PTO: Capítulo 124


Capa PTO

Praise the Orc!

Autores: Lee Jungmin
Tradutor: Pyown

Batalha Decisiva (2)

A terra estremeceu quando a árvore do mundo aumentou seu corpo. As raízes se elevaram da terra e os galhos sacudiram a atmosfera. Os orcs recuaram pela primeira vez no espetáculo. Os elfos negros esqueceram suas palavras e olharam com indiferença para a visão chocante. Era a fúria da árvore do mundo.

“Kuhahahahahat!”

Calmahart riu como se estivesse sentindo prazer da visão diante dele. Ele ergueu o machado. A árvore do mundo era em torno do tamanho de uma montanha, mas ele não se importava em tudo. Em vez disso, a energia vermelha ao redor do seu corpo aumentou sua intensidade enquanto se preparava para lutar contra a árvore do mundo.

“O dia chegou!”

Calmahart estava emitindo uma aura vermelho escuro de todo o seu corpo. Sua voz estava misturada com uma aura traiçoeira. Não parecia Calmahart, mas outra coisa em seu corpo.

“Eu tenho esperado por esse dia, Lulenka!”

A voz de Calmahart ecoou no campo de batalha. A árvore do mundo balançou seus galhos. Os troncos grossos se moveram como os tentáculos de uma criatura. Os elfos negros e os orcs recuaram. Foi uma luta entre Calmahart e a árvore do mundo.

Huuuuuong!

A árvore do mundo atingiu Calmahart, espalhando energia verde. Os galhos causaram explosões de vento. O chão estremeceu e os destroços foram espalhados. Mas Calmahart não estava nesse lugar. Calmahart desviou todos os galhos e avançou, apontando seu machado de dois gumes para o corpo da árvore do mundo. A casca da árvore foi quebrada e o interior foi revelado.

“Kuhahahahahat!”

Calmahart foi atrás do resto da árvore do mundo, que rasgaria cada vez que o machado de dois gumes golpeou. A árvore do mundo lamentou. Assim como um lenhador, Calmahart atingiu a árvore do mundo com seu machado de dois gumes.

A árvore do mundo balançou com raiva os seus galhos. Dessa vez, Calmahart não conseguiu esquivar-se e foi atingido.

Kwaaaaang!

Seu corpo foi jogado e ele bateu no chão. Ele ficou chocado por um tempo. No entanto, Calmahart levantou-se de novo e correu para a árvore do mundo de novo como se não pudesse sentir nenhuma dor. A árvore do mundo tentou detê-lo várias vezes, mas Calmahart apenas recebeu os golpes com o machado de dois gumes. Os galhos foram cortados e a seiva caiu.

“Kuaaahhhh!”

Calmahart rugiu.

Mais uma vez, a árvore do mundo e Calmahart se confrontaram. A luta de seres transcendentais!

Os elfos negros e os orcs se recuperaram da visão e começaram a lutar de novo. A batalha da árvore do mundo e o grande chefe. O corpo a corpo entre os orcs e os elfos negros. Corpos empilharam em cima uns dos outros.

Crockta sentiu-se perdido no meio dessa paisagem. Não havia mais orcs correndo em sua direção. Havia inúmeros corpos de orcs ao seu redor. Ele virou o corpo dele. Orcs e os elfos negros seguravam suas armas. Às vezes, flechas voaram. As flechas dos elfos negros perfuraram os orcs enquanto suas armas perfuravam outros elfos negros.

O caos continuou.

Ele podia ver o cansado Tiyo longe. Ele estava apoiado contra Anor devido a consequência da fúria do General. Um rosto cansado. Era o mesmo para Anor. O necromante era ativo na criação de corpos, mas havia um limite para o poder. Agora, ele só conseguiu levantar um punhado de corpos para manter os orcs próximos sob controle.

Crockta moveu seus pés.

