O início

Era um mundo diferente no qual havia um ser cujo a presença era temida chamado Maou, O Rei demônio. Esse ser tinha cabelos pretos, 2 chifres – cada um tinha cerca de 5 centímetros – olhos vermelhos, uma aparência bonita com seus 19 ou 20 anos – jovem para um ser tão temido e usava uma capa e roupas preta como se fosse um Lorde.

Quando algo inesperado estava prestes a acontecer, Maou estava em seu castelo, sentado em torno da mesa com mais 5 seres – seus subordinados -. Estavam discutindo sobre o plano de dominação mundial.

 

– Feles, você seguirá para o Oeste – disse Maou com tom de ordem – e encontrará novos recrutas demônios para nosso exército, eliminando qualquer um que se opor a nós.

 

– Sim, meu senhor.

 

Feles, um dragão meio-humano e de escamas negras, era um dos subordinados de Maou, sendo ele um capitão da 2ª divisão de seu exército.

 

– Entoanetta, você seguira para o Leste e fará o mesmo que Feles – ordenou Maou.

 

– Sim, Maou-sama.

 

Entoanetta, uma mulher demônio com longos cabelos roxos – assim como seus olhos -, um corpo esbelto e seios fartos. Um demônio com asas negras. Possuía apenas um chifre, semelhante ao de Maou, e usava um longo vestido totalmente negro. Ela era a capitã da 3ª divisão.

 

– O restante ficará em seus postos, cuidando de nossas defesas. Isso é tudo, por enquanto – disse Maou.

 

– Sim, Maou-sama – disseram os outros, cujo só se via a silhueta.

 

Todos que estavam na sala saíram, apenas Maou permaneceu.

Agora que meus planos estão em pratica – pensou Maou –, esse mundo será meu.

Caminhando em direção à saída ele vê um estranho círculo mágico se formar ao redor de seus pés.

 

– Hã!? O que é isso???

 

O círculo aos poucos vai subindo em seu corpo e, ao mesmo tempo, suas pernas começam a desaparecer. Ele tenta desesperadamente sair do círculo, mas não consegue se mover.

 

– O QUE É ISSO? MEU CORPO NÃO SE MEXE! UG AAAHHH!!!

 

Com seu grito o círculo domina seu corpo completamente e ele então desaparece.

 

# # #

 

Sem saber quanto tempo se passou, Maou aos poucos retorna a consciência e se vê deitado em um chão gramado. De olhos serrilhados ele vê a silhueta de algo que lhe parecia uma mulher. Precisamente a silhueta de uma jovem mulher, agachada, que lhe chamava naquele momento.

 

– Ei acorde…acorde dorminhoco…

 

– … Quem? Entoanetta? – diz Maou, confuso.

 

– Não…

 

Ele abre os olhos calmamente e vê arvores e grama em volta. Por fim vê a jovem.

A garota tinha seus 17 anos, loira e de cabelos longos. Olhos verde-esmeralda com um corpo esbelto, poucos seios e trajava roupa de estudante.

 

– Olá! – disse ela – Prazer em conhecer. Meu nome é Yu, Yu Sato, e de agora em diante você será meu servo.

 

– Pare de brincadeiras, humana idiota! Nunca serei seu servo, e de ninguém! Quem deve me servir aqui é você!

Ele rapidamente se levanta, e ao olhar para ela se sente desconfortável com tal beleza.

 

– Hm… está decido, de agora em diante você se chamará Sebastian.

 

– Humana, te mostrarei o desespero por zombar do grande Sebastian! – diz Maou, impaciente.

 

– Eh… Quero dizer, O grande Sebastian! – disse ele, sem graça.

 

– O que??? O que está acontecendo? Por que não consigo dizer meu verdadeiro nome? O que você fez, humana?!

 

– Ah! – diz Yu. – Deve ser por isso.

 

Ela retira de seu bolso um PSVita e mostra a ele.

