Cerca de um mês atrás, eu Majima Takahiro fui teletransportado para outro mundo, juntamente com os alunos e funcionários da escola que eu estudava, XX Nº1 Prefeitural Colegial.

Logo depois, de de repente ser atingido por uma sensação de intoxicação, enquanto na aula, nos encontramos cercados por uma paisagem desconhecida.

A densa floresta. E o ar úmido.

Era claramente um lugar diferente do Japão moderno.

Honestamente, eu estava atordoado. Incapaz de compreender a situação, eu só podia vagar em confusão.

Em pouco tempo, os professores e vários alunos começaram a reunir os alunos confusos.

Um dos professores disse que iria dar uma olhada, e desapareceu na floresta.

Foi uma ação heroica.

Ele deve ter sido um bom professor com um senso de responsabilidade. Mas, infelizmente, porque ele estava encarregado das classes de um ano diferente, eu não sei o seu nome.

Logo após os gritos de seus últimos momentos foram ouvidos.

O que nos fez se acovardar medrosamente foi a aparição de um monstruoso lagarto de cerca de cinco metros de comprimento que andava de pé na frente de nós — um dragão.

Na sua boca, o dragão estava segurando o cadáver do professor que foi dar uma olhada.

Os alunos caíram em pânico.

No meio do caos, fui empurrado para o lado por alguém e cai no chão. Eu acho que eu era realmente sortudo por ter evitado receber quaisquer ferimentos graves, apesar de ser pisado algumas vezes e gritar em voz alta.

Além disso, eu também tive a sorte de estar em um local longe do dragão.

Eu vi os alunos que, ao contrário de mim, não tiveram sorte o suficiente e foram comidos um após o outro pelo dragão.

Se isso continuar, em breve vou ser comido também. Tudo em meus olhos ficou escuro do desespero.

Acho que foi a terceira pessoa.

Um aluno foi encurralado pelo dragão.

Porque eu caí e não podia fugir, acabei assistindo fixamente sua situação.

Ele era incapaz de ficar de pé, e o dragão tentou comer a sua parte superior do corpo.

“Hi-hiyaaaaaaaaaa–!”

Ele provavelmente não estava pensando em nada.

O aluno se contorceu tão forte quanto podia, amplamente balançando os dois braços.

Com uma velocidade que os olhos não podiam seguir.

Com uma força inimaginável.

No momento seguinte, o rosto do dragão foi arrancado.

A cena era como uma piada. Na verdade, a pessoa mais surpresa foi, provavelmente, o aluno que realmente matou o dragão.

E assim, nós fomos capazes de superar a primeira ameaça.

Com o poder conferido a nós — habilidades de trapaças.

***

Pergunto-me se você já leu uma história sobre pessoas serem teletransportadas para um outro mundo?

É lamentável, mas eu não li.

No entanto, de acordo com uma discussão que tive com um bom amigo meu, “estudantes do Japão moderno sendo teletransportados para mundos de fantasia” é um tema aparentemente popular entre os jovens.

Embora se você realmente tinha experimentado isso mesmo, não é nada além do seu infortúnio.

Mas por que histórias de tal gênero tornaram-se populares? Quando eu ouvi pela primeira vez sobre isso, eu realmente não consegui entender.

Bem, você não concordaria?

Nós nascemos e fomos criados em um Japão moderno que era tanto complacente e disposto a paz, e como alunos sem quaisquer poderes especiais, em outro mundo onde existem espadas e magia, nossa existência é simplesmente algo para ser devorado.

Mesmo se você foi para um outro mundo, você provavelmente não poderia desempenhar um papel ativo no mesmo. Na melhor das hipóteses, só seria capaz de viver enquanto na clandestinidade. No entanto, isso não faria um bom enredo.

A resposta a essas perguntas minhas era algo chamado a “habilidade de trapaça”.

“Trapaça” era originalmente uma palavra que significa ‘truque’ ou ‘enganação’, mas no Japão é agora usado como um termo do jogo em coisas como jogos na internet, onde uma ferramenta de mods é usada para executar manipulações normalmente impossíveis.

