SS: Capitulo-36-Primeiro cliente

(Lider da guarda) — Ultimo aviso, saiam desarmados e com as mãos para cima!

Cael morde um grande pedaço de panqueca e bebe um pouco de suco para ajudar a descer, então ele acena para édipo e gobu o seguir, e mandou os outros esperarem.

Cael então vai para o lado de fora.

(Nota Autor) — Tem dois lideres da guarda, o lider da guarda dos muros e o lider da guarda pessoal do barão).

O lider da guarda era um homem alto bem forte usava uma armadura dourada, tinha um grande bigode em forma de ancora(bigode do barba branca), exalando uma aura poderosa, mas que para Cael era como uma brisa.

O lider vê apenas um jovem saindo da mansão

(Lider da guarda) — Ei moleque chame seu chefe, isso e uma ordem!

Logo após essas palavras um machado de quase 2 metros saiu pela porta sendo segurado por um ser de 3 metros, muito corpulento só a grossura dos seus braços era igual ao abdômen de um homem adulto.

(Édipo) — É pra matar?

(Cael) — Não, fique quieto aí.

Édipo então arremessa os dois machados no chão com um boom.
E senta-se atrás de Cael, e mesmo sentado ele continua maior que cael.

(Cael) — Sou o chefe, algum problema?

Logo após falar isso Gobu aparece e senta no ombro de Édipo e começa a comer algumas frutas.

(Lider da guarda) — Você esta sendo acusado de sequestro, roubo, ameaça, construção ilícita e sonegação de impostos!!

(Cael) — Você poderia repetir, eu não entendi direito.

Naquele momento cael segurava o machado de édipo, por algum motivo os machados não deixavam ninguém ergue-los, apenas Édipo e Cael poderiam fazer tal feito.

(Lider da guarda) — Sequestro, roubo, ameaça, construção impropria e não pagamento de impostos

O homem já estava tremendo na base, mas como lider da guarda continuava a manter a postura encararando Cael.

(Cael) — Quando você apresentar as provas irei para qualquer lugar com o senhor.

(Lider da guarda) — As diversas acusações de diferentes pessoas contra o senhor.

(Cael) — Deixe me ver quem foram os acusadores, um mercador querendo se aproveitar de mim, um nobre que deve ter varias acusações jogadas para debaixo do tapete, um corretor mentiroso, ladrões que desapareceram, oque seria um problema?

(Lider da guarda) — Isso, é um pouco…

O lider da guarda fica sem fala

(Cael) — Agora me diga quais foram as reais acusações?

Cael assobia e seus lobos vem.

(Cael) — Seria de quem que roubei esses lobos gigantes aqui?

(Lider da guarda) — De um mercador.

(Cael)- Então, porque eles me obedecem?

O guarda fica em silêncio.

(Cael) — E também seria eu que roubei esse terreno? Sendo que tenho sua escritura.

(Lider da guarda) — Mas e a falta de pagamentos de impostos

(Cael) — Eu cheguei nessa cidade ontem, estou sem saber como se paga eles.

(Lider da guarda) — Bem só me entregue 3 moedas de prata, e falarei com o barão que os problemas foram resolvidos.

(Cael) — Muito obrigado, se precisarem de nossos serviços estaremos aqui, e só um aviso ao senhor lider da guarda se mais alguém aparecer aqui me acusando antes do café da manhã, julgo que o senhor terá que voltar com mais uma acusação.

(Lider da Guarda) — E qual seria?

(Cael) — Homicídio.

Cael então finge que derrubar o machado de Édipo no chão, e acaba cortando um dos lados do bigode do lider da guarda.

(Cael) — Estamos entendidos?

(Lider da guarda) — Sim.

Os lider da guarda e seus Soldados saem tremendo, um pouco depois alguns guardas aparecem protegendo a casa.

(Cael) — Bem agora poderei tomar meu café em paz, vamos lá.

Cael entra na casa e volta a tomar café, de vez em quando ele ouve alguns sons do lado de fora de lutas e reclamações que são logo parados, quando ele termina de comer um dos guardas da cidade aparece.

(Guarda) — Com licença senhor!

(Cael) — Fale a algum outro individuo com quem devo lidar?

(Guarda)- Julgo que não, na verdade é um cliente.

(Cael) — Isso, nosso primeiro cliente bom, bom vamos lá.

Cael então manda o cliente entrar.
Um homem com roupas de qualidade, mas com um olhar triste aparece.

(Cliente) — Olá meu nome é ….. sou um terreiro da região, meu gado esta sendo atacado por algum tipo de monstro e queria que vocês cuidassem disso para mim, darei 10 moedas de prata grande.

//ajude o fazendeiro//

Missão rank D

Premios:

10 moedas de prata.

Titulo mercenário aprendiz.
Bonus de tempo 1h:

Titulo amigo das massas. (+ carisma com a população)

Penalidades:

Nenhuma

(Nota — não irei desperdiçar nomes com figurantes)

(Cael) — Aceitamos o trabalho.

(Cliente) — Muito obrigado senhor, eu o levarei ao meu terreno.

(Cael) — Já que é o primeiro trabalho eu mesmo irei, venha Édipo, Gobu.

(Cliente) — Apenas vocês três?

(Cael) — Sim, somos suficientes.

(Cliente)-Okay, o levarei comigo.

O cliente queria pegar uma carruagem mais cael invocou um lobo, meia hora depois eles já haviam chegado na fazenda do cliente que do lado a uma pequena floresta.

(Cliente) — Que velocidade eu queria um desses para mim

(Cael) — Você pode comprar um, são apenas 25 moedas de ouro.

(Cliente) — Eu não tenho essa quantia enorme as 10 moedas de prata grande são todas as minhas economias.

(Cael) — Bem vamos logo ao serviço.
Cael invoca 100 esqueletos soldados negros e os manda vasculhar o local, e apenas senta em uma rocha e fica paquerando Gobu enquanto Édipo brinca com as vacas.

O cliente pensa.

“Com quem que eu me meti? ”

Cerca de 10 minutos de espera, ouvem-se alguns sons algo sendo arrastado, então 10 esqueletos voltam com um grande urso de dentro da floresta.

(Cliente) — Meu deus é e um urso da montanha deve ser um de nível 35.

(Cael) — Encontraram mais alguma coisa?

Os esqueletos movem a cabeça em sinal negativo.

(Cael) — Pronto me livrei do problema

(Cliente) — Muito obrigado vou contar sobre vocês para todos os terreiros da região.

(Cael) — Claro qualquer se você tiver o dinheiro nos faremos

Cael então vai pra perto do urso que ainda esta vivo e usa domar, dá certo então ele usa cura no urso guardando-o no espaço de armazenamento. Recebe o pagamento e se despede-se do terreiro

(Cael) — Adeus, se você tiver dinheiro pode sempre contar conosco.
Cael então retorna a cidade tranquilamente.

(Cael) — Foi um trabalho simples viver a vida assim seria ótimo.

Drakenfelps — Nota:(Continuo querendo que ele mate todo mundo).

Comentários