PTO: Capítulo 199


Capa PTO

Praise the Orc!

Autores: Lee Jungmin
Tradutor: Pyown

Como Um Escravo, Como Um Rei (3)

As torres de Orcrox apareceram longe.

O elfo não identificado falou,  “Crockta.”

Era raro que ele falasse primeiro. Crockta olhou para ele.

“Eu tenho uma pergunta.”

“Me pergunte.”

O elfo parou. O grupo de Crockta parou de andar. Naquele momento, o grupo sentiu que esse elfo partiria em breve. Era um sentimento desconhecido. Essa seria provavelmente a última pergunta do elfo.

“O que isso parece?”

O elfo levantou a mão e aconteceu algo estranho. A árvore densa acima deles começou a se curvar. Os galhos da árvore baixaram lentamente para eles em um gesto cortês, como se as árvores eram criaturas vivas. As bocas do grupo de Crockta ficaram abertas.

“Crockta. O que você acha disso?”

Um pardal no galho moveu-se para o dedo do elfo. As árvores e o pardal se moveram para ele.

“Isso …”  Crockta olhou para ele. Era apenas um pardal comum. “Um pardal.”

“Está certo. Um pardal.” O elfo ergueu a mão. O pardal voou. No entanto, ele não voou e aterrou nos ombros do elfo. “Parece e soa como um pardal. Talvez tenha um bico amarelo. O importante é que pelo menos não é um corvo.”

“Está certo. Certamente não é um corvo. ”

“Então …”  O elfo olhou diretamente para Crockta. “Se todos chamarem esse pássaro de um corvo, o que você vai fazer?”

Crockta parecia confuso porque não entendia a pergunta:  “O que isso significa …?”

“Esse pássaro claramente não é um corvo. Não parece um. Mas todos chamam esse pássaro de um corvo. Todos no mundo estão dizendo isso exceto você.”

O pardal mais uma vez pousou no dedo do elfo. O pardal virou a cabeça e olhou para Crockta. Esse elfo não tinha uma mentalidade maliciosa. Crockta podia sentir isso. Caso contrário, esse pequeno pássaro não poderia estar nas mãos do elfo com um rosto calmo.

O elfo continuou falando:  “O mundo inteiro, exceto você, está o chamando de corvo. Se você diz que ele é um pardal em vez de um corvo, todos se afastarão de você. Talvez eles provocarão você por serem cegos ou chamá-lo de mentiroso. Não importa o quanto você grite, ninguém vai ouvir. Você será rotulado de louco.”

“Ahh …”

“Crockta. Você ainda vai chamar esse pássaro de um pardal? Ou você vai se afastar e dizer que é um corvo?”

Crockta sorriu. Foi uma pergunta fácil.

“Bem, se todos estão chamando um pardal de um corvo … É um grande problema.”

“Entendo…”

“Mas é isso.” Crockta tocou o cabo de sua grande palavra. “A menos que um pardal me diga que é um corvo, vou chamar um pardal de um pardal.”

“……”

“Se as pessoas pintassem as penas de preto e chamassem um pardal de um corvo, eu faria o meu melhor para detê-los e dizer que é um pardal.”

Crockta olhou para Tiyo, Anor e Zankus. Eles encolheram os ombros. Crockta sorriu para o elfo.

“Um pardal é um pardal.”

O elfo sacudiu a cabeça:  “Então você estará sozinho. Ninguém vai querer estar com você. Em vez disso, você se tornará um ser estranho.”

Era uma voz suave. Crockta explodiu em risos. Sua risada ecoou na floresta silenciosa.

“Você é um escravo vestido como um rei.”

“……!”

Os olhos do elfo se arregalaram. Ninguém o chamou de escravo. Era o contrário. Ele tinha um poder que ninguém podia entender, vestido com roupas lindas e elegante. Agora, esse orc o chamou de escravo.

“Você colocou roupas muito agradáveis. Mas ao invés de suas próprias crenças, você pensa sobre os arredores e outras pessoas. É a mentalidade de um escravo. Se é tão assustador, você pode chamar o pardal de um corvo como todos os outros. Se eles dizem que algo verde é vermelho, ele é vermelho. A noite se tornará o dia e a terra será chamada de mar. Se você se entregar, tudo fluirá sem problemas.”

“Eu…”

“No entanto, se você quer ser o mestre de sua própria mente, preste atenção nisso.”