 

_____________________________________________________

 

Nome: Maou – Alterado – Sebastian

Raça: Demônio

Level: ???

Atividade: Imperador dos demônio

Classe: Mestre em magias proibidas/ Mestre Espadachim/ Mestre Mago

Força: ???

Agilidade: ???

Pontos de vida: ??? / ???

Pontos de Magia: 15000

Sorte: ???

Constituição: ???

Inteligência: ???

Habilidades Ativas: ???

Habilidades Únicas: Ir imediatamente quando chamado por Yu Sato/ ???

Habilidades Passivas: ???

 

_____________________________________________________

 

– Eu alterei seu nome aqui – diz ela, apontado para o PSVita.. – Deve ser por isso que você não consegue pronunciar seu antigo nome.

 

Ele fica surpreso ao olhar para o tanto de informações naquele estranho objeto, e então questiona.

 

– Ei, Humana…

 

– YU! Yu Sato. – ela o interrompe.

 

Subitamente uma veia salta na cabeça de Maou e, irritado, ele torna a perguntar.

 

– YU – diz ele, com tom de desgosto –, como diabos eu vim parar aqui? Quem é você? E que maldito lugar é esse?

 

– Ah! Boas perguntas, Sebastian.

 

Novamente uma veia salta na cabeça dele ao ouvir aquele nome.

 

– Você – continua ela – veio aqui porque te chamei com minha habilidade única. Eu já me apresentei, me chamo Yu Sato. Aparentemente sou uma heroína. E não faço a mínima ideia de onde estamos.

 

Ela olha em volta ao mesmo tempo que se afasta de Maou.

 

– Esse lugar parece uma floresta, não sei como vim parar aqui. Eu apenas acordei neste lugar há algum tempo. Achei que meu PSVita estivesse quebrado pois algumas funções ficaram loucas, mas, no fim das contas, acredito que este seja um mundo diferente como ele diz.

 

– O que você está dizendo? – interrogou ele. – Esse mundo é o mesmo de sempre.

 

– Bem, para você pode ser o mesmo, mas eu vim de outro mundo um pouco diferente. E só acreditei mesmo quando toquei seus chifres enquanto você estava caído, desacordado.

Ele coloca a mão em seus chifres e fica em posição de batalha enquanto olha para ela.

 

– Você fez o que enquanto eu estava desacordado??? – pergunta Maou.

 

– Nada de mais, só pensei que fosse um maluco fazendo cosplay, mas eu me enganei. Aparentemente as informações que obtive pelo meu PSVita dizem que este é um mundo diferente do que eu vim e eu sou um herói. Heroína, neste caso…

 

Ela novamente mostra o portátil para ele, onde se consegue ler a frase:

 

“Bem-vindo ao mundo Nakay™. Faça você mesmo as descobertas sobre este novo mundo.” 

 

– E logo abaixo dessa introdução medíocre está meu status. – diz Yu.

 

_______________________________________________

 

Nome: Yu Sato

Raça: Humana

Level: 1

Atividade: Herói

Classe: Nenhum

Força: 8

Agilidade: 12

Pontos de vida: 54 / 55

Pontos de magia: 260 / 35260

Sorte: 35

Constituição: 9

Inteligência: 25

Habilidades Ativa: Nenhuma

Habilidades Únicas: Invocar um único servo de nível especial

Habilidades Passivas: Desenvolvimento de Herói

_____________________________________________________

 

Maou, ao olhar para o PSVita, percebe a grande quantidade de magia que Yu possuía.

 

– Hm… Então esse negócio é igual aos cartões com os status dos aventureiros… – diz Maou.

 

– Hum? quer dizer então que existem outros aventureiros nesse novo mundo?

 

– Sim, mas o mais importante… – diz Maou ao conjurar uma bola de fogo em sua mão.

 

Ele atira sua bola de fogo contra Yu que imediatamente vai ao chão tentando se defender. Após a explosão, uma cortina de fumaça sobe em volta dela e, aos poucos vai sumindo, permitindo Maou enxergar aquela estranha parede de magia que a protege.

