O caminho de um cultivador

Na parte mais alta da montanha, Ariel e Kanri estavam frente a frente, o jovem parecia escutar cuidadosamente o que seu mestre falava.

“Existem vários tipos de artes marciais Ariel, algumas são habilidades desbloqueadas por apenas um instante, já outras podem influenciar uma batalha desde o seu começo, a técnica que desenvolvi e que vou ensinar a você durante um bom tempo se chama técnica da suavização, ela é do tipo que influencia seu combate desde o início.”

“O conceito dela é simples, basicamente ela tende a usar o menor número de movimentos possíveis, além de deixa-los mais ‘suaves’, muitos acreditam que numa batalha em que ambos os cultivadores tem a mesma força (não levando em conta magias e acessórios), o que tiver a maior agilidade ganha sem dúvida. Porém essa técnica permite que você lute de igual para igual mesmo sem ser rápido o bastante.”

Ouvindo a explicação Ariel abaixava a cabeça tentando esconder sua excitação, essa seria a primeira técnica que herdaria de seu mestre, como poderia ele se portar de outra maneira?

“Junto com seu elemento do raio, você pode em uma luta contra seu oponente, usar essa técnica para desacelerar a luta, e apenas em um instante, utilizar algum poder proveniente da eletricidade para mudar a disputa a seu ritmo.”

“Então eu posso ser muito poderoso dessa maneira? ” O jeito como Ariel falava era de forma inocente, ingênua.

“A posse do poder é relativa meu jovem, no primeiro nível dessa técnica, você dificilmente vai perceber a diferença, mas nos seus estados avançados isso vai ser grande parte do seu poder.”

“Como posso aprender a usar ela? ”

“Esse é a parte complicada, ela necessita de muito tempo de puro esforço, mas também existem varias maneiras de conseguir a usar, elas são: durante o seu cultivo do corpo, tentando aplicar os movimentos enquanto luta, e tentar imitar os movimentos em estado de tranquilidade.”

“O que é o estado de tranquilidade? ”

Esperando essa pergunta, Kanri pede a Ariel sentar para ouvir a sua explicação que parecia ser longa, após alguns minutos gesticulando sem parar ele terminou sua explicação.

De acordo com o que ele disse esse estado é a maneira em que o corpo do fortalecedor se encontra, é parecido ao estado em que seu corpo fica enquanto estiver no meio do cultivo, ambos requerem plena tranquilidade mental, a diferença é que no tempo em que alguém estiver cultivando, ele vai estar tecnicamente inconsciente, e no estado de tranquilidade você não fica nem um pouco ausente da situação em seus arredores.

“Agora que terminei minha maçante explicação, preciso lhe informar sobre os caminhos morais de um cultivador, você pode escolher como vai querer seguir a sua vida, minha missão nesse exato momento é alertar você dos caminhos possíveis.”

Agora a expressão no rosto de Kanri era diferente de todas as que ele já viu até agora, ela transmitia preocupação e… medo.

“Sabe, com o tempo o número dos cultivadores que ficaram forte e mesmo assim conseguem manter a sua filosofia inicial é praticamente nulo, eu não tenho o poder de interferir em como você vai julgar suas ações, mas espero do fundo do meu coração, que você não seja o tipo de cultivador que sacrifique os outros para obter poder, que seja desleal a aqueles que o ajudaram, que trate pessoas comuns com nenhuma importância.”

O que é isso que estou sentindo? Era isso que Ariel estava pensando, pensando por um tempo ele chegou a uma conclusão. Ele estava sentindo o afeto de alguém pela primeira vez, ele estava percebendo a preocupação em relação a sua pessoa, percebendo que seu mestre tinha mais a falar ele tentou disfarçar a felicidade escancarada na sua cara.

“Você provavelmente não sabe o que lhe aguarda nesse caminho Ariel, por mais que você tente negar, pessoas importantes ainda irão aparecer para você, e é por isso que você precisa ser forte para se assegurar que quando o perigo se aproximar nenhum mal será posto sobre elas. Minha ultima recomendação a você é de que independente de qual seja ela, não construa sua filosofia de cultivador em cima da busca implacável pelo poder.”

Quando ele terminou de falar, Kanri percebeu que o rosto de Ariel estava vermelho, e seus olhos segurando as lágrimas.

