SS: Capitulo-25-Gula

(Ambrogino)- Olá, mestre.

(Cael)- Olá, eu sei que já devem ter falado mas meu nome e cael.

Ambrogino parecia um menino reservado, e quieto. Tendo a aparência de um jovem de 12 anos.

Ele era bem pálido, seus cabelos cinzas e seus olhos vermelhos, muito diferente de sua aparição anterior em sua forma death reaper, porém ele contunuava com a mesma cartola.

(autor) “Ele veio do purgatório então não deve possuir memorias, se isso for como em um jogo o purgatório seriam códigos(praticamente um limbo), que iriam ficar armazenados e  só seriam ativados em atualizações, eventos, ou após certas condições serem completas. Então ele é basicamente um recém nascido”.

  (Ambrogino)- Sim, mestre.

  “Parece que ele não e de falar muito e suas expressões não revelam seus pensamentos”.

(Cael)- Me responda você lembra de algo antes de eu te invocar?

Cael queria saber se ele conseguiu manter suas memorias do purgatório.

(Ambrogino)- Não.

(Cael)- Qual é a sua primeira memoria?

(Ambrogino)- O senhor me nomeando.

Enquanto ele fala isso seu rosto mostra um pequeno traço de felicidade que logo se desfaz.

(Cael)- Entendo, aproveite bem a festa.

(Ambrogino)- Mestre gostaria de pedir algo.

(Cael)- Pode dizer.

(Ambrogino)- Gostaria de algum lugar onde possa testar meus experimentos, seria bom se o local fosse na área central.

Cael se pergunta que experimentos seriam mas resolve descobrir depois.
(Cael)- Esta bem, pedirei a lichie para construir um local apropriado.

(Ambrogino)- Obrigado!

Ambrogino faz o cumprimento padrão, e se senta perto de alguns goblins e começa a comer.

(Cael)- Ele e um bom menino.

(Gobu)- Sim ele e bem trabalhador e curioso especialmente sobre venenos.
(Cael)- Deve ser por causa da falta de memorias.

Cael então vai até os primos para perguntar sobre o novo morto vivo.
(Cael)- Primos queria falar sobre o novo morto vivo.

(Primos)- Entendido, senhor me acompanhe.

Cael vê claras mudanças em primo, sua aura esta maior em suas mãos à dois aneis e um de seus dentes é de ouro.

(Cael)- Você evoluiu?

(Primos)- Sim. Virei um esqueleto mago negro e completei algumas missões raciais, e ganhei dois anéis de grau ouro que aumentam minha mana e um dente que aumenta a força das magias.

  (Cael)- Bom trabalho,  agora você pode seguir o caminho que quiser.

(Primos)- Não se preocupe mestre, eu gosto muito de magia.

Cael e primos continuam a andar até chegarem a uma grande cabana, lá dentro cael vê alguns corpos de animais, sem se incomodar muito com isso.

(Primos)- Bem eu criei um tipo de morto vivo novo que será util, mas fiz alguns experimentos.

(Cael)- Okay, me conte tudo.

(Primos)- Bem, para criar o esqueleto eu utilizei uma pedra de mana comum e ossos comuns mas, não coloquei elementos de resistência nele, e elementos de veneno ou de outros tipos além da magia negra assim criando um esqueleto comum, ele e bem mais fraco que os normais e só duram poucos minutos no sol, antes de virarem poeira então dei como um fracasso.

Fiz ele de muitas formas modificando os ossos mas sempre o mesmo resultado.

Mas o morto vivo que importa é esse aqui.

Primos retira um pano onde um corpo de orc está. Embaixo o corpo parece mole apenas com gordura.

(Cael)- O que e isso?

(Primos)- É um morto vivo feito apenas de carne e músculos, não tendo ossos são bem moles mas o que importa e quando se passa alguns dias eles viram montes de carne eles se movem devagar mas sua defesa e quase o triplo de quando estavam vivos!

(Cael)- O triplo? Como isso e possível?

(Primos)- Bem depois da retirada dos ossos, e de passar alguns dias antes de virar morto vivos seus corpos são consumidos por dentro, virando liquido e ao utilizar magia aquele liquido volta a ficar um pouco solido, mas não retorna assim tão sólidos pois seus órgãos já se fundiram e seus músculos se juntam, a pele e a gordura ele se torna literalmente um monte de carne feita de carne e musculo, isso faz sua resistência aumentar bastante principalmente por não ter órgãos internos, sem fraquezas internas.

(Cael)- Interessante eles se transformaram em um tipo de slime de carne, correto?

(Primos)- Correto. Seria isso, mas temos um problema, venha comigo senhor.

(Cael)- Para onde?

(Primos)- Quero que o senhor conheça, o glutton.

Cael e primos saem da cabana e vão para os muros que aumentaram de tamanho, e agora a guardas esqueletos na vigia.

(Cael)- Por que estamos indo para floresta?

(Primos)- Quando chegarmos lá você vai intender

(Cael)- Okay então.

Primos e cael continuam a andar ate uma caverna  entrando, nela havia um grande buraco.

Olhando lá cael vê algo que poderia ser dito como a imagem do inferno.
Um amontoado de carne com mais de vinte metros com mãos e rostos, que saiam do local que pareciam estar sofrendo.

(Cael)- O que e isso ?

(Primos)- Mestre, conheça glutton a massa de carne, eu retirei os ossos deles para criar esqueletos e oque sobrou da carne como ninguém iria se alimentar dos orcs, lichie mandou jogar os orcs mortos aqui, com minha curiosidade decidi utilizar magia negra e o resultado? É o que você vê ai.

(Cael)- Ele está sofrendo?

(Primos)- Não ele não sente dor, as almas dentro dele estão se fundindo esse processo pode demorar anos, até eles decidirem uma forma para assumir, mas se tornara um ser incrível quando acontecer!

(Cael)-a quantas almas ali?

(Primos)- Por isso eu chamo de glutton, havia mais de 10 mil almas ali, depois que nasceu sugou todas as almas que estavam na floresta, por isso ele tem o titulo de devorador de almas.

(Cael)- Alguém mas sabe disso?

(Primos)- Apenas eu, gobu e lichie.

(Cael)- Vou deixa-lo dentro do meu armazenamento, nunca deveríamos mostrar isso para ninguém.

(Primos)- Okay

Cael coloca glutton dentro de seu armazenamento, depois o grupo sai da caverna e retornam a vila.

Nota: glutton pode ser interpretado como a gula, um dos 7 pecados capitais.

Revisado: drakenfelps

Comentários