MCHHS: Capítulo 56


Capa MCHHS

Main Character Hides His Strength

Autores: Road Warrior (로드워리어)
Tradutor: Pyown

Fronteira do Mundo Demônio (1)

O território extremo ao norte dos demônios, também conhecido como o Reino Demônio, reside onde fogo e gelo coexistem. Os demônios eram criaturas inerentemente más que adoravam a força e buscavam o engano como uma virtude. Eles normalmente estavam preocupados com suas próprias terras com disputas territoriais, mas uma vez que um campeão indiscutível subiu entre eles, eles se reuniram em massa e lançaram uma invasão organizada no continente.

Hesthnius Max era um verdadeiro Rei Demônio nascido a cada poucos séculos e foi escolhido como um herói do Deus Demônio. Ele tinha uma força incrível e uma inteligência perversa que o caracterizavam na primeira profecia das calamidades. No entanto, não era como se os humanos e as outras raças do Outro Mundo estivessem assistindo preguiçosamente enquanto os demônios se agitavam.

A Ordem dos Cavaleiros de Sangue de Ferro, um corpo de poder militar poderoso, permaneceu firme na fronteira mais setentrional do continente que continha a entrada do Reino Demônio. Fortificações foram feitas ao longo dessas fronteiras como uma rede para impedir a invasão dos demônios.

As áreas em que o mundo demônio e o mundo humano se encontravam eram chamadas de Frente de Batalha Demoníaca.

“…”

Sungchul agora estava naquele mesmo lugar. Ele havia pisado na terra da morte, onde fogo e gelo dançavam lado a lado, depois de massacrar incontáveis ​​demônios.

‘Acabei voltando aqui novamente.’

Sungchul olhou para o familiar pôr do sol com olhos frios. A extensão de terra era uma monstruosidade cheia de uma escuridão desolada que pairava no ar. O fedor de enxofre carregado pelo vento fazia cócegas em seu nariz. Sungchul subiu a encosta de uma montanha e se dirigiu para o território humano.

“O que você vai fazer agora?”

Bertelgia jogou a pergunta para o ar do seu lugar no bolso. Sungchul andou a passos largos enquanto respondia.

“Depois de uma pausa, voltarei ao Reino Demônio para lutar contra os demônios.”

Havia muitas opções, mas Sungchul queria experimentar pessoalmente a magia que ele havia obtido de Airfruit. Ele queria saber o quão efetivo ele era contra os demônio como um Mago. Sua política era determinar seus limites e fraquezas cedo para avaliar adequadamente seu crescimento.

Sungchul subiu a meio caminho de uma montanha rochosa de frente para um mar congelado. A uma certa distancia, parecia uma das muitas montanhas rochosas, mas tinha vestígios enegrecidos e lenha escondida debaixo de um tecido cinza, junto com vários pedaços de ferro de propósito indeterminável, indicando que alguém esteve ali.

Começou a pegar lenha junto com os restos de ferro espalhados, como se fosse sua própria casa, para preparar uma panela decente. Esse lugar tinha sido um dos seus antigos acampamentos no passado. Sungchul, que não foi recebido nem por humanos nem por demônios, havia criado vários esconderijos aqui e ao longo da Frente de Batalha Demoníaca para vir e encontrar algum descanso. Claro, ele criou seus pratos favoritos aqui também.

Ele se aproximou de uma enorme rocha bloqueando uma caverna além do acampamento. Não tinha sinal de intrusão. Apenas alguns pequenos insetos chamados de Piolhos Demônio ficaram surpresos. Sungchul respirou fundo e segurou a enorme pedra com as duas mãos. Ele não precisava de coisas como alças.

Crumble!

Em qualquer lugar em que seus dedos afundassem, tornavam-se alças. Sungchul esperou brevemente com os dedos cravados diretamente na pedra até que de repente a levantou.

“… Não é mais tão chocante assim.”

Bertelgia se agitou nos arredores enquanto olhava fixamente para a cena.

Thud!

