Woah… são os lizardmens. É a primeira vez que os vejo pessoalmente.”

Bertelgia não pôde esconder sua admiração quando se encolheu no bolso para espiar por dentro. Essa também foi a primeira vez que Sungchul viu os Lizardmens tão perto. Sua mente de repente voltou a um momento de paz no passado.

“Você pode não saber, mas os Lizardmens possuem a sociedade mais ideal dentro do Outro Mundo. Pode ser bom se você conseguir a encontrar no Grande Pantanal e veja por si mesmo. Veja como eles agem em seu próprio senso de dever e quão bem eles trabalham juntos. Os humanos podem nem ser capazes de imitar uma coisa dessas.”

Aquele adolescente que estava olhando para longe com uma voz apaixonada mais tarde se tornou o imperador.

‘Esses são os lizardmens que você não conseguia parar de elogiar?’

Sungchul espalhou as memórias de seu passado e se concentrou nos lizardmens que haviam entrado no prédio. Os Lizardmens que foram individualmente vestidos com armaduras calmamente sentaram no balcão antes de fazer seus pedidos com um silvo.

“Uma especial de larvas de farinha. Não economize nas frutas da pimenta.” 
“Dê-me uma cabeça de cavalo nova, se você tiver uma. O burro também server.”
“Um shot de licor forte com sangue de bezerro. Batido, não mexido.”

Apesar de como eles pareciam, eles eram muito específicos em seus gostos. O funcionário gentilmente entregou-lhes um prato como se já estivesse familiarizado com os Lizardmens. Um prato de madeira esburacado cheio de larvas de farinha se contorcendo estava no balcão. O funcionário não poupou nenhum dos frutos de pimenta antes de entregá-lo a um lizardman de armadura.

“Aqui está o especial de larvas de farinha com abundância de frutos de pimenta.”

“Mmmm…”

O Lizardman deve ter tido uma personalidade dura, porque ele olhou para o prato por um longo tempo antes de provar com cautela o conteúdo com a língua.

‘Bang!’

O Lizardman de repente bateu na mesa com raiva.

“Essa é uma larva de 3 anos! Eu não como nada abaixo de larvas de farinha de quatro anos. Leve de volta imediatamente!”

Parecia que havia um paladar para comer insetos.

O funcionário parecia perturbado enquanto tentava persuadir o Lizardman a comê-lo de qualquer maneira, explicando que não tinha nada melhor para servi-lo. O Lizardman murmurou baixinho enquanto engolia todas as larvas de farinha com as pimentas a tira gosto.

“Ugh… por que você está sendo tão duro? Que diferença faz se é uma larva de 3 anos ou 4 anos? Você vai comer tudo de qualquer maneira!”

A atmosfera gelada causada por sua aparência logo se aqueceu mais uma vez. Havia uma razão simples pela qual os humanos temiam os lizardmens. Foi porque eles eram fortes. Eles nasceram com físicos poderosos, possuíam habilidades regenerativas rápidas e eram resistentes a doenças, ao mesmo tempo que portavam presas afiadas e uma cauda muscular que os humanos não tinham.

Eles também viviam com uma firme convicção da predestinação que os fazia destemidos guerreiros em batalha. Isso tudo significava que não havia nada a ganhar sendo inimigos deles.

Sungchul observou os Lizardmens por um bom tempo antes de decidir que eles não eram muito diferentes dos humanos.

‘Não consigo descobrir o que os torna diferentes.’

Sungchul afundou outro shot de bebida na garganta e olhou em volta em busca de algo de interesse. Um grupo de homens e mulheres que estavam fazendo um barulho excepcionalmente alto nas proximidades se destacou. Por aparências, eles pareciam caçadores tradicionais, mas o jogo que eles caçavam era um roedor inesperadamente pequeno. O que provavelmente seria a captura do dia dos caçadores foi colocada sobre a mesa.

‘São Carbuncles?’

Ele nunca tinha visto um vivo antes, mas ele tinha visto vários couros ou objetos da criatura criados de suas partes.

Para começar, Carbuncles eram criaturas inteligentes. Eles podem parecer primos de esquilos, mas havia um grande rubi cravado na testa que era maior que um olho que eles usavam para lançar magia. Os carbuncles eram conhecidos por serem a única criatura incapaz de falar que podia lançar magia.

Em um ponto, essas criaturas eram facilmente avistadas em todas as partes da floresta, mas a pedra preciosa em sua testa tingida de cores e marcações belíssimas, sem mencionar seu poder mágico, resultou em caçadas indiscriminadamente até que se soubesse que estavam enfrentando a extinção. Parecia que eles poderiam ter um habitat perto da Cordilheira Grito da Borda da Espada.

“…”

Sungchul não era um conservacionista da natureza, mas ver animais raros mortos e lamentavelmente dispostos assim não gostava nem um pouco. Por outro lado, Bertelgia gritava entusiasmada ao ver os cadáveres de Carbuncles.

“Wow! Cristais Carbuncles! Esses são ingredientes alquímicos realmente raros! Você tem muito ouro. Por que você não tenta pechinchar?”

