SS: Capitulo-33-Cidade Ruim

(Cael)-vamos continuar a seguir pela cidade eu as levarei onde quiserem.

Cael manda os bandidos agora seus subordinados procurarem um lugar para montar uma base, ficam com ele apenas puri, gobu, ogarou, Carla, édipo, e níniel.

Enquanto caminhavam pela cidade eles atraíram muitos olhares, alguns curiosos outros horrorizados por aquele ser verde e aquele orc que estava andando de mãos dadas com uma mulher gigante com roupa de empregada, mas a maioria era apenas curiosidade.

(Menino)-ei moço por que você e verde, e tão feio

Um menino de uns 9 anos vestindo roupas bem velhas e sujas pergunta para édipo

(Édipo)-édipo feio?, vuce quí e feio

(Menino)-haha o moço fala engraçado
O menino abre um grande sorriso e fica observando édipo ele se agarra no braço de édipo, édipo levanta e desce o grande braço fazendo o garoto subir e descer o sorriso e as risadas do menino aumentam outras crianças aparecem e começa a brincar com édipo

As pessoas que olhavam com curiosidade e medo depois de ver aquilo se sentiram aliviadas mas isso pareceu um sinal de fraqueza para algumas outras pessoas

As crianças continuaram a seguir o grupo brincando com édipo, cael não ligou muito para aquilo, e continuou a andar por ai comprando tudo que via pela frente, eles passaram por uma barraca e compraram comida para todas aquelas crianças enquanto estavam comendo o menino que começou a falar com édipo, por acidente bateu em um homem e derrubou um pouco de comida na roupa do homem, que vestia roupas bem mais elegantes e estava com alguns homens grandes o cercando

(Menino)-desculpa moço, eu não o vi.

O homem nem dá atenção para o garoto ele puxa uma espada

(Homem)-você sujou um nobre você deve perder um dos olhos para aprender

As pessoas que viam aquilo só podiam olhar com pena pro garoto que já tinha lagrimas nos olhos

O homem já ia levantar a espada para acertar o garoto quanto uma mão verde segurou sua cabeça

(Édipo)-URRO DO OGRO, ooooooooooohhh!!!!!
(Faz o urro)

Com um grito todos que estavam na área tamparam os ouvidos, o homem com roupas nobres tinha sangue saindo do ouvido e já havia desmaiado, essa habilidade utilizava intimidação via ondas sonoras dando um estado de medo ao inimigo

Os homens pegaram o nobre desacordado e o levaram embora correndo o menino se levanta e começa a chorar édipo o pega e coloca nas suas costas depois de um tempo o menino volta a sorrir

O grupo então decide levar o menino para a casa

Aquele evento passou para a cidade em uma proporção incrivelmente rápida, um grupo de mercenários com lobos gigantes, que pode ignorar um membro de alto escalão dos mercadores da trevo do leste, ainda atacar um nobre de rank 7 em plena luz do dia sem medo das consequências

Essas noticias também diziam que o grupo tinha um lider que andava com uma mulher incrivelmente linda e uma rara fada, junto deles ia um orc musculoso uma barbara de 2 metros e um ser verde gigante que gostava de crianças

Alguns grupos mercenários se sentiram ameaçados, e essa noticia chegou ao maior grupo que controlava os serviços de 5 cidades próximas dali, o lider não levou aquele grupo muito a serio mas ele queria aqueles lobos gigantes, os nobres queriam justiça por um plebeu atacar um nobre mas o barão simplesmente os ignorava

Voltando ao grupo

Cael acompanha as crianças de volta para sua casa depois de andar bastante eles chegaram a maior parte da cidade o gueto a maioria da população vivia aqui as casas não eram arrumadas e as ruas cheias de buracos dava para ver mendigos e prostitutas, por toda área um cheiro de morte permeava.

“Esse não e um lugar para crianças”

depois de andar muito eles impediram alguns ladrões e chegaram a uma área mas arrumada aqui seria o lugar onde viviam as pessoas com renda mais baixo não era nada comparado a área dos ricos mercadores mas era melhor que os guetos, essa cidade era enorme mas pelo que ele sabe havia apenas aquela área de ricos o resto da cidade era constituída principalmente de guetos.

Eles continuaram pelo caminho até acharem um igreja onde havia uma mulher que não estava vestida de freira mas com um vestido vermelho bem sedutor ela tinha a aparência de uma jovem de 16 a 17 anos tinha cabelos castanhos claros semelhantes ao de cael antes de transformação ela não era tão bonita mas mesmo assim sua aparência não era tão ruim, Cael a conhecia

(Mulher)-crianças por que demoraram tanto

(Menino)-desculpa sister mas o moço nos ajudou e deu coisas para nos comermos a e bom

A mulher dá um beijo na testa do menino e o manda para dentro

(Mulher)-obrigado, e desculpa o inconveniente

(Cael)-claro, eles são só crianças, mas posso perguntar uma coisa?

(Mulher)-mas e claro

(Cael)-bem e que pela sua aparência você não parece ser uma freira

A mulher puxa um cigarro e o assente

(Mulher)-bem jovem as vezes você precisa fazer de tudo para conseguir alguma coisa, todos sentem fome não é?

(Cael)-entendo, eu vou criar um grupo mercenário, aqui na cidade você gostaria de um emprego?

(Mulher)-eu agradeceria, mas tenho que cuidar das crianças

(Cael)-bem meu amigo grande ali gosta das crianças então pode trazer elas também eu cuidarei de tudo

(Mulher)-por que esta fazendo isso por mim, eu nunca fiz nada por você!

(Cael)-isso e pelas crianças, e eu não quero que nenhuma criança passe fome na minha frente, igual eu passei por ai, e  você já vez muito por mim
A mulher se ajoelha no chão com lagrimas nos olhos

(Cael)-por que esta chorando

(Mulher)-e por que, eu já havia perdido as esperanças  não havia mas nada a fazer muito obrigada, muito obrigada, mas eu não mereço isso leve só as crianças com você

(Cael)-você e igual aquela época não é?, levante dai e vai cuidar das crianças esse era seu sonho não é?, Sister Laura

(Laura)-Cael?

Autor- isso vocês não esperavam né?

Comentários