Capitulo 1 Um convite dentro de um relogio de bolso (1)


21 de março de 2018. Aeroporto de Incheon.

Yeon-woo ajustou suas roupas enquanto atravessava o terminal do aeroporto.
Uma cabeça raspada com um uniforme militar ordenadamente arranjado. Uma bandeira coreana brilhava em seu braço, indicando que ele pertencia a um contingente militar.
Depois de organizar sua mochila, ele fez uma ligação.
Clique
“Sargento Cha reportando da Coréia.”
[Entendido. Acalme-se e tente confortar seus pais enquanto estiver ai.]
“Obrigado.”
Depois de expressar sua gratidão, Yeon-woo encerrou a ligação e desligou o telefone.
Voltando de uma viagem de três anos na África, ele se sentiu muito mais caloroso e pacífico na Coréia do que na África.
No entanto, a mente de Yeon-woo estava em perigo.
Com um cigarro na boca, tirou algo do bolso. Foi uma carta que ele recebeu durante sua missão.
A palavra “obituário” foi escrita na carta. Seu irmão mais novo havia desaparecido há cinco anos, e esse obituário agora o notificava da morte de seu irmão.


O funeral terminou.
As cinzas de seu irmão estavam espalhadas no mar em frente a Taejongdae, o lugar favorito de seu irmão.
Yeon-woo não tinha ouvido nenhuma notícia dele nos últimos cinco anos, mas agora ele havia retornado para ele dentro de uma urna fria.
“Isso é o que ele estava segurando quando o corpo foi encontrado.”
A pessoa que descobriu o corpo do irmão tirou uma pequena caixa.
Yeon-woo abriu com cuidado. A caixa continha duas coisas.
Uma era uma fotografia desbotada e a outra…
“… Um relógio de bolso?”
Na foto, seu irmão estava na frente de uma casa pobre, vestindo algum tipo de armadura medieval, ao lado de algumas pessoas com aparências incomuns.
Ele estava filmando um filme em algum lugar? Ele pensou.
Yeon-woo tinha vagado por todos os lugares, mas ele nunca tinha visto nada assim.
“Uhm …”
“Oh, me desculpe.”
Como Yeon-woo estava inconscientemente tocando na imagem de seu irmão na fotografia, a interrupção do homem o trouxe de volta aos seus sentidos.
Ao mesmo tempo, uma pergunta lhe veio à mente, mas não era um lugar apropriado para perguntar, então Yeon-woo só agradeceu ao homem e voltou para casa.


