MCHHS: Capítulo 134


Capa MCHHS

Main Character Hides His Strength

Autores: Road Warrior (로드워리어)
Tradutor: Pyown

Torre da Reclusão (1)

Os seis colossos que acordaram do seu sono milenar, levaram o mundo ao caos extremo. Inúmeras cidades foram levadas a completa ruína e as capitais dos reinos entraram em colapso e desapareceram sem qualquer vestígio. Não houve muitos que foram mortos diretamente pelos colossos, mas as pessoas perderam o seu modo de vida. Os cidadãos que perderam suas casas perambulavam pelas terras devastadas, e os reis e seus senhores ficaram impotentes sem o castelo.

Mesmo que a situação continuasse a deteriorar-se dessa maneira, os que estavam no poder no continente ainda não conseguiam apresentar nenhuma solução. Eles estavam ocupados demais para impedir que os colossos invadissem suas próprias regiões.

A destruição em massa causada pelos colossos ainda estava em andamento e, em algum lugar escuro, os que tinham acordado os gigantes se reuniram.

“Daltanius e Sajators caíram pelo Destruidor.”

Os sete heróis. Essas pessoas que já foram salvadores se tornaram a própria Calamidade. Cada um deles mostrou reações diferentes à morte de seus companheiros.

“Não há nada a ser dito para Daltanius, mas é um desperdício perder Sajators.”

“Dois de nós, os sete heróis, enfrentaram-no ao mesmo tempo e perderam? Difícil de acreditar.”

“Kekeke… Sajators. Ele era o mais fraco entre nós.”

“Não é o mais fraco você, Ga Xi Ong?”

“Ugh…!”

“Sajators não podia lutar corretamente. Ele se escondeu como um covarde e morreu sem ser capaz de retaliar corretamente.”

Opiniões sem sentido continuaram por um tempo antes de parar completamente. Foi porque uma única pessoa entrou na sala escura em que os membros estavam residindo. Esse homem carregando duas espadas de diferentes comprimentos nas costas olhou para todos antes de se sentar no assento de honra na mesa redonda.

Líder dos Sete Heróis, Desfort. Esse incomparável espadachim mágico que era conhecido por ter atingido o auge da magia e da esgrima apoiou o queixo nas mãos e olhou para seus companheiros.

“Vocês não precisam se preocupar com as falhas de Sajators e Daltanius. É apenas que nossas ações cresceram desde que desapareceram.”

“…”

Essas eram pessoas de caráter forte, mas diante de Desfort ninguém se atrevia a falar.

“O lixo de Eckheart está executando suas tarefas. Significa que precisamos nos envolver lentamente para valer.”

“O que você quer fazer com ele então?”

Um homem abriu a boca em um tom quase mecânico, sem qualquer sinal de emoção. Foi o homem que não disse uma palavra enquanto os outros discutiam. Ele era Sombra Branca, o Assassino com um registro limpo.

“Nós o ignoramos. Ele virá nos procurar primeiro em qualquer caso.”

“Mas o que acontece se ele te matar primeiro? Não é tudo por nada nesse caso?”

“O que você quer dizer, Sombra Branca?”

Intenção assassina manifestou dentro da escuridão dos olhos de Desfort.

“Vou eliminar esse homem.”

Sombra Branca falou em uma voz seca que não vacilou nem um pouco.

“… Consegue fazê-lo?”

“Eu sou um assassino.”

O orgulho imensurável foi infundido em sua breve sentença. Desfort levantou a cabeça da mão e fixou sua postura.

“Eu não vou te parar se é isso que você deseja fazer.”

Como Desfort falou sua permissão, Sombra Branca desapareceu da mesa redonda sem deixar vestígios. A curiosidade surgiu nos olhos de seus companheiros.

“Esse cara… ele parece bastante animado.”

“Mas, o que fazemos se mesmo ele cair?”

