Primeiro nível da terra

Nove meses já se passaram desde que Ariel foi encontrado por Kanri, depois de ter treinado o seu corpo, e de meditar por alguns dias, hoje é o dia em que ele iria começar a aprender a sua primeira técnica.

No momento, Ariel estava no penhasco da montanha, pronto para começar o treinamento no estado de tranquilidade, o garoto havia decidido que faria todo tipo de treino possível nesse lugar. Ele sentia que essa parte da montanha era a ideal para se concentrar ao máximo.

“Ariel, o estado de tranquilidade é muito mais difícil de entrar do que quando estiver cultivando, existem até pessoas que são incapazes de conseguir, mas você consegue se concentrar facilmente.”

“Primeiro, feche seus olhos e levemente comece a cultivar, mas não fique pensando em absorver tudo a seu redor e aumentar seu poder, apenas imagine um lugar calmo, onde apenas você existe, quando perceber que a atmosfera espiritual mudou, abra seus olhos lentamente.”

Seguindo o que seu mestre lhe disse Ariel fechou sem olhos em pé, depois disso um silêncio de alguns segundos se seguiu.

Essa sensação é até melhor do que estar cultivando. Ariel entendeu isso no primeiro momento que adentrou o estado da tranquilidade. Depois de seguir exatamente o que seu mestre lhe disse, Ariel sem se mexer abriu seus olhos e olhou para Kanri.

“Ótimo, você entrou sem dificuldades, isso é devido a sua concentração que consegue apagar mentalmente tudo que está a sua volta. Agora você vai começar a copiar os movimentos que eu fizer bem lentamente entendeu? ”

Apenas copiar seu movimentos? “Sim mestre Kanri.”

Em seguida Kanri começou a fazer movimentos que eram desconhecidos por Ariel, depois do ancião terminar de mostrar a ele, Ariel percebeu que esses eram os mesmos movimentos que o velho usou contra ele quando estavam lutando.

Então o jovem começou a reproduzir tudo que seu mestre estava fazendo, e continuou a repetir eles por um bom tempo, o que ele não percebeu é que Kanri já havia parado de se mexer e mesmo assim Ariel continuava a fazer os simples movimentos que ele tinha ensinado.

“Parece que ele já entrou em sintonia com o princípio da técnica da suavização, se seguir da maneira que está agora ele conseguirá terminar a primeira fase dessa arte em apenas 5 anos, hehe, se ele conseguir isso eu duvido que alguém com o mesmo nível de cultivo que ele o conseguirá derrotar.”

Já Ariel estava atônito no que seu corpo estava sentindo.

Meu corpo se sente confortável fazendo isso, até mais do que quando eu estou cultivando, mesmo eu estando consciente e com meus olhos abertos, parece que estou em contato com coisas de outra dimensão, além de que esses movimentos me dão a impressão de que eu consigo controlar com mais facilidade como e para aonde meu corpo se move.

A técnica da suavização foi algo criado por Kanri, o ancião nunca quis que ela fosse deixada para trás sem nenhum usuário, por isso ele estava disposto a passar para frente todo seu conhecimento a cerca dela, assim essa técnica não morreria com ele e poderia até ser aprimorada por seu esforçado e talentoso discípulo.

Ariel continuava a copiar os movimentos aprendidos por varias horas, seus braços e pernas pareciam mais flexíveis e também exaustos, mas o jovem se recusava a parar de treina-los, enquanto lutava ele viu com seus próprios olhos como seu mestre se esquivou dele como se fosse extremamente fácil.

“Se eu conseguir aprender isso eu vou conseguir acertar o mestre.”

Dentro da casa, o velho preparava seu já conhecido líquido de erva, ele sabia que o que ele estava ensinando a seu discípulo era muito cansativo, e queria que o seu desenvolvimento não parasse por um segundo.

“Comecei a ensina-lo hoje de manhã, já que está de noite ele provavelmente vai chegar a qualquer momento.”

Dois dias se passaram.

Na conhecida parte da montanha, Kanri olhava para Ariel com seu olhar incrédulo.

