As Duas Primeiras Férias Consecutivas Depois de Meio Ano, em Um Outro Mundo

“Eu o recebo, meu futuro marido. Em primeiro lugar, o ofereço minhas desculpas pelo meu comportamento indelicado de trazê-lo aqui para este mundo, para o meu palácio sem qualquer aviso. Peço-lhe que me perdoe.”

A mulher linda e cativante, com cabelos ruivos e pele castanho claro, falou para ele com um sorriso doce. 

“…… Huh?” 

O homem que a mulher chamou – Yamai Zenjirou levantou uma voz atordoada sem compreender a situação. 

Apenas o que estava acontecendo? 

Se a memória de Zenjirou provou que ele estava são, hoje deveria ser sábado, o primeiro feriado depois de meio ano, onde ele não teve que trabalhar.

Como raramente conseguia aproveitar duas férias consecutivas depois de se tornar um adulto que trabalhava, ele acordou conscientemente ao mesmo tempo, que durante a semana, e foi de bicicleta até a loja de conveniência próxima para buscar um café da manhã. Ele lembrou-se corretamente até este ponto. 

E, realmente, a bunda de Zenjirou foi colocada no banco da bicicleta até agora e suas mãos seguravam o cabo.

Recheando a cesta da frente estava a aquecida “Lancheira de Galinha Frita” e uma garrafa pet de 500ml com chá verde. 

“…” 

Para confirmar sua sanidade, Zenjirou, ainda sentado na bicicleta, estendeu a mão direita e tentou tocar a lancheira e o chá na cesta.

A lancheira estava quente e o chá gelado. Essa sensação real tornou improvável que isso fosse um sonho. Enquanto ainda nisso, a lancheira não tinha esfriado e o chá não tinha ficado morno, então era improvável também que ele perdesse a consciência e fosse levado para algum lugar distante sem saber.

No entanto, se esse era o caso, então por que ele recebeu um sorriso de uma beleza estonteante em um quarto escuro e pedregoso como este quando ele estava pedalando sua bicicleta pela área de Kantou, no Japão, apenas um momento atrás? 

Zenjirou, inadvertidamente, olhou com atenção para a mulher bonita em pé na frente dele. 

Ela deve estar na metade dos seus 20 anos? Embora para isso ela mostrasse um apelo e compostura incomuns, então ela poderia ser um pouco mais velha que isso. Pelo menos ela não parecia mais jovem que o Zenjirou de vinte e quatro anos de idade.

Ela usava um vestido vermelho justo com um decote em V em volta do peito, mas sua figura não era inferior a esse vestido elegante. 
O decote em V mostrava orgulhosamente um tamanho que valia a pena ser chamado de enorme, um tamanho acima de enorme, e sua cintura esbelta era inversamente proporcional a ele. Uma saia comprida cobria a linha da cintura dela, de modo que ele não podia ver, mas a esse ritmo havia muito a se antecipar. 

Sua figura com ombros largos e um tanto quadrados não encaixaria em alguns homens com certos gostos, mas pelo menos para Zenjirou, ela tinha muito charme feminino. 

De fato, sua beleza era tão perfeita para o gosto de Zenjirou que ele gritaria “Eu te amei desde que nasci!” Se ele tivesse a certeza de que a situação atual era um sonho.

“Sua Alteza, nós não temos muito tempo. A ‘invocação’ foi bem-sucedida, então você deve começar a explicar o mais rápido possível.”

Enquanto Zenjirou era cativado pela beleza ruiva, um jovem com uma armadura de couro à direita da mulher aconselhou-a com uma voz monótona.

Nesta observação, Zenjirou percebeu pela primeira vez que outras pessoas estavam nesta sala de pedra além dele e da mulher bonita. 
Quando ele olhou rapidamente ao redor, ele pôde ver um total de quatro homens que seguravam lanças e estavam vestidos com a mesma armadura de couro como o homem, que falava, parados ao redor dele por todos os lados. 

Além disso, à esquerda da mulher, estava um velho com uma túnica púrpura com um longo cajado.

A razão pela qual Zenjirou não notou essas pessoas ao seu redor não foi porque ele era particularmente míope.

A beleza ruiva na frente dele tinha uma grande presença. Em um olhar mais atento, os guardas armados tinham um físico impressionante e suas características também eram bastante dignas, mas ao lado da mulher bonita, eles apenas pareciam “sobras para a rainha”, mesmo quando vistos com bons olhos. 

Acho que eles chamavam isso de “carisma”? Enquanto Zenjirou pensava sobre isso, a mulher assentiu com a cabeça e olhou diretamente nos olhos dele, começando a falar. 

“Eu sei. Bem, então meu futuro marido. Tenho certeza de que você não tem ideia do porquê de estar aqui. Posso explicar e justificar a cadeia de eventos?”

“Eh? Ah, sim.”

Zenjirou balançou a cabeça verticalmente, oprimido pelo sorriso ao invés de compreender suas palavras. 

Em sua resposta obediente, a mulher iluminou seu sorriso. 

“Bom. Agora, então, não podemos ter uma conversa agradável neste lugar escuro, então devemos seguir em frente. Por favor, siga-me.” 

A mulher disse isso, então se virou com o cabelo vermelho brilhante e se afastou. 