Ele calmamente olhou para a fotografia em seu quarto. Nele, seu irmão ainda estava sorrindo.
Eles eram gêmeos. Nascido com faces e características idênticas, e ainda assim eles eram tão diferentes.
Seu irmão era um estudante modelo, mas fraco e introvertido. Ele gostava de ler livros e assistir filmes.
Yeon-woo, por outro lado, era muito extrovertido. Ele também era atlético, portanto, aplicou tanto o PE como major, como a academia militar.
As pessoas ao seu redor ficaram surpresas com o quão diferentes elas poderiam ser.
No entanto, os dois sempre ficaram juntos.
O irmãozinho se apegava ao seu irmão distraído e lhe ensinava a estudar, e o irmão mais velho dizia ao irmão deitado na cama, sobre como as coisas divertidas e emocionantes estavam do lado de fora, várias vezes ao dia. Ambos eram dedicados um ao outro.
Mas então, com apenas um dia antes do CSAT, seu irmão mais novo havia desaparecido.
E muitas coisas mudaram desde então.
Sua mãe, que originalmente sofria de uma doença crônica, faleceu. Depois de procurar por seu irmão por mais de dois anos sem sucesso, Yeon-woo desistiu de tudo. Ele se alistou no exército como oficial não-comissionado, se voluntariou para ser despachado para a África e deixou a Coréia.
Foi nessa época que ele se tornou menos extrovertido e se tornou mais cínico.
Daquele ponto em diante, o contato com a Coréia havia sido naturalmente interrompido. Ele achou que nunca mais voltaria para a Coreia.
Mas agora, cinco anos depois, seu irmão havia retornado a ele como uma carta de obituário.
“…”
No começo, ele estava com raiva de seu irmão, que desapareceu sem dizer uma palavra e agora retornara assim. A primeira coisa que lhe veio à mente foi que seu irmão era tão autoindulgente (nota-seria irresponsável, mas de uma maneira mais associada a abandono) .
Mas quando o funeral começou, ele começou a se sentir vazio, como se sua alma estivesse sendo dilacerada. E quando ele espalhou as cinzas de seu irmão em Taejongdae, seu coração estava batendo muito forte.
(Nota-traduzir aqui foi difícil, a tradução direta seria “explodindo pelas costuras” que e meio estranho)
Ele queria perguntar o que havia acontecido com seu irmão, o que ele estava fazendo e por que ele tinha que voltar assim.
Mas seu irmão na foto não disse uma palavra. Assim como ele não disse nada nos últimos cinco anos.
“Ha …”
Yeon-woo colocou a foto no chão e checou o relógio de bolso.
Estava Velho e mal Cuidado, como se tivesse mais de cem anos de idade.
Apenas ‘XII’, o numeral romano para 12, e o ponteiro das horas foi deixado do relógio, e não estava funcionando. Ele levou para um joalheiro para consertar, mas a única resposta que ele conseguiu foi que estava enferrujado demais para consertar.
“Este é o presente que eu dei ao meu irmão naquela época.”
Quando tinham 19 anos de idade, no ano em que se tornaram alunos do terceiro ano do ensino médio, os irmãos deram presentes um ao outro em seu aniversário. O irmão mais novo lhe deu um livro para ele estudar, e Yeon-woo deu a seu irmão um relógio de bolso para lhe desejar sorte em seu CSAT
(nota-esqueci de dizer antes mas CSAT e meio que o vestibular/Enem brasileiro).
Este era o relógio de bolso.
Yeon-woo agarrou o relógio de bolso, O relógio escorregou e se prendeu perfeitamente na palma de sua mão. Foi o tamanho ideal.
(Nota-porra pra traduzir essa parte foi um inferno)
‘Eu sabia.’
Lembrou-se de como andava por todos os joalheiros, procurando um relógio de bolso que se encaixasse perfeitamente em uma das mãos.
Então Yeon-woo virou o relógio, e na parte de trás viu um nome escrito em letra cursiva em um canto.
JW CAH
…….
“Uau! Eu realmente precisava de um relógio. Obrigado mano. Comparado a um relógio digital, esse é muito mais legal ”.
“Puhaha! Como é? Seu irmão mais velho tem um bom senso de moda.
“Mas o que está escrito aqui? Parece que JW é meu nome, mas CAH? * pft * ”
“Hmm? Esse é o nosso nome de família, ‘Cha’. ”
“Como isso é ‘Cha’? É soletrado CHA!
“O que? Droga! Me dê isto.”
“Por quê?”
“Eu vou falar com o cara do joalheiro para consertar isso.”
“Tudo bem, não se incomode. Eu vou levar. De agora em diante, vou escrever o CAH sempre que escrever meu nome.

Então, o irmão mais novo confiantemente colocou o relógio de bolso no bolso.
Depois disso, o irmão mais novo escreveu orgulhosamente ‘CAH’ como seu nome quando foi solicitar um passaporte.
Naquela época, Yeon-woo sentiu-se ao mesmo tempo arrependido e agradecido.
Yeon-woo riu enquanto recordava sua memória passada.
Enquanto passava a mão pelo relógio de bolso, ele pressionou uma maçaneta por acidente.
Clique
‘Hã?’
Será que quebrou? Ele pensou.
O botão deslizou dentro do relógio.
Então de repente….

  • Tic * * Tac *
    O ponteiro das horas que parecia estar parado começou a correr.

Para o meu irmão mais velho que vai ouvir isso em algum momento no futuro.

Uma voz familiar foi ouvida dentro de sua cabeça.
“…!”
Yeon-woo subconscientemente levantou-se.
Era uma voz que ele não ouvia em cinco anos. Era uma voz que ele achava que nunca mais ouviria. Era a voz do irmão dele.

  • Thump * * Thump *
    Seu coração começou a bater como um louco.
    (Nota-a mano que raiva de novo bagulho de explodir e bater não explodir)

Quando você ouvir isso, acho que já estarei morto.

Não foi uma alucinação.
Yeon-woo checou se havia um gravador dentro do relógio de bolso, mas não havia em lugar nenhum.
A voz estava claramente falando dentro de sua cabeça.
Como isso é possível? Ele pensou.