“Wow! Você só pode estar brincando com esse velho aqui, por mais que quando estiver cultivando no estado da tranquilidade a fome é quase inexistente, o cansaço não desaparece dessa maneira, como esse garoto consegue fazer isso? De onde vem essa tenacidade? ”

Isso assustaria qualquer pessoa que tivesse conhecimento desse assunto, nesse estado, quando alguém entrasse pela primeira vez, ela conseguiria ficar no máximo um dia inteiro nele, porém o fato é que agora uma criança conseguiu manter-se três dias sem sair por nenhum momento.

Enquanto Kanri pensava sobre isso sem olhar para Ariel, um barulho chegou a seus ouvidos.

“Bash! ” O corpo do jovem desabou no chão como se fosse uma árvore que foi cortada.

O ancião foi rapidamente socorrer seu pupilo, que parecia um anjo dormindo nos braços de seu mestre, ao perceber que não era nada muito grave o velho soltou um longo suspiro.

No caminho para sua casa ele não parava de pensar em como se tornou tão assustado assim, mas depois de alguns minutos ponderando, ele entendeu o motivo. Ele não estava exatamente assustado, é que quando o assunto envolvia Ariel, ele sem realizar pensava no jovem como se fosse o seu filho ou neto.

“É realmente bom se sentir assim com alguém.” Disse baixinho depois de uma risada.

Ariel acordou depois de um dia inteiro dormindo, ao seu lado Kanri estava sentado em uma cadeira dormindo, vendo a cena, o garoto imediatamente sentiu um algo quente em seu peito, algo que não tinha sentido antes, mas que com certeza era muito bom.

“Senhor Kanri vou treinar no estado de tranquilidade por alguns dias, e depois vou tentar cultivar por um mês seguido.” Disse enquanto acordava o velhote.

“Ah, que bom que ele acordou.” Pensou o ancião consigo mesmo.

“Claro, é bom ver que está empolgado, porém pense no que vou dizer, esses dois estados devem ser usados logicamente, por mais que eles suprem a fome por um bom tempo, você tem que ter moderação ou pode enfraquecer seu corpo.” Parece que só vou ver ele daqui a poucos meses…

“Sim mestre.” Ariel percebeu que ultimamente ele estava passando dos limites, e agora iria se assegurar para isso não acontecer novamente.

E assim ele foi para seu local de treino e imediatamente começou a reproduzir os poucos movimentos que trabalho nos três últimos dias.

Seus braços faziam giros estranhos, seu tronco parecia uma cobra se movendo, suas pernas pareciam os membros de uma onça correndo atrás de sua presa, sincronizando todos esses movimentos juntos, nos olhos de uma pessoa de fora, iria parecer que Ariel estava dançando encantadoramente.

Apenas Kanri  entendia a complexidade dessa “dança”.

Ariel treinava a técnica de suavização por dois dias seguidos e depois descansava, isso aconteceu durante vinte dias, e agora ele iria tentar avançar para a primeira camada da terra enquanto estivesse cultivando.

“Agora é a hora, se eu não conseguir isso nunca conseguirei tocar no senhor Kanri.” Agora a determinação de Ariel havia atingido seu auge.

Ariel sentou-se, olhou para a paisagem e a natureza a sua volta, e assim fechou seus olhos. Enquanto estava no espaço mental do seu cultivo, as esferas que tinha visto estavam diferentes agora, sua coloração clara que antes dava a ideia da falta de poder agora estava com uma cor roxa com algumas partes azuis, além de que estavam circulando em volta de seu corpo.

“Eu quase não cultivei ultimamente, mesmo assim percebi que meu poder cresceu muito, seria por causa do meu treinamento no estado da tranquilidade? Hehe, agora tenho certeza que consigo chegar no primeiro nível da terra.”

Ariel parou de pensar nisso, e só focou em entender e absorver o que estava perto dele. E assim ele continuou durante dez dias sem nenhum descanso, ele sentia que o progresso estava muito próximo.

Ele conseguiu sentir que sua energia estava mudando, suas veias eram preenchidas por mais poder, seus órgãos estavam agitados, seus braços ficaram dormentes por um instante, seus cabelos mesmo sem Ariel perceber, estavam adquirindo uma cor preta mais bonita e charmosa que sua aparência antiga.

Ele sabia o que isso significava, ele havia atingido o primeiro nível da terra!

Comentarios em ODDA: Capítulo 9



15

Índice×