Ele viu os mortos entre os elfos negros. Havia alguns rostos familiares e desconhecidos. O guarda que ele conheceu em Spinoa, o capitão que ele descobriu o nome em Nameragon. Um elfo negro de apenas um olho estava triste quando olhou para o cadáver no campo de batalha.

Tinha uma tragédia que estava continuando.

De repente, ele encontrou um rosto familiar. Crockta caiu de joelhos.

Era Caska. Seus olhos olharam para o céu distante sem ver nada, seu estômago se despedaçou. Toda a animação foi drenada do seu corpo, fazendo-a parecer uma boneca. Ela sempre sorria como se ela estivesse provocando-o, e ele nunca soube se sua confissão era uma piada ou não. Crockta forçou esse sentimento para baixo.

Ele não podia se grudar no sentimentalismo no campo de batalha. Crockta a olhou com olhos queimando com fogo. Ela ainda tinha um aperto apertado em seu arco. Ele colocou a sua mão no peito e fechou os seus olhos.

Ele levantou. Ele encontrou Radet enfrentando um orc com sua espada bastarda. Crockta correu para ele. Pouco antes de Crockta chegar, a alabarda do orc acertou um de seus pulsos e sua mão voou pelo ar. Radet estremeceu quando o sangue fluiu. A alabarda do orc não parou e se dirigiu para o pescoço dele.

Crockta correu e atacou o orc. Matador de Ogros perfurou o corpo do orc. O orc tinha habilidades moderadas e sobreviveu ao ataque de Crockta, mas perdeu o equilíbrio e caiu. A grande espada de Crockta desceu em direção a sua cabeça.

Não houve resistência. O oponente morreu sem um som. Radet agarrou a mão que perdeu e olhou para Crockta. Crockta bateu em seu ombro em vez de falar. Os elfos negros responsáveis ​​pelas tarefas médicas correram para Radet.

Crockta passou por eles e dirigiu-se para Calmahart, que estava lutando contra a árvore do mundo. Ele precisava cortar Calmahart para baixo. A árvore do mundo usou seus galhos e atingiu Calmahart. Calmahart a atingiu. Toda vez que o machado cortava um dos galhos, a seiva escorria.

Calmahart gradualmente se tornou mais esmagador. Os movimentos da árvore do mundo tornaram-se lentos e mais galhos foram cortados pelo machado de Calmahart. A energia vermelha perversa que brotava do corpo de Calmahart parecia quebrar o vigor verde da árvore do mundo.

“Crockta.”

Caburak aproximou-se dele e disse: “Calmahart é estranho.”

Crockta virou-se para ele e Caburak continuou: “O espírito tomou conta dele, com a ajuda da vontade de Calmahart pelo poder, o poder do espírito tornou-se seu poder. Já não é Calmahart, é apenas um demônio vestindo a máscara de um orc.”

Crockta assentiu. Ele podia sentir isso. Ele sentiu isso quando Calmahart emitiu um poder aterrorizante. Atrás dele, sempre havia um xamã desconhecido.

Caburak olhou para Crockta e disse: “Ele vai destruir o norte.”

“Sim, se continuar assim.”

Crockta não tirou os olhos de Calmahart. Calmahart estava rindo loucamente quando apontou seu machado no poderoso corpo da árvore do mundo. Toda vez que seu machado se movia, a superfície da árvore do mundo explodiria. Ele pisou em tudo sozinho.

“Sim, se isso continuar. Kyulkyulkyul.”  Caburak riu “Crockta.”

“Caburak.”

“Vamos agir?”

“Claro.”

Caburak riu e depois liderou o caminho. “Então vamos.”

Ele não sabia o que Caburak, que perdeu o poder, era capaz de fazer, mas suas costas estavam determinadas. Crockta o seguiu.

Calmahart continuou a atacar a árvore do mundo sem ter consciência da existência de Crockta e Caburak. Calmahart estava na ofensiva contra a árvore do mundo. No entanto, eventualmente, a árvore do mundo foi ferida pelo machado de dois gumes. A batalha contra a árvore do mundo foi dominada pelo poder de Calmahart. Em primeiro lugar, a natureza de seus poderes era diferente.

