MCHHS: Capítulo 72


Capa MCHHS

Main Character Hides His Strength

Autores: Road Warrior (로드워리어)
Tradutor: Pyown

O Último Rei (3)

O nevoeiro se levantou e o ser dentro do túmulo lentamente se revelou. O rosto e as asas de um falcão e o torso de um humano. Era um aviário. Mais nobre de todos os aviários, era o rei dos Nahaks. Ele tinha penas pretas e um bico de ouro brilhante, e ele olhava para o mundo com seus olhos penetrantes como se quisesse devorar tudo.

Quando ele desceu do seu túmulo, ele olhou para Mimi, que estava se sustentando precariamente com dois cajados.

“Eu sou Marakia. Quem é você, estranha?”

Se alguém ignorasse o orgulho esmagador que emanava de cada centímetro do seu corpo, sua voz soava realmente jovem. Mimi não podia ver o que estava na frente dela, mas sabia que estava diante da lendária e destrutiva existência que procurou.

“Meu monarca absoluto da terra e dos céus.”

Mimi juntou as duas mãos em um gesto grosseiro enquanto falava.

“Esta patética e insignificante Mimi Azrael da tribo humana o cumprimenta.”

Marakia inclinou a cabeça ligeiramente para olhá-la.

“Você é cega dos dois olhos.”

Marakia estendeu a mão cheia de anéis adornados com pedras preciosas e roçou seu rosto como se estivesse acariciando-o.

“Ah…! Sua Alteza!”

De repente, percebeu que podia ver mais uma vez e se atirou aos pés de Marakia por gratidão.

“No entanto, onde estão meus servos e meu povo?”

“Sua alteza seus servos e povo… há muito tempo desapareceram.”

“O que você disse?”

Uma pequena criatura começou a aparecer no canto dos olhos. Era o bebê Nahak de penas brancas que se alimentava do cadáver de Odrias.

“Esse não é um daqueles do meu povo? Ele pode ser de sangue baixo com suas penas brancas, mas ele ainda é um dos meus súditos, no entanto. Onde estão meus nobres e conselheiros de penas azuis?”

“Eles… já… foram extintos por causa de elevar sua alteza ao seu status de deus.”

“Ah!”

Marakia soltou uma exclamação curta. Ele pensou nos dias que antecederam seu longo sono, até a época em que sua raça floresceu. O momento sombrio antes que a Calamidade caísse sobre eles, o Rei e o Conselho decidiram apostar tudo o que tinham em Marakia que nasceu com as asas negras das lendas que diziam ser a marca daquele destinado a trazer salvação para sua raça, e se comprometeram a realizar um ritual como seu último ato de desespero.

Ele estava momentaneamente mergulhado em suas memórias.

“Entendo. Eu tinha caído em um sono eterno depois daquele momento.”

“Isso é correto, sua alteza.”

Mimi ajustou as pernas mutiladas para rastejar diante de Marakia. Ela olhou para ele com cuidado e falou novamente.

“E eu te despertei daquele sono eterno apesar dos inúmeros perigos e obstruções.”

“É assim mesmo? Então, suponho que seja correto conceder a você algo apropriado.”

Marakia levantou a mão e o poder esmagador se juntou a ela. Naquele momento, passos lentos mas firmes podiam ser ouvidos da escuridão do lado oposto da sala.

“…”

Foi Sungchul. A curiosidade surgiu nos olhos de Marakia.

“Quem é esse?”

Mimi evitou desesperadamente o olhar de Sungchul quando ela respondeu sua pergunta.

“Aquele homem é um daqueles que não queriam o renascimento de sua alteza. Pode ser bom se livrar dele.”

Bertelgia zombou como se fosse a coisa mais ridícula que já ouviu.

“O que?! Ouça, aqui! Como você pode ser tão ingrata ao dizer que somos o inimigo depois que te salvamos? Você é mesmo humana?”

Sungchul acalmou Bertelgia, que estava zangada com um aceno de mão, depois olhou para Marakia e Mimi alternadamente e falou com calma.

“Mimi Azrael. Eu vim para receber a coroa como prometido.”

Mimi não deu a Sungchul um único olhar. Ela continuou a se ajoelhar diante do rei aviário e implorou a ele.

“Apenas olhe sua alteza. Eles visam a coroa da sua alteza. Você não deve perdoar tais transgressões daqueles que cobiçam a coroa dos Nahaks sem bicos ou asas.”

Marakia mal ouvia as palavras de Mimi. Seus olhos violeta estavam focados intensamente neste estranho com um estranho traje composto de um casaco empoeirado e um par de jeans desgastados.

‘Esse humano. Ele definitivamente não é normal.’

Foi nesse momento que outra figura saltou para o túmulo.

“O que está acontecendo?! Mikhael Gilford! Odrias!”

Foi o Sétimo Campeão do Continente, Willie Gilford. Ele estava fora do calabouço quando ouviu os estranhos tremores que abalaram todo o calabouço, levando-o a seguir suas suspeitas até aquele lugar, com um pequeno grupo acompanhando-o. No entanto, seu filho que ele estava procurando não estava em lugar nenhum neste túmulo. Em vez disso, na câmara principal do túmulo, havia um jovem estranho que parecia ser da Unidade Suicida, a líder da Unidade Exploratória, Mimi Azrael, e um aviário com asas de penas negras.