 

– O que você está fazendo!? – grita Yu, assustada.

 

– Tentando me livrar da magia de invocação matando o próprio invocador, mas há alguma segurança na magia que te protege de meus ataques.

 

– Ah é!? Nunca mais faça isso, idiota! – fala Yu, após se levantar e limpar sua saia.

 

– Entao me liberte desta maldita magia! – exlama Maou, atirando outra bola de fogo.

 

– PARE!!! – grita ela, assustada. – Eu não sei como te libertar dessa merda de magia! Eu te chamei aqui por acidente.

 

– Oh. É mesmo…?

 

Maou lentamente vai em direção a Yu. Ela fica cada vez mais assustada, até que ele repentinamente para.

 

– Bem… – continua ele – …se eu não posso lhe atacar, certamente essa coisa aí atrás fará o serviço.

 

Yu olha para trás e vê o que parece ser uma Aranha parecida com uma aranha Lobo, um monstro com mais de 2 metros de altura. Assustada, Yu sai correndo desesperadamente em direção a Maou. Ao perceber o súbito movimento, a arannha vai ao ataque, porém, no mesmo instante, Yu consegue desviar-se, fazendo com que a aranha vá contra Maou, e ele, surpreso com o movimento de Yu, se surpreender e acaba sendo atingido pela aranha. Antes de tudo acabar, o Rei Demônio consegue parar o monstro, segurando firmemente sua cabeça.

 

– MORRA!!! – enquanto o monstro queimava, virando cinzas.

 

Yu fica sem palavras ao ver aquela cena, e Maou, ainda zangado, volta a ir atrás dela, lentamente,

 

– Agora é sua ve-… – diz ele.

 

– CUIDADO!!!

 

Antes que pudesse fazer qualquer coisa, Maou é empurrado por Yu.

Mal conseguia-se ver o que passou ali, uma rápida esfera verde que, ao passar próximo a Maou, atinge e derruba uma árvore, corroendo-a instantaneamente.  Antes que pudessem se levantar outra Aranha tenta ataca-los, mas num movimento rápido, Maou utiliza sua magia e a incinera em poucos segundos.

Depois de algum tempo, logo após o empurrão, Maou percebe que Yu está agarrada em sua cintura e de olhos fechados.

– Como ela é linda… – pensa ele, ao olhar para ela.

Ela, ao perceber que esta agarrada a ele, fica tímida e se afasta dele, ficando vermelha.

 

– Por que me protegeu? – diz ele. – Achou mesmo que eu ia morrer para aquilo?

 

De fato, Maou não morreria para um ataque daquele, mas se sentiu curioso, afinal, por que um humano protegeria um demônio? Pior ainda, proteger o Rei dos Demônios, o mesmo que estava planejando há algum tempo governar os humanos ou até mesmo aniquila-los.

 

– Não sei… – diz ela, em pé, estendendo sua mão para ele. – Vamos.

 

– Para onde? – pergunta Maou confuso

 

– Procurar um jeito de desfazer esta magia, e enquanto fazemos isso, você me protege.

 

Ele pensa um pouco, ao olhar para os olhos de Yu, se sente envergonhado o obrigando a desviar seu olhar. Então aperta sua mão e se levanta.

 

– Hm. – Maou acenou com a cabeça

 

………………………………………………………………………………………

 

Eu era uma estudando… bom, não diria normal… Não tinha tantos amigos. Na verdade, tinha apenas uma amiga. E acho que ela só se tornou minha amiga após descobrir minha situação. Era um segredo entre minha família, o diretor e os professores da escola. Talvez ela tivesse pena de mim e por isso se aproximou. Ela era a filha do diretor… Eu não era muito popular, às vezes até me tratavam mal. Provavelmente por isso eu mudei tanto. Acho que era devido à minha situação… Mas eu já fui popular um dia, tive muitas amigas e amigos, porém, após descobrir a minha nova condição, passei a ficar mais tempo só, trancada no meu quarto jogando alguma coisa ou assistindo animes. Em certo dia de outubro, quase um anos depois, eu estava indo pra escola e…

 

– Vamos! Yu, vem logo! Estamos atrasadas. Larga essa coisa e vem. – disse Marin.

