PN: Capítulo 77


Capa PN

Possessing Nothing

Autores: Mogma (목마)
Tradutor: Spitel
Revisor: Pyown

Templo Shaolin (1)

“Vocês dois passaram a noite inteira lutando?” Scarlet perguntou na manhã seguinte quando viu que os dois homens tinham se tornado muito mais próximos.

Nangong Heewon riu em voz alta e gentilmente bateu no ombro de Sungmin com o punho.

“Álcool, uma noite juntos e uma competição amigável é tudo o que os homens precisam para se tornarem amigos.”

“Isso soa bem em quase tudo, mas a parte sobre ‘uma noite juntos’ soa estranha para mim. Espero que não tenham feito nada de estranho.” Scarlet comentou, enquanto os olhava. Sungmin parecia enojado e balançou a cabeça febrilmente.

Ao contrário de Sungmin, que tinha entendido rapidamente, Nangong Heewon parecia confuso.

“Acabamos de passar a noite juntos. O que ela quer dizer com fazer algo estranho?” Ele perguntou.

“Irmão mais velho. Por favor, não faça perguntas idiotas.”

“Não, é sério. Estou perguntando porque não entendo. Você sabe o que ela quer dizer, irmão mais novo?”

Sungmin ficou quieto e não respondeu. Nangong Heewon ainda não entendeu e parecia confuso, e Scarlet também não explicou o que ela tinha dado a entender.

“Mas de qualquer forma, agora somos irmãos.”

“Sorte a sua” disse Scarlet, virando-se para Sung Min,

“Você se uniu ao jovem mestre da família Nangong. Pelo menos você não vai morrer de fome.”

Sendo a família de prestígio que eles eram, a família Nangong tinha influência em toda a terra de Eria. Foi ao ponto em que alguém seria bem tratado se afirmasse ser da família e o pudesse provar. É claro que isso não se aplicava a todos os lugares. Nas áreas onde o Shafa tinha chegado ao poder, ter conexões com a família Nangong não seria considerado favorável.

Os três saíram pelo Portão Oeste em direção ao Monte Song. Monte Song não era muito grande, nem era perigoso aproximar-se. Sungmin não conseguia entender por que o monge Bodhidharma, o fundador dos Shaolin, iria querer nomear uma montanha tão pequena como “Monte Song” e construir Shaolin lá.

“A velhice deve tê-lo tornado senil” murmurou Scarlet, tomando um gole de água.

Sungmin não podia deixar de concordar consigo mesmo e Nangong Heewon começou a rir.

Tinha sido apenas um dia desde que eles se conheceram e se tornaram companheiros nessa jornada, mas Sungmin gostou muito desse chamado Nangong Heewon. Apesar de ser um jovem mestre de uma casa de prestígio, ele era descontraído.

“Você disse que estava comprometido com uma promessa antiga com o Grande Mestre Bul-Young. Posso perguntar o que ele fez a seu favor?”

“Parece que você estava curioso. Por que você não me perguntou antes?”

“Eu pensei que seria um pouco rude perguntar quando nós não éramos amigos ainda.”

“Certo. E eu também não teria dado uma resposta se você tivesse perguntado. Mas eu vou agora.” Namgoong Heewon sorriu.

“As linhagens familiares Nangong, Zhuge, Murong e Tang têm herdeiros em cada família. Somos todos semelhantes em idade e habilidade.”

“Certo.

“Quando éramos muito mais novos, o chefe de cada família decidiu nos unir em um grupo. Mais ou menos como aquelas seitas marciais. Nós tínhamos um nome também. A Seita do Dragão Celestial. Mas um problema surgiu assim que tentamos formar nosso grupo. Todos os chefes das famílias tinham habilidades semelhantes. As outras famílias poderiam se levantar se houvesse um líder, mas não havia um bom o suficiente para escolher como líder também.”

“Ser um mestre de uma família de prestígio significava ser o chefe da família com as melhores habilidades. Assim como Nam Koong Baek, da Espada dos Céus, era o grande mestre da família Nangong, outras famílias tinham seus próprios mestres.”

“Então foi isso que eles decidiram fazer. Eles decidiram deixar isso para a próxima geração. Todos eles tinham filhos, então decidiram criar bem seus filhos e escolher o melhor como o chefe da Seita do Dragão Celestial. E nossa testemunha desse voto é o atual Grande Monge dos Shaolin, ‘monstro’ Monge Bul-yeong.”

Sungmin não sabia que nada disso tinha acontecido, mesmo em sua vida anterior. Isso porque ele não tinha nenhuma conexão com as casas de prestígio em sua vida anterior, nem a Seita do Dragão Celestial existia até sua morte.

Isso significa que vão competir entre si durante pelo menos oito anos.

Quem ganharia e se tornaria o mestre da Seita Dragão Celestial? Assim como o provérbio que diz que os homens são cegos em sua própria causa, Sungmin secretamente esperava que Nangong seria o mestre da Seita do Dragão Celestial.

Antes que eles soubessem, eles chegaram às portas do Shaolin localizado no Monte Song como eles estavam tendo essa conversa. Monte Song era pequeno, mas os portões para a montanha não eram. Sung-Min sentiu-se dominado pelos portões altos e hesitantemente deu alguns passos para trás. Scarlet deixou sair um som de exclamação e acenou com a cabeça.

“Se os portões são tão grandes, não seria desconfortável tentar fechá-los?”

“Não somos nós que estamos fechando, então não importa.” Nangong disse e subiu as escadas. Sung-Min e Scarlet seguiram.

Sung-Min pegou o Manual dos Cem Passos, o Manual dos Passos de Ahrat e o Manual do Cultivo do Darma, que ele havia tirado de sua bolsa antes.

“Já faz algum tempo. Jovem Mestre Nangong.”

O monge que estava guardando os portões se curvou profundamente. A luz brilhou na cabeça perfeitamente sem cabelos e atingiu os olhos de Scarlet, fazendo com que ela ficasse carrancuda.

“Todos eles chegaram ontem. Você, Jovem Mestre Nangong, foi o tardio a chegar.” O que monge disse, girando suas contas. Não foi um tom zombeteiro, mas era verdade que Nangong tinha chegado tarde.

Sungmin deu uma olhada em Nangong, pensando que ele mesmo era o culpado. Nangong, entretanto, não parecia estar incomodado e sorriu como se ele não se importasse.

“Eu tinha minhas razões. Havia uma interação agradável.”

“É por causa desses dois que você trouxe com você?” O monge deu uma olhada em Sungmin e Scarlet. Ele não pareceu se importar com Scarlet, que era mulher, mas olhou para Sungmin de forma diferente. Sungmin sentiu que a atenção do monge estava nele e não podia deixar de cumprimentá-lo se curvando.

“Isso mesmo.”

Comentários