Kuork

Apenas Tradutores Errantes

iLivro

E Então…

A guerra terminou. Chesswood ganhou, depois de muitos grandes sacrifícios.

Os funerais para os mortos não duraram muito por causa da fome dos vivos.

“É uma grande coisa.”

Os moradores correram para as aldeias arruinadas. Tudo o que eles construíram transformou-se em cinzas. Edelweiss apoiou as outras aldeias, mas havia um limite para a quantidade de comida e suprimentos que poderiam ser compartilhados.

Então apareceu uma empresa comercial, como se estivessem esperando a conclusão da guerra. Eles entraram na Chesswood arruinada com necessidades diárias, comidas e materiais de construção. Foi dado um contrato a quem não pudesse pagar o preço.

Todos assinaram. Os moradores que quase perderam suas vidas não tiveram dúvidas sobre arriscar suas vidas pelo futuro.

Crockta franziu a testa enquanto perguntava:“Derek?”

“Bem, sim.”

Jeremy respondeu.

Derek esteve envolvido no processo de reconstrução da Chesswood colapsada e espalhou sua influência como resultado. Agora, a maioria dos moradores de Chesswood eram devedores que lhe deviam.

Crockta não perguntou mais nada. Ele não gostava do comportamento de Derek, mas não havia nada que pudesse fazer. Além do bem do mundo, havia também egoísmo e malícia. Se ele tivesse que escolher, então ele preferiria o primeiro sobre o último.

Derek comprou o equipamento dos usuários mortos por mais do que seu valor.

“Entendo, é assim que Derek trabalha.”

“Sim. Ele faz o que quiser.”

Depois que a situação foi resolvida, Crockta procurou os usuários que ajudaram Chesswood. Eles não explicaram sobre o vídeo porque achavam que Crockta era um NPC. Eles apenas disseram que ouviram rumores de um orc honorável e vieram ajudar. Crockta riu internamente.

“Obrigado pela ajuda Iron.”

“Não. Acabei de fazer o que eu tinha que fazer.”

Iron e Crockta apertaram as mãos. Iron era muito gentil quando ele não estava agindo como um necromante louco. A atitude dele ao apertar as mãos não teve nenhum erro, e mesmo o ângulo de sua linha de visão era perfeita.

Essa foi a pessoa que dizimou um clã sozinha?  Crockta sentiu admiração por ele. Iron enviou-lhe um sorriso misterioso e disse:“Esse é o meu cartão de visitas …”

“Sim…?”

“Ah, cometi um erro.” Ele se encolheu devido ao hábito de esticar-lhe automaticamente a mão. “Por favor, não preste atenção nisso. Huhuhuhu.”

“Ah, sim…”

“Crockta, pessoas como nós desenvolverão um sabor mais profundo com o passar do tempo, assim como o vinho amadurecido.”

“Sim…?”

“Foi ótimo conhecê-lo. Você é um homem que é como um monte de uvas borgonhas brilhando sob o sol. Quero encontra-lo novamente, assim como abrir a garrafa de vinho que eu guardei pelo momento em que tem o melhor sabor.”

“… O-obrigado.”

Iron passou o dedo pelas sobrancelhas e depois apontou para o céu.

“Adeus amigo!”

“Ah, sim … cuide-se.”

Iron riu e se virou. Ele nunca olhou para trás, apenas acenou a mão para cima quando ele saiu. Parecia que essa situação inspirou algo. Crockta queria vê-lo, mas então ele sentiu um olhar para ele por trás.

“Esse senhor …?”

“Esse necromante não teria nenhum problema em se juntar ao nosso time se ele tiver esse conceito.”

“Um cara legal.”

Outro grupo que ajudou Chesswood, F4, admirou Iron.

Crockta cumprimentou-os,“Graças a vocês, conseguimos defender a aldeia.” Nas palavras de Crockta, o guerreiro Bob saiu para representar o grupo.

“Honorável orc Crockta, você vê isso?”

“Huh?”

Bob estendeu a espada, a chamada X-Geiger. A espada estava vibrando. Enquanto Crockta olhava mais de perto, Bob estava tremendo levemente a espada com apertos de punho finos.

“A X-Geiger está gritando em resposta à sua alma quente.”

“……?”

O que foi isso?

“Seu coração quente protegeu essa pacífica aldeia dos invasores!  Permitiu que a X-Geiger nos guiasse aqui!”

“……!”