 

Marin era minha amiga, filha do diretor. Naquele momento ela estava do outro lado do cruzamento.

 

– Não quero! – diz Yu. – Sem isso eu não vivo.

 

Eu estava segurando meu PSVita, quando apareceu um aplicativo estranho chamado Nakay. Eu cliquei. Logo em seguida, um contador regressivo apareceu. No mesmo instante, um menino de mais ou menos 7 anos largou a mão de sua mãe, que estava ao meu lado, e saiu correndo para atravessar a rua, claramente por um motivo trivial como um brinquedo que sua mãe deixou de comprar e fazendo assim uma birra para sua mãe comprar o que ele quer. Infelizmente, um caminhão que estava indo em sua direção não conseguiu parar a tempo. Eu só não sei explicar o porquê, mas naquele instante eu saí correndo para empurrar o menino… E consegui. Só que eu seria atingida pelo caminhão, agora. Vi um clarão e… Escuro. Nada.

…………………………………………………………..

 

“Onde estou?” Era só isso que conseguia pensar… Eu estava deitada em um gramado. Me ergui o suficiente para ver árvores em volta. “Uma floresta?”, eu pensei. “Hahaha! Morri e vim parar no céu? Não, é brincadeira não é. Eu deveria estar na cidade, indo para a escola. É semana de prova…” Até que eu me desesperei… “Fui sequestrada!!!” Bom, o fato é que depois de um tempo eu me acalmei e decidi verificar minhas coisas. Um celular, material escolar, bateria para meus Devices e o PSVita, que inclusive estava no chão. Quando o peguei vi a mensagem.

 

“Bem-vindo ao Nakay™, um mundo no qual você nunca viu. Existem seres diferente classificados como HumanosSemi-humanos, e Demônio. Neste mundo você também irá encontrar uma grande variedade de monstros. Monstros sem inteligência, guiados apenas pelo instinto, mas, caso eles evoluam, passam a ser demônios e adquirem inteligência. Então fique atenta, pois, isto não é um jogo, se você morrer neste mundo, nunca poderá voltar ao anterior. Logo abaixo está seu status atual.” 

 

______________________________________________________

Nome: Yu Sato

Raça: Humana

Level: 1

Atividade: Herói

Classe: Nenhum

Força: 8

Agilidade: 12

Pontos de vida: 54 / 55

Pontos de magia: 35260 / 35260

Sorte: 35

Constituição: 9

Inteligência: 25

Habilidades Ativa: Nenhuma

Habilidades Únicas: Invocar um único servo de nível especial

Habilidades Passivas: Desenvolvimento de Herói

_______________________________________________________

 

“Como pode ver você será o novo herói deste mundo então tente não morrer e descubra o que tem reservado para você” 

 

– HÃ?! Novo mundo, demônios, o quê? Tá brincando… Eu virar um herói? Não faz isso comigo… Hm. Por que eu estou levando isso a sério? É só um jogo idiota no meu PSVita. Tenho que agir logo daqui antes que os sequestradores voltem.

 

……

 

Bem, depois de alguns minutos andando pela floresta, eu vi algo que não queria ver: um grifo. Sim, um GRI-FO! Cabeça e asas de águia e o corpo de leão. Passara voando por cima das árvores e , por sorte, não me viu. Peguei meu PSVita relutantemente pois não queria acreditar que estava em um mundo onde havia demônios e grifos por aí.

 

– Hm… O que é essa habilidade “invocar servo”?

