iLivro

Parente (4)

Essa foi a única coisa. Ele não queria morrer. Ele não podia morrer. Não havia razão para pensar sobre o porquê nesse momento. Ele não podia morrer agora. Ele simplesmente não podia. Sungmin ouviu o aviso de Scarlet à distância. Agarrando sua lança, ele abaixou sua postura.

As técnicas de punho de Aine não foram refinadas. Ela foi capaz de usar todas as artes marciais que Xeon era capaz de usar, mas isso não significava que ela era tão proficiente quanto ele em usá-las. Ela tinha o mesmo nível de habilidade que ele, mas Aine não estava acostumada a usar os punhos.

No entanto, seu estilo de batalha foi aquele que a fez encobrir essas deficiências com enorme energia mágica e a sua transformação corpural. Se Scarlet não o apoiasse, Sungmin já teria morrido por suas mãos.

Não, talvez agora mesmo.

Um tentáculo passou por ele. A força de Sungmin era insuficiente para desviar os ataques de Aine usando movimentos básicos; tudo parecia distante para ele; ele esqueceu de respirar e avançou; o tentáculo mudou de forma e agora correu para ele por trás; ele podia senti-lo com seu sexto sentido.

Sem Sombra, Segundo Movimento – Passo Sem Sombra. Sua sombra dançou ao redor. O corpo de Sungmin produziu pós-imagens. Com seu impulso para frente, ele atacou com o primeiro movimento da Técnica da Lança Perseguidora de Almas.

Aine não desviou. Ela o encontrou de frente com seu corpo coberto de armadura. Claaang!  Junto com um som metálico, a lança na mão de Sungmin tremeu. Mesmo que ele tenha usado muito da sua energia interna, ele era incapaz de penetrar o corpo de armadura de Aine.

Ele não teve tempo para usar mais força e tentar penetrar através da armadura. Sungmin retraiu sua lança. Quando ele saiu de seu lugar usando o movimento de Sem Sombra, o punho de Aine atingiu onde ele estava.

Mesmo o menor dos erros não foram permitidos nessa batalha. Assim como no tempo em que o ogro quimera; não, ainda mais. Quando ele lutou contra o ogro quimera, Sungmin teve algum tempo livre para pensar, mas nada disso existia agora.

“Se a senhorita Scarlet não estivesse aqui…”

Isso foi o que ele pensou – que ele era tão impotente. Ele percebeu isso no calabouço de Prescan. Quão insignificantes e fracos eram especialistas no nível de pico. Ele pensou consigo mesmo que ele tinha crescido um pouco, embora não tão forte, mas na verdade, ele era apenas uma existência insignificante.

O adversário era bizarro o suficiente para fazê-lo sentir isso.

Mesmo possuindo o mesmo coração que Sungmin possuía, ela era incomparavelmente mais forte. Ela matou Xeon e levou Lloyd quase à morte.

“Eu seria capaz de fazer isso?”

Contra Xeon, o líder dos Mercenários Corona?  Ou contra Lloyd?

O que ele ganharia ao pensar em tais coisas?  O que mudaria disso?

Ele queria ver os limites das artes marciais.

Ele pensou isso. Quando ele acabou de sair da Montanha de Mush, Sungmin estava sob a suposição de que ele estava andando em um caminho solitário das artes marciais. Ele se conformou com sua falta de talento, sua sorte e seus encontros como um esforço. Sim, naquela época, ele era assim.

No entanto, agora mesmo.

Sua fraqueza – E se fosse Wijihoyeon ou Baek Sogo em vez de mim?  – Pensar em outras pessoas era apenas fugir da realidade. Ele meio desistiu de se esforçar também. Mesmo que ele se resolvesse a ver os limites das artes marciais, ele faria o esforço para fazê-lo; embora ele tenha decidido se treinar, ele tentou romper seu gargalo confiando em algo como a armadura mágica.

Mesmo que ele nunca tenha tentado romper sozinho.