“Nós vamos cuidar deste seu veículo.” 

“Ah, o-ok. Obrigado.” 

Sem ter a menor ideia, Zenjirou desceu da bicicleta e, um tanto habitualmente, travou o apoio, trancando a bicicleta com a chave da calça. Então ele rapidamente foi atrás da mulher, que olhou de volta para ele na entrada.

* * *

Passando por um longo corredor com paredes de pedra e chão, Zenjirou foi guiado para uma sala ampla na qual os raios brilhantes do sol brilhavam. Dois longos sofás de couro foram colocados um sobre o outro com uma grande mesa de madeira no meio. 


Avisado pela mulher, Zenjirou sentou-se no sofá. 

Depois de esperar que ele se sentasse, a mulher sentou-se à sua frente e lentamente abriu a boca. 

“Vamos começar com uma auto-apresentação. Meu nome é Aura Carpa. Eu quero que você me chame de Aura.”

“Ah, tudo bem, Aura-san. Eu sou, não, meu nome é Yamai Zenjirou. Yamai é meu sobrenome e Zenjirou meu primeiro nome.”

“Então eu o chamo Zenjirou-dono?” 

“Sim, de qualquer maneira. ” 

Ouvindo sua afirmação, a mulher – Aura sorriu feliz.

“Obrigado, Zenjirou-dono. Bem, agora vou explicar simplesmente a cadeia de eventos que aconteceu com você. Para você, pode soar como uma ação absurda com a qual você não pode concordar, mas sabe que não é impossível desfazer a situação atual. 
Se isso for contra sua vontade, farei tudo como antes. Eu te prometo. Então você poderia por favor ouvir toda a minha história em silêncio por enquanto?”

Aura fez um prólogo bastante inquietante com uma expressão súbita e séria, quando Zenjirou teve um mau pressentimento, mas depois de pensar um pouco, ele assentiu no final. 

De qualquer forma, ele não tinha ideia de que tipo de situação ele estava agora mesmo. Ao todo, antes de mostrar qualquer raiva como Aura havia mencionado, ele não podia ficar com raiva de uma situação que ele não entendia.

Alguém apresentou uma queixa depois de ouvir todo o ponto de vista da outra parte. 

“Entendo. Por favor, deixe-me ouvir.”

Na resposta de Zenjirou, Aura deu um suspiro de alívio e depois de respirar fundo, começou a falar. 

“Obrigado. Então eu vou começar a explicar a questão fundamental do que é este lugar. Estamos no Reino Carpa, que está localizado no oeste do continente Landlion – também conhecido como o ‘Continente Sul’. E esta é uma sala no palácio, que é o centro da capital de Carpa. Tenho certeza de que todos esses nomes não significam nada para você. 
Bem, naturalmente, já que este é um outro mundo daquele em que você nasceu e viveu. Um chamado ‘Universo Paralelo’.”

“… Huh? Universo paralelo…?”

Ainda sem compreender a situação, Zenjirou inclinou a cabeça, enquanto Aura lançou-lhe um olhar irônico e continuou a explicar.

A explicação de Aura continuou por um longo tempo. Ou, mais precisamente, ele não podia dizer nada, mas quando olhou para o relógio de pulso uma vez, já eram sete e meia e, agora, com a explicação completa, a agulha do relógio tinha se voltado para as oito. 

De alguma forma, relembrando a explicação de Aura que durou pelo menos trinta minutos, mas mais provavelmente uma hora, em sua cabeça, Zenjirou disse em um tom atordoado. 

“Ehm… Em outras palavras, este é um país chamado Reino Carpa em um outro mundo e você, Aura-sama, é a Rainha dele, correto? Além disso, a magia existe neste mundo e você usou uma ‘magia de espaço-tempo’ que só é praticável pela família real, para me invocar para este mundo.”

“Sim, está correto. Parece que você finalmente entendeu. Ah, também, você não precisa falar comigo formalmente. Apenas casualmente me chame de Aura.
Certamente, eu sou a rainha deste país, mas você não é cidadão do meu país. Ou melhor, eu te arrastei para este mundo sem qualquer aviso, então você não é nada além de uma vítima. No momento atual não há razão para você me conceder sua cortesia.”

Dizendo isso, Aura lamentavelmente abaixou um pouco a cabeça. 

“O- Ok, entendo, Aura…-san.” 

Zenjirou apressadamente desviou os olhos do decote volumoso de Aura, ele teve uma visão profunda dele devido a ela se curvar. 

A razão por que essa simples explicação levou quase uma hora foi que Zenjirou não tinha realmente tentado entender suas palavras.

Bem compreensível. Não havia como um típico japonês da era moderna aceitar uma ocorrência estranha como “ser invocado para um outro mundo” como realidade. 

Aura continuou persistentemente explicando para Zenjirou, que duvidava muito de que aquele fosse outro mundo, sem se irritar. Como resultado, Zenjirou finalmente admitiu o fato de que ele estava em um outro mundo no momento. 

O fator decisivo foi o “Dragão Raptorial” montado por um “Cavaleiro” que chegou à janela na ordem de Aura.

Este lagarto ridiculamente grande, com o dobro do tamanho de um cavalo, enfiou seu longo pescoço pela janela do jardim e lambeu a bochecha de Zenjirou. 