 

É um modelo de sorte em histórias onde as pessoas que reencarnam ou são teletransportadas para outro mundo possuem poderes fortes que desafiam o senso comum.

Isso é provavelmente porque esses poderes adquiridos também são chamados de ‘Trapaça’.

Seja como for, eu ainda não consegui entender a mentalidade do meu melhor amigo, que disse: “Para aqueles de nós que viemos a este mundo, é natural a sermos dotados de habilidades de trapaça.”

De qualquer forma, realmente fomos capazes de conseguir poderes misteriosos.

Uma pessoa foi capaz de esmagar aberto o chão com as mãos nuas, e outro foi capaz de exercer um poder indescritível que só poderia ser chamado de mágico. Estranhamente, eles pareciam saber instintivamente como usarem seus poderes, e controlado-os tão naturalmente quanto respirar.

Então, sem mais, nós os chamávamos de ‘habilidades de trapaça’.

Graças as habilidades de trapaça, um mundo em que nós normalmente não somos nada, mas oprimidos por monstros tornou-se extremamente fácil de se viver.

Nós construímos um abrigo temporário, repelimos monstros e removemos ameaças. Por uma questão de fato, nós os adicionamos às nossas refeições atuais.

No entanto, nem todos foram abençoados com uma habilidade de trapaça.

No máximo, apenas um terço de cerca de 300 pessoas continham habilidades de trapaça.

Aqueles que possuíam habilidades de trapaça entraram na floresta para caçar e protegerem o abrigo temporário. Porque eles conduziram principalmente explorações na floresta, que os nomeamos “Grupo de Exploração’.

Aqueles que não têm habilidades de trapaça se envolveram com as obras de construção no abrigo temporário. Em contraste com o “Grupo de Exploração’, eles foram referidos como o “Grupo de Ficar em Casa’. Chamamos de acordo e foi assim completada a:  ‘Colônia’.

Alias, eu não tenho uma habilidade de trapaça, e meu amigo otaku que me ensinou sobre as habilidades da trapaça não tem uma também. Há aqueles com habilidades de trapaça e aqueles sem. Talvez houvesse alguma teoria por trás disso, mas, infelizmente, eu não sabia essas teorias.

Para ser mais preciso, não parece ter havido alguma melhoria na força física, etc., para as restantes 700 pessoas, mas eles eram excessivamente triviais; não de uma maneira onde ele poderia ser dito ser uma possibilidade de trapaça. Eu também senti um leve desconforto com o meu corpo, mas poderia ser dito para estar no nível de não mais do que uma ilusão ou sentimentos de estresse originários do caos.

Uma semana depois…

Mesmo que houvesse algumas vítimas adicionais, os alunos que foram transportados para um outro mundo provisoriamente tornaram-se capazes de experimentar um estilo de vida um pouco estável.

Naquele tempo, algo como um sistema de governo, dirigido por uma parte dos alunos, também começou a se fundar.

Porque havia cerca de 1.000 pessoas, a existência de um sistema para unificá-los era absolutamente necessário.

Tendo feito isso, a próxima coisa em nossas mentes foi descobrir que tipo de mundo foi esse.

Nesse momento, ninguém acreditava que esse era o nosso mundo original mais. Se pedirmos a aqueles que tinham as habilidades de trapaça próprias a controlar magia para nos ensinar, poderíamos até aprender a usar magia.

Claro, só aqueles que já tinham habilidades de trapaça foram dados a oportunidade de aprender magia. Eles tiveram que lutar pelos nossos meios de sustento, e, como se poderia esperar não tinham tempo livre para ensinar magia para aqueles de nós do Grupo de Ficar em Casa que estavam vivendo em habitações temporárias montadas a partir de todos os tipos de árvores que foram cortadas.

De qualquer forma, estávamos à procura de conhecimento sobre este mundo.

Existem humanos como nós aqui?

Se existem, como podemos escapar dessa floresta para encontrá-los?