“Ele não é útil em qualquer situação de grupo. Vai ser ótimo se ele tiver sorte e conseguir matar o Destruidor.”

Enquanto a fofoca continuava, um único homem colocou a mão onde Sombra Branca tinha sentado e sorriu.

“Aquele desgraçado, ele não mudou nada.”

De onde Sombra Branca havia desaparecido, não havia nem mesmo um rastro do seu calor.

*

Ele viu inúmeras carroças, mas foi a primeira vez que viu uma carroça puxada por um grifo. Sungchul montou uma carroça com palhas confortáveis ​​com Bertelgia e desfrutou de uma viagem tranquila para variar. O monge de meia-idade que conduzia a carroça havia permitido que Sungchul pegasse uma carona sem muito discutirem, mas era uma armadilha.

“Dar carona a um passageiro depois de tanto tempo me faz lembrar dos velhos tempos. Meu amigo e eu viajamos de campos de batalha para campos de batalha por décadas, participando de batalhas inacreditáveis. Se meu amigo aqui não machucasse suas asas, nós ainda estaríamos no serviço. Que diabos, se Barão ou eu ainda estivéssemos no auge, então teríamos colocado nossas habilidades para usar nas linhas de frente do Reino Demônio sem nenhum arrependimento.”

O monge era excessivamente falador. Não só isso, ele apenas se gabava de si mesmo. Como histórias que ele absolutamente não tinha vontade de ouvir continuando por 30 minutos, Sungchul começou a se sentir exausto.

“… Pare a carroça por favor.”

“Tsk Tsk. Os jovens não tem paciência.”

Como se o motorista estivesse ciente de suas próprias falhas, ele se conteve um pouco a partir de então. A carroça puxada pelo grifo recebeu o nome de “Barão” e, embora agora estivesse reduzido a puxar carroças, tinha solene graça e dignidade na forma como se comportava, ao contrário de seu dono. Como um grifo com um intelecto excepcionalmente bem treinado, manobrava através do terreno difícil da montanha sem nenhuma direção particular do motorista.

Bertelgia deve ter ficado bastante fascinada por Barão quando ela saiu do bolso de Sungchul enquanto a carroça parou para um intervalo e se aproximou da fera.

“Olá gracinha.”

Quando Bertelgia se aproximou brincando, Barão simplesmente revirou os olhos e observou-a pelo canto dos olhos sem quaisquer outras reações particulares. Sungchul também se aproximou de Barão. Ele olhou para Barão uma única vez antes de falar em voz baixa.

“Sua asa está seriamente danificada. Os ossos da asa estão despedaçados e, para dificultar as coisas, eles se encaixaram de maneira errada; fazendo com que se curasse desalinhados.”

Ele consolou o grifo aposentado enquanto escovava as asas com as mãos habilidosas.

“Parece que você está familiarizado com grifos?” Perguntou Bertelgia.

Sungchul assentiu. Memórias da política do passado escorregavam levemente por seus olhos indiferentes.

“Mesmo que eu esteja andando sozinho, eu estava sempre montando uma coisa ou outra no passado: dirigível, cavalo, raptor do penhasco, grifo, etc. Eu me lembro que eu andava mais em grifos naqueles tempos.”

“Você andou em wyverns também?”

“Nem todos podem montar wyverns. Se você não imprimir um no momento em que ele sai do ovo, ele nunca vai te seguir.”

Enquanto conversavam, o motorista que atendia o chamado da natureza retornou enquanto puxava a cinta das suas calças.

“Vocês todos comeram?”

Ele estava sutilmente caminhando em direção a outra direção. Barão escovou levemente o chão com suas grandes garras, fazendo com que o motorista andasse corretamente nessa direção. Sungchul finalmente percebeu que os olhos do motorista não eram normais.

O motorista tirou um pão escuro e duro do saco de sua carroça e compartilhou com Sungchul. Foi com a mão que ele acabou de terminar seus negócios também.