Essa sensação morna e real tirou Zenjirou de qualquer possibilidade de que isso fosse um sonho ou uma brincadeira em grande escala.

Zenjirou fez uma pergunta enquanto limpava a saliva fedorenta de erva do “Dragão Raptorial” de sua bochecha molhada com a manga de sua camiseta. 

“O que eu não entendo é por que você invocaria alguém como eu.” 

Zenjirou não tinha habilidades especiais e era apenas um homem japonês normal. Pelo menos ele não se considerava valioso o suficiente para ser intencionalmente invocado por uma rainha para um outro mundo através da magia. 

“Você vai me obrigar a fazer alguma coisa, certo? Não querendo me gabar, mas não posso balançar uma espada, nem posso usar qualquer magia.” 

Para desencorajá-la, Zenjirou disse isso com um tom tímido, enquanto Aura sorria docemente e balançou a cabeça.

“Não, eu não tenho a menor intenção de fazer você fazer algo tão perigoso. Esta parte ocidental do continente sul foi engolfada em uma longa guerra por gerações, mas agora se acalmou relativamente. O que eu quero pedir a você é apenas uma coisa: torne-se meu ‘esposo’.” 

“Esposo?” 

Zenjirou não entendeu o significado por trás das palavras de Aura, então ele inclinou a cabeça e perguntou de volta. 

“Sim, meu esposo. Ou marido, se você preferir assim. Estou pedindo que você se case comigo.” 

Esposo, marido, casar-se. Depois de muito dito, até mesmo o cérebro lento de Zenjirou compreendeu isso.

“Ueeeh! C-C-Casar !? Por quê !?”

Entendendo o pedido de Aura, Zenjirou pulou do sofá.

Quando ela previu a reação dele até certo ponto, Aura riu um pouco, depois continuou a explicar com uma voz calma. 

“Isso vai demorar um pouco, mas por favor me ouça primeiro. Como eu disse antes, meu país travou uma longa guerra. Felizmente nosso país conseguiu estar no lado vencedor nesta guerra, mas o preço foi alto. 
Perdemos muitos cidadãos, os aristocratas ficaram descontentes e a família real morreu, exceto eu.
Felizmente há esperança de reabilitação de alguma forma graças ao apoio que os cidadãos e aristocratas deram ao país depois, mas o problema é a família real. Comigo como a última membra da família real, nossa linhagem poderia terminar a qualquer momento, então você poderia chamar meu casamento de dever absoluto.
No entanto, a linhagem ‘Carpa’ herda a magia única ‘Espaço-tempo’ em seu sangue. Nem todos vão conseguir um parceiro de casamento. Para levar a magia para a próxima geração, um companheiro que herdasse o mesmo sangue Carpa seria muito desejável.”

“Hah, entendo…”

Não entendendo bem, Zenjirou deu uma resposta agradável no reflexo. 

O costume de ter um parceiro com uma relação de sangue o mais próximo possível para manter a linhagem real de sangue puro era praticado na Terra no passado também. 

Ainda mais era natural valorizar um puro-sangue neste mundo, onde ele veio com o benefício prático de uma “magia de linhagem” herdada. 

No entanto, ele entendeu a situação atual ainda menos.

“Mas se for esse o caso, por que eu? Eu sou apenas um terráqueo que nem conhece as runas mágicas.”

Aura sorriu significativa na pergunta franca de Zenjirou e respondeu. 

“A razão é bem simples: porque você claramente herdou o sangue da família ‘Carpa’.”

“…… .Huh?” 

Desta vez, com certeza, Zenjirou não entendeu o significado por trás das palavras de Aura por um tempo. “Você herdou o sangue da família Carpa.” Levou mais de dez segundos para compreender o significado por trás dessas palavras. Zenjirou bateu a mão na frente do rosto como uma boneca quebrada e negou as palavras de Aura. 

“Não, não. O que há com isso? Não é possível, nunca!”

Zenjirou negou com todo o seu poder, mas Aura continuou a falar sem prestar atenção a isso.

“Isso volta a cinco gerações antes de mim, cerca de 150 anos atrás. 
Foi apagado dos documentos reais, por isso não estou tão segura, mas ouvi dizer que tudo começou com o primeiro príncipe do nosso país naquela época, que se apaixonou por uma mulher com quem originalmente não deveria se casar. 
Dizem que esta mulher era apenas uma plebeia ou a princesa de um país rival, mas a verdade é desconhecida. 
De qualquer forma, o príncipe se apaixonou por uma pessoa que ele nunca poderia se casar desde que ele estava na fila para suceder o trono e ele nem sequer ouviu seus pais, o rei e a rainha. 
Como eles não tinham permissão para ficar juntos neste mundo, os dois amantes decidiram entrar em um “outro mundo” e estar juntos lá. Muito romântico.”

Tendo dito isso muito, Zenjirou podia adivinhar o que Aura queria dizer. 

“Você quer dizer que … eu sou seu descendente?” 

“Exatamente.” 

Zenjirou perguntou de volta atordoado, enquanto Aura afirmou sem quebrar seu sorriso. 

