PN: Capítulo 58


Capa PN

Possessing Nothing

Autores: Mogma (목마)
Tradutor: Pyown

Calabouço (1)

Algo deu muito errado – não demorou muito tempo para que todos percebessem isso.

As quimeras na entrada da caverna eram apenas os porteiros, e não eram o fim do perigo que existia nesse calabouço. Na verdade, eles não eram nada perto disso. A morte de Jung Chul foi infeliz, como a maioria das mortes.

Talvez isso fosse para o melhor; porque ele teria sentido menos medo.

Gritos ressoaram na escuridão total. Sons de batidas, coisas quebrando, desabando e derramando. A maioria dos sons eram de gritos e geralmente seguidos pelo cheiro de sangue. Mesmo a luz, fosse da magia ou da tocha, não poderia iluminar essa escuridão.

‘Névoa negra’. Essas foram as palavras que Baron gritou antes que a magia fosse lançada. Sungmin não sabia que tipo de “névoa negra” poderia ter. No entanto, agora ele sabia.

Essa névoa… bloqueava a visão. Um ataque vindo da escuridão. Seu senso de direção estava todo bagunçado e não sabia onde estavam os outros mercenários. Sungmin acalmou sua respiração e fortaleceu seu aperto em sua lança.

Sungmin estava acostumado a balançar sua lança na escuridão. Seu sexto sentido, treinado na montanha, permitiu que ele se movesse mesmo nessa situação. Sungmin desviu reflexivamente os ataques dos monstros que vieram de onde ele não podia ver. Talvez esse ataque fosse de um monstro, uma quimera … ou talvez um mercenário como ele.

Mas isso não permitiu que ele fosse misericordioso em seus movimentos. Embora ele não fosse capaz de enxergar, ele sentiu que havia perfurado o oponente da sensação que ele tirou de suas mãos. Quando ele puxou sua lança com uma respiração profunda, ele sentiu algo balançando e ouviu algo desmoronar no chão.

Ele balançou, atacou ou se esquivou com sua lança várias vezes assim e, eventualmente, a escuridão desapareceu com um lampejo de luz.

Demorou muito tempo para dissipar a névoa negra. Baron ofegou, mas depois franziu a testa depois de olhar para a cena na frente dele. Embora ele tenha lançado sua magia dissipadora sob a proteção da magia do escudo … já era depois que a intenção por trás da névoa negra havia sido alcançada. No chão havia cadáveres de mercenários e monstros.

“Há muito dano.”

Xeon disse. Embora ele dissesse isso nem ele nem os mercenários da Corona tinham sofrido qualquer dano.

“Devemos nos retirar então?” 
“Recebemos tanto dano, seria uma perda se recuássemos agora.”

Xeon deu de ombros ao ouvir a pergunta de Baron. Já houve mais de dez baixas de mercenários. Devido à névoa negra, todos os outros grupos mercenários, exceto os mercenários Corona, tinham sido eliminados. Agora, havia somente 8 mercenários de Rank-A, incluindo Baron, Xeon e Sungmin, e o único restante de Rank A era Tang Misook.

“Eu, eu…”

Tang Misook, que caiu no chão, gaguejou aterrorizada. Seu coração já havia partido depois desse incidente. Embora o chão embaixo dela estivesse molhado, ninguém riu dela.

“… Se você não está confiante, então você pode voltar.”

Murmurou Baron a Tang Misook.

“Mas não podemos protegê-la. Isso é o mesmo, quer você vá em frente, quer fuja. … Nós não temos esse tipo de capricho.”
“Ugh…”

Tang Misook tremeu. Ela levantou ligeiramente a cabeça para olhar para trás. O caminho estava cheio de cadáveres de monstros e a entrada da caverna não podia ser vista. Eles já tinham ido longe demais. Embora eles matassem todos os monstros que bloqueavam seu caminho, um caminho de volta seria realmente seguro? Depois de hesitar por um tempo, ela se levantou enquanto cambaleava.

“Eu, eu irei junto.”