O pedregulho bloqueando a caverna foi movido ligeiramente para o lado. O choque contundente que tinha força suficiente para causar um leve tremor no chão podia ser sentido sob os pés de Sungchul. Sungchul trouxe um pedaço de madeira queimando debaixo da panela e usou-a como uma tocha para entrar na caverna atualmente aberta. A caverna estava cheia de cerâmica feita de barro; Eles eram potes de fermentação feitos pelas próprias mãos de Sungchul.

Sungchul encontrou um pote entre vários potes que haviam sido deixados ao lado com uma grande pedra pressionando em cima. Ele jogou a pedra para o lado e abriu o recipiente. Dentro do pote havia uma raiz de planta do tamanho de uma criança humana que havia sido conservada em vermelho vivo. A boca de Sungchul começou a lacrimejar.

“I-isso é uma Mandragora ?!”

Bertelgia, que acabou de entrar na caverna, viu a misteriosa planta dentro do pote e gritou de surpresa. Sungchul assentiu.

“Não há melhor delicadeza do que Kimchi feito desse rapazinho.”

Ele tirou uma folha do kimchi de Mandragora em conserva e saboreou o sabor em sua boca.

[A Pontuação dessa Receita é… 12 pontos!]

O resultado era lixo, mas o gosto na boca de Sungchul era maior do que qualquer delicadeza.

“Mm”

Ele fechou os olhos e saboreou o gosto um pouco, enquanto Bertelgia saiu correndo da caverna enquanto murmurava para si mesma.

“Meu deus… para fazer um pouco de comida estranha dessa coisa preciosa…”

Sungchul cozinhou um pouco de ensopado de arroz na panela. Não havia necessidade de nenhum outro prato. Ele esvaziou uma tigela de arroz enquanto comia Mandragora em conserva com a paisagem do Reino Demônio diante dele.

Depois de comer, ele sentou-se em um pedaço de pedra e fechou os olhos. A brisa com infusão de enxofre que fluía através do Reino Demônio escovou levemente seu cabelo. Ele abriu os olhos depois de descansar um pouco e se levantou do assento. Ele começou a ir em direção ao Reino Demônio.

Demônios bloquearam seu caminho quando ele se aproximou do caminho conectado ao Reino Demônio. 
Eles eram uma espécie inferior conhecida como diabinhos que pareciam macacos sem pelos, e tudo o que eles tinham em seus crânios grossos era gula e maldade.

“Kyiiii!”

Um diabinho fez um gesto ameaçador com o forcado fingindo um movimento de punhalada no ar.

“Uuu… eu odeio essas coisas.”

Bertelgia, que voltou ao seu tamanho normal, voou para algum lugar alto onde os diabinhos não podiam alcançá-la. Sungchul fez uma careta para os diabinhos se aproximando e estendeu o dedo.

‘Brilho’

Fora da ponta do dedo, um raio de luz irrompeu em direção ao corpo do diabinho.

“Kyiiii!”

O diabinho que havia sido atingido se debateu descontroladamente antes que seu corpo se tornasse carbonizado. Os diabinhos que estavam fazendo ameaças vazias subiram de repente em direção a Sungchul juntos.

Swish! Swish!

Os forcados enferrujados voaram em direção ao corpo de Sungchul. Ele se esquivou dos forcados com pouco esforço, depois ativou Brilho novamente.

Sizzle ~ Sizzle ~

Os diabinhos que tinham sido perfurados pela luz debateram-se antes de morrer. Depois de matar dez diabinhos consecutivamente, os diabinhos que estavam cheios de espírito começaram a hesitar.

“Deveria estar aparecendo em breve.”

Thud!

A terra começou a rachar e algo saiu de baixo. Com uma altura de cerca de 5 metros, era um grande demônio com uma aparência estranha de uma cabeça de peixe e o corpo de um homem.

“Kyaaaa!”

Um demônio do abismo. Eles eram um dos guardiões que guardavam a entrada do Reino Demônio. A única razão pela qual Sungchul se preocupou em matar os diabinhos inúteis foi chamar esse cara.