 

Ao clicar apareceu uma breve descrição:

 

Invocar um servo de nível especial
Uma habilidade que permite chamar um servo ilimitadamente a um grande custo de magia, porém,a magia não voltará a não ser que a habilidade cesse (MP: 35000)
Para realizar a habilidade basta imaginar ou apertar este botão[Símbolo](botão)

 

– Interessante vamos testar.

 

– Ao apertar o botão, bem diante de mim surgiu um círculo de luz com umas escrituras estranhas, e de dentro saiu uma pessoa, ou algo parecido… Ele tinha chifres, olhos vermelhos, cabelos negros e uma aparência jovem. Vestia-se como um lorde das épocas de 1800 ou por volta disso.

 

– Ei você está bem?

 

Assim que o círculo sumiu ele caiu bem na minha frente, antes que pudesse segurá-lo.

 

– Que pessoa mais estranha… cosplay? Não,eu vi um grifo e um círculo magico.

 

“IMAGINAÇÃO! Sim, imaginação! ” assim pensei, tentando negar a realidade diante de meus olhos. Me aproximei dele e vi que estava desacordado. Por curiosidade eu mexi em seu chifre, e, para a minha surpresa era grudado ou colado, sei lá. Parecia crescer em sua cabeça como se fosse cabelo.

 

– De acordo com meu Psvita, existem demônios por esse mundo. Talvez este seja um… É… Não era pra eu, supostamente, ser a heroína aqui? Por que a heroína teria um poder de invocar demônios??? Bem, já vi em vários jogos pessoas invocando animais poderosos e até demônios para ajudar em batalhas, então talvez esse seja leal a quem o invocou. Vou tentar acordá-lo.

 

–  EI! Acorde! Acorde dorminhoco!

 

–  Quem? – disse ele, confuso – Entoanetta?

 

…………………………………………………………………………………………

 

E agora aqui estou com esse cara que dei o nome de Sebastian. Ele parece não ter gostado e de início até me atacou, mas agora estamos meio que bem. Sério, ele até me emprestou uma adaga que ele tinha. Assim eu pude matar as aranhas pequenas, ao contrário das anterior a essas são filhotes. Já matei um grande número delas, inclusive. E meu status aumentou bastante, apesar de não ter elevado meu level.

 

_____________________________________________________

Nome: Yu Sato

Raça: Humana

Level: 1

Atividade: Herói

Classe: Nenhum

Força: 16

Agilidade: 25

Pontos de vida: 102 / 103

Pontos de magia: 290 / 35290

Sorte: 36

Constituição: 13

Inteligência: 36

Habilidades Ativa: Ataque com adaga lvl 1

Habilidades Únicas: Invocar um único servo de nível especial

Habilidades Passivas: Desenvolvimento de Herói

_____________________________________________________

 

De acordo com a descrição da habilidade passiva [Desenvolvimento de herói]

 

Desenvolvimento de Herói 
Esta habilidade permite que seu personagem evolua de forma agressiva a cada fim de combate, fazendo com que ganhe pontos em status sem elevar o level como um todo (Pontos ganhos são distribuídos aleatoriamente e não poderão ser removidos futuramente).
Habilidades Passivas são ativadas automaticamente

 

–Incrível! Eu posso superar até mesmo monstros com níveis acima do meu com essa habilidade. Com isso posso chegar mais perto de sair deste lugar.

 

– Ei! Cuidado onde pisa – diz Maou ao agarrá-la, antes que ela tropeçasse em uma raiz de árvore.

 

– O-ok.

 

Aparentemente, esse cara era para ser um demônio imperador, o cara mais malvado desse mundo, mas vendo ele agora, até que é bonzinho… apesar do que aconteceu lá atrás. Bom, acho melhor continuarmos assim pois não quero que ele me ataque novamente, e além do mais, ele deveria ser meu servo afinal.

 

……………………………………………………………..