Seus olhos estavam travados em Marakia. A grande roupa e decorações que cercavam o corpo inteiro do aviário, a sensação opressiva que empurrava seu corpo inteiro e a aparência do aviários; Havia apenas um palpite que ele poderia fazer.

‘Poderia ser? Mimi Azrael… ela despertou o rei dos aviários? E onde está esse idiota do Mikhael?’

Seu filho não estava em lugar algum para ser encontrado.

“E eles?”

Marakia dirigiu sua pergunta para Mimi. Ela hesitou um pouco, mas decidiu antes de responder.

“Esse homem é nosso inimigo.”

“Mentira! Ela é minha funcionária.”

Willie levantou a voz enquanto falava. Mimi tremeu quando sentiu medo da força esmagadora em sua voz. Era isso que significava ter força para manter o título de Sétimo Campeão do Continente.

Willie olhou para Mimi enquanto ele a questionava.

“Mimi Azrael! Onde está meu filho?”

Enquanto ele falava, uma voz fraca soou da parede.

“Kuu … me salve…”

Era a voz de seus subordinados presos pelos servos do rei. Willie imediatamente foi em direção à voz e dividiu a parede com sua espada. A parede se dividiu de forma limpa, permitindo que as pessoas presas dentro derramassem para fora. Mikhael estava entre eles.

“Mikhael!”

Willie rapidamente abraçou o corpo do seu filho e o sacudiu. Mikhael já estava morto. Sua mente quebrou muito mais cedo na escuridão por desesperero, fazendo com que seu corpo seguisse logo em seguida.

“Maldição…”

Os olhos de Willie se iluminaram com chamas intensas, mas ele também era uma pessoa de grande cautela. Ele não tinha nenhum desejo de lutar com o rei dos Nahaks cuja força não podia ser determinada. Ele rapidamente calculou em sua mente para cooperar com o rei aviário para um benefício ou cortar suas perdas e sair com o corpo do seu filho. No entanto, ele não conseguia encontrar nenhuma vantagem para usar.

‘Em todo caso, para onde foi Odrias? Eu o coloquei com meu filho para cuidar dele. Onde ele está agora?’

Ele olhou em volta e logo um único cadáver abandonado em um canto distante entrou em sua visão.

Essas roupas…?

Willie, cujos olhos foram atraídos para o rosto do cadáver devido à roupa familiar que usava, estava mais do que chocado com o que viu.

“Odrias Sikoro!”

Seu ex-companheiro e subordinado de confiança estava no meio de ser bicado em pedaços por uma galinha aviária de penas brancas.

“Esse desgraçado!”

Willie o alcançou rapidamente. Apenas quem era Odrias para ele? Ele era o mais leal dos seguidores e o primeiro a jurar lealdade a Willie, de quem todos menosprezaram por ser um Invocado; Odrias lutou com as costas pressionadas contra as de Willie em incontáveis ​​batalhas. Era um relacionamento tão apertado que ele o colocou com seu filho patético, mesmo depois que o homem se aposentou como mentor do garoto. Pode ter sido mais estranho para ele manter a calma depois de ver tal homem sendo bicado por uma pequena galinha.

Willie ficou furioso e chutou a jovem galinha que estava bicando o cadáver.

“Bawk bawk !!”

A ave saltou para longe como uma bola até cair no chão, depois se debateu um pouco e morreu.

“Como se atreve uma galinha tentar comer o cadáver do meu companheiro.”

Foi um reflexo imediato que ocorreu antes que sua cabeça tivesse tempo para pensar. As pessoas sabiam que ele era egoísta, mas ele também era conhecido por cuidar daqueles próximos a ele.

Mas devido a suas ações, a câmara funerária anteriormente calma começou a se agitar. O humor de Marakia, o rei dos Nahaks, havia mudado. Um ar sombrio e frio fluía de Marakia, que tinha sido quieto e agradável, apesar de seu título como o Último Rei.

“Você se atreve a matar um do meu povo na minha frente?”

Marakia ficou furioso. Mimi que estava debruçada na frente dele estava usando um sorriso significativo embaixo dele.

‘Ótimo!’

Willie percebeu que ele havia cometido um erro crítico, e para piorar as coisas, um ser apareceu das sombras que ele desejava nunca mais encontrar. O Desespero do Abismo revelou-se como se estivesse aqui desde o começo.

“E-essa coisa!”

Seus seguidores, que já tinham tido sua parte de problemas devido à criatura, imediatamente desviaram o olhar dela.

“…”

Sungchul olhou silenciosamente para os arredores. Marakia estava no centro da sala, Mimi estava debruçada sobre ele, Willie e seus seguidores estavam na entrada, o Desespero do Abismo estava em um canto sombreado enquanto ele estava no meio de todos eles. Todas as figuras-chave do Reino Subterrâneo estavam reunidas em um só lugar. Quando chove o fogo que não se extingue continua, e este barril de pólvora estava prestes a explodir.