A raça dos demônios das profundezas abaixo tinha a inteligência de um peixe, mas eles eram famosos por sua força e destreza poderosas, juntamente com sua incrível vitalidade. Se ele pudesse matar um desses monstros que nem mesmo os magos da Corte Real poderiam superar, Sungchul julgou que ele seria capaz de causar dano significativo a Max.

“Kyaaaaaa !!”

O Demônio do Mar Profundo começou a gritar como se quisesse quebrar o céu e a terra enquanto seu torso era revelado. Os diabinhos que tinham estado berrando há pouco agora se espalharam em todos os cantos e recantos para escapar; Sungchul e o Demônio do Mar Profundo foram os únicos restantes nas terras selvagens.

Seus olhos vazios de peixe olhavam para Sungchul até que de repente levantou o braço no ar e o golpeou para baixo.

Slam!

Quando o punho coberto de escamas atingiu o chão, a terra tremeu com o impacto, destruindo a superfície lançando escombros no ar.

“Hey, não deveríamos escapar?”

Bertelgia, que de repente se apegou às costas de Sungchul, falou com voz suave.

“…”

Sungchul deu outro passo à frente.

“Uuuh… pode até não ser o suficiente para ter 10 vidas, se você está com essa pessoa.”

Bertelgia resignou-se a estar no lugar mais seguro, o bolso de Sungchul, e encolheu-se num tamanho compacto como se estivesse segurando as mãos.

“Quanto tempo isso vai funcionar?”

Sungchul não tinha grandes expectativas. Ele percebeu que seu poder mágico não excedia 200, e a magia na qual ele estava verdadeiramente no comando era apenas de um terceiro círculo mágico. A razão pela qual ele estava enfrentando esse demônio apesar disso era para testemunhar seus limites com seus próprios olhos. Sungchul então começou a se mover.

Os olhos do peixe continuaram a rastrear seu caminho. Sungchul correu ao lado dele e estendeu um dedo em direção ao Demônio do Mar Profundo.

‘Brilho’

Um raio de luz semelhante a uma lança esticou-se da ponta do dedo e mirou no braço do demônio.

Sizzle-

Uma fumaça escura subiu da carne do Demônio do Mar Profundo, mas era isso.

“Gyaaaa !!”

O Demônio do Mar Profundo soltou um rugido antes de balançar o braço em um frenesi para atacar Sungchul.

Slam! Slam! Slam!

O chão tremeu e a terra explodiu como uma fonte. Tal ataque foi sem sentido para Sungchul. Ele continuou desviando preguiçosamente, como se estivesse em um piquenique, e se esquivou de todos os seus ataques enquanto continuava a experimentar sua única magia ofensiva em várias partes do corpo do Demônio do Mar Profundo.

Braços, pernas, tronco, rosto e olhos.

Sizzle-

Os olhos do Demônio do Mar Profundo estavam queimados com um raio de luz, mas quando as pálpebras do peixe piscaram de baixo para cima, o ataque de Sungchul foi facilmente negado.

Ainda é cedo demais.

Ele sabia disso, mas o fato de não conseguir arranhar a criatura era um pensamento deprimente. Ele precisava de uma magia mais forte. Ele recuou por agora.

O Demônio do Mar Profundo rugiu a distância e continuou a bater na terra. Se isso era um rugido de vitória ou um gesto ameaçador nascido do instinto, Sungchul não sabia.

“Hey, Bertelgia.”

Sungchul arrastou com força Bertelgia do bolso.

“Não ouço! Não vejo!

Bertelgia parecia ter cerrado os olhos e tapado os ouvidos, embora fosse uma questão se um livro poderia fazer essas coisas.

“Preste atenção.”

Quando Sungchul sacudiu-a algumas vezes, ela recuperou os sentidos e olhou para os arredores.

“Hã? E o cara de peixe?

“Lá.”

