PTO: Capítulo 83


Capa PTO

Praise the Orc!

Autores: Lee Jungmin
Tradutor: Pyown

Vivo (1)

“Oh, guerreiro orc! Prazer em conhecê-lo. Hahahaha.”

“Você está vivo? Eu sou chamado Crockta.”

Nakai cumprimentou-o com um sorriso. Crockta riu e assentiu.

Anor sentiu-se estranho enquanto observava os dois se cumprimentarem. Ele foi cativado pela cena irreal que parecia estar separada do resto do mundo. Obviamente, eles se encontraram pela primeira vez hoje.

O Nakai que ele conhecia teria zombado e manifestado insatisfação com outras espécies entrando em Nuridot. Ele sempre foi o único que manteve a retórica que os orcs eram sujos e ignorantes.

Então, por que eles agora estavam apertando as mãos assim?

“Uh, é Anor! Como está o Terceiro Dragão? ”

Tiyo se aproximou. Nakai olhou para Tiyo e pediu um aperto de mão.

“Você parece um elfo negro com maneiras. Eu sou Tiyo dot” respondeu Tiyo com um sorriso.

Nakai originalmente chamou gnomos de “pequenos anões”. Agora parecia que Anor era o único não conectado corretamente com Nuridot. Anor virou-se com uma expressão amarga.

Antes que ele soubesse, o sol caiu completamente abaixo do horizonte. O céu do crepúsculo estava coberto pelo véu da noite. Mais uma vez, a lua se elevou para o céu.

Anor dirigiu-se em direção a sua casa.

Ele sentiu que era injusto ao pensar em todas as vezes que ele havia sido perseguido. Ele poderia ter sido meio sangue, mas pelo menos ele se parecia com um elfo negro com a pele escura e as orelhas compridas. O orc e o gnomo tinham aparências completamente diferentes.

No entanto, eles foram bem-vindos. Talvez não fosse porque ele era meio sangue, mas a própria existência de Anor? Essa foi a única conclusão que ele poderia chegar.

Ele parou de se mover quando alguém de repente pegou seu ombro. Anor entrou em pânico. Ele se virou e viu um rosto que ele conhecia, fazendo com que ele ficasse ainda mais assustado. O rosto áspero de Crockta podia ser visto na escuridão.

“Você … Você me surpreendeu!”

“Parece que não há pousadas por aqui.”  Nuridot não era um lugar muito grande. Em primeiro lugar, os elfos negros não aceitavam muito os estrangeiros, de modo que pousadas não eram muito comuns. “Então eu decidi ficar em sua casa”.

“Eu nem dei permissão …”

“É por isso que eu vim. Para lhe perguntar. Kulkulkul.”

Anor coçou a cabeça. Sua casa não era muito espaçosa e não era adequada para receber hóspedes. Em vez disso, era vergonhoso mostrar aos outros. Mas ele sentiu-se nervoso em ser encarado por Crockta.

“Então…”

No momento em que ele olhou para Crockta para dizer-lhe para vir …

Algo voou sobre a cabeça de Crockta.

“…Eh?”

A sombra de um dragão brilhava da luz da lua cheia atrás da cabeça de Crockta. Não. Não era um dragão. Parecia um dragão, mas não era um dragão. Parecia um drake, mas não era um drake. Era um drake com asas de um wyvern, Terceiro Dragão.

“Terceiro Dragão?”

Ele obviamente soltou o Terceiro Dragão nas montanhas Luklan. Anor pediu-lhe para viver livremente sem voltar. Ele firmou o coração e se afastou do Terceiro Dragão. Então, por que o Terceiro Dragão voou sobre Nuridot? O Terceiro Dragão estava indo para o norte em direção a Floresta Nuridot, o habitat dos drakes.

“Eeit!”

Anor começou a correr. Crockta e Tiyo olharam por trás de suas costas enquanto corria e olharam um para o outro. Eles perseguiram-no.

