MCHHS: Capítulo 133


Capa MCHHS

Main Character Hides His Strength

Autores: Road Warrior (로드워리어)
Tradutor: Pyown

Colosso (4)

“Tem certeza?”

“Sim!”

A voz de Bertelgia estava cheia de confiança.

“Huhu! Eu sinto que me tornei Super Bertelgia? Eu sinto que posso me tornar mais forte do que você com apenas um pouco de ajustes!”

“…”

Esse excessivo excesso de confiança incomodou Sungchul.

“Então levante o braço direito.”

Ele ocasionalmente gostava de provocar.

“Espere um pouco.”

O chão tremeu ligeiramente. Sungchul olhou para o cristal e notou que o braço esquerdo do colosso havia sido levantado. Ele não disse nada enquanto observava Bertelgia perceber seu próprio erro imediatamente.

“Oops”

O braço esquerdo do gigante desceu e direito apareceu.

“Faz tanto tempo desde que eu movi meus braços que eu confundi minha esquerda da minha direita é tudo!”

Qualquer que tenha sido a razão, descobriu-se que Bertelgia realmente poderia operar esse colosso.

“…”

“Agora, o que faremos agora, Sr. Inimigo do Mundo?”

Bertelgia perguntou triunfante. Sungchul reprimiu seu desejo de empurrá-la de volta ao bolso enquanto falava.

“… Então, vá na direção da Grande Selva. Para onde estão as ruínas antigas.”

“Mãe-Árvore não vai nos obstruir?”

“Mesmo a Mãe-Árvore não seria capaz de parar esse colosso, mas pode não ser tão ruim usar esse cara como um seguro.”

Sungchul tirou uma única flauta do seu Armazenamento da Alma. Foi a flauta mágica oferecida a ele pelo Lizardman xamã. Sungchul tocou experimentalmente e uma linda melodia fluiu naturalmente.

“É bastante útil.”

“Isso é ótimo. Devo ir para lá imediatamente?

Bertelgia transmitiu seu comando ao colosso. Ele girou seu corpo maciço e seguindo o rio, se dirigiu rio acima enquanto Sungchul amarrava a flauta mágica que se jogou entre as correntes com uma corda. O povo de Panchuria assistiu, sem acreditar, enquanto o colosso deixava a cidade.

“Será que o Inimigo do Mundo fez o monstro voltar?”

“É difícil acreditar, mas tem que ser verdade. Eu vi com meus próprios olhos. O Inimigo do Mundo lutou com o homem que saiu da cabeça do colosso.”

“Eu também vi! Ele matou aquele gigante que estava falando de dentro do colosso.”

Pode ter havido um pouco de discussão, mas todos em Panchuria sabiam a verdade: um papel crucial desempenhado por um único homem conhecido como o Inimigo do Mundo foi o que lhes permitiu respirar novamente e parar a calamidade que havia caído sobre eles hoje. Até mesmo o governador de Panchuria, Laurumei Chui, que deveria ser a pessoa mais conservadora aqui, não negou o papel de Sungchul.

“Apenas porque… por qual propósito esse homem fez isso?”

No entanto, nem todos estavam aprovando Sungchul.

“Está claro como o dia que ele fez isso para seu benefício. Não é para mais ninguém.”

Clarise não gostou das pessoas elogiando o Inimigo do Mundo. Ela disse assim; alto enquanto pisando em todas as direções.

“Me ouça? Nós estamos assim por causa dessa pessoa. Se essa pessoa não aparecesse, nenhuma dessas coisas teria acontecido!”

Kruut foi arrastado para longe por causa do ouro que recebeu de Sungchul e, se isso não bastasse, o ouro em questão também se perdeu completamente no caos. Em outras palavras, a família de Clarise se tornou falida. Ela olhou para o colosso desaparecendo na distância quando ela perdeu a calma.

“Essa pessoa arruinou tudo!”

“Pare com isso, Clarise. De qualquer forma, não deveríamos nos preocupar com comida e sobrevivência primeiro?”

Kruut tentou acalma-lá, mas sua raiva não pareceu diminuir.

“Que tipo de herói é esse? Uma pessoa que só serve a si mesma! Apenas o Imperador do Império Humano é um verdadeiro herói!”

Tudo isso foi testemunhado por Sungchul, que estava sentado na cabeça do colosso.

“Eles estavam vivos, a garota e o velho.”