Sinto muito. Todo mundo teve um tempo difícil por minha causa, não foi? Eu só queria encontrar um remédio para a mamãe. Pensei que poderia voltar para casa em breve, mas o tempo passou rápido demais.

“O que?”
Foi nesse momento que seus olhos ficaram tensos.

  • Whoosh *
    De repente, diante de seus olhos, uma enxurrada de memórias de seu irmão passou como um panorama.
    Foi um diário.

9 de outubro de 2013.
Uma estranha mensagem de texto chegou ao meu telefone. Ele disse que vai cumprir o que eu quiser. Nada mais foi escrito nele, apenas botões para decidir se quero entrar ou não.
Normalmente, eu teria ignorado a mensagem, mas não pude deixar de pensar que a mãe no hospital parecia cada vez mais abatida todos os dias.
Então, pressionei o botão “sim” para o caso de minha mãe se curar.
Nada havia mudado.
Eu me senti muito vazio. No final, foi apenas uma brincadeira.
(Nota-essa frase e meio estranha mais e a melhor tradução possível outros mudariam o sentido, ou era vazio ou era oco)
Mas daquele dia em diante, comecei a ter um sonho estranho.
Era um sonho onde escalava o que parecia ser uma torre infinitamente alta de 99 andares.

12 de outubro de 2013.
Definitivamente não foi um sonho!
Tudo estava claro. Era um mundo real.
Um mundo onde não apenas diferentes raças como elfos e anões, mas também monstros como orcs, trolls e dragões existem, e um mundo onde vários universos e dimensões se cruzam em um só lugar.
A torre está no meio, esperando que pessoas de todo o mundo a escalem. No momento em que uma pessoa atravessa o nonagésimo nono andar, ela se tornará um deus ou foi o que ouvi alguém dizer.
As pessoas apontaram para a torre e a chamaram
A Torre do Deus Sol,
Obelisco.
Mas isso não significa nada para mim. Em vez disso, a única coisa que importa é que em algum lugar desta torre existe um elixir que pode curar todas as doenças, a Penácea.
Com isso na minha mão, eu poderia salvar a mãe de sua doença.

28 de outubro de 2013
Eu fui capaz de me juntar a alguns amigos e começar a subir a torre.
Ainda assim, não foi nada fácil.
Nós tivemos que matar todos os tipos de monstros, e cada vez enfrentamos perigos mortais. Este lugar pode parecer um jogo, mas não é. É realidade. Se você morrer, tudo acabou.
Mas meus companheiros de equipe e eu somos talentosos. De volta à realidade, o meu corpo longe do poço sempre causou preocupações para a minha família, mas neste mundo, através das runas eu pude ver a luz.
Disseram-nos que éramos a primeira equipe a atravessar os primeiros dez andares em quatro dias.
Desde então, comecei a considerar seriamente.
Eu não seria capaz de viver minha vida no mundo real e na torre ao mesmo tempo.

9 de novembro de 2013
Eu me decidi.
Eu tentei explicar ao meu irmão sobre esse lugar. Mas sempre que eu o encarava, as palavras não saíam da minha boca. Eu digo, ‘existe um mundo chamado A Torre, e estou tentando Achar um remédio lá’?
Mas meu irmão, embora pareça rude por fora, ele tem um coração tão quente por dentro. O que ele diria? Aposto que ele se ofereceria para tomar o meu lugar.
Isso não pode acontecer.
Então, no final, decidi sair de casa. Eles estarão procurando por mim, mas levará apenas cerca de meio ano.
Tenho certeza que posso encontrar o elixir a essa altura. E assim, me desconectei do mundo real.

1º de dezembro de 2013
Meus companheiros e eu nos nomeamos ‘Arthia’.
Arthia é o melhor em todos os sentidos, tanto no trabalho em equipe quanto nas habilidades individuais. Estamos no topo do nosso jogo.
(Nota-Não entendi essa parte direito, mas seria que eles são os melhores no que eles fazem)
Nós então rapidamente atravessamos vários andares, e não há ninguém na torre que não conheça nosso nome.
Eu poderia conseguir segurar o Elixir muito mais rápido do que eu pensava.