Ninguém a impediu de fazer isso. Essa não foi uma boa situação. Sungmin mordeu o lábio inferior. Mais de dez mercenários já tinham morrido, e era definitivamente que o senhor desse calabouço, o mago negro, estava lá no fundo.

Essa foi uma reviravolta completamente diferente dos acontecimentos de sua vida anterior. Em sua vida anterior, não houve muitas baixas na expedição do calabouço. O calabouço já estava vazio e, embora houvesse algumas armadilhas mágicas, não havia nenhuma letal. A expedição foi realizada mais como roubar uma casa vazia, e a armadura mágica foi conseguida assim.

A armadura mágica…?

‘Espere.’

Ele sentiu que algo estava errado. Esse foi um sentimento muito forte de falta de familiaridade. Em sua vida anterior, o mago negro não estava mais nesse calabouço. Então, por que havia vários artefatos no calabouço, incluindo a armadura mágica? Usando o senso comum, o mago negro deveria ter deixado o calabouço com esses artefatos quando ele abandonou esse calabouço, não?

Isso não fazia sentido. O calabouço do mago negro foi descoberto 3 meses antes do que em sua vida anterior, e o mago negro, que deveria ter desaparecido, ainda estava aqui. Sim. Isso foi aceitável.

Aconteceu alguma coisa dentro desses três meses? Algo tão urgente que o mago negro não teve tempo de pegar esses artefatos … Não, tudo era apenas hipóteses.

Em meio à dúvida, a expedição continuou andando para mais profundamente. Havia muitas outras armadilhas mágicas depois da névoa negra, mas devido à sua experiência anterior, Baron estava na frente e dissipou as armadilhas de antemão. Graças a isso, a velocidade da expedição foi lenta e Sungmin teve muito tempo para organizar seus pensamentos.

Ele não conseguia pensar em uma razão para a armadura mágica e os artefatos serem abandonados. Uma situação que leva a isso… uma situação em que o mago negro teve que sair urgentemente. A expedição? O mago negro escolheu fugir em vez de encontrar de frente a expedição? Não, ele não achou que fosse a resposta. A expedição em sua vida anterior foi muito mais fraca, afinal.

Então o mago negro fugiu por outro motivo? Ou….

“O que você está pensando?”

Aquele que falou com ele foi Xeon. Sungmin se encolheu e olhou para Xeon. Olhando para ele fazendo uma expressão indiferente, Sungmin sacudiu a cabeça.

“… Não é nada.” 
“Não parece que você está nervoso.”

Xeon riu depois de encarar o rosto de Sungmin por um tempo.

“Nem parece que você se sente culpado.” 
“… Que culpado.” 
“Você não matou seus aliados?”

Xeon fez um sorriso. Os olhos de Sungmin se acalmaram rapidamente com essas palavras. Matar seus aliados – Sungmin não precisava pensar sobre o que isso significava. Quando a névoa se dissipou, alguns dos cadáveres dos mercenários à sua volta eram devidos a uma lança que perfurou seus corpos.

“Você não está sendo rancoroso?”

Respondeu Sungmin enquanto olhava para Xeon. Foi o mesmo com ele também. A batalha na névoa negra – mercenários atacaram uns aos outros pensando que eles estavam atacando monstros, e os fracos entre eles morreram no processo. Xeon deveria ter matado alguns também.

“Muito frio, eh… ou você está fingindo ser assim?” 
“Eu acho que é muito melhor do que ficar com medo.”
“Eu gosto muito de você.”

Xeon mostrou seus dentes em seu sorriso.

“Eu gosto mais de você agora que vejo você assim.”

Dizendo isso, Xeon passou por ele. Ouvindo aquelas palavras suspeitas, Sungmin olhou para as costas de Xeon, mas não respondeu a ele. A prioridade era acabar com o calabouço e matar o mago negro.

Não havia mais quimeras, as armadilhas mágicas não foram mais ativadas depois de um certo ponto. Isso foi definitivamente estranho.

“Os monstros e armadilhas foram simplesmente para ganhar tempo?”