Assim, a Primeira Unidade de Expedição foi formada. Seu objetivo era escapar dessa floresta. Pensando de volta agora, eu não posso ajudar, mas para sentir um senso de ironia para com aquele nome. Porque uma Segunda Unidade de Expedição nunca seria organizada para sempre.

Uma semana após a Unidade de Expedição sair, nosso abrigo temporário da Colônia foi destruído.

Algumas das pessoas com habilidades de trapaça fizeram um golpe de estado.

Os impulsos do seu antigo mundo no meio de uma floresta de outro mundo onde não existem leis, era difícil para os alunos a manterem os seus costumes. É ainda mais para aqueles que ganharam algo como habilidades de trapaça. Poder leva as pessoas a loucura. Juventude leva as pessoas aos erros. É esse tipo de coisa.

Apontando para a ausência da Primeira Unidade de Expedição, um grupo de pessoas ambiciosas, o Grupo da Revolta, reuniu-se e fez um golpe de estado.

Uma intensa batalha se seguiu entre os alunos que tentaram manter a ordem e os alunos do Grupo de Revolta.

A habilidade de trapaça é um poder que pode facilmente matar até mesmo dragões.

Por causa do conflito entre aqueles que possuíam tais poderes, alunos, sem habilidades de trapaça, incluindo eu próprio, só podíamos sair daqui, tentando fugir.

Isso ainda teria sido bom se nós estavam apenas correndo, tentando escapar.

Não era apenas uma parte das pessoas com habilidades de trapaça que haviam perdido a razão.
Mesmo os alunos sem habilidades de trapaça cederam a violência.

Em meio a isso, eu fui violentamente atacado pelos colegas do Grupo de Ficar em Casa.

Se eu tivesse que dizer o que deu errado, eu acho que foi apenas má sorte. Havia outros como eu, que também foram vítimas do tumulto.

Ninguém veio para ajudar.

Eu acho que ninguém tinha tempo livre para fazer algo assim. Todos estavam desesperados para sobreviver. Isso foi um raciocínio lógico.

No entanto, minhas emoções eram uma questão diferente. A visão de muitos alunos me testemunhando ser atacado, mas fingindo não verem e continuando a fugirem, rasgou o meu coração em pedaços.

A única razão pela qual eu sobrevivi foi porque eu tive sorte.

Só então, uma luta entre os usuários de habilidades de trapaça surgiu nas proximidades, e todos foram atingidos pela onda de choque resultante.

Os alunos que eram violentos para mim foram todos transformados em cinzas negras.

Só eu, que tinha caído no chão, sobrevivi.

Era tudo sorte. Não havia nada de estranho morrer ou ser morto.

No momento em que eu reconheci isso, meu coração ferido sentia como se tivesse se tornado muito vazio.

Forçando meu corpo ferido para frente, eu escapei para as profundezas da floresta, e vaguei dentro por vários dias.

Então, essa manhã, encontrei uma caverna e se refugiei lá.

Mesmo que eu tivesse encontrado um lugar para se refugiar dentro, eu, que mal tinha escapado com vida, não podia fazer nada além disso.

Afinal, há muitos monstros ferozes nesta floresta, e sem quaisquer habilidades de trapaça ou meios de combate, tornei-me incapaz de sair da caverna.

Se eu realmente quisesse sobreviver, talvez eu devesse ter tomado um risco e procurado por pessoas que eu podia confiar antes de deixar a colônia.

No entanto, no meio dessa confusão, eu não fui capaz de fazer isso. Não, mesmo que não fosse uma situação como essa, onde você não sabia o que iria acontecer no minuto seguinte, eu acho que teria sido impossível para mim, como estou agora, para fazer tal escolha.

Eu já não podia acreditar nos seres humanos mais.

Os seres humanos não são nada além de lixo.

Essa convicção pode ter sido a única coisa que ganhei depois de ter vindo a este mundo.

Ou talvez eu poderia ter perdido algo importante como uma pessoa.

De qualquer maneira, era irrelevante para mim, como eu já estava prestes a morrer.

Comentários