 

***

“Por que você está de volta?”

O Terceiro Dragão olhou para Anor, que tinha os braços cruzados sobre o peito.

“Você será intimidado de novo pelos outros drakes aqui.”

Shake shake.

O Terceiro Dragão sacudiu a cabeça. Suas intenções eram claras.

Crockta e Tiyo os observaram por trás.

“Ei! Você vai viver com essa intimidação toda a sua vida? Volte e faça outros amigos! Eh! Você é apenas um pouco maior! Então, viva!”

“Grrrrung.”

“Ahh, o que você está dizendo?”

Anor bateu no peito com frustração. Crockta aproximou-se e disse: “Anor, dê-lhe um momento.”

“Huh?”

Crockta agarrou a parte de trás do pescoço de Anor e puxou-o para trás.

“Eek?

Assim que ele foi puxado para trás, um fogo passou por volta do Terceiro Dragão. Era uma respiração de fogo que iluminava a floresta escura.

“……!”

O Terceiro Dragão espalhou suas grandes asas em um instante. A respiração foi bloqueada pelas asas. Havia fuligem negra, mas não parecia haver nenhum dano importante. O terceiro dragão mostrou suas presas afiadas.

Um drake estava se aproximando da floresta. O Drake e o Terceiro Dragão rosnaram um para o outro. O drake não convidado rugiu algo e o Terceiro Dragão rugiu de volta. A guerra de nervos entre dois drakes!

Não terminou, houve dois drakes mais atrás do não convidado. Eles ameaçaram o Terceiro Dragão. O Terceiro Dragão era corajoso, mas havia três drakes.

Eles se observaram.

Anor estava triste. Sua aparência foi sobreposta ao Terceiro Dragão.

“Terceiro Dragão …”

Crockta observou e deu um passo à frente. “Eu não pretendia intervir, mas …”

Ele tirou sua grande espada. Uma luz negra surgiu da Matador de Ogros

“É grosseiro agir assim na minha frente.”

Os drakes olharam para o orc que de repente apareceu e fizeram expressões faciais absurdas. Crockta pensou que as expressões nos rostos dos répteis eram muito boas. Então ele olhou para eles.

 

[Açougueiro de Criaturas (Essência) foi usada.]

 

Foi a habilidade que ele obteve depois de caçar o behemoth com o grande caçador Shakan. Era uma habilidade anti-criaturas que aumentava o poder de ataque contra bestas e deu às criaturas uma sensação de opressão que neutralizava seus movimentos. Então ele usou a habilidade de classificação Pináculo, Rugido Esmagador de Exércitos da Loucura. Mesmo que ele não rugisse alto, a loucura do guerreiro orc que varreu muitos campos de batalha ganhou vida.

Crockta olhou para os drakes.

 

[Penetração do Coração e da Alma (Pináculo) foi usada. Identificando os drakes.]

[Os drakes nessa floresta são bastante fortes, mas eles são mais fracos do que você. Eles estão paralisados. O cheiro das criaturas mortas sobre você despertou seu medo.]

 

Ele usou a Penetração do Coração e da Alma para lê-los.

Os drakes recuaram.

 

[Os drakes querem fugir, mas não podem por causa do seu orgulho.]

 

Crockta apenas riu. Seu orgulho. Ele aumentou a força em seus olhos.

Kuoooooh-!

Vapor subiu da Matador de Ogros.

Os drakes perceberam. Se eles se moveram um pouco para a frente, aquela espada os mataria. Não era um orc comum.

Os drakes foram obrigados a darem meia volta. O Terceiro Dragão olhou para eles, dando um aviso até o fim. Anor ficou impressionado quando Crockta repeliu os drakes. O guerreiro orc era mais forte do que Anor pensava inicialmente.