······

7 de setembro de 2014
Nossa velocidade de escalada diminuiu. Achei que só precisaria de meio ano, mas agora preciso de mais um ano.

11 de novembro de 2014
Nós tivemos uma briga com alguns clãs de alto escalão que nos consideram uma monstruosidade. Agora temos mais obstáculos a superar.

······

31 de fevereiro de 2015
As negociações foram quebradas.
Uma guerra começou.

······

2 de julho de 2015
A aliança de clãs contra a qual lutamos acaba de desmoronar.
Arthia, que originalmente começou com apenas doze pessoas, agora se tornou um dos dez maiores clãs, todos os nossos companheiros de equipe se tornaram altos rankers.
E eu, líder de Arthia, subi para o nono lugar. Dizem que sou o melhor rankeador para entrar no top ten.
No entanto, não posso ficar aqui e celebrar.
Por causa da guerra, não tivemos tempo de encontrar o elixir. Precisamos pegar nossa velocidade e subir a torre.

······

4 de março de 2016
Eu encontrei alguém que amo.

······

19 de setembro de 2016
Outra guerra começou.
Uma inimizade entre Arthia, que quer subir mais alto e outros clãs de alto escalão que querem manter o status quo, surgiu. Eu tenho tentado o meu melhor para persuadi-los, mas não é fácil.
Para piorar a situação, alguns de nossos colegas de equipe concordam com suas ideias. Eles simplesmente não podem expressar suas opiniões porque estão preocupados.
Mesmo que eu soubesse disso, eu pressionei nosso clã para continuar subindo a torre, então não pudemos evitar conflitos.
Mas mesmo agora, o tempo continua fluindo.
Eu sinto que estou ficando louco.

······

2 de janeiro de 2017
Arthia está agora em quinto lugar. No entanto, a guerra ainda não terminou e todos estão muito cansados.

······

6 de junho de 2017
Encontramos um traidor no nosso clã.
Nós fomos capazes de matá-lo antes que ele pudesse se levantar, mas foi o suficiente para causar uma ruptura entre os nossos companheiros de equipe. Todos começaram a desconfiar um do outro.
Nossos membros estão deixando o clã um por um.

1º de julho de 2017
Meu corpo parece mais pesado.
Eu fui envenenado.

30 de outubro de 2017
Metade dos nossos membros já deixaram o clã. Continuamos perdendo batalhas e agora não nos atrevemos a subir os andares mais altos. Eu tentei pedir a todos para procurar o elixir, mas não consegui obter qualquer tipo de informação sobre isso.
E meu corpo está lentamente se quebrando.

1º de novembro de 2017
A pessoa que eu amava me deixou com uma adaga espetada no meu coração.
(Nota- esse espetada foi a única palavra que achei para não mudar a frase quase por inteira, tinha a palavra penetrado, mas fica em um contexto meio estranho, se é que vocês me entendem ;)
Eu mal conseguia bloqueá-lo com minha habilidade, mas não consegui continuar suprimindo o veneno. Meu corpo está começando a apodrecer.

30 de dezembro de 2017
Tenho saudades do meu irmão.

······

1º de fevereiro de 2018
Eu sou o único que sobrou em Arthia.
Por que as coisas deram tão errado?
Foi porque eu confiei demais nas pessoas? Ou foi porque eu estava muito absorvido em satisfazer minhas próprias necessidades, e esqueci de cuidar dos meus companheiros de equipe?
Se não….
Foi porque eu deixei minha família?

28 de fevereiro de 2018
No último dia de fevereiro, finalmente consegui colocar minhas mãos no elixir.
Agora eu preciso encontrar uma maneira de mandar para casa, mas não há como eu conseguir. Eu não posso deixar a Torre mesmo se eu quiser, estou sendo cercada por outras pessoas.
Talvez eles pensem que eu vou tratar o meu veneno com isso se eu sair.
Todo mundo está vindo para me matar. Não havia ninguém do meu lado.
Agora eu sei.
O fato de que há apenas uma pessoa em quem posso confiar.
Mas não posso mostrar minha fraqueza.


Então este é o fim do meu diário. Eu acredito que se eu deixar este diário, meu irmão encontrará uma maneira de chegar a este lugar.
Se é você, irmão mais velho, você pode recuperar o Elixir e trazê-lo com segurança para a nossa mãe.
Capitulo(1) Completo

Comentários