Embora ela estivesse louca e cuspindo profanidades, mas era disso que Sungchul gostava nela. Isso significava que ela ainda era bastante saudável. Eles dizem que um pequeno número de heróis lidera uma era, mas é o povo comum médio que tem que suportar isso. Sem pessoas tolas, mas obstinadamente sobreviventes como elas, não existem heróis ou o mundo. Era muito fácil esquecer esse fato, mas Sungchul sempre se lembrava disso.

“Essa garota vai ficar bem? Ela perdeu a casa e o trabalho dela.”

“O velho e aquela garota são pessoas que podem sobreviver em qualquer lugar onde estejam.”

Como se para provar as palavras de Sungchul, Clarise, que o estava xingando, já estava em um pequeno barco lutando ferozmente sobre o peixe flutuando de barriga para cima ao longo do rio com as outras pessoas.

‘Eu deveria dar algum tipo de compensação se eu voltar aqui no futuro.’

Sungchul resolveu fazer isso antes de entrar no cockpit. Bertelgia, que permaneceu na abertura do altar, apareceu e voou em volta do cockpit.

“Parece que você não precisa ficar lá?” Disse Sungchul.

“Sim. Deixei um comando para continuar andando sem mim.”

“Como?”

“Mmm… como eu explico isso… muito bem.”

“Isso é conveniente.”

“De qualquer forma, tenho algo para mostrar a você.”

Bertelgia dirigiu-se para a mesa de pedra no canto do cockpit. Não havia nada na mesa, mas quando Bertelgia tocou algumas vezes com o canto da capa, a parte superior da mesa se abriu para revelar uma pequena caixa.

“Abra. O design não é adequado para eu abri-lo.”

Sungchul quebrou a fechadura presa à caixa com força e abriu a caixa. Havia um longo pedaço de escrita escrito em um pedaço de papel. A caligrafia era ordenada e nem um único caractere estava fora do lugar como se fosse impresso. Sungchul leu o que estava escrito no papel.

[Registro de Eckheart 3] 
[Um pensamento repentino veio a mim. Até que ponto nos é permitido em nossos meios para parar a calamidade? Os gritos lamentosos dos lizardmans não deixam meus ouvidos. O irmão Sajators continua tentando me convencer dizendo que precisamos nos tornar um mal necessário, mas não posso aceitá-lo. No entanto, as notícias do povo do Mar Oriental sofrendo sob a calamidade apagaram minhas dúvidas por um tempo.]

As escritas no papel terminaram aqui. Por baixo, havia mais escritas apressadamente sobre o papel que eram diferentes das anteriores. Sungchul continuou lendo.

[Eu nego tudo o que eu disse antes! Os sete heróis traíram todos! Se você deseja saber a motivação por trás de suas ações malditas…] 
[…] 
[…] 
[…] 
[…] 
[Lamentavelmente, você saberá se encontrar outras cinco unidades de Bertelgia!] 
[Além disso, você deve alimentar minha filha com a Pedra do Mago. Isso não é comestível ?! Isso poderia ser verdade? Experimente e descubra!]

“Esse é…definitivamente o estilo de escrita do seu pai.”

Sungchul sentiu a personalidade de Eckheart da parte final mais do que qualquer outra coisa.

“Isso combina com a caligrafia do meu pai, mas para esconder isso dentro de um golem… qual poderia ser a razão?”

“Deve ter havido algo urgente.”

Ele não poderia formar opiniões precipitadas com base nas informações fornecidas até agora, mas Eckheart deve ter tido um nível mais profundo de cooperação do que Sungchul jamais imaginou. Mais do que tudo, os colossos que tinham o nome de sua filha eram um verdadeiro testamento das habilidades de Eckheart como Alquimista.

“Vamos em frente e coma primeiro a Pedra do Mago.”

Sungchul levantou a Pedra do Mago que estava brilhando em cima do altar.

“Não.”

Bertelgia saiu correndo às pressas, mas não foi tão fácil escapar da perseguição de Sungchul. Ela foi logo pega.

“Não é bom ser exigente com a sua comida.”

“Por que você comeria esse tipo de coisa? Não, como você supostamente comeria assim? Eu sou um livro para começar!”

“Se você não tem dentes, use suas gengivas. Se você não tiver gengivas, use suas capas.”

“Pare de dizer essas bobagens!”