Olhando para o passado, Crockta estava prestes a golpear para baixo uma grande espada no Terceiro Dragão pela primeira vez que Anor o viu. E se Anor não tivesse gritado rapidamente naquele momento? Ele acreditava no forte esqueleto e pele do Terceiro Dragão, mas talvez o Terceiro Dragão talvez tivesse acabado morto pelo ataque. As costas desse orc pareciam legais.

“Anor.”

“Huh?”

“Eu não conheço você muito bem, mas eu pensei.”  Crockta disse enquanto guardava sua espada. “Por que você quer enviar o Terceiro Dragão para as montanhas Luklan?”

“Você acabou de ver isso. Todos os dias é assim.”

“Mas o Terceiro Dragão quer ficar aqui.”

“Ainda…”

Crockta aproximou-se dele. “Você não é quem quer sair?”

Ele tinha olhos e ouvidos, então ele sabia sobre Anor. Ele era uma raça mista entre elfos negros e humanos, fazendo com que a cidade o ignorasse. Quando Crockta e Tiyo haviam perguntado sobre Anor, os elfos negros claramente o tinham desprezado.

“……”

Anor olhou em branco nas palavras de Crockta. Era como se ele estivesse olhando para o coração dele.

“Talvez … pode ser verdade.”  Os ombros de Anor caíram.

Eles deixaram o Terceiro Dragão na floresta e voltaram para Nuridot. Eles atravessaram as ruas escuras e conversaram. Anor perguntou: “Como você fez isso?”

“O que?”

“Aproximar-se dos elfos negros.”

Crockta apenas riu. “Eu não estou perto deles”.

“Mas todos foram muito amigáveis ​​…”

“Eles estão agindo assim porque precisam de mim para fazer algo.”

Nuridot entrou em pânico quando o grupo de orcs apareceu durante o dia. Era amplamente conhecido que o chefe louco estava se preparando para a guerra. Os orcs errantes estavam segurando a bandeira do Grande Clã. Os orcs errantes deram duas opções: lutar ou serem roubados. O poder de Nuridot não era tão forte. Seriam necessários grandes sacrifícios para combatê-los. Mas era uma situação em que eles não podiam aceitar as demandas não razoáveis ​​dos orcs.

Era um dilema. Então, de repente, apareceu um gnomo e orc. Os elfos negros estavam intrigados enquanto os orcs riam deles.

E…

Os orcs foram destruídos. O guerreiro orc cortou as cabeças de cinco orcs rindo em um instante. A atitude dos orcs errantes mudou imediatamente. Dezenas de orcs levaram suas armas contra ele, mas ele não hesitou. Em vez disso, ele dominou suas forças sozinho.

Nos olhos dos elfos negros, ele parecia um deus da guerra.

O assustador guerreiro orc explicou aos elfos negros. Os orcs errantes voltariam, então ele ficaria e vigiaria até aquele momento. Ele estava indo para o Templo do Deus Caído, mas ele queria cooperar com os elfos negros para passar por seu território. Ele também não estava relacionado com o Grande Clã.

Para os desesperados elfos negros de Nuridot, ele era seu salvador. Portanto, a dupla entrou como convidados de Nuridot. Sua história foi amplamente divulgada, de modo que nenhum elfo negro ousou desprezá-los. Assim, os elfos negros foram forçados a se tornarem amigáveis ​​e abraçá-los. Em particular, a aparência fofa de Tiyo e a atitude alegre eram refrescantes para os elfos negros.

A bondade para com os fracos era inútil, mas a bondade para com os fortes era algo que eles podiam respeitar. Esse era o mundo.

“Entendo…”

A expressão de Anor não mudou apesar da expressão de Crockta. Crockta ganhou o respeito que ele queria desesperadamente toda a vida dele. Foi por força.

“O mundo é injusto” murmurou Anor.

Ele estava infinitamente comprometido em se tornar um membro da sociedade dos elfos negros. Ele não causou nenhum problema. Mas ele ainda era estranho aos elfos negros. No entanto, Crockta recebeu instantaneamente o respeito dos elfos negros por causa de sua força.