“O-o que você está fazendo garoto? ” Perguntou tentando esconder a vergonha que sentiu.

“É que ninguém nunca disse coisas desse tipo pra mim…”

O sentimento citado pouco tempo atrás agora era compartilhado por Kanri, o vinculo entre os dois havia se formado.

“Haha, agora que você mencionou isso, eu acho também nunca disse isso para ninguém.”

“Coff Coff! Mudando de assunto, para desenvolver a técnica em você vai ser necessário que você atinja os primeiros níveis da terra pelo menos, então quero que comece o seu cultivo hoje para não perdermos tempo.”

“Eu já posso começar hoje? ” Diferente de todas as vezes, agora Ariel não tentou esconder sua felicidade.

“Exatamente, gostaria que escolhesse o lugar que mais ache confortável nessa montanha, ao meditar é preferível se sentir bem tranquilo e leve, portanto escolha o lugar que tenha essas condições, e também uma posição que goste.”

Um lugar que o faça sentir bem? Ariel só conhecia um lugar, era o lugar em que ficava boa parte do tempo enquanto descansava,   em outra parte alta da montanha, o penhasco.

Depois de Ariel levar seu mestre até seu lugar, ele se sentou com as pernas cruzadas, depois disso começou a ouvir outras instruções.

“Primeiramente evite movimentos desnecessários e feche seus olhos.”

Seguindo o que ele pediu, o garoto fechou seus olhos.

“Agora tente entrar no mesmo estado que conseguiu quando testamos seus elementos.”

Ele assim tentou apagar as coisas inúteis da sua mente, e começou a pensar nos ensinamentos que aprendeu de seu mestre, antes que percebesse já se sentia diferente do normal.

“Ótimo, você já está quase conseguindo, antes disso preste atenção no que vou dizer. Pense como se quisesse absorver tudo que está a sua volta, como se quisesse ir a outro lugar, vou assistir você de perto, se conseguir entrar não se assuste e nem saia desse estado.”

“Pense como se quisesse absorver tudo a sua volta.” Ariel se focou nisso, e após um minuto de silêncio Kanri percebeu que Ariel conseguiu.

Ariel praticamente não tinha visão de nada, enquanto meditava percebeu que seu corpo estava reunindo mais energia e assim conseguir liberar sua visão, ele aparentemente estava em outro lugar, e a sua frente estava inúmeras esferas que estavam o rodeando, ele não tem noção, mas isso são formas que representam sua energia.

Depois de alguns minutos se concentrando e contemplando elas, ele abriu seus olhos.

“Oh! Finalmente você acordou.” Seu mestre o recebeu com um grande sorriso.

Ao olhar para cima Ariel percebeu que já era de noite, e sem entender ele se dirigiu a seu mestre e perguntou: “Por que já está de noite? Eu fiquei pouco tempo meditando mestre.”

“Isso é o que você pensa, a sensação de tempo é diferente enquanto você cultiva, pode ter parecido apenas alguns minutos, mas passaram-se algumas horas. Pela sua cara parece que tem outra pergunta? ”

A imagem das esferas não saía da mente de Ariel, e é claro que na presença de alguém de muito conhecimento, ele não perderia essa chance.

“Mestre enquanto eu cultivava, eu me vi cercado por esferas misteriosas, o que elas são? ”

“Aquilo provavelmente é como sua consciência represente a sua energia, o seu poder de fortalecedor de corpo, essa representação varia de pessoa para pessoa, no seu caso você escolheu inconscientemente uma esfera que representasse a sua energia.”

“Entendo… elas podem se transformar? Percebi que algumas delas mudaram um pouco sua forma conforme o tempo passava.”

“Acho que já entendeu o princípio, conforme seu poder de fortalecimento aumentou, elas mudaram sua forma e se tornaram poderosas. Eu sei que está se sentindo incerto em saber como atingirá o primeiro nível da terra, mas fique tranquilo, um cultivador naturalmente sabe em qual degrau seu poder chegou então você vai perceber quando acontecer, o que lhe resta agora é meditar e treinar para conseguir ficar mais forte garoto.”

“Sim mestre Kanri” Ariel apenas assentiu.

Depois do ancião se distanciar e ir em direção a casa, Ariel permaneceu da mesma forma de antes, fechou os olhos e se imergiu no seu cultivo de corpo.

Comentarios em ODDA: Capítulo 7



15

Índice×