Marakia se moveu primeiro.

“Qual raça governa o mundo agora?”

Ele perguntou friamente a Mimi que estava a seus pés. Mimi respondeu enquanto ainda estava em sua pose rastejante.

“Várias raças compartilham o domínio, mas as mais dominantes entre elas … são humanos.”

“É assim mesmo?”

Marakia soltou uma risada fria. Seus olhos estrelados estavam olhando diretamente para Willie.

“Aqueles que rastejaram no chão quando voamos pelos céus agora se tornaram arrogantes porque conseguiram reunir alguma força. Ousar tratar o súdito do rei dos Nahaks de tal maneira.”

“…”

Willie começou a recuar lentamente, mas parecia pronto para puxar sua espada a qualquer momento. Marakia que viu isso zombou dele.

“Você realmente acredita que você poderia ferir uma pena no meu corpo com um brinquedo barato como esse?”

“… É verdade que feri um dos seus súditos, mas também é verdade que seu jovem súdito havia profanado o cadáver do meu subordinado.”

Willie não recuou nem um centímetro, e o rei dos aviários desabou em risos.

“As criaturas que uma vez rastejaram no chão como presas agora estão latindo tão indignamente. Humano, vou deixar você experimentar novamente o medo que havia sido esquecido.”

As asas de Marakia se abriram. O poder mágico maciço instilado dentro de suas asas negras inundou a sala, criando uma atmosfera sufocante que parecia pronta para desmoronar.

“Vou deixar este lugar e devastar toda e qualquer nação humana e levá-los à extinção. Vou queimar os indignos até a morte com as chamas da purificação, e os reis humanos serão forçados a assistir enquanto eu devoro seus próprios fígados na frente deles. Se eu repetir isso o suficiente, a raça humana pode lembrar mais uma vez o que essas asas negras simbolizam.”

‘As coisas aumentaram rapidamente’ pensou Mimi, enquanto continuava a se inclinar com a cabeça no chão aos pés do rei. Enquanto isso, Willie Gilford, que estava recebendo toda a força da ira do rei dos aviários com seu corpo, sentia um terror extremo.

‘Ele não é um adversário para mim.’

Aquele que estava na frente dele exalava tanta força opressiva que afastava o Desespero do Abismo como um espectador.

“Talvez se eu reunisse todos os 13 Campeões do Continente… mas não posso fazer isso sozinho.”

Ele havia limpado todas as pensamentos de levar os corpos de seu filho ou seu companheiro com ele. Sobreviver sempre veio em primeiro.”

Esses pensamentos corriam por sua mente enquanto ele apertava a espada com mais força, mas as asas de Marakia de repente se moveram. Marakia voou até o teto com um único bater de asas, e Willie, que podia ver as asas negras do Rei Nahak, não conseguia imaginar o que deveria fazer em seguida. Logo, o ar acima explodiu em penas e feixes de luz negra.

‘É semelhante ao Brilho, mas não exatamente o mesmo. É uma versão mais poderosa da Flecha Mágica.’

Sungchul observou silenciosamente os dois batalhando. Willie balançou a espada para desviar os projéteis ou desvia-los completamente, mas as flechas mágicas mortais continuaram a derramar como chuva, causando pequenos e grandes cortes por todo o corpo. Seus seguidores estavam há muito mortos na confusão da batalha.

“Gasp… Gasp…”

Não havia como Willie contra-atacar. Ele simplesmente seria reduzido à morte em seu ritmo, e era arriscado demais ir em direção ao rei dos aviários.

‘Jeito… não tem jeito? Algo com maior probabilidade de sucesso?’

Era preciso apostar tudo por uma luta de tudo ou nada. Willie só se envolveu quando as probabilidades estavam com ele. Essa foi a sua primeira luta, onde as probabilidades estavam contra ele desde o início. Ele tentou um contra-ataque dentro do batismo de inúmeras flechas, mas já era tarde demais já que seu corpo estava exausto e cheio de ferimentos. Ele foi atingido no abdômen com uma flecha de magia negra, e ele caiu. Foi sua última perna.

Willie enxugou os lábios e tentou recuperar o fôlego. A sombra da morte estava pairando sobre ele.

“Seu inseto.”

O rei dos aviários gradualmente desceu para acabar pessoalmente com a vida do Sétimo Campeão do Continente. Um cajado curto que parecia mais um forcado do que uma lâmina apareceu em sua mão. Foi o Cetro do Rei dos Aviários.

Marakia se aproximou de Willie, que estava desesperadamente ofegante no chão e ergueu o cetro acima dele.

“Morra.”

Foi naquele momento em que um homem apareceu diante deles. Um homem que tinha uma presença tão pequena que todos o haviam esquecido, e em suas mãos havia um martelo. Foi Sungchul.

O homem que naturalmente entrou em cena para bloquear o caminho do Rei dos Aviários aproximou-se de Willie e falou em voz calma.

“Willie Gilford. Você se lembra de mim?”

Comentários