“Eu não usei a magia de invocação de qualquer forma. Especifiquei, para que fosse inevitável invocar um homem que herdou o sangue da família Carpa. Como resultado, você apareceu, Zenjirou-dono.
Assim, não há dúvida de que você é o descendente deles.”

Mesmo enquanto Zenjirou afirmava as palavras definitivamente afirmadas de Aura em uma parte de seu cérebro, ele ainda fazia outra objeção.

“Isso não pode ser. Não, mesmo que seja verdade, são cinco gerações atrás, você sabe? Isso significa que ele seria meu, ehm… tataravô? Então eu herdei apenas um pouquinho?”

Aura assentiu brevemente com essas palavras de Zenjirou uma vez, então respondeu com um tom firme. 

“Sim, para ser sincera, também estava preparada para isso. No entanto, para minha surpresa, você o herdou com bastante força. Não é tão forte quanto um descendente direto, mas no nível de chefe de uma família filial e tanto que podemos esperar que você use a ‘magia do espaço-tempo’ com algum treinamento.”

“V- Você pode até dizer isso?” 

Aura declarou com uma expressão séria, enquanto Zenjirou perguntou enquanto relocava sua posição sentada para trás, estremecendo.
“Eu posso. Eu poderia não ser capaz de dizer se você herdou o sangue ‘real’ ou não, mas eu posso confirmar o poder mágico latente em alguém à vista. Zenjirou-dono, seu poder mágico é uma classe semi-real. 
O fato de que minha magia de invocação reagiu a você significa que você tem o sangue da ‘Família Carpa’ sem dúvida, e a julgar pelo seu poder mágico, penso que o seu sangue herdado também é muito forte. Isso deve ser o que eles chamam de surpresa de sorte.
É como se eles propositadamente repetiram casamentos consanguíneos no outro mundo para preservar a linhagem.”

Nas palavras de Aura, Zenjirou de repente lembrou um certo fato. 

“Oh, certo! Agora que eu penso sobre isso, está relacionado… eu acho?”

“Zenjirou-dono? Você tem algo em mente?”

Aura perguntou com a cabeça inclinada, enquanto Zenjirou respondeu pensando um pouco. 

“Ah sim. Na verdade, venho de uma aldeia rural isolada com uma longa história.
No passado , apenas uma ou duas pessoas por geração se casaram com alguém de fora da aldeia.” 

Zenjirou estava cansado do lado do país isolado e imutável, então ele se matriculou em uma universidade na área de Kantou, encontrou um emprego lá e começou a trabalhar. a vida na cidade. 

Vindo para pensar sobre isso, a maioria das pessoas da aldeia, começando com seus pais, que morreram em um acidente de trânsito quando ele estava no ensino médio, tinham pele bastante escura e cabelo avermelhado para japoneses.

De fato, para um homem japonês, Zenjirou também tinha uma pele bastante escura e cabelos castanho-avermelhados a negros.

Em suas palavras, Aura colocou a mão no queixo e assentiu para consentir. 

“Realmente. Então, como resultado, aquela vila isolada impediu que o sangue real se diluísse no outro mundo.”

“Sim, se você considerar isso, isso se encaixa na história.”

(Sério? Na verdade eu não sou um japonês genuíno, mas sou em parte uma pessoa de um outro mundo? Eu nunca ouvi nada sobre isso !?) 

Sim, se encaixa na história. Afirmou. Zenjirou mentalmente caiu em um pânico abismático enquanto mostrando um sorriso duro na superfície. 
Inesperadamente conhecendo o segredo de seus ancestrais, ele ficou pálido, enquanto Aura mostrou um sorriso feliz e se aproximou.

“Você é realmente o companheiro que eu procuro. O que você diz, Zenjirou-dono? Você deve estar confuso com a súbita história, mas você consideraria seriamente escolher o caminho de se casar comigo e viver neste mundo?”

Aura fez uma expressão séria e o abordou assim, enquanto Zenjirou pensou com uma pequena expressão composta.

Casar com a mulher na frente dele. Isso em si não era de forma alguma uma coisa ruim. Como descrito anteriormente, a aparência de Aura era uma combinação perfeita para o gosto de Zenjirou e, a julgar pela conversa deles, sua natureza também não parecia ruim. 

Dito isso, ela era uma rainha e se comportava de acordo, então ele não deveria esquecer que era perigoso extrapolar sua natureza apenas do comportamento dela até agora.

No entanto, o problema mais premente era que não era “Aura se casar com sua família” mas “ele se casar com sua família”. 

No momento em que aceitasse essa proposta, Zenjirou diria adeus à terra. Não importa o quanto da mulher ideal ela era para ele, quando ele tinha que desistir de tudo como seu trabalho, amigos ou diversões e culinária, que só poderiam ser desfrutadas na terra, em troca disso, então ele simplesmente não poderia fazer uma decisão.

Além disso, com o cérebro desacelerado pelo pensamento de “Isso é um sonho?”, Zenjirou não pôde responder imediatamente a esse assunto. 

Depois de pensar sobre tudo isso, ele de repente percebeu que ele deixou de fora um assunto importante. 

“Uh-Uhm, eu já estou aqui e tudo, mas e se, e eu quero dizer apenas hipoteticamente, o que acontece se eu recusar sua proposta?”