 

Hm. Essa garota tem habilidades decentes agora apesar de ser muito fraca ela evolui muito bem. – pensou Maou – Yu o nome dela… Bom, mesmo que não precisasse ela tentou me ajudar. Darei um crédito à ela. Agora me sinto em dívida, darei uma adaga que carrego como última instância, caso eu sofra algum tipo de magia que tire meus poderes. De início ela era como uma principiante, agora já está mais ágil e habilidosa, algo surpreendente para uma mera humana. Talvez num futuro eu deixe ela me servir, assim que eu retirar essa magia a mim imposta. Por enquanto, apenas a ajudarei, já que não posso matá-la. …mas o que mais me surpreende é aquela quantidade absurda de magia que aquele artefato diz pertencer a ela. Se for verdade, ela ultrapassa qualquer ser existente nesse mundo. Nem eu sou capaz de tal poder, e como sou imperador, sou o mais forte nesse mundo se tratando de magia, sendo que os humanos mais dedicados em magia podem chegar a 5.000, e os considerados especiais, até 10.000, porém, nunca existiu alguém que ultrapassasse esse poder. Até mesmo chegar ao meu nível de poder seria um fato surpreendente. Seu nível é muito fraco no momento, como se fosse um humano que acaba de aprender magia, mas, se aquele artefato for como uma placa de aventureiro, é realmente impressionante. O fato é que ainda não sei onde estou, mas assim que descobrir, terei que levá-la para meu castelo. Talvez Aizec sabia alguma coisa sobre esse tipo de magia, já que ele é um invocador experiente.

Enquanto Maou via ela matando filhotes de aranha, percebia algo no horizonte da floresta.

 

– Uma estrada! Ei, caçadora de aranha! Tem uma saída nesta direção.

 

– UFA! – responde Yu, ofegante após matar um filhote de aranha – Você deveria me ajudar, Sebastian, e não só ficar aí vadiando.

 

– Tolice! Esses monstros não merecem nem meu olhar de desprezo. E pare de me chamar assim. – disse ele.

 

– Aah… Não vejo a hora de ir para casa tomar um banho e tirar esta roupa cheia de sangue de aranha.

 

– Pare de reclamar e me siga. – diz Maou, indo em direção à estrada – Encontrei a saída desta floresta.

 

– É sério? Ei, volte aqui.

 

Após um tempo caminhando, ambos vêem uma pequena cidade no horizonte.

 

– Que sorte! Já está escurecendo, talvez essas pessoas possam nos ajudar. – diz Yu.

 

– Talvez…

 

– Não será um problema aparecer com estes chifres na cidade? – diz ela, ao olhar para os chifres de Maou.

 

– Inútil! Se forem seres humanos, basta eu destruí-los.

 

– Ããããh… Não faça isso…

 

– Por que?

 

– Por que? … Não importa, apenas quero que não destrua nada.

 

– Está bem. – diz ele, suspirando – Tenho uma magia que esconde meus chifres, então não será um problema.

 

– Está vendo? É só tentar que você consegue. –Yu diz em um tom de satisfeita

 

Eles acidentalmente trocam um olhar.

 

– C-cala boca – diz Maou, atrapalhado ao tentar desviar o olhar.

 

E assim eles seguem em direção à cidade.

________________________________________________

Nota: Bem esse foi o primeiro capítulo de Nakay espero que tenham gostado e se possível curta e compartilhe para assim ser bastante conhecida e eu trazer novos capítulos mais rapidamente.

Bem eu irei trazer o segundo capítulo sábado, porém com toda via talvez não finalizado como este, pois as palavras estão em um estado formal neste capítulo como em um livro e não fui eu que deixei assim foi meu amigo Blizzard Wolfang e demora um pouco para ele alterar então sábado que vem será um pouco mais de um jeito informal a leitura, mas assim que ele terminar de passar para uma leitura formal eu atualizarei o capítulo então não se preocupem, história ainda é a mesma só o jeito de leitura irá modificar.

Na verdade deixe nos comentários qual jeito vocês preferem, posto assim que ele arrumar ou posto do jeito informal e depois atualizo?

Agradeço a todos que leram até aqui.

 

Comentários