“…”

Sungchul recebeu o pão e ficou olhando por um tempo. Parecia mais um tijolo do que um pão comestível.

“O que há de errado? Não combina com o seu gosto?”

“Não há mais nada além disso?”

“Os jovens devem comer o que for dado. Não é bom ser exigente com comida. Essa é a única coisa que pode ser comida imediatamente. Eu tenho alguns ingredientes nesse outro saco, mas eu odeio cozinhar.”

“Estou um pouco confiante na minha culinária.”

Sungchul mostrou o broche que estava escondido debaixo de seu casaco antes de se levantar imediatamente para verificar os ingredientes enterrados sob as palhas. Batatas, cebolas, manteiga podre e carne seca eram tudo o que havia. Foi o suficiente para fazer uma refeição simples com o que foi fornecido, mas não satisfez Sungchul.

“Por favor, espere um pouco.” Ele pediu para esperar quando saiu para dar uma olhada ao redor da vizinhança.

Sungchul logo pegou um coelho. Ele torceu o corpo com uma mão experiente e começou a cozinhá-lo depois de remover as vísceras. Ele havia feito um ensopado de coelho com a carne de coelho e os ingredientes fornecidos.

O motorista foi cauteloso no início, mas uma vez que ele sentiu o aroma, seus olhos se arregalaram quando ele olhou para Sungchul.

“O que? Esse sabor! É como voltar para casa…!!”

“Há talvez um Chef de Alta Classe em casa?”

“Há uma pessoa que foi particularmente boa em cozinhar. Sua habilidade era tão boa que as pessoas viajavam de longe para comer.”

“Então, essa pessoa era um Chef de Alta Classe?”

“Eu não sei muito, mas o que é essa coisa de Chef de Alta Classe que é tão importante perguntar?”

“… Foi uma pergunta pessoal. De qualquer forma, onde é a sua casa?”

A viagem recomeçou assim que todos terminaram a refeição. Sungchul observou a paisagem que passava e sentiu que a Torre da Reclusão não estava muito longe.

“Já faz um tempo desde que voltei para cá.”

Um lago claro como um espelho refletia os raios do sol para brilhar além da imponente floresta de coníferas. Sungchul lembrou que a torre estava ao lado do lago cercada pelas camadas de montanhas. A aparição do lago significava que eles estavam cada vez mais próximos de seu destino.

“Então, qual é a razão pela qual você está visitando a Torre da Reclusão?” O motorista perguntou de repente.

“Razões pessoais. Eu também conheço uma pessoa lá.”

Sungchul hesitou por um instante quando disse sobre a pessoa que ele conhecia, era ambígua demais para ser chamada de humana. Metade do sangue que fluía dentro dela era afinal de um dragão.

“Houve um enorme influxo de Invocados na Torre da Reclusão, incluindo magos, guerreiros e escravos.”

“Oh?”

“Pelo que ouvi, parece que o Santo Sacerdote classifica muito bem o conhecimento dos Invocados. Ouvi dizer que o Palácio da Invocação retira intencionalmente os Invocados que são senhores de seu ofício antes do tempo como escravos, a fim de utilizar agressivamente seu conhecimento.”

“Isso não deve ser útil.”

Como Sungchul disse, técnicas e conhecimentos modernos tinham pouco significado dentro do Outro Mundo porque a restrição de um dos cinco deuses no controle do mundo, o Deus da Ordem, mantinha o mundo como uma lei imutável. Não seria fácil reunir os materiais e instalações necessários, mas mesmo se os materiais fossem reunidos e uma maquinaria complexa fosse criada usando seu conhecimento, as restrições do Deus da Ordem impediriam a operação do maquinário. Estranhos espíritos malignos conhecidos como Gremlins iriam implacavelmente procurar e destruir qualquer produção de tal tecnologia não permitida pelo Deus da Ordem.