Era óbvio, à primeira vista, o que ele temia ao ver a cor do seu rosto enquanto timidamente a perguntava. 
Para tranquilizar o homem pálido na frente dela, Aura respondeu com um sorriso diligente. 

“Nesse caso, eu naturalmente assumirei a responsabilidade e retornarei você ao seu próprio mundo com a ‘Magia Deportar’. Eu te disse no começo, lembra? “Se for contra sua vontade, farei tudo como antes.”
Como as coisas estão, eu já te arrastei para este mundo sem aviso. Eu tenho o poder de reverter tudo no caso de você recusar. Por favor, fique à vontade e chegue a uma resposta que seu coração lhe dite.”

“Ah, é … então…”

Com as respostas de Aura, Zenjirou soltou um suspiro de alívio.
Quando ele se debruçou de volta no sofá, sua camiseta colou-se a suas costas de maneira desagradável. Aparentemente, suas costas ficaram encharcadas de suor frio sem que ele percebesse. 
Em muitos casos de “invocação para um outro mundo” em novels ou mangás, você poderia ser invocado, mas não retornar, então a pessoa invocada foi forçada a viver no outro mundo contra sua vontade, mas aparentemente a realidade que Zenjirou confrontou aqui não foi tão irracional. 

De qualquer forma, foi uma sorte que ele pudesse ser devolvido. Ao ouvir isso, Zenjirou, que estava prestes a explodir, recuperou um pouco de sua compostura.

“De qualquer forma, eu planejo devolver você ao seu mundo uma vez também se você aceitar minha oferta. Quando você vai se separar do seu mundo original, tenho certeza que você tem pessoas que você quer dizer adeus. O uso da magia de invocação e deportação depende da constelação das estrelas, por isso não posso usá-la livremente, mas para nossa sorte, a constelação atual durará até amanhã.
Além disso, as estrelas estarão em posição para uma invocação novamente dentro de um mês. 
Em outras palavras, se você recusar minha oferta, eu lhe enviarei de volta para casa e tudo terminará. Se você aceitar, eu deixarei você voltar temporariamente amanhã e invoca-lo novamente no mês.”

“Hoh, isso pode ser usado com tanta frequência?” 

Zenjirou fez uma observação fácil, enquanto Aura balançou a cabeça com um sorriso irônico.

“Não, somos apenas abençoados com uma constelação especial de estrelas. De fato, se deixarmos a chance no próximo mês, teremos que esperar trinta anos pela próxima. Não há necessidade de se preocupar demais, mas não podemos considerar isso muito otimista.”

“Geh, de jeito nenhum, trinta anos?”

Com a resposta de Aura, Zenjirou inadvertidamente esqueceu sua fala e vazou sua voz natural. 

Trinta anos foi certamente muito longo. Se ele aceitasse essa proposta de casamento, ele teria que dizer adeus à terra por muito tempo, sem dúvida. 
Mas sabendo que ele seria devolvido ao seu mundo amanhã se ele recusasse, a condição mental de Zenjirou fez uma mudança considerável para melhor comparada a antes.

A mentalidade de uma pessoa era uma coisa misteriosa, já que ela pensava “eu quero ir para casa a todo custo” se dissesse “Você nunca poderá voltar”, mas quando lhe disseram “Você pode voltar se quiser”, pensou “eu não realmente preciso voltar, eu preciso?”
(Se tudo o que Aura-san diz é verdade, então é uma história bem atraente. Para começar, eu não comecei uma família própria, nem tenho uma namorada. Quanto ao meu trabalho … Bem, eu estava indo bem nele, mas eu não estou realmente apegado a um trabalho com cerca de 150 horas de trabalho mais horas extras em uma média mensal.) 
Pensando nisso, hoje foi seu primeiro dia de folga em um sábado depois de meio ano.

Chegar em casa depois da meia-noite em um dia de semana era a norma. Sábado era em princípio um dia de trabalho. Ele até trabalhou em três domingos por mês. Foi uma salvação que ele pelo menos compensou as horas exatas de horas extras sem engano, mas não tinha tempo livre em seus dias para gastar aquele dinheiro. 

Mesmo quando chegava em casa, ele não tinha nem mesmo a energia para cozinhar e seu jantar em um dia de semana era sempre uma lancheira da loja de conveniência ou uma refeição em um restaurante. Agora que ele estava pensando nisso, não fazia meio ano, desde que ele conversou com uma mulher fora do trabalho ou fazendo compras?
(Depois de pensar um pouco, eu realmente não estou apegado à minha vida na terra …) 
Seu mundo original. Nenhuma namorada e todo dia cheio de trabalho. 
Este mundo. Casamento com uma mulher gostosa.

Quando ele comparou de novo, não foi esta proposta a chamada “dádiva de Deus” para Zenjirou? 

Ele pensou nisso por um momento, mas sua mentalidade, fora de controle de sua timidez original, pôs fim a isso. 
(Não, não, espere. Mesmo que tudo seja verdade até agora, eu ainda não ouvi falar de um fator. Aura-san é uma rainha, certo? Não tem como eu sentar e não fazer nada depois de casar com uma rainha.)