Quando Bertelgia abriu as capas para reclamar, Sungchul se moveu tão rápido quanto um raio para empurrar a Pedra do Mago para Bertelgia.

“Uwagh ?!”

Ela engoliu tudo. Para ser exato, a Pedra do Mago desapareceu como uma miragem antes que pudesse tocar seu corpo. A pedra perdeu sua forma antes que símbolos geométricos e palavras flutuassem ao redor dela como se tivessem vontade própria e fossem absorvidas em seu corpo.

“…”

A curiosidade surgiu nos olhos de Sungchul.

‘Quantas proteções ele colocou?’

Mesmo o Selo Imperial não seria guardado tão rigorosamente. Ao contemplar isso, o corpo de Bertelgia que absorveu a pedra ficou envolto em luz brilhante. Dentro daquela luz brilhante, Sungchul espiou com os olhos apertados e viu o que havia embaixo. Algo escondido sob esse brilho chamou sua atenção. Por um momento, Sungchul não pôde acreditar em seus próprios olhos.

‘Uma menina?’

Uma imagem fraca de uma menina encolhida em posição fetal apareceu por um breve momento dentro da luz antes de desaparecer por completo. Em vez disso, a energia da luz que pairava em torno de Bertelgia voou em direção a Sungchul e entrou em seu lugar. Sungchul experimentou um deja vu. Foi porque a mesma coisa aconteceu quando ele terminou a missão criacionista.

[Você criou a Pedra do Mago e comprovou suas qualificações para se tornar um Criacionista.] 
[Crie as 5 pedras restantes para completar o caminho de um Criacionista. As receitas de cada pedra serão encontradas em cada um dos outros colossos.] 
Recompensa: Poder Mágico +20, Intuição +20]

Uma recompensa sem sentido neste momento, mas o fato de que a missão criacionista ainda estava progredindo nessa situação foi bastante encorajador.

“Ooo…”

Bertelgia desceu como se estivesse bastante cansada. Sungchul agarrou-a e colocou-a no bolso.

“Como você está se sentindo? Como se sente por ter encontrado um vestígio de seu pai depois de tanto tempo?”

“… Não tão feliz ou triste.”

“…”

“Mas a Pedra do Mago. Estava bem gostosa.”

Um breve, mas suave sorriso surgiu nos lábios de Sungchul com aquelas palavras. Bertelgia não se atreveu a perder.

‘Esse homem… Ele é definitivamente muito mais suave do que quando nos conhecemos. Não sei bem por que ainda!”

*

A frota de resgate do Império Humano que se dirigia para Panchuria só conseguiu chegar depois que a situação foi resolvida. A maioria das pessoas em Panchuria reclamava por que chegaram tão tarde, mas uma parte dos moradores, como Clarise, regozijou-se com a chegada deles.

“Como esperado, a única coisa que mantém esse mundo é o Império Humano!”

O líder da Frota do Império Humano era um jovem chamado Arcubus, nomeado recentemente a cargo de almirante. Ele cumprimentou os nobres panchurianos de alto escalão com uma expressão benevolente em seu rosto e ouviu atentamente a tragédia e a salvação que ocorreram nessas terras. Infelizmente, seus ouvidos ouviram uma história que não podia ser menosprezada.

“Aquele que salvou Panchuria é o Inimigo do Mundo. Se não fosse por ele, Panchuria e todo o caminho até as fronteiras do sul do Império Humano, teria caído para um estado de ruína sem precedentes.”

Laurumei, o governador panchuriano, falou sem reservas, mas a expressão em Arcubus que ouviu isso mudou tão ameaçadoramente que poderia ter sido outra pessoa.

“Então… sua senhoria está dizendo que o Inimigo do Mundo é o salvador, correto?”

Ele jogou uma pergunta cheia de malevolência. Laurumei poderia ter sido o senhor de alguma região remanescente, mas ele não era alguém que algum almirante iniciante pudesse se comportar como bem entendesse. Embora se sentisse ofendido, foi reprimido pela extraordinária malícia e não conseguiu responder.

“Estou apenas transmitindo o que as pessoas estão dizendo. Essas são apenas palavras ao vento.”

“Ah, então esses são apenas rumores?”

Uma vez que sua discussão com o governador terminou, Arcubus reuniu-se com os evacuados reunidos em torno do rio diretamente para corroborar a história. Os evacuados falaram similarmente ao governador.

Arcubus retornou ao dirigível e transmitiu um comando a seus subordinados.