Crockta estendeu a mão. O pardal olhou para Crockta e saltou em direção a seus dedos. Crockta gentilmente segurou o pardal.

“Mesmo que o mundo me aponte como ridículo, digo que esse pássaro é apenas um pardal.”

O elfo olhou para Crockta, cujos olhos estavam cheios de convicção e uma inabalável integridade.

“Entendo.”  As linhas no rosto do elfo desapareceram quando seu rosto angustiado gradualmente se suavizou. Ele piscou um sorriso fraco, mas bonito. Ele declarou: “Eu me vesti como um rei, mas pensei como um escravo.”

“Sim.”

“Agora que eu sei, eu deveria me vestir como um rei e agir como um rei.”

“Sim.”

“Obrigado por me contar.”

O elfo olhou para Crockta. Então ele olhou para Zankus, Tiyo e Anor. Ele abriu os braços. Então a floresta mudou.

“……!”

Um caminho direto para Orcrox abriu. As árvores sacudiram seus corpos e torceram suas raízes, dando lugar a Crockta. Foi uma visão incrível.

“Você …”  Anor de repente falou. Havia um olhar de entendimento em seu rosto. O elfo alcançou Anor. Então um galho foi para baixo sobre suas cabeças. Quando o elfo moveu sua mão, o galho tocou a bochecha de Anor, como se fosse uma extensão da mão do elfo.

“Você teve dificuldade em chegar aqui. Criança.” O elfo  olhou para cada membro do grupo, um a um. “Eu vi você e tentei obter uma resposta. Uma resposta que não encontrei. No entanto, não era que eu não conhecia a resposta. Na verdade, estava ignorando a resposta o tempo todo.”

Ele olhou para Crockta. “Como um escravo.”

Crockta sorriu. “Agora você parece um rei.”

“Obrigado.” O elfo andou para trás. Era hora de ir embora. “Eu vim aqui como um escravo vestido como um rei, e irei embora como um rei.”

Seu corpo ficou turvo. A vegetação da floresta inclinou-se para ele. O vento se curvou para ele. As árvores se inclinaram e adoraram-no.

“Espero lhe ver de novo. O querido garoto do norte que quero agradecer. Crockta.”

Então o elfo sussurrou. Não houve som. Seu sussurro não era para eles. Os olhos de Anor se arregalaram. Crockta, Zankus e Tiyo não ouviram isso. Todos os elfos do mundo ouviram o sussurro.

 

***

“A árvore do mundo dos elfos se retirou da guerra.”

“O que?”

“Eu não sei por quê. Os elfos começaram a ir embora.”

“O que está acontecendo?”

“Os que vieram pela sua própria vontade ainda ficaram, mas os elfos que vieram por causa da mensagem divina voltaram para casa. Mais da metade dos elfos foram embora.”

“……”

Adandator franziu a testa antes de começar a rir. “Que interessante.”

Aklan suspirou. Os elfos ouviram o sussurro da árvore do mundo.

“Os orcs não estão em conluio com a deus de cinzas, e eles não são maus. Crockta é um herói.”

No entanto, os outros deuses eram diferentes. Outra mensagem divina desceu, incentivando os seguidores a acreditarem neles. Eles até culparam a árvore do mundo pelo mal julgamento. Esse não era o comportamento dos deuses que conhecia. Era incrivelmente como o comportamento de um humano.

“Arnin não vai dar certo.”

“Eu acho.”

Chegaram à cidade dos elfos, Arnin. Depois de receberem essa notícia, Arnin provavelmente não ajudaria.

“Tente uma vez.”

Mas o resultado foi como eles esperavam. Não, foi pior do que isso.

Aklan sentou-se no escritório do prefeito Ennis e sentiu um estranho humor novamente.

“Você vê esse casaco?”

“Sim.”

“Um orc costumava usá-lo, também conhecido como o primeiro capitão da Equipe de Resgate das Planícies, que é um marco e o orgulho de Arnin. Ele criou a equipe de resgate.”

Não havia necessidade de perguntar quem ele era.

“Crockta.”

“Está certo. Ele é um cidadão honorário de Arnin e revelou os assassinos e prefeita que usaram uma falsa máscara para zombar dos cidadãos.”

A história de Crockta foi contada nos livros didáticos nas escolas de Arnin. Ele era um cidadão honorário que representava Arnin.

“Sobretudo, a árvore do mundo está impedindo os elfos de participar.”