“Mm…”

Ele não estava feliz com isso, mas ouvir que era um ingrediente raro levou Sungchul a caminhar até os caçadores.

Havia seis cadáveres de Carbuncles dispostos sobre a mesa ao todo. Um dos caçadores se virou para olhar para Sungchul, que estava atrás deles. Sungchul imediatamente falou as suas intenções.

“Posso comprar os cristais Carbuncles aí?”

“Cristais de carbuncles?”

O caçador varreu a aparência de Sungchul de cima para baixo. Traje desgastado com um rosto que parecia longe da aristocracia. Nem um único pedaço de acessório era atraente. No entanto, ele viu um broche de ouro que aparecia debaixo do casaco e mudou de ideia.

“Isso é um pouco caro. Quanto você tem?”

Na pergunta do caçador, Sungchul tirou uma única moeda de ouro de alto grau do Império e colocou-a sobre a mesa. Os olhos de um homem se iluminaram. Era o velho bêbado que estava sangrando pelo nariz. Os caçadores, por outro lado, permaneciam indiferentes. Eles acenaram para longe o velho que correu em direção a eles com a boca aberta e bruscamente o atiraram de volta para Sungchul.

“Não é nem perto com apenas uma.”

Com isso, Sungchul respondeu com uma voz baixa.

“Eu não acho que há algo a ganhar com o ouro brilhando por aí? Por que você não me diz o quanto é suficiente?”

Os caçadores olharam para Sungchul depois de ouvir essas palavras e seguraram um sorriso de satisfação no rosto. Depois de uma breve negociação, o acordo foi estabelecido em três cristais Carbuncles em troca de vinte moedas de ouro. Eles disseram à Sungchul que três deles, infelizmente, seriam vendidos por um preço mais baixo, graças a um certo cliente precioso.

“Eu quero quebrar essa promessa, mas não há nenhuma maneira de ganhar o seu sustento por aqui sem a graça desse homem, por isso não pode ser ajudado.”

Os caçadores separaram os cristais de Carbuncles dos cadáveres e os entregaram a Sungchul. Havia um leve cheiro de peixe quando Sungchul recebeu os cristais e pagou com suas moedas de ouro.

O caçador que recebeu as moedas de ouro tirou a luva que usava para avaliar a sensação e o peso do ouro. Naquele momento, uma luz familiar chamou a atenção de Sungchul, vindo da mão do caçador que confirmava as moedas de ouro.

“Não é o anel de pedra preciosa azul?”

Era o mesmo anel que ele não conseguia descobrir o propósito. Embora esse anel particular parecia muito inferior ao anel de pedras preciosas azul que ele tinha em sua posse.

“O que é isso?”

Sungchul perguntou abruptamente.

“Isso? É o meu amuleto da sorte.”

O caçador lhe respondeu distraidamente.

Sungchul também checou as mãos dos outros caçadores. Havia outros dois que também haviam tirado as luvas, mas não usavam o anel.

‘Poderia ser simplesmente coincidência?’

Quando Sungchul estava imerso em pensamentos, o caçador que havia verificado o ouro bateu levemente na mesa.

“Feito a verificação. Espero que haja outra boa oportunidade para negociar assim.”

Com isso, o acordo foi concluído. Sungchul voltou a seu assento e colocou os cristais de Carbuncles na mesa para Bertelgia olhar.

“Eh hem. Isso é de alta qualidade. Já que é dessa qualidade, poderíamos ser capazes de fazer isso mesmo se você tivesse pouco.”

“O que você quer dizer com isso?”

“Você sabe, fazer um golem, ou um golem, ou um golem.”

Bertelgia soltou uma forte vibração do bolso para refletir seu bom humor. Sungchul pressionou-a firmemente para acalmá-la antes de perguntar novamente.

“É o ingrediente principal para golems?”

“Está certo! Não as imitações baratas, mas os verdadeiros golems!”

Enquanto eles falavam, um homem ficou na frente de Sungchul. Sungchul olhou para cima para ver quem era, e acabou por ser ninguém menos que o velho bêbado do nariz sangrando.

Sungchul falou insensivelmente.

“Qual é a sua intenção?”

O velho sentiu o coração afundar pela hostilidade instilada no olhar afiado de Sungchul, mas a coragem líquida permitiu que ele falasse com muita dificuldade.

“Você, agora mesmo. Você não perguntou sobre a história desta cidade?

“Eu perguntei, e?”

Sungchul colocou os cristais de Carbuncles em seu Armazenamento da Alma antes de fixar sua estatura.

Os olhos vermelhos do velho se iluminaram.

‘Ele até tem um Armazenamento da Alma… Sem dúvida esse homem… é incrivelmente rico!’

O velho limpou a baba antes de continuar a falar.

“Eu não me lembrava tão bem antes do álcool, mas agora que estou um pouco mais sóbrio, definitivamente lembro de alguma coisa!”

Suas palavras não tinham credibilidade. Mas Sungchul sabia que qualquer um poderia quebrar e cair da graça. Ele tirou o próprio anel de pedras preciosas azuis do bolso como teste e colocou-o diante do velho.

“Você sabe onde isso é usado?”

Comentários