Os membros da família real nasceram para serem políticos. Em novels ou mangás, os Príncipes viviam muitas vezes uma vida rosada, mas não passavam de uma exceção e aqueles que levavam suas obrigações reais a sério estavam tão ocupados o tempo todo que você sentia pena deles. 
Em vez de um estilo de vida assim, seria mais fácil ser um homem de colarinho branco em seu mundo original.

Zenjirou respirou fundo algumas vezes, acalmando seu próprio coração que se apressou em chegar a uma conclusão. 

“Ehm, então vamos supor que agora eu aceite que tipo de obrigações eu teria neste mundo? O marido da Rainha também faz parte da família real, certo?”

Aura sorriu gentilmente para a pergunta de Zenjirou, considerando-o um sinal positivo. 

“Não há arranjos para isso. Eu sou a 32ª pessoa a ascender ao trono em nosso país, mas sou apenas a terceira mulher a fazê-lo na história de Carpa. 
Além disso, minhas duas antecessoras permaneceram solteiras e adotaram uma criança de uma família filial com um parentesco forte como seu sucessor ou deixaram o irmão mais novo, que ainda era um bebê na época de sua coroação, assumir o trono.
Em outras palavras, você é o primeiro a se tornar o marido de uma rainha aqui em Carpa, Zenjirou-dono.”

Aura falou como se já estivesse decidido que ele se tornaria seu “marido”, mas Zenjirou não podia se dar ao luxo de se preocupar com isso. isso, porque em sua sentença foi uma parte que chamou toda a sua atenção. 

“P- Por favor, espere um momento! Quer dizer que esse país não fixa legalmente os direitos e obrigações do príncipe consorte?”

O príncipe consorte se referia ao marido da rainha. Como nenhuma rainha se casou neste país até agora, esse termo pode não existir. 
A rainha acenou com a cabeça calmamente para o perturbado Zenjirou.

“Sim, em termos de documentos, esse é o caso. No entanto, fique à vontade, Zenjirou-dono. Como você pode ver em nossa história com três mulheres entre os trinta e dois, nossa sociedade é patriarcal. Naturalmente nos negócios, mas o chefe da família também é sempre um homem. É uma virtude das mulheres ser complacente. 
Eu prometo que uma vez que nos casarmos, eu farei tudo em meu poder para satisfazer seus desejos, seja o que for.” 

Ela proferiu incríveis palavras doces como essas. 

“Uh-oh…” 

A conversa tinha passado totalmente pela cabeça de Zenjirou e ele respondeu com uma resposta boba e uma expressão facial vazia. 

Se ele pudesse confiar em toda a história de Aura, então ele não teria obrigações especiais a cumprir quando se casasse com ela, e ela até seria complacente, tentando o seu melhor para agradá-lo.

… Isso soou muito conveniente. Nem mesmo Zenjirou, cujas engrenagens cerebrais ainda estavam trabalhando lentamente, podia aceitar isso tão facilmente. Era obviamente bom demais para ser verdade. 

(Espere, pense nisso. Tem que haver algo por trás disso.) 

Diante de condições tão boas que ele inadvertidamente queria engoli-las sem julgar com muita precisão, Zenjirou desesperadamente destruiu seu cérebro. 

(Para começar, o que Aura-san ganha com esse casamento? Preservar a linhagem de sangue real? Só isso?) 

Zenjirou herdou fortemente o sangue real, então sua existência foi incrivelmente atraente, com certeza, considerando que a família real morreu exceto Aura. 

No entanto, alguém ofereceria condições tão doces só por isso? Um marido que não fez nada além de criar um filho. O mundo os chamava de “parasitas”.

(Indo tão longe a ponto de tornar seu marido um parasita, talvez Aura-san tenha um grande desejo por coisas boas? Não pode ser…) 

Se esse não fosse o caso, deveria haver algum grande mérito para ela em algum lugar. Caso contrário, ela não teria oferecido tais “condições doces” para começar, não importando quão adequada a linhagem de Zenjirou fosse. 

(Não adianta. Eu não sei o suficiente.) 

“Faça um acordo sem ler as letras miúdas e ele voltará para assombrá-lo mais tarde.”

Zenjirou lembrou as palavras amargas de seu veterano no trabalho e fez uma pergunta a Aura depois. 

“Desculpe. Voltando ao assunto, o que você fará quando eu rejeitar sua oferta, Aura-san? Você ainda terá que se casar, certo?

“Sim. Nesse caso, provavelmente terei que aceitar um aristocrata com sangue real relativamente forte de dentro do país como meu marido. Embora enquanto eu digo forte, não é tudo o que digno de nota. 
Essa é precisamente a razão pela qual passei por todos os problemas para invocar você aqui, Zenjirou-dono, apesar de saber quais problemas lhe causam.”

Aura mostrou um sorriso de autodepreciação. 

(Entendo. Ela tecnicamente tem candidatos de noivo no país também. Bem, Então… Mh? Espere, poderia ser … Eu vou tentar uma pergunta principal.) 

Zenjirou de repente surgiu com uma certa possibilidade, engoliu sua saliva desconhecida para Aura, então, fez a próxima pergunta com uma voz que fingiu ser a mais composta possível.

“Eu entendo que esses candidatos tinham o bisavô ou a bisavó deles na família real? “

Aura, sem enxergar através da pergunta principal, balançou a cabeça com um sorriso irônico. 