Isso porque agora eu sei da realidade – ele disse a si mesmo várias vezes antes de dormir. Fazer missões era fácil, mas, no máximo, elas eram de Rank S. Suas habilidades não melhoraram e nem suas realizações em artes marciais. Fora da Montanha de Mush, o esforço duro não foi recompensado da mesma forma. Por isso, ele fugiu – do esforço; do treinamento.

Então, ele morreria agora?

Boom!  O corpo de Sungmin rolou pelo chão. A armadura mágica no corpo de Sungmin, embora sem sua função original, ainda desempenhou um papel esplêndido como um item defensivo, felizmente. Sem ela, rolar no chão não seria o fim.

Apesar disso, seus ferimentos foram pesados. Embora não tenha aparecido no exterior, seus ferimentos internos foram bastante críticos. Aine pulou em direção a Sungmin rolando no chão, e Scarlet apressadamente lançou magia para interferir.

A dor interna, o gosto metálico de sangue em sua boca, os sons de destruição ao redor, a cabeça latejando… o bater do seu coração em seu peito.

Sungmin soltou um suspiro e se levantou. Sua cintura doía, seja porque ele foi atingido, ou seja porque ele rolou no chão, ou ambos.

A noite chegou e os arredores estavam escuros. A magia que Scarlet estava lançando parecia incrível, mesmo do ponto de vista de Sungmin, que era praticamente ignorante sobre magia. Toda vez que as mãos de Scarlett balançavam no ar, caracteres desconhecidos enchiam o ar e invocavam a magia.

Vendo isso, Sungmin sentiu que a amargura em sua boca era como veneno. A coisa saindo debaixo da sua língua não era saliva, mas veneno. Ele odiava isso. Ele odiava a si mesmo por ser impotente. Sungmin arrastou seus pés.

‘Eu.’

‘…Preciso mudar.’

Ele queria mudar. Ele sabia que o mundo mudou quando ‘ele’ mudou. Ele aprendeu isso na Montanha de Mush. Naquela época, ele definitivamente mudou. O ele antes dele entrar na Montanha de Mush e o ele depois que ele partiu da Montanha de Mush tinha mudado.

Era só que ele estava em falta. Algumas pessoas, como, por exemplo, os chamados “gênios” têm facilidade em fazer qualquer coisa que façam. Se fosse progredir ou se mudar. Cada passo que um gênio dava era equivalente a vários passos ou talvez várias dezenas de passos para alguém normal.

Como alguém que não é um gênio, Sungmin teve que continuar andando para frente. Uma realização não foi suficiente. Ele teve que chegar a várias realizações.

Sobre si mesmo; e sobre a realidade. Ele precisava saber quão diferentes eram seus ideais e a realidade à sua frente.

‘Eu vou.’

Conectando os pensamentos desconexos que ele tinha, ele agarrou sua lança com qualquer força que ele tivesse restante. Ele sabia que era insignificante, que não tinha valor e que não era um gênio. Ele também sabia que a “mudança” que ele experimentou não era nada tão bom assim. Mesmo que ele agisse como um eremita que decidiu ver os limites das artes marciais, ele caiu facilmente em frente a um gargalo.

Apesar disso, ele parecia muito alto.

Seus objetivos eram muito idealistas.

Ele queria muito.

Em meio a sua auto-aversão, Sungmin caminhou silenciosamente para frente. Embora Scarlet fosse uma maga excepcional, seu Feitiço de Impressão era um campo de magia que estava incompleto. Graças a isso, a eficiência do consumo de energia mágica não foi tão boa. Sim, o Qimendunjia e o Feitiço de Impressão baseados em Onmyoudou eram um método eficaz de ataque contra Aine, que tinha imunidade a magia.

No entanto, faltou o fator decisivo. Com o poder de fogo que a atual Scarlet tinha, era insuficiente para dar um golpe decisivo. Aine possuía imensos poderes regenerativos e era o suficiente para ser chamada de forma de vida suprema. Ela recuperou seus ferimentos interminavelmente e empurrou Scarlet de volta.