“Crockta, a minha X-Geiger está sempre com sede. X-Geiger não tem sede de água, álcool nem sangue do inimigo. Minha X-Geiger bebe …!  Hup …!”

A elfa Elia cobriu a boca de Bob. Bob e Elia brigaram por um tempo. Ao invés deles, o mago barbudo Joseph deu um passo à frente.

“Eu sou o grande sábio. Honorável orc Crockta, esse grande sábio tem algo a lhe dizer.”

“Sim, grande sábio.”

“Mantenha a paz da Terra-Média.”

“Terra-Média?”

“Você tem que destruir o anel …!”

Crockta desistiu de pensar. Então, foi a vez de Gary. O homem com sobrancelhas escuras atingiu o ombro de Crockta. Era um olhar intenso.

“Crockta.”

“Sim.”

“Fique bem. Seremos inimigos quando nos encontrarmos novamente na próxima vez.”

Então ele mudou drasticamente.

“……”

Por que eles seriam inimigos, o que …?  Crockta não conseguia entender, mas eles pareciam pessoas que realmente gostavam de Lorde Ancião. Ele se curvou para expressar sua apreciação.

“Eles não estão loucos ali…?”

“Sim…”

A Irmandade dos Usuários Orc sacudiu a cabeça enquanto assistia a cena. Não importa o quão realista fosse o jogo, havia algumas pessoas que ficaram muito apanhadas no conceito. Depois de falar com a F4, Crockta ficou em frente aos orcs.

“……”

“……”

Seus olhos se encontraram. Foi o suficiente. O contato apaixonado de olhos entre os orcs!

Alguém bateu em seu peito grosso e gritou ““Bul’tar──────!  Eu estou vivo!  Irmão!”

“Bul’tar─────────────!  Fiquem vivos, Irmãos! ”

Eles apertaram as mãos e bateram os ombros uns contra os outros. Crockta também apertou a mão de um dos irmãos Orc. Estava perto de uma batalha de força.

“Foi uma luta honrosa──────! ”

“Ninguém pode parar o caminho dos orcs!”

“Vitória e glória!  Se eu não puder viver, prefiro morrer──────! ”

“Bul’tar!  Uma morte honrada e não uma vida covarde! ”

Os orcs gritaram juntos.

“Waaahhhhhhhh! ”

“Bul’tarrrr!”

“Kuaaaah!”

Logo todos estavam de pé ombro a ombro. Crockta começou a cantar,“Nós somos orcs!  Os poderosos orcs!”

Todos os orcs cantavam juntos.

“Você vai ficar com problemas se você mexer conosco!  Os grandes guerreiros apareceram!”

“Humanos, sumam!  Elfos, sumam!  Anões, sumam!  Vocês também!”

“Mulheres bonitas? Guerreiros não precisam de uma mulher!  Nós somos excelentes orcs, grandes guerreiros!”

“Nós somos orcs!  Os poderosos orcs!”

“Você vai ficar com problemas se você mexer conosco!”

As harmonias ásperas sacudiram a terra!  O grupo F4 sacudiu a cabeça enquanto observavam o emocionante festival dos usuários orcs.

“Ainda temos maneiras.”

“Eles venderam sua alma ao conceito.”

“Isso é‘real’…”

 

***

Crockta disse adeus aos usuários e subiu a colina Edelweiss com Jeremy. Da colina alta dava para ver as aldeias de Chesswood espalhadas em um padrão de xadrez.

Blackmore foi enterrado aqui. Era um relacionamento curto. Eles apenas haviam andado juntos há algum tempo, mas era tempo suficiente para sentir sua natureza interior. Ele era um bom homem. Em seu túmulo, Crockta colocou o instrumento musical que Blackmore sempre carregava com ele.

Crockta declarou:“Jeremy.”

“Huh?”

“Onde as pessoas vão se morrerem?”

Jeremy encolheu os ombros. “Bem, eu não sei. Ele não vai ao Céu porque ele morreu por outros?”

“Céu…”

Sim.

Blackmore tinha ido para o céu. Seria o céu se ele estivesse espalhado pelos servidores de Lorde Ancião como pacotes de dados?

Crockta olhou para Jeremy. Seu rosto estava tingido com o brilho do sol. Jeremy era um homem que sempre assobiava e falava muito. No entanto, seus olhos estavam vermelhos. Foi por causa do brilho ou não?