“De maneira nenhuma. Não há ninguém com parentesco tão grosso. Eles são pessoas, cujo avô do bisavô ou na melhor das hipóteses, a mãe do bisavô fazia parte da família real.” 

(Eu sabia disso. Bingo!) 

Zenjirou escondeu sua surpresa na resposta de Aura e de alguma forma manteve a cara de pau. 

Seu superior no trabalho uma vez disse: “Nos negócios, deixe sua razão controlar sua expressão, não sua emoção”. Esse ensinamento veio a ser útil em um mundo diferente.

A resposta de Aura agora era obviamente estranha. Para expressar isso em números, os acima mencionados eram pessoas com sangue real na quinta geração, no caso do avô do bisavô ou na quarta geração, no caso da mãe do bisavô. 

Por sua vez, o ancestral de Zenjirou que veio à Terra viveu cinco gerações atrás. Se houvesse pessoas ao redor com sangue na quarta geração como Aura disse, então não havia razão para invocar Zenjirou, cujo sangue era apenas na quinta geração. 

Zenjirou tinha uma afinidade bastante grossa devido à aldeia rural isolada em que ele foi criado, mas Aura não deveria ter sabido disso até que ela o invocasse. Na verdade, ela chamou de “surpresa da sorte”.

Em outras palavras, a própria explicação sobre a invocação de um noivo de um outro mundo para ter um filho com alguém que herdou fortemente o sangue real, era uma mentira. 

(Então, por que ela me invocou? Talvez até mesmo as coisas sobre se casar comigo fossem uma mentira? Não, não vamos continuar. Se eu duvidar disso, não há fim para isso.)

O próprio Zenjirou não tinha como voltar para casa com sua própria força. Aura não tinha necessidade de enganá-lo com uma oferta atraente, porque ela poderia simplesmente mentir para ele com “Não há como voltar ao seu mundo original”. 

O mais provável é que Aura estivesse tentando ter uma discussão o mais sinceramente possível.

(Portanto, deve ser seguro assumir que tanto seu desejo de casar comigo quanto as condições favoráveis ​​são verdadeiras. E faz mais sentido assim. Mas então por quê? Por que Aura-san ousou invocar um descendente, cujo parentesco era mais fraco do que os aristocratas deste país, da família real que fugiram para um outro mundo e até deram condições tão favoráveis?) 

“Zenjirou-dono? Qual é o problema?”

“ Ah, nada. Desculpe. Eu estava um pouco preocupado em pensamentos. Então, quando eu me casar com você, o que você espera que eu faça? E eu não quero dizer na frente oficial, mas sua aspiração pessoal.”

Aura deu de ombros um pouco na pergunta de Zenjirou, depois respondeu agradavelmente.

“Nada em particular. Se você aceitar minha proposta, isso significa que você jogará fora tudo, sua casa, sua família e sua vida até agora por minha causa. Eu não sou tão sem vergonha para pedir mais de você. 
Eu só gostaria de ter sua cooperação em fazer uma criança para preservar a linhagem real.”

Aparentemente, sua única obrigação seria realmente fazer uma criança com o bebê quente na frente dele. Pelo menos para os olhos dele, parecia que Aura estava dizendo isso com sinceridade. 

“Entendo…” 

A resposta de Aura ainda era a doce tentação que enlouquecia um homem, mas Zenjirou havia antecipado a resposta dessa vez. 

(Talvez a minha suposição seja realmente verdadeira? Essas condições não são favoráveis ​​”para mim”, mas desde o começo, elas foram as mais desejáveis ​​”para a Aura-san”?)

Zenjirou organizou a informação que ele havia ganhado até então dentro de sua cabeça.

・O reino Carpa tinha pessoas com um parentesco mais espesso do que o descendente da família real que fugiu para um outro mundo. 
・No entanto, Aura ousou invocar esse descendente (Zenjirou) como seu marido.
・Zenjirou por acaso herdou o sangue real , mas isso foi apenas uma “surpresa de sorte”.

Aura disse a ele que ele não tinha nada para fazer, exceto fazer uma criança. 

A sociedade deste país era fundamentalmente patriarcal e a existência de uma rainha era rara. 

Pela cultura deste país o chefe da família era sempre o marido, enquanto a esposa tinha a virtude de ser complacente. 

As rainhas até então eram solteiras e, na história desse país, essa seria a primeira vez que um “príncipe consorte”

Indo pela conversa deles até agora e pelo carisma irresistível vindo de todo o seu corpo, Aura tinha mais do que suficiente talento como uma rainha. 
Zenjirou continuou fazendo perguntas para provar se sua suposição estava correta. 

“Permita-me mais duas perguntas, por favor. Onde eu moraria se ficasse aqui?”
“No Palácio Interior, muito provavelmente. Geralmente o rei do nosso país tomaria várias esposas como sua rainha ou concubinas. É um pouco irregular, mas o Palácio Interior se tornaria o lar de nossa vida conjugal.” 

Como esperado. Não havia quase nenhuma dúvida agora. 

“Então uma última pergunta. Como você aceitaria se eu me trancasse no Palácio Interior, evitasse o máximo possível o contato com o exterior, me preocupasse apenas com você e passaria meus dias andando de um jeito negligente depois que me casei com você?”