A força de Calmahart foi o poder da destruição.

“Começar.”

Caburak começou a recitar um feitiço. Ele não tinha muito poder mágico. Mas a atmosfera mudou. Os olhos de Crockta se arregalaram. Era óbvio que o poder mágico que ele não deveria ter estava emergindo continuamente.

“Caburak!”

Crockta percebeu algo. Caburak estava lançando a magia com sua força vital restante.

“Quanto mais você usar seu poder mágico …!”

Caburak sorriu em vez de responder. Crockta ficou em silêncio. Ele não conseguiu parar Caburak. Não era apenas Caburak, o próprio Crockta arriscaria sua vida. Para parar Calmahart, todos tinham que colocar tudo em jogo.

Essa luta só poderia acabar com a destruição de alguém.

Dentro de um curto período de tempo, o misterioso poder mágico de Caburak se enredou com a árvore do mundo. O olhar de Calmahart virou-se para ele. A presença dentro de Calmahart finalmente os notou. Sua expressão mudou ao encontrar Caburak.

“Você──────!”

Caburak atacou Calmahart com magia. Então Calmahart começou a empurrar sua energia vermelha. O padrão de cruz quebrada apareceu na testa de Calmahart. Como se estivesse separando os dois, a forma da existência dentro do corpo de Calmahart começou a subir acima de sua cabeça. Ele torceu e resistiu a magia.

“Impossível──────!”

Crockta observou com cuidado.

A imagem estranha de um demônio estava acima de Calmahart. Essa era alguém verdadeiramente da escuridão. A imagem de um demônio feio na escuridão. O demônio capturado olhou para Caburak e Crockta. Como se tentasse ser separado do poder de Caburak, a forma repetidamente se sobrepunhou com Calmahart. Era como algo fora de foco como se duas formas se sobrepuseram sobre uma.

Caburak gritou: “Nos encontramos novamente!”

“Kuaaaah!”

“Você não é nem Calmahart nem um orc!”

Calmahart agarrou sua cabeça. A magia de Caburak o levou.

“Revele sua identidade!”

“Kuaaah!”

“Quem é você?”

“Eu…!”

Os olhos de Calmahart ficaram vermelhos. Ao mesmo tempo, a ilusão do demônio acima de Calmahart desapareceu. Ficou quieto. Na situação repentina, tanto os elfos negros quanto os orcs pararam de lutar e assistiram a Calmahart.

Calmahart ficou alto e disse: “Eu sou uma tribulação.”

Ele deu um passo. A árvore do mundo, que já havia sido atingida novamente pelo machado, derramou sua seiva. Os galhos tentaram atacá-lo, mas quando Calmahart ergueu o machado, ele pausou e parou.

Calmahart riu enquanto olhava para Caburak e Crockta. Agora o ser tinha assumido completamente a carne de Calmahart.

“Eu sou aquele que faz o mundo morrer de fome, aquele que limpa o mundo com gritos, os pesadelos que você criou, a tribulação.”

“O ganancioso e estúpido Calmahart me aceitou; E com seu corpo, preencherei esse mundo com a tribulação sem fim.”

“Eu vou matá-lo, remover o tolo Lulenka e levar o continente de volta às chamas de uma guerra sem fim.”

“Gritem. Estou aqui para ajudá-los a fazer isso.”

Ele segurou seu machado. Já havia bastante fadiga.

“Agora, matem. Orcs, sigam-me e joguem o mundo no caos. Repitam as tribulações sem fim.”

Caburak deixou-se cair. Seu cabelo ficou branco. Ele esgotou todas as suas forças. Então ele disse: “Crockta. Pare os orcs. Eu sei que é enorme …”

A guerra já estava perdida. Havia muitos outros orcs parados do que elfos negros. Os elfos negros estavam apenas aguentando, e se a luta continuasse, apenas os orcs ficariam de pé. Estava fluindo de acordo com a vontade da existência demoníaca.