Um dos mercenários de rank S murmurou. Soava muito provável. Ganhar tempo suficiente para fugir – o mago negro pode ter desistido de resistir e pode ter ido embora. Os outros mercenários também assentiram em aceitação, mas Baron e Xeon não concordaram.

Sungmin era o mesmo.

O caminho sinuoso estava levando ao subsolo. Embora não houvesse escadas, todos sabiam que estavam descendo. A tocha não tremulou nas profundezas sem vento da caverna. Apenas as sombras se moviam em paralelo. Não havia armadilhas nem monstros. Também não cheirava a cadáveres e sangue.

O silêncio era terrivelmente calmo e assustador. Seria melhor se algo aparecesse ou algo acontecesse – um dos mercenários começou a cantarolar. Não era nada digno de elogio, mas ninguém lhe pediu para calar a boca.

O gradiente na descida estabilizou. Quando chegaram à frente de uma grande porta fechada, o cantarolar parou. Xeon, que ficou em silêncio todo esse tempo, deu uma olhada em Baron.

“É uma armadilha?”

Baron não respondeu e fechou os olhos. Ele balançou seu cajado levemente para lançar magia de detecção.

“Não, é só uma porta.” 
“Eu queria que já tivesse acabado.”

Xeon murmurou quando se aproximou da porta.

“Eu não quero nem olhar para cavernas por um tempo agora.”

A porta se abriu.

Além da porta havia um corredor com um grande tapete no chão. Esse lugar tinha vestígios de uma pessoa que vivia nela. Xeon olhou para o corredor e falou.

“Não há presenças.” 
“Ok.”

Baron moveu seu cajado. Uma magia de detecção em grande escala varreu o corredor. Nada foi pego nela. Não havia armadilhas, nem havia coisas se movendo. Baron franziu a testa.

“Ele realmente fugiu? Por quê?” 
“Bem, deve ter sido uma pressão por nos enfrentar de frente. Existem dois mercenários de Rank SS e os de Rank S também estão intactos.”

Xeon murmurou enquanto andava. Havia numerosas portas no corredor. Sungmin ouviu seu coração bater mais forte.

Esse era o lugar. Ele se lembrou das palavras que o mercenário com a armadura mágica falou enquanto ele estava bêbado. Um corredor com um tapete. Uma pintura na parede. A porta ao lado dela – dentro …

“Vamos explorar esse lugar então.”

Embora eles ainda não tivessem baixado completamente sua guarda ou nervosismo ainda, Baron falou assim. Xeon e os mercenários da Corona não o ouviram. Eles já estavam abrindo as portas e olhando dentro delas. Não havia presenças e a magia também não detectou nada. Esse lugar era seguro – todos aceitavam isso.

Sungmin caminhou em silêncio. Tang misook, que foi aterrorizada todo esse tempo, correu pelo corredor e abriu as portas que as pessoas ainda não abriram.

Ele atravessou o corredor. Isso não foi tão fácil? Deve ser uma armadilha. Tem que ser uma armadilha. Não, mesmo que ele soubesse que era uma armadilha…

Sungmin abriu a porta. Já que os outros mercenários estavam abrindo e vasculhando as salas, eles não se importaram com o que Sungmin fez. Até mesmo Xeon, que Sungmin estava mais atento, era o mesmo.

A sala era como qualquer outra. Sungmin se aproximou da estante onde estava cheia de livros. Os livros também não eram nada extraordinários. Eles eram apenas livros e não livros mágicos. Sungmin vasculhou desesperadamente suas lembranças enquanto procurava na estante.

Um livro vermelho.

Título: “Aquela noite”.

Ele não sabia do que se tratava. Foi provavelmente um romance. Em primeiro lugar, isso não era importante. Quando ele puxou o livro, a estante se moveu para o lado. A sala escondida mostrou-se. Está lá? – Sungmin engoliu em seco e entrou na câmara secreta.

Estava lá.

Uma armadura negra estava pendurada na parede.

Armadura Mágica, Devnack.

Comentários