Sungmin viu isso acontecer.

Em meio a repugnante auto-aversão, ele foi pressionado por sua própria impotência. Ele odiava isso. E esse ódio foi o que o fez se mover. Ele não queria deixar Scarlet morrer. Ele não queria morrer também. Havia uma razão pela qual ele não podia morrer aqui.

Ele não havia mudado ainda.

Aine, que estava atacando Scarlet, de repente sentiu algo afiado se aproximando atrás dela. Embora fosse um ataque superficial que ela pudesse ignorar, ela se virou de qualquer maneira. Em primeiro lugar, o que a incomodava não era Scarlet, mas Sungmin.

Aine não sabia quem era Sungmin. No entanto, ela não gostava dele, e ele continuava passando em sua mente. Ela não sabia como resolver esse tipo de problema e decidir por si mesma.

Não pararia se ela o matasse?  Vendo Sungmin atacando com sua lança, ela sorriu. Foi um ataque leve e superficial, não importa se ela foi atingida de frente.

Enquanto pensava, o leve aceno de mão de Aine desviou facilmente a lança de Sungmin para cima. Suas palmas rasgaram e seus cotovelos mal conseguiram aguentar, rangendo. Ele instintivamente girou em torno do seu peito, a fim de desviar as mãos afiadas de Aine.Screech – e a seção de armadura em volta da cintura foi rasgada. Uma ferida superficial na cintura jorrou sangue. Um pouco mais profundo, e suas vísceras poderiam ter caído para fora.

Ele não poderia estar aliviado ainda. Aine era o predador e ele era a presa. O predador estava prestes a brincar com sua presa. Uma luta entre um coelho e um tigre era impossível. Não importa o quão desesperado seja o coelho, ele morreria com um único balanço das garras de um tigre.

Sungmin correu como um coelho. Ou talvez, fosse mais correto dizer que ele era uma pulga. Ele correu de Aine para sobreviver. Ele se moveu interminavelmente de acordo com os movimentos de Sem Sombra, e forçou seus braços a usar a Técnica da Lança Perseguidora de Almas. Scarlet não era mais capaz de apoiar Sungmin. Ela ofegou e acalmou sua energia mágica, e só olhou para Sungmin com olhos complicados.

Sungmin não se ressentiria dela mesmo se ela fugisse. No entanto, Scarlet não teve pensamentos de fugir. Ela estava pensando seriamente em usar seu último recurso.

Claro, Sungmin não estava ciente disso. Nem ele pensou sobre isso. Boom!  O corpo de Sungmin voou para trás do chute de Aine. Ele quase caiu sem força nas pernas, mas se forçou a se levantar. Sangue preto jorrou quando ele mordeu o lábio. Aine riu alto. Suas mãos transformadas eram enormes e afiadas como navalhas.

Sua lança parecia pesada.

Essa sensação de peso era algo que ele não sentia há muito tempo. Ele não se sentia assim desde a Montanha de Mush. Seu corpo era pesado também. Suas orelhas estavam sendo torturadas e o cheiro metálico de sangue invadia sua mente.

Morte.

Foi isso?  Ele não foi capaz de encontrar Wijihoyeon novamente, ele não foi capaz de salvar Baek Sogo e envolveu Scarlet em tudo isso também. Uma morte súbita, como sempre. Ele ainda tinha alguma energia interna em seu dantian. Seu corpo simplesmente não cumpriu a tarefa. Sungmin reprimiu a vontade de rir de auto-aversão e circulou sua energia interna. Ele circulou … a Arte Divina da Nuvem de Ametista. Ele circulou sua energia. Observando enquanto Aine corria em direção a ele. Ele pensou que ainda não era hora de morrer, ainda.

Por quê?  Porque ele ainda pode se mover.