Jeremy começou a assobiar. Era a canção de Blackmore. A melodia do menestrel que ansiava por sua cidade natal cobriu a colina enquanto Jeremy assobiava. Alguém sussurrou as palavras junto com o assobio?  Jeremy estava escondendo seus olhos úmidos, apenas um sinal eletrônico calculado por um computador?  Seu sofrimento apenas são dados do jogo convertidos?

“Se todas essas mortes forem verdadeiramente tristes, vá ao Templo do Deus Caído.”

A voz do homem ecoou na cabeça dele.

Crockta caminhou em direção a uma grande rocha em um canto da colina. Ele usou Matador de Ogros, cortando a enorme rocha na forma de uma cruz. Ele a moveu e colocou-a no túmulo de Blackmore.

Crocka esculpiu uma lápide para Blackmore usando a ponta da espada. Ele estava morto, então essa foi a única coisa que Crockta poderia fazer.

Jeremy falou de trás de Crockta,“Crockta.”

Ele sempre chamou Crockta ‘Irmão Orc’. Era estranho ouvir a voz de Jeremy chamar seu nome. Crockta olhou para Jeremy. “Chefe me enviou algumas informações sobre esses bastardos.”

“Entendo.”

“Irmão, seja lá o que fizer, eu gostaria de ir com você.”

Os olhos de Jeremy eram sérios. Crockta riu.

“Por que você está rindo?  Não me interprete mal, eu simplesmente não gosto desses caras.”

“Eu não disse nada.”

“Seus olhos parecem terríveis” resmungou Jeremy.

Crockta completou a lápide. Jeremy aproximou-se e tocou as palavras. “Eu irei para o inferno de qualquer maneira, então nunca mais te encontrarei.”

Um menestrel que combinava com o céu, Blackmore.

“Adeus, Irmão Menestrel.”

Crockta e Jeremy deixaram o túmulo de Blackmore. Era uma outra despedida. Enquanto o vento soprava, o som do instrumento de Blackmore tocava nas colinas. O som claro foi ouvido.

Crockta e Jeremy acenaram com as mãos em resposta.

 

***

Derek assinou o documento.

“Bom trabalho.”

“Não é nada.”

Desde que Jeremy partiu, Derek teve outro subordinado fazendo seu papel. Derek inclinou o cotovelo na mesa do escritório e tocou o queixo dele.

“O que Jeremy respondeu?”

“Ele vai observar o Orc um pouco mais.”

“Huhu.”

Derek riu.

Ele não acreditou nisso. Jeremy provavelmente estava entusiasmado por Crockta, e queria ir junto com ele mais. Jeremy era uma pessoa dessas. Ele fingiu ser de sangue frio e severo, mas ele não conseguia facilmente deixar para lá uma vez que sentiu afeto por alguém.

“… Chefe, isso realmente resultará em algum dinheiro?”

“Se você abrir sua mente, então você verá o caminho.”

“Como você sabe sobre investir nisso?”

“Se você está falando sobre o projeto de reconstrução, é claro que eu não sei. É por isso que vou me lembrar mais tarde.”

Derek pegou um pedaço de papel e começou a escrever uma carta. O destinatário era Jeremy.

“O investimento não significa necessariamente ganho monetário.”

“……?”

“Tenha isso em mente. Preparar-se para riscos futuros também pode ser chamado de investimento de um amplo ponto de vista.”  Derek continuou a mover sua caneta. O comprimento da carta ficou mais longo. “Para descobrir os lucros, preciso conhecer os fatores de ansiedade.”

“Fatores de ansiedade …?”

Derek levantou a carta em vez de responder. Ele colocou-a em um envelope e selou-a com cera de vela. Ele a estendeu para o homem.

“Você entende que eu sei quem vai me trair mais tarde?”

“……”

“Tome conta disso.”

“Entendido.”

O homem acenou com a cabeça. A expressão de Derek indicou que não deveria haver mais perguntas. O subordinado imediatamente foi para trás e deixou o escritório de Derek. A porta se fechou e Derek enterrou-se na cadeira.

Ele lembrou o rosto de Jeremy. Ele tinha sido um garoto que vivia nas duras ruas traseiras que cresceu virando um bom homem. Jeremy cresceu tão bem que ele estava prestes a romper a linha que Derek tinha pendurado em seu pescoço.

“Um dia isso viria.”

Derek sorriu. A festa teve que terminar um dia. Uma vez terminada a festa, a mesa seria limpa.

Comentarios em PTO: Capítulo 50

Categorias