Sungchul apontou para o Demônio do Mar Profundo rugindo à distância. Bertelgia deslizou a mão de Sungchul como se estivesse derretendo em conforto e também soltou um suspiro de alívio.

“Não vamos mais jogar esses jogos perigosos.”

“Não é perigoso em tudo. Mais do que isso, tenho algo para lhe perguntar.

“Sobre o que?”

“Existe alguma missão de Alquimia que você está ciente de que pode aumentar o Poder Mágico por muito?”

“Missão de alquimia?”

Bertelgia, que estava se inclinando contra a palma da mão, de repente se animou e explodiu em seu tamanho original. Ela também voou diante de Sungchul com vigor e falou com uma voz diferente.

“Você está dizendo que está preparado para trilhar o caminho do criacionista?”

“Criacionista ou qualquer outra coisa está bem. Eu só preciso de uma missão que possa aumentar meu poder mágico.”

Não era hora de querer escolhar. Sungchul estava preparado para fazer o que fosse necessário para que ele cumprisse seu objetivo.

Bertelgia flutuou no ar em pensamento, depois falou sem muita confiança.

“Mmm … Não há muitas que você pode fazer no seu estado.”

“Meu estado?”

“Você é muito inexperiente, mesmo que tenha criado um item alquímico de 5º nível. Eu recomendaria fazer cada item Alquímico abaixo do quarto nível pelo menos uma vez.”

“Quantos há no total que se qualifica?”

“82 itens.”

Foi um número sombrio.

“Mm. Eu retiro meu pedido anterior.”

Sungchul desistiu sem hesitar, mas quem saltou foi Bertelgia.

“Hey! Espere um minuto! Você fez até 12 itens abaixo do quarto nível até o momento. Você só precisa sintetizar mais 70 itens!”

“Isso ainda é demais.”

“Não são tantos! Não são tantos em tudo! Pode ser facilmente realizado se você tiver o hábito de praticar Alquimia em sua vida diária!”

“Mmm…”

Sungchul não parecia convencido, mas decidiu que não seria ruim seguir o conselho de Bertelgia.

Se eu sintetizar com sucesso, meu poder mágico e minha intuição aumentarão naturalmente em uma pequena quantidade. Pode não ser ruim tentar um ou dois diariamente como uma mudança de ritmo.

Sungchul pensou em usar todos os métodos possíveis. No entanto, qualquer coisa relacionada à Alquimia era mais um objetivo secundário. Ele decidiu procurar um certo homem depois de sua luta com o Demônio do Mar Profundo.

Filho de Altugius e pai de Sarasa. O homem passando com o codinome de Deckard. Não estava claro qual o nível de mago que ele realmente era, mas o que estava claro era que ele não era alguém mediano. Foi dito que ele estava procurando um método para parar a calamidade. Ele tinha que estar desesperado para procurar maneiras de aprimorar sua própria força. Isso é… se ele é como Sungchul há 8 anos atrás.

“Eu acho que Altugius disse que ele era ativo como um mago mercenário ao longo da Frente de Batalha da Tempestade?”

A Frente de Batalha da Tempestade. Foi uma frágil aliança criada por desespero que formou uma das três maiores facções do continente setentrional. Ao contrário de outras facções, a Frente de Batalha da Tempestade era composta principalmente de anões que usavam sua arquitetura inigualável de anões para criar uma poderosa rede de fortificações para bloquear qualquer possível invasão demoníaca. Eles também são conhecidos por superar a Ordem dos Cavaleiros de Sangue de Ferro como a facção mais poderosa do norte.

O problema era que Sungchul tinha uma relação ruim com os anões. Foi porque ele roubou Fal Garaz, um item reverenciado como um artefato divino, do seu templo.

“No mínimo, isso não é um lugar onde eu possa usar meu nome verdadeiro.”

Os anões tinham uma tradição histórica de registrar aqueles que pecaram contra eles em um livro de ressentimentos. O nome que estava na primeira linha deste livro de rancores não era outro senão Sungchul Kim.

Comentários