“Não pode haver dois heróis.”

A frota que estava flutuando acima da Panchuria se iluminou com inúmeras formações mágicas. As pessoas da Panchuria não sabiam o que isso significava.

*

Uma das razões pelas quais Sunchul tinha puxado o colosso em direção ao rio era evitar os olhos dos outros, mas havia outro objetivo também.

“Satisfeito?”

Sungchul falou com Carbung, que ele havia colocado em seu casaco. Diante dele, um colosso montanhoso movia seus dois enormes braços para remover os escombros ao redor das ruínas. Esse trabalho que não poderia ser completado em milhares de anos por um golem normal estava sendo completado simplesmente pelo gigante.

Não houve mudanças visíveis aos olhos, mas Sungchul entendeu o fato de que o carbuncle da Joia da Alma estava agora disposto a trabalhar voluntariamente em nome de Sungchul. A razão foi porque a criatura Merkit Carbuncle que Sajators chamava de Rei Carbuncle tinha a habilidade de compartilhar a mente com outros seres.

Sungchul fez um experimento onde tentou conjurar duas magias ao mesmo tempo. Ele usou vários versos de Brilho antes enquanto o Carbuncle lançava um meteoro e no meio Sungchul disparando várias rodadas de Brilho, o Carbuncle terminou diligentemente os encantamentos por meteoro e se preparava para ser lançado a qualquer momento. E apenas desejando que o meteoro fosse lançado, o carbuncle jogou o meteoro na selva em que Sungchul não tinha parte na preparação.

A Joia da Alma que estava rejeitando Sungchul finalmente cedeu.

‘Isso é muito útil.’

Multilançamento. A técnica secreta que Sajators se gabava estava finalmente ao alcance de Sungchul. Infelizmente, nem tudo foi uma boa notícia. As seis Joias da Alma que Sungchul tinha tirado de Sajators estavam todas rejeitando o avanço de Sungchul. Ele podia sentir sua vontade na medida em que não emprestaria sua força a alguém que tivesse matado seu mestre de longa data.

“Devo apenas jogar elas fora?… Não, eu deveria mantê-las por agora.”

Essas eram difíceis de obter Joias da Alma Merkit Carbuncle. Era incerto se essas Joias da Alma também mudariam suas mentes para Sungchul como as opiniões humanas faziam sobre tais coisas.

Agora que Sungchul conseguiu entrar no Multilançamento e também matar dois dos sete heróis no processo, não havia mais nada para ele fazer aqui. Sungchul saiu da selva e se dirigiu para Panchuria, mas tudo o que o esperava era morte e desespero. Inúmeros cadáveres estavam espalhados ao longo da margem do rio. Um fedor de carne podre permanecia no ar e nuvens de moscas amontoavam-se nos arredores.

[Inimigo do Mundo passou por aqui.]

Raiva sem precedentes passou pelos olhos de Sungchul. Ele conseguiu uma história completa dos poucos sobreviventes que encontrou após uma busca incansável. E durante essas breves conversas, Bertelgia podia ver o rosto de Sungchul tão desolado quanto um deserto como quando se conheceram. Quando as histórias terminaram, Sungchul virou-se para Bertelgia com uma voz cansada.

“Bertelgia.”

“Sim?”

“Esse mundo vale a pena salvar?”

“I-isso é…”

Foi nesse momento que o som de alguma coisa quebrando pôde ser ouvido de uma residência caída ao longe, e uma única pessoa saiu da ruína.

“Ugh! Essa sorte ruim! Sério!”

Foi muito longe, mas Bertelgia pôde reconhecer essa voz.

‘Ela não é a mulher que cantou muito bem?’

Clarise tirou Kruut que estava enrolado sob a ruína.

“Apresse-se e mova-se, vovô! Quanto tempo você vai ficar cochilando aí? Não sabemos quando esses filhas da puta vão voltar.”

Ela, que agora estava coberta de cinzas e poeira, estava apoiando tenazmente seu avô enquanto caminhavam em direção a um lugar distante do rio com determinação.

“O mundo não está cheio de nada além de pessoas más, sabe?”

“Você pode estar certa.”

Sungchul, que respondeu sem confiança, dirigiu-se para o norte. Seu destino era a Torre da Reclusão. A escuridão finalmente desceu sobre a terra queimada que agora se encontrava atrás de suas costas.

Comentários