A razão era força.

“Sim. O mundo é injusto.”

Crockta sorriu.

Eles voltaram para Nuridot e chegaram à casa de Anor. Sua casa não era grande. Era uma casa pequena e em ruínas. Estava muito cheia com o grande tamanho de Crockta e Tiyo. Anor queria concede-los sua cama, mas Crockta e Tiyo recusaram. Eles cobriram o chão com os cobertores de Anor.

“Vocês estão desconfortáveis?”

“Está bom. Tiyo já está dormindo.”

Tiyo já estava roncando. Ele teve um talento para adormecer em qualquer lugar assim que ele colocou a cabeça no chão. O gnomo era realmente fofo quando ele fechou os olhos e dormiu como um bebê recém nascido.

Crockta também tentou fechar os olhos.

De repente, Anor disse: “Crockta, eu passei toda a minha vida tentando ser reconhecido como um elfo negro de Nuridot.”  Sua mente tinha sido complicada o dia todo. Em particular, ele ficou chocado ao ver Nakai ser educado com Crockta. “Mas eu ainda sou um estranho. Por quê?”

Crockta olhou para o teto escuro. Ele só conheceu o elfo negro hoje, mas Crockta conseguiu entender como era Anor.

Assim, sentiu-se mais triste.

“Anor, o que você quer se tornar aqui?”

“Eu?”  Anor pensou por um momento. “Um bom … elfo?”

Os pais dele morreram. Sua mãe, que era humana, sempre enfatizou a Anor.

“Tente ser reconhecido na sociedade dos elfos negros. Seja um bom elfo negro e sempre considere os outros. Sorria sempre. Não hesite em ajudar os outros.”

Crockta continuou: “Mas com base nos resultados, os elfos negros de Nuridot não querem que Anor seja bom.”

“O que…”

“Você nunca será capaz de fazer o suficiente. É tolo repetir o mesmo processo e esperar que os resultados mudem.” Crockta suspirou: “Como eu disse, o mundo é injusto. Não há céu. Não é um lugar onde boa vontade e fé serão devolvidos.”

“……”

“Isso é tudo o que vou dizer. Durma bem.”

Anor não pôde mais dormir depois de ouvir as palavras de Crockta.

Ele virou a cabeça e olhou para a escuridão abaixo da cama. Ele não conseguiu vê-lo, mas sentiu a enorme presença do guerreiro orc. Crockta tentou adormecer. Ele podia ouvir o som da respiração de Tiyo.

Anor sussurrou: “Crockta. Você está dormindo?”

“…Ainda não.”

“Eu vou fazer mais uma pergunta. Está tudo bem?”

“Não me importo.”

Anor queria falar, mas não conseguiu descobrir como começar. Anor juntou as mãos sob o cobertor. Sua voz tremia um pouco enquanto falava: “Isso significa que eu preciso mudar?”

“Sim.”

“Eu tentei viver bem, apenas para ser intimidado como se eu estivesse fazendo algo errado. Eu sou o único que sofre, então por que eu tenho que mudar? Não há algo de errado com isso?”

“Anor. Suas palavras estão corretas.” A voz de Crockta parecia mais suave na escuridão. Ele falou como se estivesse sussurrando. “Mas isso não é devido ao certo ou errado.”

Crockta riu em voz baixa. Anor não pôde deixar de sorrir para o riso de Crockta. Sua pergunta parecia mais leve depois de ouvir a risada do guerreiro orc. Ele sentiu como se estivesse de frente para um irmão mais velho.

“O mundo é assim.”

“O mundo…”

“Onde eu moro, chamamos pessoas como você de batatas doces. Kulkulkul. Não pense tão duro. Apenas…”

Crockta riu novamente.

“Se eles o tratam como um cão, você deve tratá-los como cães também.”

 

***

Na manhã seguinte, um grupo de orcs errantes invadiu Nuridot.

Comentários