“Seja qual for o resultado, é verdade que há muitos Invocados na Torre da Reclusão. Um passarinho me contou que algo interessante foi feito dentro da torre que mal conseguiu evitar a restrição do Deus da Ordem.”

“Eu quero ver isso também!”

Bertelgia de repente abriu a boca para falar. O motorista olhou de um lado para o outro para a voz repentina de uma garotinha quando perguntou a Sungchul.

“O que foi essa voz nesse momento?”

“Eu às vezes imito vozes.”

Sungchul pressionou firmemente Bertelgia com a mão antes de falar em voz calma.

“… Uma pessoa muito desagradável, não é? Eu tinha um pressentimento quando você estava falando sobre Chefe de Alta Classe ou algo assim, mas ainda assim!”

Um longo período de silêncio se seguiu antes de chegarem à estrada alinhada com tendas desgastadas. Havia pessoas desfiguradas e maltrapilhas observando-os com olhos hostis.

“Quem são essas pessoas?”

Sungchul apenas teve que perguntar.

“Esses são os refugiados. Todas as pessoas que perderam suas casas devido ao colosso reunido aqui. Como você sabe, a Torre da Reclusão está dentro da jurisdição do Deus da Ordem, de modo que as existências ofensivas não podem se intrometer aqui.”

A fileira de tendas continuou sem fim. Fedor desagradável também se seguiu, e não era incomum ver pessoas levantando a voz ou os punhos. Sungchul podia ver a sombra da Calamidade na escuridão de seus rostos.

O que o esperava no final das inúmeras tendas era a reunião de dirigíveis de todo o continente. Essas eram as pessoas que frequentemente se reuniam para observar as mudanças na Escritura da Calamidade após a queda do Rei Demônio. Eles mantinham seus acampamentos e não davam muita atenção ao ambiente.

Sungchul confirmou as bandeiras esvoaçantes de cada uma das aeronaves: o Reino Antigo, a Coalizão Mercante, o Reino dos Anões, as bandeiras militares do norte do continente, os países ricos do leste e várias outras facções influentes. Claro, havia uma aeronave da facção do Império Humano também, mas havia uma forma familiar de uma aeronave ao lado dela. Um lindo barco com fuselagem pintada de branco puro ostentava excessivamente um visual mais adequado como obra de arte do que um veículo militar.

A testa de Sungchul franziu.

‘Não é o navio-almirante de Aquiroa? Tenho certeza de que foi destruído em frente ao Palácio do Rei Demônio.’

Era algo impossível… não, algo que não deveria ser possível, mas Sungchul teve que fazer a pergunta ardente ao motorista.

“Há talvez notícias de Aquiroa esteja na Torre da Reclusão?”

O motorista explodiu em risos quando ele assentiu com a cabeça na pergunta de Sungchul.

“Como você sabia? Essa pessoa exata está atualmente visitando a Torre da Reclusão apenas no caso de algo desagradável ocorrer, a fim de proteger este lugar. A aldeia é bastante festiva agora graças à visita da bem aclamada Segunda Campeã do Continente.”

Sungchul lembrou brevemente a terra de fogo e gelo, na cena sangrenta diante do palácio do Rei Demônio depois de ouvir a história inocente do velho. Sungchul matou Aquiroa com as próprias mãos diante da imagem do fogo do demônio que era o vulcão gigante. Sungchul ainda podia recordar as últimas palavras que Aquiroa lhe deixou naquele momento.

“Aquiroa não é um indivíduo, mas sim muitos. Haverá outro Aquiroa para me substituir da Ilha Flutuante.”

Na época, ele achava que era apenas uma declaração infundada de uma mulher desesperada; uma estratagema para atrair seu interesse ao implorar por misericórdia.

‘Eu posso sentir o fedor. O familiar fedor de podridão.”

Ele tinha vindo a este lugar para ler as Escrituras da Calamidade, mas no momento em que pôs os olhos no dirigível branco puro, um novo objetivo foi adicionado à lista.

Comentários