Crockta olhou em volta para os orcs. Os orcs ficaram perplexos com a estranha atitude de Calmahart.

“Largue a esperança fútil. Crockta.”

Calmahart se aproximou. Crockta recuou apressadamente. Calmahart olhou para ele com o machado no ombro. A imagem do demônio parecia refletir no rosto feio de Calmahart.

“Os orcs seguem o grande chefe.”

À medida que a perversidade nos olhos de Calmahart explodiu, o poder vermelho em torno dos orcs fortaleceu. Os orcs rosnaram. A loucura que desejava sangue estava se espalhando mais uma vez. Não era uma aparência normal.

Calmahart rugiu alto. Os orcs levantaram suas armas e responderam a ele: “O grande chefe Calmahart comanda vocês──────!”

Calmahart apontou para Crockta e Caburak enquanto ele ordenava: “Matem esses bastardos!”

Os orcs os cercaram lentamente. Os elfos negros já não tinham o poder de lutar. Todas as tropas de apoio foram mortas ou feridas. Foi a vitória dos orcs.

“Kuoh …”

Caburak fechou os olhos. As cores verdadeiras de Calmahart podem ter sido reveladas, mas os orcs ainda não desistiram de sua lealdade a ele. Para os orcs, o comando do grande chefe era absoluto. Agora, sua lealdade ao grande chefe foi combinada com a loucura do demônio. Independentemente da identidade de Calmahart, seus comandos eram a principal prioridade.

“Não existe nenhuma maneira” murmurou Crockta.

Ele não conseguiu ver um caminho. Calmahart era um monstro e derrotou a árvore do mundo. Os elfos negros foram principalmente eliminados. Força e números, tudo estava em falta. O norte logo entraria nas mãos do demônio.

“É até aqui.”

Ele nem sempre poderia ganhar nas guerras. Essa era uma guerra extremamente desfavorável que haviam lutado para vencer, mas não havia mais nada que pudesse fazer.

Naquele momento.

“Todos parem──────!”

Um orc do Grande Clã saiu. Todos os olhos se viraram para ele.

Ele levantou seu machado em direção a Calmahart.

 

***

Surka não podia acreditar em seus olhos quando a imagem do demônio apareceu acima do corpo do Grande Chefe.

Esse foi Calmahart. Havia algo acima da cabeça de Calmahart. Chamava-se de tribulação.

Todos os seus sentimentos e suspeitas até agora eram verdadeiros. Um dos inúmeros deuses do mundo, mas era um dos velhos vilões que havia sido enterrado há muito tempo e cujas origens tinham sido esquecidas.

“Matem esses bastardos!”

O Grande Chefe comandou. Ele começou a se mover. O Grande Clã seguiu o grande chefe. Era uma lei que haviam mantido por um longo tempo.

Ao mesmo tempo, a aura vermelha cobriu a cabeça de Surka para que ele não pudesse mais pensar com clareza. Os instintos de combate, o desejo de sangue e violência encheram a sua cabeça. Ele queria matar o inimigo e beber o sangue dele.

Surka resistiu desesperadamente. Essa foi uma batalha entre o destino do norte e os orcs do norte. Ele teve que parar isso. Ele era filho de um grande guerreiro, Shiktulla da Tribo do Machado de Aço.

“Onde está sua honra como guerreiro?”

Ele lembrou as palavras de Crockta que o fizeram sentir uma emoção.

Honra. Eles tiveram honra. Mas o demônio estava cobrindo os olhos dos orcs do norte.

Surka deu um passo à frente e gritou com todo o seu poder: “Todos parem──────!”

Os orcs pararam por um momento, vários olhos vermelhos virando-se para ele.

Ele não podia deixar de rir. Era uma coisa estranha.

