Treino físico(1)

Depois de saírem da caverna, Ariel estava ansioso. Como não ficar? Ele acabou de descobrir que tinha uma afinidade excepcional com seu elemento, que segundo Kanri era a melhor que ele tinha visto em anos.

“Pai, mãe, esse era meu potencial? ” Ele não tinha muita lembrança deles, e por causa disso não conseguiu desenvolver quase nenhum afeto por eles, porém ele se lembrava claramente da ultima coisa que ouviu deles.

Avistando a casa na montanha, Ariel soltou um grande suspiro, o corpo dele estava totalmente exausto, ele sequer pensou que um teste de elemento poderia fazer isso com ele, mas era no próximo dia que o treinamento iria começar de verdade, e nisso ele acreditava que daria o máximo do seu corpo até não aguentar mais.

“Jovem, amanhã será seu primeiro dia de cultivo de corpo.” Disse Kanri colocando os braços no ombro do garoto. ”Como eu percebi que está quase sem forças, não vou me atrever a lhe explicar coisas do cultivo agora, então quero que descanse muito, pois amanhã vou lhe ensinar o significado de exaustão.”

“Senhor Kanri, qual é o seu nível de fortalecimento de corpo? ” Além da idade de Kanri que ele descobriu a pouco tempo, isso o estava deixando inquieto.

“Amanhã eu posso lhe falar isso, agora não retruque e vá descansar.” Ariel percebeu que o ancião ficou um tanto incomodado com a pergunta, e tentando acabar com o assunto ele entrou rapidamente.

Se preparando para descansar ele tomou um banho usando a banheira que o ancião tinha em, e rapidamente percebeu algumas cicatrizes na parte de seus ombros e peito. “Meu teste elemental fez isso em mim? ” Aceitando que isso tinha acontecido, ele se dirigiu para a cama esperando o dia que estava para vir.

Fora da casa estava Kanri, pensativo, tentando entender o que aconteceu no dia de hoje. “Será que os deuses esperem que eu guie esse garoto? ” Disse ele antes de entrar.

E assim a noite passou num piscar de olhos.

Acordando Ariel escutava um barulho familiar, era o ancião preparando ervas novamente. Toda vez que Ariel o via desse jeito Kanri parecia estar muito concentrado.

“Senhor Kanri por qual motivo você faz isso quase todos os dias? ”

“Então você já acordou é? ” Mesmo assim ele não parava de produzi-las. Quando terminou ele disse com uma face gentil: “Sinceramente eu sei que faço mais do que preciso, acho que virou um hábito meu que não consigo mais parar.”

“Espero que o jovenzinho esteja pronto, hoje você vai perceber a dificuldade do caminho de um cultivador.” E assim os saíram da casa, e fora dela havia alguns instrumentos parecendo com um tipo de roupa.

Se aproximando deles ele disse: “O que são essas coisas? ”

Enquanto ele segurava um objeto em cada mão Kanri falou: “Esses objetos vão servir pra o seu cultivo de corpo.” Os jogando perto de Ariel ele replicou: “Além da meditação, você deve treinar fisicamente seu corpo, apesar de você ter sido um assassino e provavelmente ter uma parte física razoável ainda existem crianças da sua idade imensamente mais fortes que você.”

“Essas coisa irão deixar seu corpo mais pesado, você não tem permissão para tira-las até que eu diga. Começando por hoje você vai as vestir, cada uma pesa 30k. Com o tempo vou aumentar a quantidade de peças junto com o peso delas, lembre-se de que conforme seu cultivo for maior, também será maior sua resistência, força, vigor e varias outras coisas.”

Depois de ouvir a explicação do velho ele as vestiu e percebeu que era extremamente difícil se mover. Na aparência esses objetos pareciam ser um tipo bem ordinário de roupa, mas eles eram preenchidos por um tipo de minério comum conhecido por ser pesado e pequeno.

“Agora devo lhe explicar como será seu treinamento.” Ariel estava muito ansioso, ele não sabia como seria eu treinamento nem um pouco.

“Durante seis meses eu vou deixar sua parte física adequada para o começo do cultivo do seu corpo.” Por mais que a pessoa quisesse começar a ser um fortalecedor de corpo, seria muito mais árduo se seu corpo não estivesse à altura do treinamento que iria fazer. Por isso Kanri queria garantir a melhor maneira possível para Ariel.

“Sei que você mal está se aguentando em pé, mas não se esqueça do seu treinamento.” Tentando segurar a expressão de dor que ele estava sentindo, Ariel deu um sorriso forçado e disse: “Sim senhor Kanri.”

O ancião aos poucos começava a se envolver emocionalmente com o garoto, seu esforço e determinação o contagiavam, e assim estava começando a pensar nele como se fosse seu neto ou filho. Em seus 892 anos de vida apesar de Kanri ter se envolvido com inúmeras mulheres, ele nunca tinha tido descendentes e isso o tem incomodado ha muito tempo.

Porém agora ele acreditava que se conseguisse dar a direção certa ao garoto de 10 anos em sua frente, ele não ficaria arrependido quando sua hora chegar. Sim, na sua mente ele iria proteger e lhe mostrar que o mundo pode não ser apenas a rotina de matança que Ariel vivenciou todo dia por anos.

“Se tem alguma dúvida sobre seu treinamento físico me diga agora.”

“Não é sobre meu treinamento, eu gostaria de saber o quão forte o senhor é! ” Apesar do ancião saber tudo sobre Ariel, o jovem não sabia praticamente nada sobre a pessoa que o salvou e o acolheu desde então.

Depois de um suspiro ele disse: “Você realmente não desiste de maneira alguma não é? ” Ele já sabia que essa hora iria chegar, mas não que iria ser tão cedo.