Aura respondeu reflexivamente. A pergunta hipotética de Zenjirou com o sorriso mais brilhante de hoje, já que ela não conseguiu mais segurá-lo. 

“Isso seria fantástico!” 

Zenjirou confirmou que sua suposição estava completamente correta com essa declaração. 

(Ok, o enigma está resolvido. Não há dúvida. A condição “Não precisa fazer nada” não é uma isca para mim, mas ela realmente quer um “marido que não faça nada”.) 

Sua primeira escolha de um homem foi um Parasita, no verdadeiro sentido da palavra. 
Se você pensou sobre isso, não era realmente tão estranho assim.

Seus dias inundados de trabalho em uma espécie de oficina de trabalho, Zenjirou tentou medir as coisas com seus próprios valores, mas esse foi o seu erro. 

Desde que ele estava cansado do trabalho, obter um estilo de vida sem trabalho e todas as necessidades fornecidas + uma noiva linda foi bastante atraente para ele, mas esse não era o conceito de valor geral neste mundo. 

Para o que se tornou “Príncipe Consorte”, o trabalho não significava nada além de exercer o poder político. 

Certamente, apenas uma minoria de homens achava pouco atraente fazer uso de um poderoso poder político. 

Neste país, um “Príncipe Consorte” poderia ganhar um poder político respeitável, mesmo que sua autoridade não fosse legalmente aceita.

Afinal, a própria cultura do país foi modelada em torno de uma sociedade patriarcal e o chefe de uma “família” sempre seria um homem, mesmo se ele se casasse com a família. 

E a mulher, que se tornou sua esposa, deveria ser a mais complacente possível com o homem com quem se casou. Assim, em um caso extremo, o “Príncipe Consorte” pode até mesmo ser capaz de “ordenar” a “Rainha” através da instância “familiar”. 

Pelo menos, a “Rainha” não seria capaz de ignorar a opinião do “Príncipe Consorte” em público. 

(Certo. Um noivo aristocrata provavelmente iria lutar pelo poder e se tal pessoa se tornasse o “Príncipe Consorte”, Aura-san poderia ter todo o seu poder roubado. Bem, mesmo que ele não fosse tão longe , ele teria um lucro para a casa dos pais, com certeza.)

Um sistema de energia dupla de uma rainha e um príncipe consorte. Não seria estranho se isso causasse uma guerra civil no pior dos casos. 

(Na verdade, se você pensar assim, é compreensível que ela queira invocar um noivo de um outro mundo. Não há provas de que um noivo de outro mundo não tenha ambições políticas, mas pelo menos ele não vai conseguir Embora apenas impeça a família do noivo de abusar de seu poder como o clã consorte, é uma ação razoável.) 

Ao longo da história de todos os países, há muitos casos em que a família do parceiro do governante – o “Clã Consorte” foi o motivo da ruína do país.

Aura observou curiosamente Zenjirou, que pensou muito e fez uma pergunta após a outra, e abriu a boca assim que viu que ele se acalmou. 

“Estou bem ciente de que é absurdo fazer você tomar uma decisão tão importante no local. No entanto, como mencionei antes, a magia de invocação depende da constelação de estrelas, por isso não temos muito tempo. 
Você não precisa me dar uma resposta bem aqui, mas eu gostaria que você se decidisse até amanhã de manhã, o mais tardar.
Eu estou unilateralmente empurrando minhas circunstâncias para você. Não lhe causará mal algum se a rejeitar, e se aceitar, prometo que me conduzirei como sua esposa da maneira mais fiel possível. 
O que você diz, Zenjirou-dono?”

Aura explicou isso a Zenjirou assim com um sorriso suave e um olhar sério. Não, “persuadido” pode ser mais apropriado para isso. 

“Sim, bem…”

Zenjirou simplesmente fechou os olhos na persuasão da rainha e pensou.

Se a suposição que ele inventou anteriormente estivesse correta, então isso era um bom negócio. 

No entanto, para dizê-lo novamente, o preço por ele foi toda a sua vida que ele passou na Terra até agora. 

De alguma forma, o homem chamado Yamai Zenjirou tinha vivido até hoje, apoiando-se, ajustando-se e cultivando-se como um único humano. 

Certamente, seu trabalho era duro e ele estava sempre pensando em desistir, mas se orgulhava de administrar um estilo de vida independente. 

Deve ser chamado de “orgulho de um homem”.

Aceitar a proposta de Aura significava jogar fora aquele “orgulho” e aceitar um estilo de vida em que dependia de uma mulher. 

Agora, isso era aceitável? O “orgulho” de Yamai Zenjirou era algo tão trivial que poderia ser jogado fora tão facilmente?

(Se eu pensar um pouco calmamente, não há nada para se incomodar.)

Não era uma questão para preguiçosamente adiar até amanhã de manhã. Porque ele já tinha chegado a uma conclusão. 


Quando Zenjirou abriu os olhos com sua mente decidida ele olhou diretamente nos olhos castanhos avermelhados de Aura, inclinou-se sobre a mesa e disse categoricamente.

“Vamos nos casar, Aura-san!”

O “orgulho de um homem” de Yamai Zenjirou contou realmente nada. 

Comentários