Quando seguiu as palavras do Grande Chefe, ele continuava duvidando de si mesmo. Embora todos os orcs do Grande Clã tenham feito o mesmo, sua mente continuou a chacoalhar como se estivessem cometendo um erro terrível.

Agora ele estava indo contra o grande chefe e colocando-se em perigo. Uma estranha confiança encheu sua mente. Isso não era errado, mesmo que ele acabasse morrendo. Ele nunca ficaria envergonhado. Era uma emoção que ele não sentiu há muito tempo.

Orgulho próprio. Ele tinha confiança em suas decisões. Enquanto pensava nisso, a loucura perturbando sua cabeça desapareceu.

Surka disse a Calmahart. “Eu não mais o reconheço como o Grande Chefe.”

Calmahart riu, “Surka, minha criança estúpida. Não importa se um de vocês desaparecer.”

“Não se chame de pai quando você já vendeu sua alma! Meu pai era um verdadeiro guerreiro!”

Surka ergueu o machado e correu para Calmahart. Ele usou todo o seu poder. No entanto, ele foi jogado de volta por Calmahart. Era a grande diferença de poder. Surka rolou no chão. Ele mal conseguiu levantar-se. Pode ser um único golpe, mas o interior do seu corpo estava tremendo e o sangue surgiu de sua boca.

“É o bastante.”

Um monstro. Ele olhou em volta. Os orcs do Grande Clã ainda estavam olhando para ele com olhos vermelhos cheios de loucura.

Havia apenas uma maneira de salvar a todos. E era algo que ele não podia fazer. Surka olhou para Crockta.

“Crockta.”

Surka o olhou de longe, mas essa foi a primeira vez que ele estava de frente para ele. Os olhos de Crockta viraram-se para ele. Um orc com tatuagens no corpo inteiro, uma faixa vermelha na cabeça e uma grande espada. Um guerreiro honorável do continente.

Surka o chamou. Crockta estreitou os olhos e aproximou-se. Surka sussurrou para ele.

“……”

Os olhos de Crockta cresceram quando ele ouviu as palavras de Surka. Ele olhou para Surka.

“Realmente.”  Surka sorriu e cuspiu sangue. “Crockta, somos orcs.”

“……”

“O Grande Chefe caiu para o deus perverso, mas temos nossa honra. Não esqueceremos nossas raízes apenas por causa da energia do mal. É verdade para todos os orcs aqui.”

Os olhos de Surka brilharam.

“Nós lembraremos disso.”

Enquanto Surka e Crockta conversavam, Calmahart levantou a mão, como se ele não gostasse. Era uma ordem para os orcs exterminá-los.

“Crockta.”

Surka sorriu. Então ele agarrou o braço de Crockta.

“Por favor, salve-nos.”

Crockta assentiu. Então ele olhou para o grande chefe. Era um olhar intenso.

Calmahart riu de forma zombeteira. “Kuhuhu, aqueles que em breve morrerão estão tendo uma conversa entre si. Assistam o mundo cair em tribulações.”

“Calmahart.” Crockta ignorou suas provocações e levantou sua grande espada. “Eu vim de Orcrox no continente.”

Calmahart inclinou a cabeça para as palavras de Crockta.

“Que bobagem é essa …?”

Mas isso não parou Crockta.

“Meu professor é o grande guerreiro Lenox. Ele me ensinou as leis de um guerreiro. Eu acredito nisso e não fugirei de uma luta, mesmo que isso signifique minha morte. Eu sei que a honra é maior que a morte.”

A voz de Crockta ecoou no campo de batalha. Ele apontou a ponta do Matador de Ogros para o coração de Calmahart.

“Eu sou um orc, um guerreiro.”

O rosto de Calmahart ficou duro quando ele percebeu a situação. A lei mais importante dos orcs do norte. O duelo sagrado com o qual ninguém poderia interferir.

“Meu nome é Crockta.”

A intenção de matar brilhou nos olhos de Crockta.

“Calmahart, eu desafio você pela posição de Grande Chefe.”

Comentários