“……”

“Será inútil propor uma reunião ao Congresso.”

“Entendo. Obrigado.”

Os ovos podem ser jogados neles, como em Chesswood.

“Eu não sei como a situação com os deuses acabou assim, mas vou dizer-lhe como uma pessoa que conheceu Crockta, não o prefeito. Crockta não é tão orc.”

“……”

“Eu nem sabia quem ele era então. Ele era apenas um oficial de planícies. No entanto, ele ajudou os humanos e os elfos com os triters nas planícies. Apesar de ser um orc, ele é uma luz na escuridão.”

“Luz…”

“Ele ilumina os arredores. Eu não seria o prefeito se não fosse por ele. Os viajantes ainda estariam perdendo a vida. Eles morreriam dos triters e daquela garota perversa.”

Aklan assentiu. “Entendo.”

“Você pode ficar por um dia para recrutar voluntários. Mas pense no que eu disse.”

“Sim.”

Ele saiu sem resultados. Arnin era uma cidade bonita. Aklan estava indo para o acampamento da expedição quando ele de repente parou na praça de Arnin. Um monumento estava ali. Era um monumento para homenagear o dia em que Elsanad, Elwina e Ilya, os demônios de Arnin, foram expulsos. Escreveu sobre o cidadão honorário Crockta, que veio como viajante, mas foi embora como o herói de Arnin.

“Eu sou um cidadão honorário!”

“Eu sou o melhor cidadão!”

“Você acabou de jogar lixo no chão! Eu vou ataca-lo!”

As crianças brincaram, fingindo ser cidadãos honorários. Aklan olhou para o céu e murmurou:  “Eu não sei.”

Ele balançou a cabeça e voltou para o acampamento da expedição. A expedição estava acampando fora de Arnin.

“Não houve resultado. Eu sinto muito.”

“Era esperado.”

“Obrigado pelo trabalho duro.”

Ele voltou com nada, mas Adandator e os líderes da expedição assentiram, porque já era esperado. Agora, eles não tinham nenhuma grande expectativa em relação aos elfos. Alguns elfos se voluntariaram, mas não havia muitos devido à árvore do mundo.

“Que tal parar em Quantes?”

“Gnomos não acreditam nos deuses …”

“Vamos dar uma tentativa. Além do mais, os elfos se foram, então precisamos preencher os números. Quantes está a caminho de Orcrox.”

“Certo.”

Aklan ficou em silêncio durante o encontro dos líderes.

 

***

No dia seguinte, eles se dirigiram para Quantes. Pouco antes de deixarem Arnin, eles podiam ver o famoso Time de Resgate das Planícies de Arnin e os triters.

No meio dela havia uma pedra.

“Isso?”

Aklan parou. Palavras foram esculpidas na pedra.

[Um guerreiro não ataca pessoas desarmadas.]

Era uma pedra escrita por Crockta. Aklan nunca o conheceu antes, mas não podia deixar de se familiarizar com Crockta. Ele sabia que Crockta era um grande guerreiro.

“O que você está fazendo? Vamos logo.”

As pessoas gritaram por trás de Aklan.

“Ah, desculpe.”

Aklan segurou as rédeas. A marcha continuou. Aklan virou-se e entrecerrou os olhos para a pedra, mas não conseguiu mais vê-la devido ao exército. Aklan olhou para Adandator ao lado dele. Ele viu líderes, nobres e numerosas forças da expedição. Seus rostos estavam duros. Pode ser porque Orcrox estava se aproximando.

Aklan fechou os olhos. Ele não conseguiu parar aqui. Já haviam chegado tão longe. Não importava o tipo de pessoa que Crockta era. Todos os deuses o chamavam de vilão. Foi o suficiente. As pessoas se reuniram aqui para o extermínio de Crockta e os orcs. Eles estavam transbordando de força de vontade.

A decisão não foi tomada por ele, mas a enorme multidão. Ele apagou Maillard, Chesswood e Arnin de sua cabeça. O buraco foi preenchido com a mensagem divina, o exército da expedição e o ódio da multidão aleatória.

Aklan abriu os olhos. Foi um pequeno momento de preocupação. Ele voltou a ser Aklan, um devoto guerreiro do deus da guerra.

‘Deus da guerra … Por favor, abençoe nosso caminho.’

Os cavalos, que começaram a correr, não podiam parar.

Comentários