Não há muitas pessoas que aceitam a morte como uma coisa alegre. Se alguém tivesse um pouco de desejo, não desejaria a morte. Mesmo alguém sem qualquer desejo não seria calmo na frente da morte. A maioria das pessoas lutou em face da morte. Incluíndo Sungmin. Ele lutou. Ele tinha inúmeras razões pelas quais não podia morrer aqui, e isso se tornou um desejo por ele que o fez se mover.

Não havia ninguém que pudesse salvar Sungmin aqui agora. Não havia WIjihoyeon ou Baek Sogo. Não havia Lloyd. Para sobreviver, ele tinha que confiar em si mesmo. Ele não podia confiar em outra pessoa. Como o mundo mudou com ele mudando, tudo dependia dele.

Ele sentiu que sua cabeça havia clareado um pouco.

Scarlet chegou a uma decisão. Ela só tinha duas conclusões a que ela poderia chegar. Ou ela fugiu ou lutou. Dessas, fugir não era uma opção. A razão pela qual ela ainda hesitou, era porque era muito desperdício.

No entanto, ela não poderia se importar com isso em uma situação como essa. Scarlet estalou a língua e enfiou a mão dentro do peito. Mas naquele momento.

Névoa roxa foi liberada da lança de Sungmin. Aine instintivamente percebeu que era perigoso e parou imediatamente para recuar.

A névoa girou ao redor e foi comprimida na lança. Tornou-se uma luz forte ao redor da lança. Não, também parecia uma explosão de chamas. Aine, que viu a cena pela primeira vez, assistiu ao que aconteceu com os olhos bem abertos. Sungmin, que ficou pálido depois de perder todo aquele sangue, olhou para as chamas roxas que cercavam sua lança.

Ele queria gritar.

Quando ele havia atacado, ele não estava se movendo de acordo com a Técnica de Lança Perseguidora de Almas, mas o primeiro dos três movimentos básicos, perfurar. Sim. Foi apenas uma simples ação de perfurar. Embora não tenha sido tão rápida, Aine não conseguiu mais ignorar esse ataque. Ela o encontrou com uma expressão dura. Suas mãos, envolvidas de armadura, se aproximaram para se defender da lança.

Ela não podia defender. No momento em que a ponta de lança entrou em contato com suas mãos envolvidas pela armadura, a armadura se dispersou e suas mãos foram penetradas antes que a ponta da lança a alcançasse. Velocidade e força não importavam nada aqui. A ponta da lança perfurou seu ombro direito.

Aine gritou em voz alta. Embora ela não conhecesse a dor, a sensação que ela tinha agora era estranha. A ferida não estava regenerando. Aine mudou seu grito de dor para de fúria e balançou a mão esquerda. Sungmin deu meio passo para trás e girou a lança.

O braço esquerdo de Aine foi pego no giro e foi arrancado. Sungmin não precisava usar tanto a sua força, e Scarlet ficou dura em sua posição. Os olhos de Aine se arregalaram em choque. Sungmin não estava pensando em pensamentos complicados. Ele continuou a atacar Aine nos três movimentos básicos de lança, e Aine girou seu corpo com medo. A lança atravessou sua cintura e a cintura se dividiu e jorrou sangue.

“Ah, ah, dói!”

Aine gritou. Mesmo que ela quisesse cobrir suas feridas, ela não tinha nenhuma das suas mãos. Aine deu um salto para trás e começou a fugir sem hesitar. Sungmin tentou persegui-la, mas caiu sem dar alguns passos. Sua cabeça girava e ele tinha uma hemorragia nasal. Scarlet também não a perseguiu e foi até Sungmin.

“… Ah.”

Sungmin não viu Aine quando sua figura ficou menor. Ele só olhou para a lança em sua mão. As chamas que cobriam a lança não estavam mais lá.

“Eu fiz isso.”

Deixando de lado sua consciência desvanecida, ele murmurou aquelas palavras.

O que ele usou agora era a força de lança.

 


Capítulo patrocinado por:

  • Affonso Saito Salgado

Comentarios em PN: Capítulo 69

Categorias