“Que seja, se você quer realmente saber vou responder a seus anseios, porém acredito que isso pode o decepcionar um pouco.” Percebendo que a relutância do ancião em falar sobre esse assunto desapareceu, Ariel assentiu.

“Há cerca de 200 anos atrás eu estava no auge do meu poder, e mesmo depois de ter vivido mais de 600 anos ainda era um pouco ingênuo, acreditava que eu era uma das pessoas mais fortes deste continente e claro eu estava totalmente enganado.”

“E nisso aprendi algo que levarei até o final de minha vida, eu entendi qual é a melhor vantagem em uma batalha contra seu oponente, sabe qual é jovem Ariel? ”

“Não sei senhor Kanri.” Ariel estava admirado, como sempre.

“A melhor vantagem de alguém em uma batalha é ser subestimado.” Do jeito que o ancião falou Ariel provavelmente tomaria isso como um princípio próprio. Percebendo que ele havia desviado da história original ele disse: “Vamos voltar à parte importante.”

“Por causa da minha ingenuidade muitas pessoas se aproveitaram disso e quase conseguiram me matar, algumas com poder parecido com o meu ou até mais fortes.”

“Senhor Kanri qual é o seu nível de cultivo de corpo? ” Essa era a parte que o velho mais odiava falar, pois lhe causava raiva.

“Não me interrompa, escute o que tenho a dizer assim você vai entender, antes meu poder era alguns níveis acima das camadas de céu e terra. Poderia se dizer que eu era um dos pilares de força nesse continente, mas não o suficiente para ser o mais poderoso.”

“Um dia lutei com alguém muito forte de outro país, e a essa batalha foi demorada e me deixou do jeito que estou agora.” Segundo ele essa batalha durou vários dias e noites. Até que no ultimo ataque dos dois Kanri ganhou e matou seu oponente, mas devido a isso ele teve seu poder diminuído permanentemente o fazendo desistir de se tornar mais forte do que era. E por isso ele se mudou para essa montanha pacifica longe da luta por poder, aproveitando calmamente sua vida até acabar.

“Atualmente meu fortalecimento de corpo está no décimo nível dos céus, mas antes eu era muito, mas muito mais forte do que isso.” Ele tinha a expressão de alguém que estava aliviado, isso porque era a primeira vez que ele dizia essa história para alguém.

No pensamento de Ariel o ancião ainda era muito forte e uma meta a ser alcançado por ele.

“Agora chega de conversinha e comece a correr com seus pesos, lembre-se do que eu disse, você só está permitido a tira-los quando eu deixar e para tomar banho.”

Depois disso Kanri explicou como funcionaria seu treinamento físico, Ariel tentaria andar e correr com seu corpo mais pesado para se acostumar durante um mês inteiro, e depois disso iria praticar flexões e outros inúmeros exercícios até terminar os seis meses de treino.

E assim até o final do dia o garoto não descansou e correu quilômetros até atingir o estagio onde seu corpo mal se aguentava ficar de pé. Sua determinação estava mais forte do que nunca, ele mantinha uma frase pra si mesmo em momentos que estava prestes a desmaiar.

“Não posso desistir, o senhor Kanri depositou suas esperanças em mim para que eu possa me tornar forte como ele um dia.”

E foi assim durante uma semana. No final dela Ariel já conseguia aguentar mais tempo sem se esgotar, durante esse treinamento físico Kanri disse a ele que o garoto iria aprender a ler e escrever quando estivesse descansando. Além de informações sobre tipos de magias e artes marciais que iriam ser fornecidas a ele.

Ariel não tinha tempo para outra coisa que não fosse o seu treino nem as informações recebidas do seu mestre.

Perto do fim do primeiro mês de treino Ariel estava muito satisfeito com sua situação atual, apesar de ter apenas 10 anos ele estava começando a definir seus músculos e ficando mais forte.

Já o seu outro tipo de aprendizado, ele aprendeu diversas coisas também. As magias assim como o nível de cultivo eram divididas em posições ou camadas. Mas elas não alteravam de classificação, elas iam de 1 a 9, sendo magias de nível 1 básicas, e magias de nível 6 extremamente avançadas, já artes marciais não tem uma classificação exata, pois cada uma por mais simples que fosse, nunca perdia sua importância. Seu mestre também disse que existiam magias que ultrapassavam essa classificação, porém seus usuários eram quase inexistentes.

A rotina de Ariel ia se repetindo, ele corria quilômetros todos os dias, descendo e subindo algumas partes da montanha, ele estava se acostumando com o ar da montanha além da enorme floresta que cercava sua casa no topo da montanha. E finalmente ele terminou a primeira parte do seu treinamento.

Kanri queria que ele treinasse especialmente nessa montanha por um motivo. Além do relevo que ajudaria o garoto no treinamento, quando ele começasse seu cultivo seu corpo já estaria acostumado com a natureza assim fazendo com que seu fortalecimento de corpos fosse mais rápido.

Basicamente Ariel além de estar muito acima no físico com garotos de sua idade ele também estava polindo seu vocabulário, Kanri acredita que após alguns meses ele fale como se fosse um filho de alguma família nobre.

Durante a última semana de treinamento, o ancião adicionou um bracelete em cada braço, cada um pesava 5k. Atualmente ele convivia com seu corpo 70k mais pesado, primeiramente Kanri estava pensando que foi muito forçado, porém ele novamente se surpreendeu com as ações de Ariel.

Ele também teve ajuda diária durante os 30 dias do líquido preparado com ervas do seu mestre, a sua propriedade também se aplica a repor suas energias e curar fraturas mais rapidamente.

Comentarios em ODDA: Capítulo 3



15

Índice×